Morar em Portugal: visto, documentação e dicas

Morar em Portugal: visto, documentação e dicas

Cada vez mais tem crescido o número de pessoas que me perguntam a mesma coisa aqui na caixa de comentários, por email, mensagem do Facebook ou Instagram: como faço para morar para Portugal? É fácil encontrar emprego? Como é a vida aí?

Tendo em vista que eu já estou há mais de dois anos morando aqui e não tenho cidadania portuguesa ou de qualquer outro país europeu, tive que pesquisar muito para correr atrás do meu visto para morar em Portugal. Neste post eu vou tentar responder a maior parte dessas dúvidas que recebo sempre, mas com a maior dose de realismo possível: não quero desanimar ninguém, mas quero que as pessoas entendam bem onde estão se metendo.

Leia também: 

Tudo sobre Estudar em Portugal

Todos os post com dicas de viagem para Portugal

Por favor, tenham em mente que eu não consigo saber todos os trâmites legais e não sei responder dúvidas muito específicas. Por isso, para todas as informações que estou escrevendo, também coloco o link com as leis e contatos de onde vocês podem achar mais informações. Para começar, segue aqui a lista de contatos de todos os consulados portugueses no Brasil. Tem que ler muito e pesquisar!

Quer vir morar em Portugal porque a situação no Brasil está ruim?

Não faz muitos dias que uma pessoa me escreveu um email dizendo que queria vir para Portugal atrás de oportunidades porque esse era um país “próspero”. Veja bem, eu entendo que toda vez que o Brasil entra numa crise as pessoas começam a considerar fugir daí o mais rápido possível. Vir para Portugal porque o Brasil está em crise é uma péssima ideia, porque Portugal também está em crise. E há muito mais tempo!

aldeia historica piodao portugal moradora

Piódão

Separei alguns dados para vocês:

A taxa de desemprego em Portugal atualmente é uma das piores da União Europeia, ficando na casa dos 10%. Entre os mais jovens, o número chega a uns 25%. Muitas pessoas qualificadas em Portugal acabam emigrando para outros países europeus. Sim, o desemprego caiu nos últimos dois anos, mas muito pouco. A dívida pública continua muito alta e os investimentos na economia ainda são baixos.

Enfim, o setor do turismo tem crescido bastante e provavelmente é a área onde há mais oportunidades de emprego. Mas aí vem a outra pegadinha: o salário mínimo português também é um dos mais baixos da UE. São em 557 euros (na correção de 2017). Sim, o custo de vida no país também é baixo, mas é bem difícil conseguir sustentar uma família e pagar as contas com esse valor.

Quer se mudar para Portugal por conta da qualidade de vida, facilidade para viajar, possibilidade de estudo, etc?

Neste caso, tenho boas notícias! Portugal é um país lindo, muito seguro, barato (como já expliquei ali em cima), tem três aeroportos internacionais, tem mar, montanha, campo, cidades modernas, transporte público de qualidade, boas universidades e escolas e vida cultural interessante. Para completar, ainda tem a facilidade da língua e da culinária serem próximas do Brasil.

Na questão da saúde, esse é um dos poucos países do mundo que podemos ter acesso gratuito ao sistema de saúde público. Basta tirar um documento chamado PB4 ou CDAM.

É fácil conseguir o visto e a autorização de residência portuguesa? Vi notícias de que Portugal precisa de imigrantes…

Vamos lá! Para vir morar em Portugal legalmente são dois passos: primeiro, ainda no Brasil, você pede o visto de residência num consulado português. Esse visto dura por um tempo bem limitado. Depois, quando chegar em Portugal, você precisa ir até o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) solicitar a autorização de residência, que costuma ter um ano de duração, possível de ser renovada.

A questão é a seguinte, vir como estudante é relativamente fácil, sendo aprovada por uma universidade portuguesa, por exemplo, o consulado concede o visto e o SEF te dá seu cartão com título de residência sem maiores problemas.

O meu problema começou quando eu deixei de ser estudante e resolvi renovar minha autorização de residência como trabalhadora independente. A questão é que o SEF não só é extremamente criterioso (como de fato deve ser!), é que eles dão muitas informações desencontradas, erradas e dificultam muito o processo. Não foi só comigo, foi com todo mundo que eu conheço. Inclusive conheço gente que teve que entrar com processo jurídico para resolver uma situação que deveria ser simples.

bate-volta-coimbra-portugal

Coimbra

Enfim, eu sou uma pessoa que concluiu o mestrado em Portugal com nota excelente e queria trabalhar na minha área de formação de forma independente, com meu próprio negócio. Isso pagando impostos certinho, e juro para vocês que quase desisti, porque de julho a novembro de 2016 passei por idas e vindas de documentação, recusas, reviravoltas, esperas, etc. E não tenho nenhuma garantia que vou conseguir renovar essa autorização de trabalho, mesmo tendo feito tudo certo. Então, tenha isso em mente, não é nada fácil e você talvez vá querer arrancar todos os seus cabelos no processo.

E lembre-se, antes de chegar no SEF, você terá que passar por um consulado português no Brasil. São eles que vão te informar quais documentos você precisa para conseguir um visto, em primeiro lugar.

Quais tipos de visto existem para quem quer morar legalmente em Portugal?

Estudante:

É possível obter autorização de residência para estudantes de Ensino Superior e MédioEstágio não-remunerado e Programa de Voluntariado. Foi o primeiro visto que eu consegui, quando me mudei para Portugal para fazer mestrado.

Já escrevi tudo o que você precisa saber para estudar em Portugal, corre lá para ler.

Você também pode conferir a documentação necessária para doutorandos, pesquisadores ou professores altamente qualificados. Ainda, é possível conseguir um Visto de Estadia Temporária, de até um ano, para estágios profissionais ou cursos de curta duração. Mais informações aqui.

Ah! E quem conclui o ensino superior aqui, seja graduação ou pós-graduação, pode pedir uma extensão da autorização de residência (sem pedir um novo visto) por um ano caso comprove que vai buscar emprego na área de formação. É essa lei aqui. 

Trabalho:

“A concessão deste visto depende da existência de oportunidades de emprego, não preenchidas por portugueses, trabalhadores nacionais de Estados membros da União Europeia, do Espaço Econômico Europeu, de Estado terceiro com o qual a Comunidade Europeia tenha celebrado um acordo de livre circulação de pessoas, bem como por trabalhadores nacionais de Estados terceiros com residência legal em Portugal” (mais informações aqui).

Para conseguir a autorização de residência para trabalhar você também precisa ter contrato de trabalho ou promessa de contrato de trabalho. É necessário se inscrever na Segurança Social em Portugal e pagar todos os impostos certinho. Você pode saber exatamente quais documentos precisa apresentar ao SEF aqui. 

Atividade profissional independente:

É nesse visto que eu me enquadro agora. O trabalho pode ser freelancer, ou seja, prestar serviços para diferentes empresas europeias e gerar nota fiscal (que em Portugal é chamada de recibo verde) para esses clientes. No meu caso, eu abri uma empresa em meu nome, como se fosse o MEI no Brasil, chamada Empresário em Nome Individual, e passei a gerar notas de alguns clientes europeus.

Pode ser necessário, para solicitar essa AR, “contrato ou proposta escrita de contrato de prestação de serviços no âmbito de profissões liberais; e declaração emitida pela entidade competente para a verificação dos requisitos do exercício de profissão que, em Portugal, se encontre sujeita a qualificações especiais (sempre que aplicável)”. Tal como no visto de trabalho “tradicional”, é necessária a inscrição na Segurança Social em Portugal e pagamento dos impostos.

Leia aqui a documentação necessária para a autorização de residência para exercício de atividade profissional independente.

algarve portugal

Algarve

Investidor/Empreendedor

Se você tem bastante grana e deseja investir em Portugal – sozinho ou numa sociedade -, abrir uma empresa que gere empregos, ou comprar um imóvel aqui, pode conseguir uma autorização de residência sem ter que passar pelo processo do visto. Todos os benefícios e exigências estão descritos aqui.

Reagrupamento Familiar

Cônjuges ou filhos menores podem pedir reagrupamento familiar para ficar em Portugal com o membro familiar que já possui autorização de residência. É preciso comprovar o vínculo. Confira a lista de documentos necessários e possíveis exceções.

Aposentados, Religiosos e pessoas com rendimento próprio

Existe uma autorização de residência específica para pessoas citadas no título: “Todos os cidadãos estrangeiros, que não sejam nacionais de Estados Membros UE, do Espaço Econômico Europeu e Suíça que pretendam desempenhar funções religiosas, viver em congregação, residir em Portugal como reformado ou viver de rendimentos próprios” (mais informações).

Nacionalização e residência permanente

Se você, por cinco anos consecutivos e sem interrupções, for titular de autorização de residência temporária, pode solicitar a concessão do estatuto de residente de longa duração e a autorização de residência permanente. Depois de seis anos residindo consecutivamente em território português é possível entrar com o pedido de nacionalidade por naturalização.

Também há outras formas de adquirir a nacionalidade, tais como matrimônio ou união estável por três anos com um cidadão português ou quem tem ascendente de 2º grau português. Todas as possibilidades e documentação necessária estão descritas aqui.

Estatuto da igualdade de Direitos e Deveres

O estatuto é um acordo firmado entre os governos de Brasil e Portugal, destinados a brasileiros com visto de residência válido aqui. O que o estatuto garante:

“- Permite o gozo, sem limitações diferentes das sofridas pelos portugueses, do direito de exercício de actividades económicas, do direito ao trabalho sem limitação quantitativa, do direito de desempenhar, também sem limitação quantitativa, funções nos órgãos de sociedades ou de quaisquer pessoas colectivas.

– Acesso à Função Pública podendo ser exercidas funções que não sejam apenas de carácter predominantemente técnico, como acontece com os restantes estrangeiros.

– Capacidade eleitoral activa (direito de voto) nas eleições das autarquias locais (Autorização de residência há mais de dois anos).

– Capacidade eleitoral passiva (candidato) nas eleições das autarquias locais (Autorização de residência há mais de quatro anos).” (Mais informações aqui)

Basicamente, com o estatuto, o brasileiro passa a ter os mesmos direitos e deveres de qualquer português, o que é algo muito importante para quem quer permanecer em Portugal por mais tempo.

o que fazer em lisboa se

Lisboa

Tirar esse documento é relativamente fácil, mas tem alguns detalhes chatos:

– Requerimento em impresso próprio (aqui)
– Fotocópia do Título de Residência;
– Certificado de Nacionalidade (original e fotocópia) emitido pelo Consulado do Brasil, certificando que o cidadão não se encontra impedido de exercer os seus direitos civis.

O probleminha desse certificado de nacionalidade é que ele exige, caso você seja solteiro, uma certidão de nascimento emitida há até 6 meses (o que não é um documento que qualquer pessoa tem fácil) e certificado de casamento ou prova de divórcio, para os casados ou ex-casados.

Posso ir para Portugal como turista e depois conseguir a autorização de residência de trabalho ou estudo?

Você pode tentar, mas não há nenhuma garantia que vá conseguir. A recomendação do consulado brasileiro e do SEF é que você não faça isso, simplesmente porque a chance deles te mandarem de volta para o Brasil para pedir o visto primeiro é gigantesca. É importante lembrar o seguinte: em todas as listas de documentos solicitadas pelo SEF que linkei nesse post o “visto de residência válido” é uma das exigências.

Isso mesmo que o seu curso esteja para começar e o visto ainda não tenha saído. Conheço gente que conseguiu fazer isso? Conheço. Mas essa mesma pessoa teve que pagar uma passagem de volta extra no aeroporto e ficou quase 3 meses tendo que ir e vir ao SEF para conseguir. O consulado brasileiro queria que ela voltasse, inclusive. Enfim, faça por sua conta e risco, eu definitivamente não recomendaria.

Bom pessoal, por enquanto é isso. Quem tiver mais informações, dúvidas, experiências pode compartilhar com a gente nos comentários.

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

149 comentários em Morar em Portugal: visto, documentação e dicas

  1. Parabéns pelo seu texto! Conciso, altamente informativo e muito claro. O problema agora é que talvez seja bom você abrir ou se associar a alguma empresa que preste serviços de mudança de residência para cá…O povo pergunta bastante, né ?!!! Mal sabem que mesmo a gente que já está aqui sofre bastante com o SEF… Boa sorte e sucesso!

  2. Oi Luiza adorei o blog!
    o meu marido solicitou o visto D7, e chegando em portugal solicitamos o reagrupamento familiar, no meu caso o visto seria o D6, sabe me dizer se com este visto eu consigo trabalhar.
    Grata.

  3. Oi Luiza,

    Estou dando entrada na documentação para visto de residência e tenho uma dúvida, o que devo responder sobre “período que pretende permanecer em Portugal”, me informaram que temos que dizer que menos de 90 dias, isso está correto? Não corro o risco de me mandarem com visto de turista não?

    • Oi Mariana,

      Se você está dando entrada no visto de residência, não tem nenhuma relação com o visto de turista. A questão do visto de residência é você comprovar seu enquadramento nas exigências deles.

  4. Atualmente eu moro legalmente na Italia, e fiz minha candidatura para uma universidade em Portugal, gostaria de saber se depois de aprovado eu posso ir fazer o meu visto logo em Portugal ou é realmente preciso fazer aqui na Italia ?

  5. Olá Luiza tudo bem?
    Você sabe me dizer se eu tendo visto de residência temporária eu poderia sair do país para visitar qualquer outro, inclusive o Brasil?

  6. Oi, Luiza! Parabéns pelo conteúdo incrível.

    Só queria te contar que essa semana publiquei no meu blog, Aparelho Elétrico, um podcast com o título “Cidades para Profissionais Independentes: Lisboa” e esse artigo foi mencionado pela Carol Machado do blog Revisão Para Quê?. Se quiser dar uma passada lá pra ouvir o podcast, será muito bem vinda. 🙂

    Este é o link: http://aparelhoeletrico.com/podcast/podcast-cidades-para-profissionais-independentes-lisboa/

    Grande abraço e obrigado pelo conteúdo!

  7. Boa noite! Como é o ensino do inglês? Os portugueses procuram pelo ensino do Idioma? Sou um professor autônomo que tenho muita vontade de ir para Portugal!

  8. Olá, boa noite! tudo bem?

    A minha carta de aceite para um Mestrado em Lisboa demorou muito a sair, e por isso consegui entregar minha documentação apenas no dia 24/8, sendo que as minhas aulas já começam no dia 18/09. Vocês acham que da tempo do SEF analisar o meu pedido e tudo acontecer neste meio tempo? Vocês tem ideia de quanto tempo que estão demorando para emitir os vistos? Estou desesperado? Muito obrigado!

    • Oi Pedro,

      Não é o SEF quem emite seu visto, é o consulado. O SEF é o órgão em Portugal que você procura depois de chegar.

      Infelizmente não sei o tempo que demora.

  9. Olá Luiza,
    Bom dia!

    Meu caso é o seguinte:
    Minha esposa é aposentada;
    Sou Servidor Público Federal (tenho 58 anos);

    Temos 04 (quatro) filhos :
    -Um de 21 anos, Universitário no 5º período de Ciências da Computação;
    -Uma menina de 19 anos, Universitária de Estética e Dermatologia;
    -Um menino de 13 anos cursando o 8º ano do Ensino Fundamental;
    -Um menino de 12 anos cursando o 7º ano do Ensino Fundamental;

    Haveria possibilidade de Visto de Aposentado por minha esposa e nos levar junto,
    eu acompanhando (pretendo pedir licença sem vencimentos) e meus filhos para estudar?
    Ou qual a modalidade de visto que poderíamos ir para morar?
    Obs.:Temos reserva para comprar moradia própria lá.

  10. Bom dia Luiza, puxa tô tão anciosa , teve uma seguidoura sua chamada LUCILA não tenho muita certeza, sei que a filha dele vai começar psicologia agora em setembro na Universidade de coimbra, sou mãe e minha filha tambem quer fazer psicologia ano que vem na universidade de coimbra. Vc poderia passar meu contato pra ela.

  11. Boa noite luizA amei seu blog nos ajuda parabens!! Eu queria tirar uma duvida ja morei dois anos em portugal com minha filha na residencia de meu namorado ue e portugues mais. Me legalizei e nem casei. Voltei agora eatou indo outra vez ele vai mandar a carta e eu pretendo trabalhar la que devo fazer ?

    • Olá Silvana,

      Se você já tem a documentação para morar legalmente em Portugal, pode vir. Se não, veja isso antes de ir ou a possibilidade de reagrupamento familiar.

  12. Oi Luiza, eu vim com meu filho da espanha e estou em Portugal e fui carimbar minha entrada no Sef e foi recusado pq falaram que era pra ter ido primeiro no consulado de Portugal na Espanha pedir meu visto como iria pedir visto se ja estava ilegal na Espanha?a pergunta é será que eu conseguindo uma promessa de trabalho eu consigo ir no Sef e eles deixam eu trabalhar aqui?

  13. Olá Luiza,

    Meu caso é o seguinte: meu filho irá estudar na universidade do Porto este ano, as aulas começam dia 11/09/17, o pedido de visto de residência está em curso (todas etapas de entrevista no Consulado de SP estão ok) apenas aguardando o SEF tendo como previsão de conclusão dia 05/09/17; porém ele está em Portugal começando a procurar moradia… minha dúvida é se ele conseguiria retirar o visto no SEF em Portugal mesmo tendo dado entrada pelo Brasil? Ou caso negativo, eu tendo procuração de plenos poderes assinada por ele, poderia retirar o visto em nome dele no Consulado de SP e enviar para Portugal (seja pelo correio ou pessoalmente)?
    Agradeço se puder me ajudar!
    Parabéns pelo blog!!

  14. Olá Luiza, irei morar em Portugal ano que vem, ficarei estudando 1 ano na universidade, minha dúvida é a seguinte: tenho cidadania italiana e também o passaporte, sendo assim cidadão europeu, eu preciso da mesma forma do visto de estudante ?

    Obrigado

    • Oi Lucas,

      Não precisa de visto não. Só usar o seu passaporte italiano quando for entrar na Europa e ver quais são os procedimentos para cidadãos europeus se registrarem quando vão morar em outro país.

  15. Olá Luiza. Vou fazer mestrado na Universidade do Porto e meu marido irá morar em Portugal comigo. Não temos nenhuma proposta de trabalho, mas dinheiro suficiente para morar em Portugal durante todo o curso. Ele irá para Portugal uns dois meses depois que eu já estiver lá. Sei que ele só precisa pedir o visto de residência (reagrupamento familiar) quando estiver em Portugal, mas sabe me dizer se ele pode ter problema ao desembarcar em Portugal, na imigração?
    Para solicitar o visto de reagrupamento familiar, é suficiente mostrar que temos uma reserva suficiente para isso, já que não teremos renda mensal?

    Obrigada!

  16. Oi, Luiza! Tudo bem? Minha situação é a seguinte:

    Chego em Lisboa dia 25/11 e me matriculei para um curso que vai do dia 30/11/2017 à 21/02/2018, ou seja, três meses. Preciso de um visto de estudante da mesma forma? Pretendo fazer outros cursos depois deste, aí teria que renovar o visto caso me matriculasse em outro? Qual visto seria para um curso de curta duração?

    Obrigada!

  17. Olá Luiza. Muito boa postagem! Talvez você possa me ajudar a esclarecer uma dúvida. Minha mãe é aposentada e quer viver em Portugal com visto para aposentados. Já verifiquei todas as exigências e ela tem todos os requezitos necessários. Pois bem, eu quero ir com ela. Tenho curso superior de Fisioterapia e tenho outros cursos de nível não superior (RPG, Pilates, Tecnico em Estética). Tenho experiência em todas essas áreas, mas não de carteira assinada. Gostaria de saber se eu posso ir junto com a minha mãe com o visto de reagrupamento familiar (o salário está dentro do padrão suficiente para nós duas), e como pretendo me estabelecer aí com ela queria saber se já em Portugal eu posso pedir uma autorização para que eu possa estudar e trabalhar e me estabelecer de vez no país? E se não for pedir muito, sabe me dizer se consigo emprego nessas áreas de Fisioterapia, RPG, Pilates, Estética, ou se antes tenho que fazer equivalência de diplomas? Obrigada!

    • Desculpe, não sei se fui clara o suficiente. Eu sou maior de idade, mas não tenho como comprovar renda, pois meu trabalho é informal sem nenhum tipo de recibo, porém tenho uma boa quantia em dinheiro em cardeneta de poupança que daria pra me manter durante muito tempo em Portugal. O que quero saber é: posso ir com minha mãe com o visto de reagrupamento familiar mesmo eu sendo maior de idade, levando em consideração que tenho um valor guardado em poupança e que minha mãe também poderia se responsabilizar por mim (já que o salário dela é suficiente pra nós duas) mesmo eu sendo maior de idade? E outra dúvida, se sim, o visto de reagrupamento familiar me dá o direito de estudar e trabalhar?

    • Oi Sabrina,

      Não sei se o reagrupamento familiar se aplica nesse caso, você teria que verificar com o consulado mesmo.

      Sobre o emprego nessas áreas, não sei dizer se você precisa ou não equivaler os diplomas, desculpe.

  18. ola Luiza, meu marido vai tirar a cidadania italiana e depois pretendemos morar em portugal, qual o visto que preciso tirar para viver legalmente em portugal?
    obrigada!! posso solicitar no consulado do brasil?ou só em solo português msm?

  19. Boa tarde Luiza

    estou querendo muito trabalhar e morar em Portugal, se eu conseguir um emprego ai como faço pra ter um visto de trabalho (apesar de ser bisneto de português)

  20. Adorei seu conteúdo!Site de extrema relevancia. Estou planejando por hora fazer um passei e quem sabe morar no exterior. Adorei suas dicas sobre a documentação, espero ver mais post como esse.
    Abraço 😀

  21. Boa noite, Luiza! Adorei o site!!!
    Tenhos 2 duvidas, pfv… sou cidada da UE e irei pedir a minha autorizacao de residencia assim que chegar. Mas posso sair de Portugal apos receber essa autorizacao, certo?!
    Para o meu marido, que ‘e brasileiro, ele poderia pedir a autorizacao e voltar para o Brasil por 3-4 meses enquanto aguarda o retorno do SEF? Bjos e muito obrigada por qlq ajuda!

    • Oi Aline,

      Se você é cidadã europeia não precisa de nenhuma autorização de residência. Você só precisa ir cadastrar seu endereço e tirar o NIF. Você pode circular livremente pelo espaço europeu.

      Já seu marido não pode sair de Portugal enquanto a documentação não sair, a não ser que o SEF dê para ele um papel que ele está aguardando o título de residência ficar pronto.

  22. Oi Luiza, tudo bem?
    Primeiro, parabéns pelo blog! Tenho acompanhado os posts por aqui e realmente ajudam muito 🙂

    Fiquei com uma dúvida sobre o visto de residência: tenho um visto de estada temporária para fins de estudo e ele já saiu do Brasil com o tempo total do curso (6 meses). Lá eles me informaram que eu não precisaria dar entrada em nada no SEF chegando em Portugal.

    Esse visto de estada temporária já vale como visto de residência para dar entrada posteriormente na autorização de residência para exercício de atividade profissional independente? Se não, você sabe se é possível transformar o de estada temporária em residente desde Portugal?

    Obrigada desde já!

    • Fernanda, estou com essa dúvida também!! Não encontro ninguém que me responda a essa questão.
      Se você tiver alguma resposta por favor não deixe de publicar, vai me ajudar muito!
      Obrigada,

    • Oi Fernanda,

      Exatamente, com o visto de estada temporária de 6 meses, você não precisa dar entrada no SEF.

      Porém, ele não vale como autorização de residência. Nesse caso você teria que ir ao SEF ou ao Alto Comissariado para as Migrações se informar.

  23. Boa noite. Gostei bastante de ler as suas dicas e orientações e gostaria se possível que você tentasse esclarecer uma dúvida. Minha namorada(são cerca de 13 anos juntos mas não somos casados), possui nacionalidade portuguesa em virtude da mãe dela ser de Coimbra, inclusive eu a ajudei bastante em obter toda a documentação necessária para tal, ela já possui o Bilhete de Identidade. Sendo assim é possível que ela possa residir em Portugal como cidadão português? E no caso de oficializarmos a nossa união eu também poderei solicitar a nacionalidade portuguesa?
    Grato e desde já obrigado.

  24. Olá, Luiza! Como vai?
    Gostaria de uma ajuda sua… meu marido recebeu uma proposta de uma empresa instalada em Portugal e estamos começando a ver a questão do visto de trabalho. A questão é a seguinte, eu vi que é solicitado uma declaração do IEFP. Você acha muito difícil conseguir essa declaração? Conhece alguém que foi para Portugal já com emprego?

    Muito obrigada pela ajuda 🙂

  25. Olá Luiza, boa tarde! No meu caso, quero abrir um pequeno negócio em Portugal. Mas pelo que li, tem que ter 10 contratações de funcionáios, correto? O que quero abrir é um pequeno negócio de início, o que nào teria como ter 10 contratações. Eles exigem essa quantidade de funcionários? Vc sabe me informar?
    Obrigada

    • Oi Maria Tereza,

      Essa exigência de contratações ou volume de investimento é para quem vai pedir o golden visa.

      Como você quer abrir um pequeno negócio, pode tentar o visto para trabalhador independente ou empreendedor.

      • Poxa, muito obrigada pela resposta. Eu entrei no site do Consulado de Portugal e fiquei preocupada com essa quantidade de contratações. Vou ver a outra opção, que vc fala. Muito obrigada! Vc conseguiu o visto de free lancer?
        Beijos e obrigada

    • Olá Luíza, tudo bem? Eu quero ir estudar em Lisboa mas eu tenho uma filha com alguns meses. tenho residência lá porque os meus avós tem uma casa lá. Eu gostaria de saber se eu posso levar a minha filha comigo?!

      Ps: desculpa perguntar aqui.

  26. Olá Luiza, acabei de descobrir seu blog e é muito interessante!!! Estou no processo de aplicar para universidades em Portugal, mas não moro no Brasil e sim na Austrália. Você saberia dizer se é possível eu tirar o visto de estudante para poder embarcar para Portugal em outro país que não seja o seu nacional, que é o meu caso?

    Excelente blog mais uma vez!
    Brigadão,

    Saul Pinheiro

  27. Olá Luiza, me tira uma dúvida…

    Se eu for com o visto de estada temporária pra ficar uns 10 meses que é o tempo de duração de um curso de especialização que irei fazer. Antes de acabar o prazo eu poderia abrir uma empresa por exemplo, ou ser uma trabalhadora independente? Porque nesse tempo de estudo vai dar pra perceber como é Portugal e se vale a pena ficar mais, então gostaria de saber se eu realmente posso ficar se tiver os requisitos para abrir empresa ou ser trabalhadora independente, sabes me informar?

    Obrigada!

  28. Seu blog é fantástico e esclarecedor!! Tem me ajudado muito!!!

    Estou indo fazer meu mestrado na Universidade de Lisboa agora em setembro, já inclusive tirei meu visto de residente para fins de estudo. Mas uma dúvida surgiu agora. Posso solicitar o estatuto de igualdade assim que chegar? O visto emitido pelo consulado português já basta ou tenho que esperar a renovação junto ao SEF após os 120 dias ?
    Outra dúvida. Você conseguiu tirar seu NIF facilmente? Vi que é importante tê-lo para abrir uma conta nos bancos portugueses.

    • Oi Thaís,

      Acredito que você possa sim solicitar o estatuto imediatamente. Além disso, não precisa esperar 120 dias para ir no SEF, você pode ir logo que chegar tb.

      O NIF é imediato, basta ir ao posto da Autoridade tributária. Normalmente na loja do Cidadão ficam todas essas “burocracias” no mesmo prédio.

  29. Luiza td bem. Q bom Q vc conheceu muitos países. M de uma informacao. Como está o quadro de empregos em Portugal. Gostaria de morar aí e tbm trabalhar. Sou professor de educação fisica. E aí o que vc acha. Será que consigo algum trabalho por aí.aguardo resposta

    • Oi Alex,

      Como explico no post, Portugal é um país que está começando a sair de uma crise e ainda tem altas taxas de desemprego.

      Você pode e deve procurar em sites de vagas para ver o que encontra na sua área, igual faria no Brasil.

  30. Parabéns pelo excelente post! moro à 3 anos em Cascais e a qualidade de vida aqui é imcomparavel com a Porto alegre – RS.. kkkkk Gostei muito, estou mandando para alguns amigos e familiares que estão planejando suas mudanças…

    • Vi seu site e fiquei curiosa:
      sou freelancer mas tenho clients do reino unido, nao tem jeito de conseguir esse visto de atividade profissional independente?? :/
      Que visto vc conseguiu? vi seu video mas nao revelou como vc conseguiu morar lá.

      • Olá, que bom que gostou, eu fiz o visto D2, visto para empreendedores, abri um empresa em Portugal, o processo não é tão simples mas é uma das melhores opções de visto pra quem deseja morar definitivamente em Portugal… Também não é tão complicado, vale a pena se aprofundar sobre o assunto se tens esse objetivo!

        • Oi Marcos boa tarde, estou pretendendo solicitar o visto d2 como você fez,gostaria de algumas informações de ajuda, pode me passar seu email?obrigado

        • Marcos, boa tarde! comprei o Guia hoje e gostei muito, tem informações importantes para quem quer a mudança. Tentei enviar e-mails para o informado no Guia, mas voltou… Está com problemas?
          Muito obrigada!

  31. Parabéns pelo post!!
    Bom eu tenho uma duvida..
    Quero ir morar em Portugal e vou pegar o visto Residencial Temporário, mas meu namorado mora la e com isso irei ficar na casa dele. Eu casando com ele posso pegar o Residencial Temporário?

  32. Adoreias informações, tenho vontade de conhecer Portugal e, até residir no futuro, aqui no Brasil sou professora de matemática, funcionária pública. Meu esposo trabalho por conta própria na área de construção civil, em especial com escadas pre moldados. Ah tenho duas filhas uma universitaria de 21 anos outra com 9 anos. Vc acha que há possibilidade de morarmos aí?

  33. Muito bom o conteúdo do blog, parabéns!!! Uma dúvida: sou brasileiro, mas tenho cidadania portuguesa e tenho pesquisado bastante sobre morar em Portugal. O motivo não é a crise, mas sim busca por qualidade de vida, segurança e educação boa para meus filhos. A pergunta que mais me incomoda é, por onde começar? onde morar? como procurar emprego (não necessariamente na minha área, marketing)? Etc, etc…
    Pode me ajudar ou pelo menos direcionar para encontrar algumas respostas?!? 🙂
    Obrigado.

    • Oi Luis,

      Se você já tem cidadania é meio caminho andado.

      Por onde começar, pesquise sobre as empresas portuguesas, mande currículos, tal como você faria no Brasil. O primeiro passo é pesquisar, pesquisar muito.

  34. Olá Luísa
    Tenho uma pequena dúvida não sei se me podes ajudar,é possível pedir a um outro membro famíliar que me faça o termo de responsabilidade e eu não vá ficar hospedada em sua casa? A minha tia que ia tratar disso para mim não se encontra em Portugal agora e eu já tenho os documentos necessários para meter no consulado para pedir visto para férias eu vou me hospedar a casa dela mas ela não poderá tratar dos papéis para mim
    Será que eles aceitam Assim.?
    Bjs Yolanda

    • Oi Yolanda,

      Não precisa de visto de férias! A entrada para turistas é liberado para 90 dias.

      Agora, é arriscado levar uma carta convite com alguém que não estiver em casa porque se os funcionários da imigração no aeroporto resolverem ligar para a pessoa, você pode ter problema.

  35. Parábens pelo blog e pelo post Luiza.

    Um dos melhores que já li, moro em Portugal a três anos com minha familia, e não troco essa terrinha por lugar nenhum no mundo…

    Se me permite vou deixar um link, do meu trabalho, que pode ajudar muitos brasileiros a morarem em Portugal.

    comomoraremportugal.com

    Grande abraço!

  36. Boa tarde,

    sou de nacionalidade Usbequistanesa e quero ir para Portugal trabalhar tenho visto de entrada em Itália serve como entrada legal em Portugal para dar inicio a documentação de residência permanente?

    Obrigada

  37. Olá Luiza! Boa tarde! Gostaria que me orientasse se possível. Sou aposentada com um rendimento que dariam dois salários minimos portugeses.1.250 euros.Gostaria de saber se posso viver com meu filho maior de 18 anos legalmente em Portugal.

    • Oi Simone,

      Teoricamente sim, mas você precisa ir até um consulado português no seu estado para verificar certinho como fica a documentação para trazer seu filho.

  38. Sou britânico e casado com uma brasileira no Brasil. Gostaríamos de residir em Portugal. Como minha esposa é casada com cidadão europeu, eu, ela ainda precisa preparar um visto no Brasil antes de ir para Portugal ou pode obter um visto de residência quando chegarmos em Portugal

  39. A minha maior dificuldade é a questão de vistos. Porque eu trabalho online, em casa, acho difícil visto para o meu caso. Mas nao vou desistir.
    Amo Portugal! ❤❤
    Olha eu adorei seu blog, muito informativo. Tem me ajudado muito

  40. Ola Luiza!
    Obrigada pelas informações, tenho uma duvida.
    Estou querendo me mudar para Portugal e sou designer gráfico,formada em comunicacao social, Minha ideia é ir como freelancer e prestadora de serviços, VC sabe se tem como eu ir para aí com visto de profissional autónoma? Obrigada!

      • Luiza boa tarde,

        Me tira uma duvida, minha mãe casou-se com um português ha mais de 10 anos mora em Portugal e já tem cidadania portuguesa eu me enquadro no caso de reagrupamento familiar ? quero ir morar em Portugal com meu marido e filho pra abrir um negocio aí (Franquia de alguma coisa) o que você me aconselha a fazer ? como proceder ?

        atenciosamente,
        Talita Gercia

        • Bom dia, Talita.
          O reagrupamento familiar é feito para cônjuges, filhos menores ou pais idosos. Para franquia vc pode tentar o visto de empreendedor, o D2. Há muita informação no Youtube e no site Eurodicas, Dê uma olhadinha. Boa sorte.

        • Oi Talita,

          Se vocês tem dinheiro para investir numa franquia podem tentar entrar na categoria do visto gold.

          Sobre o reagrupamento, não acredito que seja possível porque você já é maior de idade.

  41. Parabéns pela matéria, Luiza. Excelente!

    Entrei no fim de Janeiro em Portugal e renovei o meu visto de turista no SEF por mais 90 dias. Sou da área de TI e estou em contato com algumas empresas daqui. Você sabe dizer se posso mudar meu visto extendido de turista para um visto de trabalho e, se sim, como devo proceder?

    Obrigado.

    • Oi Vinícius, não sei como você deve proceder e nem se é possível. Para trocar para o visto de trabalho você tem que ter um contrato de trabalho já fechado, mas nem isso impediria o SEF de te fazer voltar para o Brasil e pedir outro visto lá antes de vir.

  42. Ola Luiza, tenho toda documentação para tirar minha cidadania portuguesa. Porem decidi tira-la diretamente em Portugal
    Acha arriscado?
    E virando cidadã não preciso mais de visto correto?

  43. Gostei muito do seu post, mas preciso de um esclarecimento, talvez você possa me ajudar.
    Morei e trabalhei em Portugal por oito anos, com permissão de residência, com toda documentação, regressei ao Brasil há seis anos, quero voltar para Portugal definitivo, como já sou inscrita nas finanças, na segurança social, quais seriam os trâmites para ficar legal outra vez? Desde já agradeço!

  44. oi tenho um filho portugues.filho de portugues nascido em portugal.ha 4 anos retornei ao Brasil.tinha residencia permanente que venceu em julho de 2016.posso retornar a portugal e renova-la.sendo que meu filho esta comigo.penso em retornar para que meu filho tenha um melhor estudo

  45. Oie um duvida.
    Supondo que eu fico 6 anos com visto de residencia temporario por motivos de estudo como graduacao.
    Tenho direito de pedir o visto de residencia permanente depois dos 6 anos? Ou é só para quem tem visto de trabalho?

    • Sim, pode pedir a residência permanente após 5 anos ou a naturalização após 6 anos com a autorização de residência de estudante.

  46. minha mãe é aposentada com um salario razoavel e tb faz parte de uma organização religiosa, ela tb é bisneta de portugues, porem eu não tenho nenhma dessas opções para poder pedir visto de permanencia em Portugal, ela ja tem 81 anos. Gostaria de saber se vc sabe se eu poderia pedir algum tipo de autorização, dado o fato de minha mãe ja ser de uma idade avançada e não poder estar sozinha em um país diferente? Obrigado.

  47. oi
    quero ir morar em portugal com minha familia, tenho escritórios aqui no brasil que me darão suporte financeiro para viver ai, qual primeiro caminho a seguir…pois quero alugar uma casa para residencia,pode me ajudar.

  48. Parabéns por este belo ato de explicar e ajudar seus conterrâneos nesse batalha! Está matéria é excelente! Porém fiquei com dúvidas pois no caso eu estou novamente aqui em Portugal (já morei e trabalhei legalmente aqui de 2006 a 2011, voltei ao Brasil e fiquei por 5 anos lá, estou em Portugal novamente há menos de 1 mes , ainda tenho nif, s. Social, moradia. Minha autorização de residência era temporária e caducou em 2013. Consigo uma nova autorização de residência temporária se eu conseguir um contrato de trabalho firmado com meu passaporte tal e qual consegui dá outra vez?

  49. Prezada Luiza Antunes! Parabéns pelas seriedade e qualidade das informações no seu post, sempre tive vontade de viajar para conhecer outros países, mas sempre tive muito receio, sempre ouvi falar de brasileiros que viajaram para outros países e tiveram algumas experiencias bastante ruins,em alguns casos, sofrerem até mesmo, violência física e humilhação. Em sua publicação, você fala muito bem dos pros e linfatiza com muita sinceridade os contras, sem dúvidas, as suas informações foram muito esclarecedoras.

    Muito obrigado!
    Atenciosamente,
    Edmilson Martins

  50. Oi, Luiza!
    Parabéns, super didática a maneira que você esclarece nossas dúvidas.
    Pretendo ir a Portugal para continuar a estudar o curso de Direito, visto que aqui no Brasil está muito difícil, financeiramente falando. Então, gostaria de saber a respeito das possíveis exigências das faculdades para que um brasileiro possa integrar o corpo discente: indicação de faculdade brasileira, notas, prova para ingresso, etc. Enfim, eu realmente não faço a mínima idéia.
    Abraço.
    Desde já, agradeço.

  51. Preciso ir a portugal e ficar la pelo menos 6 meses q tipo de visto é q preciso ?meu namorado é portugues entao vai me enviar a carta de convite .

    • Oi Paula,

      Você só pode ficar até 90 dias como turista. Você pode procurar o consulado e se informar como poderia estender esse visto.

  52. Boa noite Luíza
    Parabéns pelo Blog
    Estou me aposentando e desejo ir morar em Portugal
    Tenho 2 questionamentos:
    Se eu morar3 meses em um período de 1 ano por 5 anos consecutivos eu consigo visto permanente ?
    Quais são os impostos que deverei pagar quando da transferência do meu pagamento aqui do Brasil para Portugal?

    • Não Fernando,

      O visto permanente é para quem mora permanentemente. Se você só morar três meses no ano não conta. O máximo de tempo que você pode ficar fora num ano são 3 meses, inclusive.

      Não sei te dizer sobre os impostos.

  53. Oi Luiza,
    Estou com um probleminha…
    Vou começar a fazer o curso de licenciatura em Direito na UC em Setembro desse ano. Estou tentando enviar o “Formulário de Pedido de Visto” para um visto de residência com fins de estudo, mas o site está dizendo que não devo preencher uma data de chegada no país que seja superior a três meses a partir de hoje.
    Será que eu tenho que esperar mesmo ou tem como já começar com o processo agora? Alguma dica? Obrigada desde já…

  54. Olá Luiza!

    Primeiramente, gostaria de agradecer todo o apoio que você dá por este blog. Estou em Portugal desde setembro do ano passado, fazendo um mestrado na UPorto.

    Minha dúvida é: já estou com a AR (estudante) e tive uma promessa de trabalho a recibos verdes. Porém, o SEF informa que não posso trabalhar desta forma, mesmo sendo em regime part-time de prestação de serviços, e os horários não coincidem com o curso. Você sabe alguma coisa a respeito? Brasileiros não podem trabalhar por recibos verdes?

    Obrigada!

    Bianca

    • Oi Bianca,

      Se a sua promessa de trabalho for na sua área, não vejo porque você não poderia trabalhar. Você pode tentar ir ao SEF novamente com uma carta da empresa. As vezes, funcionários diferentes dão informações diferentes. Mas realmente não sei exatamente como funciona a lei, talvez vc tenha que consultar um advogado.

  55. Boa tarde Luiza. Até aqui gostei muito do que escreveu. Vamos ver se me responde para que possa continuar a dizer o mesmo. Tenho uma filha que atualmente se encontra a estudar na UBI(Universidade da Beira Interior)Curso GESTÃO. Está no 2º ano. Pretende fazer um voluntariado de cerca de Um mês e meio em Bangkok – Tailândia. Informe como é que ela pode viver esse tempo e que cuidados deve ter. Muito obrigado
    Clementino Cruz

  56. Oi Luiza, adoro a jeito que você escreve. Me tira uma dúvida idiota, mas que quanto mais eu pesquiso mais tenho dúvida, mesmo para quem vai fazer mestrado precisa já comprar a passagem de volta?

  57. Olá Luiza,

    Pelas informações prestadas no post “Morar em Portugal” eu entendi que os aposentados e com recursos próprios tem maior facilidade de vistos de permanência. É isto?
    Então, no meu caso de aposentado, é fácil ficar por um ou dois anos morando aí?

    • Oi Helio,

      Sim, há uma possibilidade de visto se você é aposentado e tem renda própria. Procure o consulado no Brasil para verificar quais documentos específicos você precisa.

  58. Adorei o post! Estou começando a estudar formas de morar no exterior sendo nômade digital. Adoraria ver posts com dicas de vistos assim para outros países 😀

  59. Como é isso de trabalhar em aeroporto ?
    Sou uma duranga e também sonho em viajar pelo mundo afora.
    Quando vejo vossas matérias fico super animada mas aí, vejo que só a coragem não basta… Ou daria pra viajar clandestina em um navio cargueiro ?
    Sinceramente, não consigo ver por onde.
    Se puderem me ajudar com pitacos agradeço.
    Afinal, de verdade, vocês me ajudam muito a sonhar…. MAS NÃO CONSIGO DECOLAR !

  60. Muito bom seu post e todo o blog! É realmente uma inspiração..
    Estou pensando em morar em Portugal, mas estou sem ideia do que fazer.
    Estou saindo do emprego aqui no Brasil e queria passar um tempo viajando.. mas ao mesmo tempo ganhando algum dinheiro, mesmo que pouco. hehe

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: