As comidas típicas do Ceará: 7 pratos da gastronomia cearense

Quinta-feira é dia de caranguejo. Quem é de Fortaleza conhece bem a tradição, e quem chega de visita logo aprende que existe um dia reservado na semana só para a apreciação do crustáceo. Um lugar que dedica tanta atenção assim para uma comida só podia estar num estado cheio de riquezas gastronômicas. Nesta lista, fiz uma seleção das comidas típicas do Ceará que provei por lá – e incluí algumas que não cheguei a comer, mas sobre as quais ouvi falar muito bem.

A culinária cearense, assim como boa parte do que chamamos de “comida brasileira”, é uma mistura muito bem sucedida dos sabores portugueses, indígenas e africanos. Por lá, as especialidades são baião de dois, carne de sol e muitos frutos do mar. Mas até quem não come carne consegue sobreviver bem, graças a itens como rapadura, queijo coalho, tapioca, castanhas e caju. No quesito temperos, a comida cearense não é tão picante, mas é cheia de gostos marcantes, como o do pimentão, da pimenta de cheiro e do coentro. Aliás, se você for do time pró-coentro, estará feito!

Comidas típicas do Ceará:

  • Caranguejada

Comidas Típicas do Ceará: Caranguejada

Tem muita gente reivindicando a origem do costume de comer caranguejada nas noites de quinta-feira. Uma das teorias mais famosas é que ele nasceu em 1987, numa barraca da Praia do Futuro, que hoje se chama Chico do Caranguejo e é tradicional ponto de venda do prato. Quando estive em Fortaleza, em junho de 2018, o guia que acompanhou o meu grupo contou que quinta só é a noite do caranguejo porque os outros dias da semana já estavam todos ocupados com outras tradições cearenses. Mas ninguém diz que terça é dia de buchada ou sexta é dia de pirão, por exemplo. Só a quinta ganhou esse sobrenome gastronômico.

Na minha passagem pelo Ceará, provei a caranguejada do Crocobeach, uma barraca gigante com vários ambientes que também fica na Praia do Futuro. Lá, o caranguejo é cozido com leite de coco e servido com pimentões, tomates, coentro e outros temperinhos. Fora o leite de coco, que é de lei, a receita varia de um restaurante para o outro. O que todos têm em comum é: você vai se sujar.

Para quem nunca provou esse prato, já adianto: comer caranguejo é uma experiência multissensorial. Ele é servido com um martelinho que serve para facilitar a retirada das patinhas. Depois de uns golpes de leve (ou talvez nem tanto), é só dar uma torcidinha na pata que ela se descola do corpo, e libera um pedacinho de carne para você comer. Tem que por a mão na massa – e esse processo vai te deixar todo melecado. Mas ninguém vai ligar se você lamber os dedos depois. Até porque o caranguejo, em si, não tem tanta carne assim. Mas a caranguejada costuma vir com várias entradinhas (pastéis, casquinha de siri, risoto de camarão, etc) para forrar o estômago.

  • Peixes e moqueca

Comidas típicas do Ceará: Moqueca

Não sou muito dos peixes – e desde que reduzi as carnes do meu cardápio, praticamente só como no sushi ou no ceviche. Mas abri exceções para os peixes cearenses, servidos inteiros na bandeja com alguns temperinhos. Nos restaurantes na beira de praia, a gente encontra peixes típicos da região, como a cavala, a pescada-amarela, o robalo e o pargo. Foi esse que eu provei (e aprovei) num restaurante na entrada do Beach Park, em Aquiraz.

Mas nada supera a moqueca, um cozido de peixe com legumes e ervas. A moqueca cearense é ideal para ser apreciada junto com o pirão, que é basicamente o caldo da moqueca engrossado com farinha de mandioca – herança das culinárias indígena e africana. Cada um faz a moqueca como preferir, e o preparo costuma esconder segredos. Lá no Ceará, um desses segredos é o suco de caju, que dá um gosto inconfundível.

  • Caju

Falando na fruta, ela merece um destaque nesta lista só porque é a origem de diversas iguarias em terras cearenses. A castanha de caju é famosa em diversos lugares do nordeste brasileiro. E vale a pena reservar um espacinho na bagagem de volta para ela: nas feiras, sai pela metade do preço encontrado em São Paulo, por exemplo.

Mas a importância do caju vai além. Quem passar pelas barraquinhas da Feirinha Beira Mar, em Fortaleza, vai ouvir um monte de vendedores oferecendo produtos derivados da fruta, desde rapadura até vinho. Aliás, recomendo fortemente degustar o tal vinho de caju, junto com uma dose de licor de jenipapo.

Comidas Típicas do Ceará: Vendedor oferece vinho de Caju em feira de fortaleza

Vendedor oferece degustação de vinho de Caju em feira

  • Baião de Dois

De que vale um risoto para quem pode ter um baião de dois bem molhadinho com queijo coalho, né? Mas o baião cearense não leva carne seca (ou charque) como outras versões do prato comuns Brasil afora. A receita, que leva arroz, feijão, cheiro verde, cebola, pimentão, tomate e geralmente alguma carne picadinha (linguiça ou toucinho), já é famosa no Brasil inteiro – e a fama se justifica. Em praticamente qualquer canto do Ceará você encontra variações apetitosas do baião.

  • Galinha à cabidela

Talvez você conheça esse prato como “frango ao molho pardo”. Mas foi com outro nome que a iguaria chegou de Portugal e criou raízes na cozinha cearense. Trata-se da galinha cozida em seu próprio sangue, com vinagre, limão e alguns temperos. Por causa do sangue na receita, não é qualquer um que tem a habilidade (ou o estômago) para preparar.

  • Paçoca

Sabe aquele docinho feito de amendoim triturado? Pois é, a paçoca nordestina não tem nada a ver com isso. Ela é basicamente uma farofa de farinha de mandioca com carne de sol e outros ingredientes que “dão a liga”. Por causa da minha restrição alimentar, taí outro prato que eu tive que pular. Mas confesso que deu vontade de experimentar.

Tudo por causa da carne de sol, que é um ingrediente frequente nos pratos nordestinos. Aliás, o hábito de conservar a carne “ao sol”, com sal, veio dessa região do Brasil (para só depois ser importada pelos gaúchos) graças aos costumes indígenas no período colonial. Pelo menos é o que dizem os guias turísticos do Ceará.

  • Buchada e sarapatel

De bode ou de carneiro: a buchada é um preparado de vísceras temperadas e cozidas em bolsas feitas do estômago (ou bucho) do próprio animal. Também não é um prato fácil de se fazer em casa – não é todo mundo que tem no quintal um carneiro ou um bode disposto a ceder suas entranhas.

Outro prato bem apreciado no Ceará feito a partir dos órgãos internos dos animais é o sarapatel. Costuma-se usar carne de porco, ovelha ou cabras, com um ingrediente especial: o sangue do bicho. No caso do sarapatel, a carne é servida em forma de guisado.

Outras comidas típicas do Ceará e nordeste brasileiro

É claro que, numa visita ao Ceará, você poderá provar o sabor de diversas receitas – e com grandes chances de sair lambendo o prato. Tem camarão, lagosta, cuscuz (o tipo nordestino, bem diferente do paulista), tapioca, bolo mole (um tipo de pudim mais firme), rapaduras de todas as texturas e sabores.

Para beber, nunca faltarão opções de frutas que talvez você nunca tenha experimentado, se passou a vida inteira mais ao sul. Tem sapoti, siriguela, pitomba, cajá, murici… É facinho encontrá-las na lista de sabores de sorveterias também. De todo jeito, comer bem nunca será um problema enquanto você estiver no Ceará – e sempre será um ótimo motivo para retornar.

A visita do 360meridianos ao Ceará foi feita a convite da Secretaria de Turismo do estado. 

Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Otávio Cohen

Cresci lendo muitos livros e assistindo a muitos filmes. Deu nisso: hoje vivo de contar histórias. Por coincidência, algumas das melhores acontecem longe de casa. Por isso, de vez em quando, supero o medo de avião e a saudade do meu cachorro para ir em busca de uma nova história.

  • 360 nas redes
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um comentário sobre o texto “As comidas típicas do Ceará: 7 pratos da gastronomia cearense

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.