Home office e solidão: como ser produtivo trabalhando em casa

Home office e solidão: como ser produtivo trabalhando em casa

No final de um dia de trabalho eu fechei meu computador, liguei a TV e enquanto aqueles agentes do FBI se mobilizavam para desvendar quem era o psicopata numa dessas séries policiais americanas, me dei conta de que não tinha falado nada o dia inteiro. Claro, eu me comuniquei por email e mensagens o tempo todo, mas o ato de gerar sons com a minha boca não aconteceu. O que ninguém te conta sobre morar sozinha e trabalhar em casa é que se você não tomar cuidado, cria um monstro terrível da solidão, que vai afetar sua produtividade e seu estado mental.

Eu demorei um pouco mais do que esse dia não-falado para me dar conta que estava rendendo bem menos na minha casa sozinha do que na casa da minha mãe, onde passei os meses anteriores, sempre movimentada e barulhenta. Muita gente fala que ninguém respeita o home office e que as outras pessoas acham que você não está trabalhando, mas pouca gente já tinha conversado comigo sobre quando o combo viver sozinha-trabalhar sozinha poderia ser prejudicial para o trabalho em si.

Até eu ler uma matéria da BBC sobre o assunto, chamada “Trabalhar de casa pode, na verdade, atrapalhar sua carreira” que levava para uma tese de doutorado da London School of Economics and Political Science, exatamente sobre isso: solidão e home office. Como quem saía do escritório comum e ia trabalhar de casa descobria o isolamento e as dificuldades de adaptação. Claro, há benefícios inegáveis em se trabalhar de casa, conta esse outro estudo. A ideia deste post não é contrariar isso: é possível ser mais produtivo, mais feliz e eficiente com o home office. Mas isso depende de outro fato, que a autora do estudo citado ali em cima, Esther Canonico, explica: treino.

trabalhar em casa sozinho

Segundo ela, o que diferencia o sucesso ou falha de se trabalhar em casa é exatamente se preparar para isso. “Trabalhar de casa é muito mais que simplesmente abrir um computador e trabalhar”, explica ela, na entrevista para a BBC. “Não há suficiente gerenciamento ativo do procedimento de trabalhar em casa e o que acontece quando você não gerencia ativamente a prática é que ela fica fora de controle.”

Eu trabalho de casa desde 2013. Demorei algum tempo, muita determinação e treino sobre o gerenciamento do meu tempo para saber me organizar em meio às distrações do dia a dia e ser mais eficiente mesmo com outras pessoas por perto. Não levei em conta, porém, que ia precisar passar por outro processo de aprendizado e treino para superar as distrações causadas pela ausência de contato humano no meu dia e as dinâmicas diferentes de se morar sozinha.

Como tenho lidado com isso? Bem, aproveitei algumas dicas que eu mesma tinha recolhido para escrever um post sobre como combater a procrastinação e ser mais disciplinada. Uma das soluções para meu problema foi praticar exercício físico. Duas vezes por semana, saio de casa para fazer uma aula de yoga, que não só me distrai e acalma, como também gera algum contato humano. Nas sextas-feiras, sempre que possível, tento dedicar um tempo para explorar a cidade, descobrir algum lugar ou evento novo.

Também criei um horário de trabalho fixo, que tento – sem tanto sucesso ainda – respeitar – fica colado na minha área de trabalho. A dificuldade é saber a hora de parar. Ou forçar a produtividade para render naqueles momentos e criar mais horas livres para tentar conhecer e conviver com pessoas. Ou aproveitar em paz um bom livro ou filme.

meu home office luiza

Meu espacinho de trabalho

No fim das contas, treinar um melhor gerenciamento do tempo é o segredo, seja para quem se sente sozinho, seja para quem não consegue lidar com a bagunça em casa, que permite que mesmo com o home office o trabalho seja realizado de forma eficiente. Conta aí nos comentários o que vocês fazem para gerenciar o tempo e não procrastinar.

*Crédito imagem destacada: Shutterstock

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

21 comentários em Home office e solidão: como ser produtivo trabalhando em casa

  1. Oi, Luiza, também trabalho sozinha e de casa! É preciso muita disciplina. Para não me isolar, saio para fazer exercícios físicos, tomar sol e geralmente almoço fora de casa. E aos finais de semana arrumo um tempinho para encontrar os amigos. Tem dado certo!! :o)

  2. Oi, Luiza!

    E eu e Fred que trabalhamos um de costas para o outro. Aí, às vezes, passo longos minutos falando sozinha porque ele está com fones de ouvido e nem notei!kkkk Aí também um tem que se controlar para não ficar perturbando o outro. E, às vezes, faz muita falta ter colegas de trabalho para bater um papo, poder falar mal do marido, reclamar que tem que dividir o tempo entre o trabalho e as tarefas de casa, que ninguém respeita o home office!kkkk E, além de passar o dia sem falar, acho que outro sério problema de fazer home office é passar o dia sem tomar sol! Acho que rende outro post! kkkk

  3. Lu,
    O que me chamou a atenção no seu espacinho de trabalho é: ele não me parece nada ergonômico. Trabalho em casa há 15 anos e muitas horas sentada. Tenha uma boa mesa e uma boa cadeira. Porque pode demorar a acontecer, mas a nossa coluna um dia manda a conta!

    • Oi Luciana,

      Obrigada pela preocupação, mas é um espaço temporário. Essa não é minha casa “definitiva” e não tem muito espaço para montar uma área de trabalho certinha.

  4. Oi Luiza, ótimo post!

    Engraçado trombar com ele por aqui, pois estava refletindo isso esses dias. Também tenho blog e trabalho de casa. E passo pelos mesmos problemas! Tem dias que realmente não abro a boca para falar com ninguém. Os benefícios são vários, claro e prefiro assim. Mas é legal que as pessoas saibam que não é tudo maravilha. Que home office é a solução de todos os problemas que vc tem no ambiente de trabalho.
    Quando vc trabalha em casa sendo seu chefe, como no caso de blogs, tem um outro perigo. Mesmo quando a gente para de trabalhar (o que costuma ser difícil) fica aquela cobrança de “poxa, será que eu não devia produzir mais?”
    É um ciclo que deve ser quebrado com prática e dedicação. Estabeleci horário de trabalha para tirar o “peso na consciência” de quando paro de trabalhar. E seguir uma agenda ajuda muito também! Ser o seu chefe é libertador, maravilhoso mas de certa forma te aprisiona também.
    Legal demais um post sobre esse assunto. Legal a preocupação de blogueiros em compartilhar alguns problemas que antes não eram mostrados. Adorei!

    • Obrigada por comentar Mar!

      Realmente, o sentimento de culpa parece aumentar muito no home office. Mais culpa do que produtividade, às vezes.

  5. Interessante e esclarecedor também. Atualmente essa é uma possibilidade do chamado “mundo moderno”
    Eu trabalho 3X na semana de home office e vou ao escritório 2X, o que facilita, por que consigo aproveitar os 2 mundos. Claro que como tudo, esse modelo de trabalho tem seus pontos positivos e negativos.
    Em casa prefiro trabalhar com demandas menos operacionais e que me demandem mais atenção e calma. E no escritório opto por fazer trabalhos que preciso dos outros funcionários e demandas mais operacionais.
    Essa necessidade de trabalhar de home office veio depois que tive meu filho, atualmente uma creche em tempo integral tem um alto custo e meu filho ficou muito doente nos primeiros meses a ponto de não poder mais frequentá-la. Enfim, atualmente depois de 6 meses nessa experiência, estou gostando bastante, mas sempre me policiando em relação ao horário e distrações.

    • Oi Marcela,

      Fico feliz que a sua empresa permitiu que você tivesse esse tipo de flexibilização por causa do seu filho. Não é todo lugar que permite isso.

      De fato, acho que ter a opção dos dois mundo é um cenário ideal. É o que eu acabo tentando fazer quando vou para um café, pelo menos tem pessoas diferentes e um ambiente fora de casa.

  6. Luiza, vc está vivendo meu sonho. Pode dar algumas dicas para encontrar vagas de homens office? Sou jornalista, pós-graduada em Comunicação e Marketing, e trabalho como Comunicação e Endomarketing há mais de dez anos. Muita experiência em português, estratégias e conteúdos de comunicação.

    • Oi Brunna,

      Ou você encontra uma empresa que permita o home office ou você vira freelancer/dona da própria empresa e trabalha por conta própria. Infelizmente não se te dizer dicas específicas de como encontrar trabalho assim!

  7. Minha maior dificuldade, sem dúvidas é saber a hora de parar. Trabalhar de casa parece ser algo tão natural, que o “checar as notificações dos amigos do face”, vira um “estou escrevendo outro post” e isso tem me deixado louca por não conseguir gerenciar bem o meu tempo, essa semana, pela terceira vez dormi com a bebê enroscada no braço e esqueci o computador aberto e o trabalho pela metade, acordando às 6h desesperada com medo do note ter dado pau – risos.

    Mas seguimos na luta <3 Ótimo texto!

    Beijos
    Cami Santos
    Na Estrada com as Minas

  8. No meu caso já criei uma rotina. Como sei que rendo melhor na parte da tarde, praticamente todos os dias depois de acordar vou até a padaria tomar café, ler um jornal. É um gasto que poderia ser dispensado? É! Mas é bom para ver pessoas, conversar com a atendente da padaria e ganhar uma energia para trabalhar na parte da tarde.
    Confesso que o dia que não consigo sair pelo menos uma vez de casa, nem que seja para caminhar na rua, não consigo render tanto assim.

Deixe um comentário