Como comprar a entrada para Machu Picchu

Atualizado em maio/2017 – Quando os Incas construíram Machu Picchu, a intenção deles era que o lugar fosse de difícil acesso e ficasse escondido entre montanhas e matas, para dificultar a vida dos inimigos que por ventura tentassem chegar ali.

Alguns séculos depois, você faz o trajeto de Cuzco até a cidade perdida de trem e ônibus, mas ainda assim, talvez por alguma maldição Inca, entrar em Machu Picchu pode ser um teste de resistência e paciência para os viajantes modernos. É por isso que a gente preparou um guia bem detalhado explicando tudo o que você precisa saber para comprar passagens de trem e ônibus, além das entradas para Machu Picchu.

Atenção: novas regras dos ingressos de Machu Picchu para visitas a partir de 01 de Julho de 2017

O Ministério do Peru anunciou, em fevereiro de 2017, novas regras para proteger Machu Picchu da intensa visitação turística. A partir de julho de 2017, quem quiser visitar a cidade inca estará sujeito a algumas restrições. A principal mudança é que não será mais possível comprar ingressos para o dia inteiro. Durante o processo de compra, o visitante terá que optar entre os turnos da manhã (6h às 12h) e da tarde (12h às 17h30).

As novas regras começam a valer para ingressos comprados a partir de 01 de junho para visitas agendadas para de 01 de julho em diante. Durante o mês de maio, só será possível comprar ingressos para maio e junho. Se você comprou o seu com mais antecedência, será automaticamente transferido para o primeiro turno, embora os fiscais sejam flexíveis com esses casos.

Leia aqui um post completo só sobre as mudanças

Outras regras para controlar o fluxo de turistas foram instituídas juntamente com a mudança de horário. Agora, só será possível visitar a cidade com guia turístico, que pode ser previamente contratado por você ou arranjado na entrada do parque. Ainda não se sabe como será a execução dessa regra, se vão haver guias oficiais na portaria ou se isso ficará por conta das agências de Cusco e Águas Calientes, ou mesmo se haverá ou não preço tabelado. Os grupos deverão ter no máximo 16 pessoas.

Além disso, foram instituídos três circuitos de visitação, cada um com algo entre duas e três horas de duração. Isso significa que você não poderá mais vagar por Machu Picchu ao seu bel prazer. Ninguém poderá explorar a cidade fora dos circuitos ou separados de seu grupo, o que, ao meu ver, vai empobrecer e enrijecer a experiência. Os circuitos serão decididos no momento da visita. Não será mais permitido reentrar no parque uma vez terminada a visita e o uso de pau de selfie será restrito a certas regiões.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável em qualquer viagem. Não fique desprotegido no Peru. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício com nosso código de desconto.

Fase 1: Quero ir a Machu Picchu. Como compro as entradas?

Existe sempre a possibilidade de entregar uma viagem dessas para uma agência cuidar desses detalhes, mas, convenhamos, como bons viajantes DIY (do it yourself), não íamos nos render tão fácil. O primeiro passo é entrar no site oficial de Machu Picchu. No menu esquerdo, escolha Machu Picchu no campo “Lugar a Visitar”. Logo abaixo, “seleccione la ruta”: Machu Picchu (U$50) para entrar apenas no parque ou Machu Picchu + Huayana Picchu (U$58) para subir a montanha (aconselho demais. A subida assusta no início, mas é bem tranquila). Nessa opção você precisa escolher também o horário de subida: entre as 07h e 08h ou entre as 10h e 11h. Cada horário tem um limite de 200 ingressos por dia, então se você planeja ir a Huayana, compre com mais antecedência.

Machu-Picchu Peru

Após escolher a rota e a data, vai aparecer uma tela informando a quantidade de ingressos ainda disponíveis para aquele dia. No campo “Extranjeros” – Adultos, informe a quantidade de tickets que você quer reservar.

Vá para o passo 2. Preencha os dados requeridos e vá para o passo 3. Confira os dados, concorde com os termos e clique em gerar reserva. Uma pop up vai aparecer na tela informado seu número de reserva. Tire um print e guarde esse número.

Reserva das entradas para Machu Picchu

Agora vem a parte realmente complicada: pagar. O site só aceita pagamento com cartões Verified by Visa. No Brasil, os bancos que possuem esse serviço são o Bradesco e o Banco do Brasil. Até aí tudo bem. O problema é que nós, por exemplo, tínhamos um cartão que atendia a esses requisitos, mas mesmo assim não conseguimos comprar. O que acontece é que existem vários casos de clonagem de cartões no Peru, então por qualquer coisa o sistema bloqueia a compra. Acho que no nosso caso foi porque estávamos tentando comprar na Índia com um cartão brasileiro, mas vai saber. O jeito é ir tentando com diferentes cartões. Se você não conseguir comprar, procure alguém que possa comprar pra você. Eu sei, é muito chato, mas existe a chance das pessoas serem solícitas por esse tipo de causa.

Névoa em Machu Picchu, Peru

O segundo problema é que as reservas expiram em 6 horas e você só tem direito a tentar o pagamento cinco vezes por reserva. Se você utilizar todas as suas chances, terá que esperar a reserva expirar e reservar tudo outra vez.

Vamos lá: Feche a pop up e clique na aba “pagos” no menu superior do site. Vai ter um campo para você digitar seu código de reserva (aquele que você guardou). Você vai ser direcionado para uma página do Ministério da Cultura peruano. Clique em “enviar” e preencha os dados do seu cartão Verified by Visa.

Vista Huayna Picchu Peru

Se tudo der certo (cruze os dedos), volte no site oficial e clique na aba “Check-in”, também no menu superior. Coloque seu código de reservas novamente e imprima seus tickets. Você vai precisar deles impressos para entrar em Machu Picchu.

Não tenho Verified by Visa, nem ninguém para comprar para mim, como faço?

Um amigo e alguns leitores do blog usaram o site http://www.ticket-machupicchu.com e aprovaram. Eles cobram uma taxa pelo serviço, mas se você não conseguir comprar no site oficial de jeito nenhum, pode valer a pena.

Você também pode comprar presencialmente nos escritórios do Ministério de Cultura de Cuzco ou de Águas Calientes. Mas tome cuidado, porque a primeira coisa que a gente vê no site oficial é um alerta do governo sobre a vendas de ingressos falsos em Cuzco. Por isso, não compre em nenhuma agência ou da mão de outras pessoas. Vá direto ao prédio do Ministério de Cultura e compre lá. Durante a alta temporada, em junho e julho, há o risco dos ingressos acabarem semanas antes da data.

Fase 2: Desembarquei em Lima. Como eu vou para Cuzco?

Existem duas formas de sair da capital peruana para a “capital” do Vale Sagrado dos Incas. A mais fácil é, obviamente, de avião. Três companhias fazem o trajeto: LAN, TACA e Star Peru. Nas nossas simulações, a LAN foi  a mais cara, com passagens de ida e volta por mais de R$1000. Na TACA, a partir de R$500. Em julho, mês de alta temporada, os preços sobem ainda mais. A Star Peru apresentou os melhores preços. Encontramos passagens de ida e volta por U$130. No entanto, não conheço o serviço da companhia.

A montanha Machu Picchu, Peru

A segunda opção é enfrentar a longa jornada por terra. Apesar das horas perdidas no trajeto, quem escolhe esse tipo de viagem tem uma vantagem: vai se acostumando com a altitude aos poucos e tem menos chances de passar mal. Nós testamos e, apesar de termos ficado um pouco ofegantes, ninguém sofreu do temido efeito das montanhas.

A empresa que nos levou foi a Cruz del Sur. O serviço é de luxo, os ônibus são muitos confortáveis e ainda tem uma paisagem linda do lado de fora da janela, mas a viagem dura no mínimo 21 horas. Eles servem almoço ou janta (depende do seu horário de partida) e café da manhã. Você pode escolher se quer carne, frango ou prato vegetariano na refeição. Ainda assim, não se engane: leve um lanche porque o espaço entre as refeições é muito grande e se o ônibus atrasar você pode morrer de fome (aconteceu com a gente). A passagem de ida nos custou U$69 e a de volta U$72.

Os ônibus saem de um terminal próprio da empresa em Lima, que fica na Av. Javier Prado Este, 1109. E chegam na Av. Pachacútec, 510, em Cuzco.

Vai pra Machu Picchu e não sabe onde ficar? Veja nossa seleção de albergues e hotéis aqui

Fase 3: Cheguei em Cuzco. Como vou para Aguas Calientes?

De trem. É preciso comprar as passagens com antecedência no site da Peru Rail. No menu situado à esquerda, escolha seu destino (Machu Picchu) e depois sua rota (Cuzco > Machu Picchu). E aqui vai a dica: Como a saída de Cuzco é muito concorrida, pode ser que as passagens mais baratas já tenham acabado. Tente procurar na opção de rota Sacred Valley > Machu Picchu. Os trens desta opção saem de Olantaytambo, uma cidadezinha próxima a Cuzco que faz parte do Vale Sagrado. Como íamos fazer o tour do Vale durante o dia e pegar o trem à noite, combinamos com o nosso taxista de deixar Olanta como o último passeio e já ficamos por lá.

Machu Picchu, turismo no Peru

Vai aparecer uma lista com diversas opções de horários e preços. Escolha a opção que melhor te convém. Nós pagamos U$38 nas passagens de ida e U$34 na volta. No site diz que eles aceitam qualquer Visa e Mastercard, mas tivemos problemas para comprar sem um Verified by Visa ou um Securecode MasterCard. A minha sugestão é: tente. Se não passar, mande um email para [email protected] explicando a situação. Eles vão te responder e informar o nome do executivo de vendas que vai entrar em contato com você. Essa pessoa vai checar seus dados e cartão de crédito e, se tudo der certo e seu banco autorizar a compra, eles reservam seus lugares. Você só vai ter que preencher um formulário enviado por email para que a operação seja concluída.

Quando já estiver no local, dirija-se até a estação de trem com pelo menos uma hora de antecência para imprimir seu bilhete. É melhor você levar o comprovante impresso, mas caso você não tenha, eles podem te localizar pelo número do seu passaporte.

Fase 4: Cheguei em Aguas Calientes. Como vou para Machu Picchu?

Dê ônibus. É possível comprar as passagens em Cuzco, mas deixamos para comprar na hora e não tivemos problema, já que os veículos saem de 5 em 5 minutos nos horários de pico. As passagens são vendidas em um quiosque perto do lugar onde os ônibus saem. Encontrar o ponto de partida é fácil. Aguas Calientes é minúscula e qualquer pessoa na rua vai saber te dar as direções. O primeiro ônibus sai às 05h30. Na volta, o último ônibus é às 17h30.

Machu Picchu, Peru

Quem for mais disposição e quiser poupar alguns dólares pode subir a pé. A caminhada é de 1h30.

Parabéns! Depois de concluir todas essas fases, você alcançou Machu Picchu, a cidade perdida dos Incas. Aproveite bastante seu dia ali!

PS: Existe o caminho para Machu Picchu mode hard, fazendo a trilha Inca, mas essa a gente ainda não encarou. Veja aqui as dicas do blog Viajante Sustentável, que encarou o desafio.


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

198 comentários sobre o texto “Como comprar a entrada para Machu Picchu

  1. Olá, pessoal,
    Depois de várias tentativas sem sucesso, finalmente, eu consegui comprar as entradas para Machu Picchu pelo site oficial com valor mais em conta que no site de agências de turismo. Eu consegui efetuar a compra no momento que troquei a opção para PEN – soles e autorizei que a mudança de câmbio seja feita pelo meu meu banco. Aparece uma opção já marcada e eu troquei pela outra, isso aparece antes de colocar os dados do cartão de crédito em uma pequena aba. Só assim deu certo com meu cartão visa que tem o verified by visa e não estava dando certo antes.
    Espero ajudar alguém.
    Abraços

  2. Olá, Natália, tive uma experiência muito boa comprando meu ingresso para Machu Picchu por este site https://www.ingressosmachupicchu.com/. Foi rápido e simples, por isso queria recomendá-lo. Por outro lado, em relação às novas regras de entrada a Machu Picchu, você sabe até quando elas serão passadas? Me refiro ao ingresso de dois turnos, obrigado e abraços.

    1. Olá Tânia, obrigada por compartilhar sua experiência. Sobre as novas regras, se entendi bem sua pergunta, já estão em vigor e são definitivas.

      Abraços!

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.