Tags:
Atlas: Estados Unidos

Como viajar de ônibus nos Estados Unidos

É unânime: a forma mais barata de viajar nos Estados Unidos é de ônibus. Mas certamente essa não é a forma mais popular, pelo menos não entre os turistas e a classe média. Isso não quer dizer que o serviço seja ruim ou ineficiente, só que é menos confortável do que as outras opções, como avião e aluguel de carro.

O primeiro relato que ouvi sobre viagem de ônibus nos EUA foi de uma amiga, que fez intercâmbio lá em 2007. Ela foi de uma cidade da Flórida para Nova Orleans, em Luisiana. O pessoal que trabalhava com ela ficou um pouco horrorizado com a ideia da minha amiga fazer esse trajeto de ônibus sozinha. Eles recomendaram que ela comprasse um spray de pimenta para se proteger. Para ela tudo se mostrou um exagero e, no fim, o ônibus não era tão ruim assim.

Eu fiz várias viagens de ônibus durante meu mochilão pelos Estados Unidos. Para começar, como eu morava numa cidade minúscula, dentro de um estado minúsculo, esse era o único meio de locomoção para mim, que não tinha carteira de motorista. Eram poucos horários de ônibus – em geral, um por dia para cada destino.

Depois, peguei o famoso Greyhound, a principal empresa de transporte rodoviário do país, que opera entre grandes cidade. Fiz os trajetos entre Boston e Nova York, Nova York e Washington D.C e depois de Los Angeles para Las Vegas. Sobre o ônibus em si, nada a reclamar, eram bem parecidos com os ônibus de viagem padrão brasileiros.

As estradas americanas costumam ser muito boas e as viagens são tranquilas. As rodoviárias da costa leste eram todas bem próximas ao centro da cidade, grandes e organizadas, e não tive problema para chegar ou sair.

empresas de ônibus estados unidos

Empresas de ônibus nos EUA. Crédito: Wikimedia Commons – CC BY-SA 3.0

Na costa oeste a coisa mudou de figura: rodoviárias muito distantes do centro (mas muito mesmo) e bem menos arrumadas. Também foi no trecho LA-Vegas que eu tive a infeliz experiência de ter minha mala arrombada. Não sei em que momento isso aconteceu durante a viagem, imagino que foi na hora da parada, mas a minha mala teve o zíper cortado.

Felizmente eu só levava roupas, a maioria suja, então nada foi roubado. Mas foi um estresse sem fim, sem contar que depois para ir da rodoviária para o hostel foi uma grande dificuldade. O pessoal do blog Próxima Trip teve uma experiência boa em dois trajetos de ônibus nos EUA.

Meu veredito sobre essa história é que vale a pena sim viajar de ônibus nos Estados Unidos em trajetos curtos, de até cinco horas, quando a passagem de avião estiver cara ou não rolar de alugar um carro. Também pode ser interessante numa viagem ao longo da noite, desde que não ultrapasse umas 10 horas (os ônibus não chegam a ser os nossos leitos).

Dicas para viajar de ônibus nos Estados Unidos

1. Pesquise em todas as companhias

O site Wanderu, indicado pelo The New York Times, permite você buscar em praticamente todas as empresas de ônibus dos Estados Unidos, usando filtros que vão de preço a amenidades como wifi ou espaço extra para as pernas. Numa busca aleatória para uma viagem de Nova York para Boston, consegui achar uma passagem pela barganha de 3 dólares. Repetindo: TRÊS dólares, isso para um ônibus da Megabus.

A viagem pela Greyhound também sai bem barata: $8,50. Ou seja, pesquisar bem as opções das várias companhias vale a pena. Além dessas duas, também existem a Boltbus (vende passagens a 1 dólar), a Trailways, a GotoBus, e várias outras.

Rodoviária da Greyhound Lines em Nashville, Tennessee

Rodoviária da Greyhound Lines em Nashville, Tennessee – Crédito: Domínio Público

2. Compre pela internet

Eu ainda estou impressionada com os 3 dólares. Se você também estiver, saiba que essa tarifa só está disponível online. O mesmo funciona para a viagem de $8,50 pela Greyhound. Ou seja, a maioria das empresas tem preços melhores para quem compra pela internet. Você vai precisar de um cartão de crédito internacional. Pode imprimir sua passagem ou marcar para pegá-la no balcão da empresa uma hora antes da viagem – será preciso apresentar um documento ou o cartão de crédito usado na compra.

Se você não tiver como apresentar o cartão de crédito, pode mostrar um documento e o reference number que eles entregam no momento da compra – a Greyhound cobra uma pequena taxa nesse caso. Além disso, há uma tarifa de $1,5 na compra online, mas o tamanho do desconto vale a pena.

3. Compre com antecedência, se possível

As melhores tarifas costumam abrir com 45 dias de antecedência da viagem. Se seu itinerário já estiver certo, vale a pena comprar antes e aproveitar as pechinchas. Caso você não tenha como saber seu trajeto antes ou decida de última hora, as empresas de ônibus permitem que você compre de um dia até meia hora antes do ônibus partir. Na minha busca aleatória, a viagem entre NY e Boston comprada de hoje para amanhã custaria entre 20 e 30 dólares.

4. Escolha do assento

Algumas empresas funcionam no esquema sente onde quiser – quem chegar primeiro escolhe os melhores lugares. Foi assim em todas as minhas viagens com a Greyhound. Outras empresas permitem que você compre cadeiras melhores no momento da compra, pagando taxas variadas.

dentro ônibus estados unidos

Créditos: Wikimedia Commons – CC BY-SA 3.0 e CC BY-NC-SA 2.0

 4. A bagagem

Lembre-se de colocar uma tag de identificação na sua mala, normalmente disponível no guichê da empresa. Só é permitido despachar uma bagagem de no máximo 23 kg ( o que eles chamam de 50 pounds). Caso sua mala pese mais, ou você tenha mais de uma mala grande para despachar, vai  ter que pagar uma taxa. As empresas permitem que você carregue uma bicicleta, equipamentos de esqui ou outras coisas do tipo, desde que empacotados corretamente.

Também é permitido uma mala de mão de no máximo 11kg (25 pounds) e que caiba no compartimento superior. Minha sugestão é que se você for dormir no ônibus e tiver coisas de valor, mantenha esses objetos na mala de mão e de preferência coloque embaixo do seu assento, onde é mais seguro. Use as mesmas medidas de segurança que adotaria numa viagem de ônibus no Brasil.

5. Horários de partida, troca e retorno de passagem

Os ônibus consumam sair no horário marcado. Chegue com meia hora a 15 minutos de antecedência para despachar a bagagem e escolher seu acento com calma. Se você por acaso decidir não viajar naquela data, pode trocar o horário, desde que avise a empresa um dia antes do embarque – costumam haver taxas nesse caso, a não ser que você já compre o ticket flexível, chamado de refundable.

Atenção: Não é uma boa ideia viajar para os Estados Unidos sem um seguro de saúde internacional, já que os custos hospitalares lá são altíssimos. Leia aqui como achar um seguro com bom custo/benefício.

*Imagem Destacada: Rodoviária Greyhound em Portland, Oregon. Crédito: M.O. Stevens – CC BY-SA 3.0


Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

34 comentários sobre o texto “Como viajar de ônibus nos Estados Unidos

  1. Eu primeiro conheci as 26 capitais do Brasil mais o Distrito Federal depois umas 450 cidades ai sim fui conhecer o exterior. Conselhos do meu velho pai.

  2. Olá, preciso muito dessa informação,eles pedem algum documento na hora de comprar a passagem no balcão da empresa?eles olha documentos na hora do embarque?se eu comprar pelo aplicativo da Greyhound na rodoviária ou no embarque eles pedem algum documento?

    1. Oi Felipe,

      Desculpe mas não sei te responder isso. As regras da imigração nos EUA estão cada vez mais apertadas, não é improvável que eles verifiquem algum documento de surpresa

  3. Ótimo Post.

    Já andei com a MegaBus e paguei U$ 1.00 por uma passagem de NY para DC, realmente muito barato. Compre antecipadamente. Já andei de Greyhound também, mas o preço é normal. Unica diferença que achei entre as duas é que geralmente a MegaBus você não embarca em uma rodoviária, e sim em pontos nas ruas. Deve ser para baratear o custo.

    Greyhound tem mais opções de destinos.

  4. Olá, Luiza!
    Sabe dizer se existe a serviço de enviar apenas a bagagem? Estou pensando em ir de Las Vegas até Los Angeles de moto, porém não tenho como levar as malas comigo.

  5. olá, sabe me dizer qual aproximadamente é o valor da taxa por excesso de bagagem? Estou indo ficar 2 meses por lá e vou ter que fazer 1 trecho de ônibus, porém minha mala sera com certeza mais de 23 kg.Obrigada.

  6. Ola luiza antunes para conhecer esses paises tem que falar o bem o ingles,me diga a verdade se voce nao falar o bem o ingles deles ou outra lingua pode acontecer um gringo te bater.O meu medo so tenho o ingles basico , o meu medo eles me bater sem ter nenhuma reacao.Como deve se preparar para conhecer esses paises Estados unidos inglaterra suecia dinamarca,irlanda.Muito tem essa experiencia nessa situacao.Ja eu nao nunca tive essa experiencia conhecer esse pais o que sofre do lado de um continente comendo pao que o diabo amassou.

    1. Oi Elder,

      Olha, você não tem o risco de apanhar por não falar inglês a não ser que encontre alguém muito louco no seu caminho. Sim, existe xenofobia e preconceito no mundo, mas não é tão comum assim a ponto de impedir de viajar.

  7. Luiza, estou programando minha viagem para os Estados Unidos e pensando na Ousadia de sair da Florida e ir até Pensilvania de ônibus. Aproximadamente 20hs de viagem pelo que pesquisei. Acha que é muita loucura? Estou mais preocupada com o quesito segurança.

    1. hahahaah Karina, você mesma disse, é uma ousadia e tanto. Muito pelo tempo de viagem.

      Não sei dizer obre a segurança, mas se eu fosse você procurava uma passagem na promoção, a não ser que queira mesmo ter a experiência de viajar assim por terra por tanto tempo

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.