5 roteiros de viagem de trem pela Europa

Se eu pudesse, só viajaria de trem. Infelizmente, ainda não inventaram um trem tão rápido que cruze oceanos inteiros (apesar de já existir um que cruze o mar!). Mas o dia que essa evolução chegar, pode contar comigo para escolher este como meu meio de transporte. Sendo esse um excelente continente para quem quer se aventurar por roteiros ferroviários e por isso pensamos nesses roteiros de viagem de trem pela Europa.

Claro, é preciso ter em mente que nem sempre este será o método mais barato, muito menos o mais rápido. Mas, às vezes, vale pelo conforto, outras pela conveniência. O que muita gente não consegue entender é que mesmo sendo um continente de distâncias mais curtas, não é exatamente possível cruzar de um lado para o outro de trem. Enquanto pegar um comboio dentro de um mesmo país, por exemplo, ir de Porto a Lisboa, em Portugal, ou ir de Roma a Veneza, na Itália, é bem fácil e prático – já que você só vai precisar de uma única empresa de comboios, a nacional – os trajetos entre países são um tiquinho mais complicados.

Importante: Ter um Seguro de Viagem é obrigatório para entrar nos países do Acordo de Schengen, na Europa – sem ele você pode não passar na imigração. Além disso, jamais viaje sem um seguro, já que esse é um item que pode salvar vidas. Veja aqui como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício.

Trem de Portugal para Espanha

Não deixe de ler também: Como viajar de trem na Europa

Como viajar de ônibus na Europa

Para montar esses trajetos, pensei tanto em viagens que já fiz e são muito práticas, como em trajetos que cruzam rotas cênicas, que entram nas listas de mais lindas do mundo todo ano e que eu tenho muita vontade de conhecer. Os links que indicam preços e horários já direcionam vocês diretamente para o site oficial da compra das passagens. Lembrando que estou indicando os valores mais baratos, que só aparecem se você comprar com uma antecedência de mais ou menos 90 dias.

Ah, passes de trem na Europa não valem a pena – basta comparar os valores que eu estou listando aqui com os que você encontra nos sites das empresas como RailEurope ou InterRail.

Reino Unido e o Expresso de Hogwarts

Londres -> York -> Edimburgo -> Glasgow -> Fort Willian -> Mallaig

viajar de trem na europa hogwarts

Foto: Shutterstock

Esta rota inclui algumas das cidades mais lindas do Reino Unido. E, para completar, o trajeto de Glasgow a Malliag é conhecido como West Highland Line e passa por montanhas e pontes belíssimas. Esse trajeto foi o escolhido para ser mostrado nos filmes do Harry Potter. Fique de olho no Glenfinnan Viaduct (foto), que fica bem no final da viagem.

Trechos:

Londres a York: 14,50 libras – 1h50;

York a Edimburgo: 20 libras – 2h30,

Edimburgo a Glasgow: 12,50 libras – 1h15;

Glasgow a Fort Willian: 19,10 libras – 3h50;

Fort Willian a Malliag: 6,90 – 1h20.

Portugal, Espanha e Sul da França

Lisboa -> Coimbra -> Madrid -> Barcelona -> Séte -> Marseille -> Nice -> Paris

viajar de trem na europa marseille

Ferrovia próxima a Marseille, França. Foto: Shutterstock

Este roteiro junta dois países da Península Ibérica e um gostinho do Sul da França. Tem direito a uma rota cênica (Nice a Paris) pelos campos de lavanda, dependendo da época da sua viagem.

Trechos:

Lisboa a Coimbra: 12 euros – 2h;

Coimbra a Madrid (trem noturno): 33,60 euros – 8 horas;

Madrid a Barcelona: 40,55 euros – 2h45;

Barcelona a Séte: 45 euros, 3h45;

Séte a Marseille: 22 euros, 2h;

Marseille a Nice: 28,5 euros, 2h40,

Nice a Paris: 25 euros, 6 horas.

Alemanha, Suíça e Itália – Os belos trilhos

Colonia  -> Mainz  -> Koblenz -> Zurique -> Chur  -> Tirano -> Milão

viajar de trem na europa lecco

Lago di Lecco visto da janela do trem, Itália

Esta viagem passa por três rotas cênicas diferentes. Começa na Alemanha, de Colônia a Koblenz, passando por Mainz, segue pelo vale do rio Reno, numa ferrovia conhecida como Rhine Valley Line, uma região linda e famosa pelos vinhos.

Depois, na Suíça, um dos países conhecidos pelos seus cenários de trem maravilhosos, o The Bernina Express leva da cidadezinha de Chur até Tirano, na Itália. E por fim, a região do norte da Lombardia, na Itália, que eu conheci no ano passado. Você cruza do lado do Lago di Lecco, um cenário lindo.

Trechos:

Colonia a Mainz: 29 euros, 1h45;

Mainz a Koblenz (Rhine Valley Line): 19 euros, 50 min;

Koblenz a Zurique: 59 euros, 5h12;

Zurique a Chur: 20 francos, 1h20;

Chur a Tirano (Bernina Express): 72 francos, 4h; 

Tirano a Milão: 11,50 euros, 2h30.

Grécia, Bulgária e Turquia (Expresso dos Balcãs)

Atenas -> Meteora (Kalambaka) -> Tessalônica -> Sofia -> Istambul

Onde ficar em Meteora Grécia

Meteora, Grécia

Eu fiz parte deste trajeto no ano passado e fiquei curiosa para seguir o Expresso dos Balcãs até Istambul. A rota não é exatamente cênica, mas as cidades no trajeto são históricas e interessantes. E, sem dúvida, um trajeto de trem por essa região da Europa é muuuuito diferente (e bem mais lento) do que para o resto. Ah, um detalhe, apesar dos links, só dá para comprar online os trechos da Grécia. Para os demais países, você precisa ir até a estação de trem e fazer a compra das passagens.

Atenas a Meteora (Kalambaka): 33,60 euros – 8 horas;

Meteora a Tessalônica: 19,20 euros, 4 horas;

Tessalônica a Sofia: 10 euros, 6 horas;

Sofia a Istambul: 18 euros, 13h 

Transiberiana

São Petesburgo -> Moscou -> Perm -> Yekaterinburg -> Novosibirsk -> Irkutsk -> Belogorsk -> Vladivostok

viajar de trem na europa trans siberiana

Foto: Sergey Prokudin-Gorsky – Domínio Público

Uma das rotas mais famosas do mundo e que não é exclusivamente europeia, tendo em vista que cruza a Ásia. São 9000km só na Rússia. Eu escolhi o trecho (que sem nenhuma parada demora 7 dias) até Vladivostok. Mas é possível chegar até China ou Japão com esse trem!

Dizem as más línguas viajantes que para fazer a Transiberiana corretamente, você não deve voar até Moscou (ou São Petersburgo, no caso do roteiro que sugeri). É preciso que você siga de trem, de onde quer que esteja na Europa, até a Rússia, e então siga seu trajeto.

Trechos:

O valor total sugerido para a viagem proposta, no site Real Russia (o mais recomendado nos sites de viagem gringos) é de 480 libras ou 55.556,076 rublos russos. Uma viagem sem nenhuma parada custaria por a partir de 160 libras. Porém, é possível comprar tudo diretamente nas bilheterias russas, provavelmente mais barato.

*Imagem Destacada: Bernina Express. Crédito: Shutterstock.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

26 comentários sobre o texto “5 roteiros de viagem de trem pela Europa

  1. olá, gostei muito das informações, poderia por favor me dizer se no Expresso dos Balcãs entra na cidade de Istambul? Gostaria de conhecer Istambul. Obrigada

  2. Dois dias em Roma, mal da pra conhecer o vaticano. Roma minimo 4 dias. Fiquei em um hotel gracinha e muito barato em frente ao Coliseu, paguei 34,50 euros. Ao lado do metro e do ônibus de turismo. Tem um garçom que fala português.
    Sao tantas coisas para se conhecer em Roma…para conhecer o vaticano é necessário um dia inteiro – Praça São Pedro no Vaticano -, outro dia para tarde para conhecer o Coliseu e o fórum Romano. Tem ainda a encantadora e linda Fontana di Trevi, Praça da República, Monumento a Vítor Emanuel II da Itália, A vista noturna da Ponte de Santo Ângelo sobre o Rio Tibre, com a Basílica de São Pedro e a ponte Umberto. Nossa, 5 dias é pouco.
    Italia precisa de uma viagem só para conhece-la.
    Verona a cidade mais linda que conheci na Italia, onde morou Julieta da história de William Shakespeare. Arena de Verona (anfiteatro romano), Praça Erbe, Museu Cívico de Castelvecchio, Ponte Scaligero, contruida no ano de 1354. O castel san Pietro onde se tem a vista panoramica de Verona. Em visita a Verona deve tambem conhecer O rio de Garda, Peschiera, Lasize e Borghetto! O jardim do Palazzo Giusti – Giardino Giusti.
    Milão… a linda a catedral de Duomo e a Galeria Vittorio Emanuele II.
    Veneza, necessário ao menos dois dias…
    Estiquei ate Trento, Besenello, pertinho da Austria, fui de carro.
    Bom, conhecer Italia é ncessário de pelo menos 30 dias.
    Fica a Dica!!

      1. Pois é…ir a europa e fazer um tur em dois ou mais países, não se conhece NADA!!
        fazer uma viagem dessa, apenas para tirar foto na frente de monumentos, é no minimo desanimador. O mais legal e andar pelas ruas, conversar, sentir o cheiro, o gosto da Itália. Lembrei que em Beselleno conheci um casal que produzia o melhor vinho que já experimentei. Degustar um vinho com a vista do vinhedo ao pé do castelo, é algo incomparável.
        Em Borgueto, um vilarejo premiado com o título “I borghi più belli d’Italia” (um dos burgos mais bonitos da Itália), num pequeno e charmoso restaurante ao lado do rio Mincio que flui no Lago de Garda, experimentei a melhor massa que comi na Itália – na vida-, fabricada pelos funcionários do restaurante: Um ravioli com recheio de queijo com aroma de limão siciliano, com camarão, ao molho de alcaparras. Dos Deuses!!!!
        Próxima viagem Espanha!!!
        Quem tiver dicas de passeios na Espanha ou em outro país da Europa, fico grata!!

  3. Olá Luiza, sensacional sua matéria.
    Você pode me dar uma ajuda? Estou planejando ir para a Europa em maio/2017 e ir a 3 países: SUÍÇA, ÁUSTRIA e ITÁLIA. Gostaria de fazer de trêm e passar uns 2 dias em cada cidade.
    Você pode me dar algumas dicas? Suíça quero ir ao museu do Chaplin em Vevey e na Áustria visitar Salzburgo nos locais que foram filmados a Noviça Rebelde, e se der, na Itália ir a Roma!

    O que você acha? A princípio é um roteiro se lapidação, não vi as distâncias e tempos de um para o outro e a viabilidade…

    Abraços!

    1. Oi Cami,

      Só conheço Roma e acho que 2 dias na cidade é um pecado. Fora isso, Roma fica bem no meio da Itália, distante das fronteiras do norte com a Suíça.

      Você realmente tem que pesquisar bem essas distâncias para ver se é viável.

  4. Parabéns Luiza
    Minha dúvida …quero fazer uma viagem de trem pela europa em 5 dias. Eu, meu marido e filho. ( eu e meu marido temos 65 anos; meu filho 40 anos) Moramos em Lisboa. Queria um roteiro de pelo menos tres paises a serem visitado, somente, de trem. Dormindo a noite ( trem noturno) no trem. Mes passado li por aqui ( on line) sobre essa viagem tipo mochileiros. mas agora não acho…O trem pára em cada cidade por 3 horas, Para voce visitar a cidade. queria tanto esse tipo de viagem…Abraços

  5. Ola Luiza,

    Estou planejando ir para Portugal a passeio,porem gostaria de conhecer a Suiça,você pode dar alguma dica,seria mais viavel ir de avião ou a possibilidade de seguir de trem.
    Obrigada

    1. Oi Adriana,

      Você poderia montar sim. Dá uma olhada nos sites nacionais das empresas de trem desses países:

      Trenitália, Renfe e SNCF.

  6. Luiza, nessa rota Portugal, Espanha e Sul da França, quantos dias vc recomenda em cada cidade? Fiquei encantada com o roteiro mas queria ter noção de quantos dias reservar para cada lugar. Obrigada. O blog de vcs é ótimo.

    1. Oi Denia,

      Segue as sugestões:

      Lisboa – 3 dias (4 se quiser fazer um bate volta em Sintra) -> Coimbra – 2 dias (1 noite) -> Madrid – 3 dias -> Barcelona 3 dias -> Séte 2 dias (1 noite) -> Marseille 3 dias (incluindo bate-voltas na região) -> Nice 2 dias -> Paris 5 dias

  7. Olá Luiza! Primeiramente,quero te parabenizar pela matéria e dizer que eu me realizo vendo pessoas tão jovens quanto você e que já teem tantas viagens e experiências no curriculum! Maravilha!
    Agora vamos a pergunta: em média quanto tempo de parada em cada cidade?

  8. Uma dúvida, ao fazer essas compras internacionais pagamos o IOF (que teve aumento para compras feitas no cartão). Existe alguma possibilidade de efetuar o pagamento na hora? Ou algum site que faça essa venda como uma “compra nacional”?
    Estou de viagem marcada para a Europa em Maio e planejando os trajetos e passeios, mas estou com essa dúvida cruel, pois o euro já está tão caro e essas compras no cartão quebram o orçamento.
    Beijos! :*

    1. Oi Layla,

      Então, você pode pensar o seguinte: o IOF custa 6,38%
      Porém, uma passagem de trem comprada com antecedência de uns 90 dias, mesmo no cartão de crédito, tem um desconto de, no mínimo 40%.

      Logo, não vale a pena deixar para comprar lá, porque o desconto da passagem com antecedência é muito superior ao preço que você pagaria lá, a vista!

      bjs

  9. Pois é, eu me lembro da primeira vez que andei de trem fora do Brasil: foi em 2000, na Alemanha.

    Pego o bilhete e vejo lá que o trem sairia às 12:03. Penso comigo “meio-dia e três minutos? Não, é impossível esse horário, ele deve sair às 12:05”.

    Perdi o trem. 🙂

    Um abraço!!

    P.S.: Posteriormente, resolvi a situação. Mas foi roooçaaaa!!!

    1. hhahahaah Rodrigo, desculpe, mas ri alto da sua mini tragédia.

      A gente está tão acostumado com os atrasos brasileiros que é fácil se perder com esses horários meio estranhos.

      Abraço

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.