As comidas típicas do sul dos Estados Unidos

O prato mais famoso dos Estados Unidos pode até ser o hambúrguer com batata-frita, mas nem tudo é fast-food por ali. Nos estados sulistas, aquela faixa que vai da Virginia ao Texas, predomina uma tradição gastronômica riquíssima em cultura, temperos e história. No passado, esses estados viviam um regime de plantation. Quem se lembra das aulas de geografia no colégio já sabe que esse tipo de propriedade agrícola se baseava em três fatores: monocultura de exportação, latifúndio e utilização de mão de obra escravizada.

Por isso, o uso dos alimentos que eram produzidos nessas fazendas acabou se tornando a base da culinária local, como o feijão, o milho e o arroz. Os africanos (e descendentes) que foram sequestrados em suas terras e escravizados nas Américas levaram consigo ingredientes e temperos que ainda hoje são bastante consumidos por ali. E, assim como criaram uma forte tradição musical naqueles estados, também imprimiram sua marca na gastronomia, hoje conhecida como soul food, ou comida da alma. No interior do país, predominam as carnes bovinas e de porco, já pela costa, peixes e frutos do mar são quase que obrigatórios em todos os pratos.

Culinária Cajun e Creole

No estado de Louisiana, a gastronomia contou ainda com a influência de colonos franceses e espanhóis. Expulsos da região de Acádia, no Canadá, após a mesma ter sido dominada pelos britânicos, eles acabaram por se instalar nessa parte dos Estados Unidos que, na época, era também uma colônia francesa. Por lá, ficaram conhecidos como Acadians, e daí o termo cajun.

Esses imigrantes se estabeleceram por ali como agricultores e pescadores e passaram a utilizar as técnicas da culinária francesa adaptadas aos ingredientes locais. Mas essa é considerada uma comida mais rústica, do campo, sem tanta diversidade de ingredientes. Foi nessa época que elementos como a cebola, o aipo e o pimentão foram introduzidos nas receitas, assim como o alho, a páprica e a cebolinha.

Os descendentes dos franceses, espanhóis e outros imigrantes europeus nascidos em solo americano eram chamados “creoles”. Mais tarde, o termo passou também a incluir os descendentes de africanos escravizados e a população negra liberta que crescia na região. Por ter nascido com mais influências – que incluem a comida italiana, espanhola, africana, alemã, caribenha, indígena e portuguesa -, diversidade de ingredientes (alguns deles considerados exóticos) e mais recursos, é considerada uma gastronomia mais urbana e refinada que a cajun, embora ambas sejam de dar água na boca.

Os principais pratos da cozinha do sul dos Estados Unidos

Shrimp and Grits

Shrimp and Grits - Comida do sul dos EUA

Foto: Shutterstock, Por Aimee M Lee

Famoso prato de café da manhã ou servido como acompanhamento em outras refeições, o grits se parece com a nossa canjica. É um mingau de milho moído que pode ser servido doce ou salgado. A preparação mais comum inclui camarões, o tal do Shrimp and Grits, mas também pode ser servida com queijo, ovos e bacon. A receita tem origem entre os nativos americanos.

Peixe e frango fritos

Peixes e frangos empanados e fritos também são muito comuns por ali e podem ser servidos com uma variedade de molhos – barbecue, buffalo, para citar os mais famosos -, ou acompanhados de batata-frita.

Gumbo

Prato marcante da culinária cajun, o Gumbo é um guisado preparado com vários tipos de carnes ou mariscos, muitas vezes acompanhado de arroz. A sopa é engrossada com roux, um molho feito com farinha e gordura que é muito utilizado na culinária da região, ou quiabo. Em seguida, são adicionados cebola, aipo e pimentão, e, por fim, as carnes ou mariscos que vão compor o guisado. E, como estamos falando de comida americana, salsichas e bacon também são adicionados com frequência. O Gumbo é considerado o prato oficial do estado de Louisiana.

Ostras

Servidas com limão e molhos, as ostras são muito populares na região costeira do sul dos Estados Unidos, em especial entre a Baía de Apalachicola e Panamá City, na Emerald Coast, área conhecida por produzir as melhores ostras do mundo.

Barbecue

Sabe aquela famosa costelinha assada no molho barbecue que todo mundo ama? Pois ela vem diretamente do sul dos Estados Unidos e é considerada o prato mais tradicional do churrasco americano. No passado, era consumida por pessoas escravizadas na região, que tinham o hábito de cozinhar a fogo lento as partes menos nobres do porco. Para acompanhar, peça um milho na espiga, salada de repolho ou batatas assadas.

Jambalaya

Panela de jambalaya, comida típica do sul dos Estados Unidos

Foto: Shutterstock. Por Brent Hofacker

Imagine uma paella espanhola. Porém, no lugar dos frutos do mar, coloque muito frango, chouriço, lagostim, camarões, pimentão, aipo, cebola, tomilho e pimenta-caiena. Pronto, você tem a jambalaya, outro prato que foi um presente da diversidade cultural de New Orleans para o mundo. Há ainda versões com carne de peru e, pasmem, de jacaré.

Grillades

Grillades são medalhões de carne bovina ou de porco, servidos com molho ou como acompanhamento para o grits e muito populares nos cafés da manhã ou brunches dos estados sulistas. Apesar do nome, não são medalhões grelhados, mas fritos. O molho que acompanha é feito de roux – lembram que eu falei dele lá em cima? – ou tomate.

Etouffee

Étouffée é um prato de frutos do mar ou frango cozido em um molho feito também de roux e tipicamente servido com arroz. A versão mais popular leva lagosta, mas camarões e caranguejo também são muito utilizados. A palavra vem do francês e significa “sufocada”, em referência à técnica para preparar o prato: cozinham-se os frutos do mar em uma panela tampada cheia d’água e em fogo baixo.

Tomates verdes fritos

Não, não estou falando do filme. Mas não é que as rodelinhas de tomate verdes empanados e fritos dão um tira-gosto ou acompanhamento delícia? O prato é tão popular no sul dos Estados Unidos que é difícil passar por lá sem prová-lo (e você nem deveria fazer isso).

Key Lime Pie

Key Lime Pie

Sabe aquela torta de limão com a massa que parece um biscoito, o recheio com textura de mousse e uma generosa camada de merengue por cima? Pode agradecer ao sul dos Estados Unidos outra vez. Acredita-se que a receita surgiu no século 20 e o nome é por causa dos limões utilizados na versão original, que são típicos da região da Florida Keys.

A blogueira viajou a convite do Visit Florida

Clube Grandes Viajantes

Olá, somos a Luíza Antunes, o Rafael Sette Câmara e a Natália Becattini. Há 10 anos fazemos o 360meridianos, um blog que nasceu da nossa vontade de conhecer outras terras, outros povos, outras formas de ver o mundo. Mas nós começamos a sonhar com a estrada ainda crianças e sem sair de casa, por meio de livros sobre lugares fantásticos. A gente acredita que algumas das histórias mais incríveis do mundo são sobre viagens: a Ilíada, de Homero, Dom Quixote, de Cervantes; Harry Potter, Senhor dos Anéis e Guerra dos Tronos. Todo bom livro é uma viagem no tempo e no espaço. E foi por isso que nasceu o Grandes Viajantes: o clube literário do 360meridianos. Uma comunidade feita para você que ama ler, escrever e viajar.

Somos especialistas em achar livros raros, já esquecidos pelo tempo. Fazemos a curadoria de crônicas, contos e histórias de escritores e escritoras incríveis, que atualizamos numa edição moderna e bonita. A cada mês você receberá em seu e-mail uma nova aventura sempre no formato de livro digital, que são super práticos, para você ler onde, quando e como quiser.

Além do livro raro e do bônus exclusivo, recompensas que todos os nossos associados recebem, oferecemos duas experiências diferentes à sua escolha:

1) Para quem quer se aprofundar nas histórias e conhecer pessoas com interesses parecidos;< br/>
2) Para quem, além de ler, também quer escrever seus relatos.

Conheça cada uma das categorias e escolha a que combina melhor com você. Venha fazer parte do Clube Grandes Viajantes.

recompensas clube recompensas clube


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 comentários sobre o texto “As comidas típicas do sul dos Estados Unidos

  1. Pesquiso sobre gastronomia, e fico impressionado com a quantidade de pratos típicos excelentes nos Estados Unidos, e muita gente ainda acredita que lá só comem fast food. Ótima postagem!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.