Tags: ,
Atlas: Jaipur, Índia

Intercâmbio em Jaipur, Índia

A Letícia Sales nos deu um relato muito interessante sobre intercâmbio em Milão. Da cidade italiana, ela arrumou as malas e partiu para um destino muito popular aqui no blog: Índia. Assim como a equipe do 360meridianos, o intercâmbio dela foi pela AIESEC, uma organização apartidária, independente, educacional, sem fins lucrativos e totalmente formada e gerenciada por estudantes universitários. No texto abaixo, vocês podem ler as experiências da Letícia na cidade de Jaipur.

Vim parar na Índia através de um intercâmbio de trabalho remunerado da AIESEC (programa Talentos Globais). Me formei em moda em 2009 e fiz pós-graduação em Comércio Internacional e Master em International Business. Vim para passar 8 meses trabalhando em uma empresa que fabrica e exporta roupas para grandes marcas do mundo todo, como Zara, Mango e Desigual, sediada na cidade de Jaipur, capital do Rajastão. Temos muitos clientes no Brasil e meu trabalho é justamente manter e ampliar essa carteira de clientes brasileiros (e alguns internacionais).

Minha ideia inicial não era vir para a Índia. Sempre soube que me adaptaria, mas confesso que tinha um preconceito enorme com o país; não queria vir nem a turismo. Mas a Índia me escolheu. Hoje, após dois meses morando aqui, digo que vir para cá foi a melhor decisão que já tomei. Nenhuma outra experiência na minha vida, nenhum curso, faculdade ou emprego foi tão rico quanto essa experiência; nada nunca me fez aprender tanto quanto eu aprendo aqui…e não apenas no trabalho, mas no dia a dia, e até mesmo coisas sobre mim mesma.

henna_jaipur.jpg

Citando uma fala do filme “O Exótico Hotel Marigold” (lindo filme inglês cuja história se passa em Jaipur): “Poderia haver algum outro lugar no mundo que é um ataque tão grande aos sentidos? Aqueles que conhecem, já são acostumados… mas nada pode preparar os novatos para essa enxurrada de sons e cores. Para o calor, a multidão em eterno movimento. Inicialmente você fica muito surpreso. Mas gradualmente você percebe que é como uma onda. Resista, e ela te engolirá. Mergulhe dentro dela e você sairá do outro lado.”

É exatamente isso. Não adianta resistir. Ou você aceita e dança conforme a música, ou não se adaptará. A Índia é intensa, ela dá um ‘upgrade’ na sua vida. É como acordar da Matrix, é o próximo passo após o cinema 5D. Aqui a comida tem mais gosto, os sons são mais constantes e mais altos, TUDO é mais colorido e lindo de se ver, até os caminhões e os cheiros são diferentes. Absolutamente tudo é diferente.

Aqui, o comportamento das pessoas também é muito diferente. Entender essa nova forma de pensar e agir é um enorme desafio, inclusive no ambiente de trabalho. Muitas vezes as atitudes não têm lógica para nós, é preciso tentar entender o outro lado da moeda.

forte-jaipur_thumb.jpg

E, para as mulheres, o desafio é maior ainda. Dois milhões de mulheres desaparecem todos os anos na Índia, de bebês recém-nascidas que são mortas após o parto até mulheres adultas. O machismo é constante, olhares na rua também, principalmente por eu ser estrangeira. Nunca tive tanta consciência de como é importante ser mulher e de como é importante nós, mulheres, lutarmos pelos nossos direitos. Parece cafona, eu sei…no Brasil a gente não dá muita bola para isso. Mas depois que vim para cá tive a real consciência de como tantas mulheres sofrem no mundo simplesmente por terem nascido…mulheres.

Esse é um dos motivos pelos quais eu digo que a Índia é um mergulho profundo na realidade. De repente você é obrigado a encarar a difícil realidade do mundo, a realidade que tantos de nós tentamos ignorar, mesmo em nosso próprio país. Afinal de contas, “living is easy with eyes closed”.

Mas na Índia não tem escapatória. Aqui você vai encarar a realidade que nenhuma TV com bilhões de cores jamais será capaz de mostrar. A Índia possui 1/3 de toda a população pobre do mundo. 800 milhões de pessoas são pobres APENAS na Índia, quatro vezes a população do Brasil. Este convívio diário te deixa mais sensível, mais ciente ao fato de que, no fundo, somos todos seres humanos, e habitamos todos um único e pequenino planeta. Aqui você fica mais humilde e menos materialista.

Quando decidi vir para cá, todos que já haviam morado aqui me disseram que seria a experiência mais difícil da minha vida, mas também seria a melhor. Hoje, dois meses após minha chegada, sou obrigada a concordar. Há dias fáceis e dias muito difíceis, e não consigo encontrar palavras para descrever o quanto essa experiência já me mudou e as pessoas incríveis que conheci aqui. Hoje já sou acostumada com a comida apimentada, com o calor, as buzinas, os olhares na rua. Hoje, quando imagino o dia em que deixarei este país, me emociono. Os desafios são constantes, mas a sensação de superá-los e a sensação de perceber o seu próprio crescimento são impagáveis.

Bhangarh-Fort_thumb.jpg

Aliás, na Índia as minhas roupas estão sempre sujas ou rasgadas, estou sempre suando, meus sapatos todos estão estragados, nunca ganhei tão pouco, não tenho carro e quase nenhum bem material. E, mesmo assim, nunca fui tão FELIZ com tão pouco. É uma das maiores lições que aprendi. Então venham para cá…mas venham de braços abertos, sem preconceitos, sem frescuras e dispostos a aprender e aceitar uma nova realidade. Façam isso e terão uma experiência inesquecível. Afinal, citando outra frase de “O Exótico Hotel Marigold”, “No fim, tudo dará certo…se ainda não deu certo, é porque ainda não é o fim”.

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Índia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




AIESEC

Uma organização apartidária, independente, educacional, sem fins lucrativos e totalmente formada e gerenciada por estudantes universitários.

  • 360 nas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

28 comentários sobre o texto “Intercâmbio em Jaipur, Índia

  1. Oi Letícia! Você poderia me passar seu e-mail? Estou quase aceitando um estágio na Índia e estou com algumas dúvidas. Já passei um mês pela Índia e super me identifiquei mas sei que morar é diferente de visitar. Obrigado!!

  2. Coisa boa encontrar um canal onde tu encontra várias dicas e relatos sobre pessoas que viajaram pela AIESEC. Estou fazendo entrevistas para o Talentos Globais, a maioria das empresas disponíveis para minha área são da Índia, de início fiquei meio receosa de ir, mas depois de ler tudo sobre as experiências aqui e olhar vídeos no youtube estou super encorajada para ir! Parabéns pelo blog, ele é ótimo, inclusive vou mostrar para os meus pais verem. Obrigada!

  3. Eu gostaria saber a respeito do dinheiro. Onde eu posso trocar o dólar por rúpias indianas? Existe um cartão internacional que me possibilite fazer saques na Índia? O que eu faço?

    1. Oi, Karol!
      O dólar só pode ser trocado por rúpias indianas aqui na Índia mesmo. No Brasil eles não comercializam rúpias indianas. Para fazer saque eu uso o Visa Travel Money, carrego ele na casa de câmbio do Brasil através de transferência online, e posso sacar e qualquer caixa eletrônico aqui. Funciona super bem!

  4. Boa tarde! Gostaria de ir para Índia, pretendo ficar mais de 4 meses.
    Gostaria de saber se é necessário visto, será minha primeira viagem ao exterior. Também quero chegar a uma cidade que se chama mysore.
    Compro passagem só de ida?
    A passagem também é cara né?
    Obrigada! ^^

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.