Tags:
Atlas: Cachi, Argentina, Salta

Cachi, Argentina, e o Parque nacional Los Cardones

Se um dia eu fizer uma lista dos lugares mais bonitos que já visitei, certamente terei que incluir os arredores de Cachi, na Argentina. Além do charme dessa vila de 5 mil habitantes, o que impressiona são as paisagens que aparecem pela janelinha do ônibus no percurso até lá.

Veja também:
O que fazer em Salta: atrações, roteiros e outras dicas
Onde ficar em Salta: melhores hotéis e regiões
15 motivos para conhecer o norte da Argentina

Cachi e o norte da Argentina: como planejar sua visita

Cachi fica no norte do país, perdida no meio da Cordilheira dos Andes e mais próxima do Chile e da Bolívia que de Buenos Aires.  Isso quer dizer que alcançar Cachi envolve subir. Salta está no Valle de Lerma, numa altitude média de 1200 metros. Cachi fica a pouco mais de 100 quilômetros dali, mas no alto do morro: a vila está 2300 metros acima do nível do mar.

Mas antes fosse só isso, afinal a estrada que leva até lá sobe para depois descer. É preciso chegar aos 3348 metros de altura antes de começar a descer novamente. O visual da estrada, no entanto, vale a pena. São diversos pontos de vista panorâmica e paisagens incríveis que se abrem entre as montanhas.

Valle de Lerma, norte da Argentina

Como chegar em Cachi

A estrada que leva a Cachi se chama Cuesta del Obispo, uma homenagem ao bispo Julián de Cortázar, que em 1622 fez essa mesma viagem. Como o meio de transporte dele era bem menos eficiente, o percurso durou dias – a saída foi dormir na estrada, que logo foi apelidada de Cuesta de la dormida del Obispo. Com o passar dos séculos o nome diminuiu – tiraram a dormida do bispo. A distância e a beleza continuam a mesma.

A maneira mais fácil de chegar até lá é contratando um excursão que faz o passeio bate-volta a partir de Salta. A vantagem é que o passeio já vai com guia e eles fazem diversas paradas ao longo da estrada para fotos e compra de artesanato.

Há diversas agências espalhadas para a cidade, mas se você quiser contratar com antecedência e já deixar tudo acertado, recomendamos dar uma olhada nas opções aqui ou nos tours abaixo:

 

Valle de Lerma, Argentina

Quem prefere ir por conta própria pode pegar um ônibus de linha saindo da rodoviária de Salta. O trajeto dura cerca de de 4 horas e, embora você não possa parar no meio do caminho para esticar as penas, ainda pode desfrutar a vista da janelinha.

Uma alternativa que te dá mais independência no trajeto (e no tempo gasto em cada parada) é alugar um carro em Salta. No entanto, esteja preparado para dirigir por estradas complicadas, seja morro acima ou morro abaixo. A vantagem desse método é a possibilidade de dormir pelo menos uma noite em Cachi, aproveitando da tranquilidade e da beleza da região.

Caso você opte por isso, nós indicamos o buscador RentCars, que busca entre as principais locadores e te ajuda a encontrar os melhores preços e condições de aluguel.

Valle de Lerma

Cuesta del Obispo

Melhor época para ir para Cachi

Cachi tem um clima ameno e pode ser visitada durante todo o ano. Janeiro é o mês mais chuvoso e julho é o mais frio, com temperaturas que podem chegar abaixo dos -2°C durante a madrugada, mas em nenhum dos casos o clima é um impeditivo.

Se você tiver a oportunidade de fazer a viagem em setembro, sua experiência terá um bônus. É nessa época que se comemora a Fiesta de Señor y Virgen del Milagro, que acontece todos os anos, no dia 15 daquele mês. Para essa festividade, a tradição é que os habitantes das vilas andinas desçam até a Salta. A pé.

Cuesta del Obispo

Por isso, todo o percurso até Cachi é acompanhado por centenas de peregrinos que vinham no sentido inverso, de Cachi até Salta. É muito marcante conversar com eles e observar suas tradições. Nossa guia, que era de Cachi, se emocionou ao se encontrar com seu povo no meio do caminho. Ela achou a mãe e as irmãs dela no meio da peregrinação, que dura dias, e disse que fez o mesmo percurso durante boa parte da vida, até o dia em que ela foi morar em Salta.

O mais emocionante ponto de encontro com os peregrinos é também o melhor mirante da região: a Capilla San Rafael, que fica perto do ponto de maior altitude do passeio (3348 metros).

Peregrinos em Salta  peregrinos em Salta

O Parque Nacional de Los Cardones

Depois de atingir o ponto mais alto da viagem na a Capilla San Rafael, a estrada começa a baixar de altitude. É nesse momento que entramos no Parque Nacional Los Cardones, uma área de proteção ambiental que quase não mudou nos últimos 500 anos. O motivo é a vegetação, composta principalmente pelos tais cardones, uma espécie de cacto típica dessa parte da América do Sul (e também presente no Chile e na Bolívia). São milhares de cardones. Junte isso às montanhas nevadas. O resultado é incrível.

Um cardone cresce entre 1 e 5 centímetros por ano. Então faça as contas para calcular a idade desses aqui, ó:

Cachi e o Parque Nacional los Cardones Argentina

Alguns dos cardones do parque nacional têm 400 anos de vida. Estavam lá quando os espanhóis passaram pela região e fundaram Cachi. Estavam lá até mesmo antes dos espanhóis, quando os incas dominavam a área.

Por falar nos incas, eles foram os responsáveis pelo traçado da Recta del TinTin, uma estrada perfeitamente reta que tem 19 quilômetros  de extensão e que corta o Parque Nacional.

A entrada no parque é de graça. No meio do caminho há mirantes e até uma trilha demarcada nos meios dos cardones, com placas explicativas que contam mais sobre a vegetação do lugar e o tempo de vida dos cardones.

O que fazer em Cachi, Argentina

Próxima parada: Cachi! A cidade está rodeada por picos de mais de 5 mil metros de altura. Fundada no século 16, a vila tem uma praça central rodeada de casinhas brancas, com aquele jeitinho de vila colonial perdida no tempo em meio à paisagem árida.

Cachi, Argentina

As atrações por ali não são muitas:

  • Na praça fica a Igreja San José de Cachi, considerada um monumento nacional com mais de 2 séculos de idade
  • E também o super recomendado Museu Arqueológico Pablo Díaz.
  • Há vários pequenos restaurantes nas ruas adjacentes à Praça. Cachi é um ótimo lugar para se provar a típica comida do norte da Argentina.
  • 2,5 quilômetros pra fora da cidade fica o Parque Temático Cultural “Todo lo Nuestro”, um museu ao ar livre que tenta reconstruir o modo de vida dos habitantes originais da região. É uma experiência incrível para quem se interessa pelas civilizações andinas.

No mais, a ideia é se perder entre as ruas e os prédios históricos do local.

Onde ficar em Cachi, Argentina

Cachi é pequena, mas tem boas opções de hospedagem. Passar a noite ali é recomendado para quem busca um refúgio nas montanhas, um fim de semana romântico ou quer uma experiência diferenciada na Argentina.

Algumas hospedagens recomendadas em Cachi:

A maior parte das pessoas que visitam Cachi preferem passar a noite em Salta, fazendo um bate-volta até lá. Essas são algumas das hospedagens recomendadas na cidade:

Seguro de viagem na Argentina

O seguro de viagem é opcional para a Argentina, mas mas nossa recomendação é que você nunca viaje sem, porque no caso de qualquer emergência médica, roubo, extravio de bagagem ou necessidade de interromper a viagem por conta de algum grande imprevisto, você estará protegido.

Para cotar o seu seguro, nós recomendamos a Seguros Promo, um buscador que compara os melhores preços e coberturas do mercado e te ajuda encontrar o melhor custo/benefício para a sua viagem. Clique aqui descobrir como gastar menos de R$10 por dia e garantir um cupom de desconto para os leitores do blog ou utilize a caixa abaixo:

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 50 *COM FRANQUIA (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 50 *COM FRANQUIA (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 50.000 Bagagem extraviada USD 600 (COMPLEMENTAR) R$ 11/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

11 comentários sobre o texto “Cachi, Argentina, e o Parque nacional Los Cardones

  1. Vale demais a pena dormir em Cachi. A cidade tem pizzas e peñas ótimas, e observar as pessoas na praça central é uma delícia!

    Que saudades, Argentina!!!

  2. Oi Rafael! Vamos de carro, mas não vamos dormir em Cachi não… Vamos voltar pra Salta! Boa sorte para nós na estrada! hehe
    Você se lembra, contando com as paradas, em média quanto tempo foi de ida e volta para lá?

    1. Oi, Giovana. Não tenho certeza, mas acho que foram umas três horas. E ainda dá vontade de parar em vários momentos.

      Dá pra fazer o bate-volta, mas é puxado. Eu fiz de ônibus e não dormir em Cachi.

  3. Ótimo relato! Está me ajudando muito na elaboração do meu roteiro. Vocês se lembram do valo aproximado do tour para Cachi e o Parque nacional Los Cardones?

    Obrigado.

    1. Oi, Caio. Não lembro. Na realidade, os preços mudam muito na Argentina, por conta da inflação, então já teria mudado também.

      Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.