Dicas de viagem para Salta e Jujuy, Argentina

Se você chegou neste post, é provável que já tenha entendido que as terras hermanas são muito mais que a linda Buenos Aires e as estações de esqui de Bariloche. Que maravilha! O tempo inteiro, enquanto escrevíamos nossas dicas de viagem para Salta e Jujuy, a gente fez questão de frisar o quão legal e ainda pouco explorado essa região da Argentina é.

Ao longo de meses, nós nos debruçamos sobre tudo que vimos e vivemos por lá. As dicas com as atrações incríveis, lugares interessantes e paisagens exóticas você encontra aqui e aqui. Hoje o post vai mais direto ao ponto: o que você precisa saber para planejar sua viagem para Salta e Jujuy?

Não é por ser perto de casa que dá para viajar sem seguro: saiba por que contratar um seguro de viagem para conhecer a Argentina e como garantir um com boa cobertura (e com desconto).

Cuesta del Obispo

Antes de tudo, vamos entender o mapa. As províncias de Salta e Jujuy ficam no noroeste da Argentina, bem ali na fronteira com a Bolívia.

mapa da Argentina

E se você está um pouco confuso, saiba que na Argentina eles têm a mania de batizar as províncias com o nome da capital (ou o contrário). Na província de Salta, o principal ponto de interesse é Salta, a cidade, sua imponência colonial e as atrações ao redor. Já em Jujuy, o que pega é a Quebrada do Humahuaca, formada por diversas vilas com charme andino.

Artesanato Andino - Argentina

Como chegar

Ônibus saem diariamente de Buenos Aires para Salta, mas a viagem é só para os fortes: ultrapassa as 20 horas de estrada. Uma alternativa é fazer uma paradinha em Córdoba ou Mendoza, ficar uns dias e seguir viagem. Ainda assim, espere aguentar longas horas na estrada.

Quem preferir a via mais rápida, pode pegar um voo em Buenos Aires para o Aeroporto Internacional Martín Miguel de Güemes, em Salta. Se você sai direto do Brasil, vai precisar fazer uma conexão na capital argentina antes de chegar ao destino final.

Onde ficar

Muita gente faz de Salta sua base para explorar o extremo norte, mas eu considero um pecado não ter tempo o bastante para dar à Quebrada do Humahuaca a devida atenção. Por conta da distância e da natureza das days trips, fica meio difícil curtir a atmosfera tranquila e encantadora da província de Jujuy. É ali que toda a influência indígena e andina é mais forte.

Atrações de Salta, Argentina

Na nossa viagem, nós tivemos duas bases: Salta e Tilcara. Na primeira, aproveitamos para conhecer Cachi e Cafayate. Já na segunda, ficamos por conta de provar a gastronomia andina, curtir o mochilistão argentino, ouvir música nas peñas e explorar o Cerro de los Siete Colores, Pumamarca e Humahuaca.

Se você quiser dar um pulo nas Salinas Grandes, fica mais fácil sair de uma das cidades da Quebrada que de Salta.

Artesanato em Salinas Grandes - Argentina

Onde ficar em Salta

Onde ficar na Quebrada do Humahuaca

Quando ir

Acredito que de março a novembro seja a melhor época para evitar as temperaturas muito extremas do alto verão ou inverno. Fui em setembro e a temperatura estava bem agradável, fazia um friozinho de manhã e durante a noite, mas esquentava um pouco durante o dia, sempre com dias lindos.

Naty na quebrada das Conchas

Quanto tempo ficar?

Nós ficamos onze dias, embora seja perfeitamente possível ver tudo em menos tempo. Recomendaria pelo menos seis para explorar as duas regiões.

Vale a pena alugar um carro?

Pode facilitar a sua vida, já que os passeios turísticos partindo de Salta são engessados e burocráticos. No entanto, as estradas por lá não são fáceis. Em muitos trechos, como os que levam a Cachi e Cafayate, você pode ter que enfrentar vias estreitas e curvas na subida, sem falar no risco de você sofrer com o mal de altitude.

Tres Cruces - Quebrada das Conchas

Dá para tentar fazer tudo por conta própria, utilizando transporte público, bicicletas e táxis, mas pode ficar mais complicado e caro. Sem falar no perrengue.

ônibus Tilcara - Humahuaca

Quanto gastar

Eu gastei em média 40 dólares por dia e por pessoa, com hospedagem em quartos duplos de pousadinhas simples. Comemos muitas vezes em restaurantes, mas também recorremos a choripans em barracas de rua. Fizemos todos os tours partindo de Salta e eles são, sem dúvida, o item que mais pesa no orçamento.

Algo mais?

Você vai enfrentar um clima seco de doer. Por isso, esteja preparado para sofrer com ele. Não se esqueça dos óculos de sol, filtro solar, creme hidratante, roupas leves e confortáveis. É importante ter sempre um casaco corta vento mesmo que esteja quente, pois nas alturas pode ventar bastante. Nos meses mais frios é melhor estar bem preparado.

Purmamarca - Quebrada do Humahuaca

Beba muita água, o tempo inteiro. Se você sofre com alergias e doenças que atingem as vias respiratórias (meu caso), prepare-se para lidar com a poeira, que parece ser parte da composição do ar por ali. Soro fisiológico ajuda a manter seu nariz em condições de respirar. Manteiga de cacau evita que seus lábios rachem.

Além disso, algumas vilas e atrações ficam em áreas de muita altitude. Compre algumas folhas ou balas de coca para prevenir o mal-estar causado pelo ar rarefeito.

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook

Siga o @360meridianos no Twitter

Veja nossas fotos no Instagram

Receba nossos posts por e-mail


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

92 comentários sobre o texto “Dicas de viagem para Salta e Jujuy, Argentina

  1. Olá, tudo bem?
    Parabéns pelo blog. Excelentes dicas e muito bem escrito.
    Viajo pra Salta no próximo 24/11/19, a princípio pensei em atravessar pra Bolívia, ficarei 10 dias. Pelo que li dos posts, esses dias daria pra explorar bem a região, meu vôo sairá de Salta pra Cordoba, mas ñ gostaria de ficar muitas horas dentro de ônibus. Algumas sugestões de pernoitar em outras Cidades e, assim, aproveitar mais?

    Grata

  2. Boa Noite!
    Pretendo conhecer Salta no mês de Setembro (minhas férias) 10 dias. Nosso plano seria sair do Brasil de carro e fazer a trip (seria possivel) . Sou vegetariana, seria complicado encontrar alimentação por lá? Pretendemos acampar, é seguro?

    Adorei as dicas. Obrigada

    1. Olá Jéssica, em alguns lugares, principalmente os menores, pode ser difícil sim encontrar pratos vegetarianos. Por isso aconselho que você se programe e compre algumas coisas no supermercado ou mesmo fique em lugares com cozinha para cozinhar sua própria comida. No mais, com jogo de cintura e pedindo pra eles adaptarem as refeições, acho que pode dar certo sim. A região é relativamente segura, mas procure acampar em locais próprios para isso!

      Abraços!

  3. Boa tarde,

    Adorei o blog… aliás sempre acompanho! Estava pensando em ir em janeiro para Jujuy e Saltya, sei que é verão, tem grandes chances de chover, mas acha que choveria a ponto de prejudicar as visitas e só ficar em hotel, ou é possível esperar a chuva passar e curtir os atrativos? Aguardo retorno

    1. Olá!

      A região é seca. Janeiro é o mês que mais chove, mas mesmo assim a possibilidade de chuva em um dia específico quase nunca é maior que 50%. Acredito que não deve pegar muita chuva a ponto te atrapalhar a viagem..

      Abraços

  4. OLÁ…….Estou planejando roteiro para está região, devo ir em novembro, saindo de Salvador/Foz do Iguacú a partir de Foz só de buzão .
    O roteiro será de 28 dias. Gostaria que enviasse mas algumas dicas. Seu relato está me ajudando muito.
    Abraços

  5. boa tarde.
    estarei em Salta e Jujuy por 8 dias. Chego em Salta, por avião vindo de Buenos Aires.
    O retorno a Buenos Aires é melhor por Salta ou Jujuy?Obrigado

  6. Oi, Natalia! Adorei seu blog, parabéns!
    Vou para o norte da Argentina no início de maio e devo ficar 11 dias, queria mais umas dicas:
    Vc fez o passeio do tren a las nubes? Acha que vale a pena? Achei um pouco caro!
    Vou alugar um carro e não estou muito confortável em dirigir até tolar grande… sabe se têm empresas que fazem esse tour?
    Obrigada!!!!

  7. Bom dia! Vou fazer a primeira viagem internacional com minha esposa e vamos para salta! Pretendemos ficar uns 6 dias por lá e uma dúvida que sempre tive é como fazer com as roupas sujas? Não só para lá, mas como vcs costumam fazer quando vão fazer mochilão ficando em hostel, por exemplo?

    Desde já agradeço pela atenção e pelas dicas!

    1. Olá Rogério, em geral, mandamos lavar nos hotéis e em lavanderias. É bem tranquilo, sempre tem que ofereça o serviço, e costuma ser barato também…

      Abraços!

  8. Oi, Natalia!
    To praticamente certo de ir à Argentina em 23 Abril- 6 Maio (minhas férias kkk). Quero passar 3-4 dias em Buenos e aproveitar o resto da região norte. Estive na Montanha Colorida em Cusco ano passado e fiquei fissurado com isso. Quero ir visitar a Monata de los colores em Jujuy agora. Me parece que terei 9-10 dias na região correto? Estou na duvida entre ir de aviao para Salta ou San Salvador e ficaria nas cidades de Tilcara e Salta. O que acha melhor?(teria condições de alugar carro) Queria fazer passeios tipo trekking, tem esse tipo de passeio por lá que tenha visto?
    Ultima: como seria esse onibus para Cordoba foi barato, perrengue? vou voltar ao Rio por Cordoba.
    Desde já agradeço e muuito bo o Blog!!!

    1. Olá Matheus, Salta é uma boa base para a região, eu ficaria lá uns três dias e depois ficariam em Tilcara. Se você pode alugar um carro, vai conseguir ver bastante coisa. Tem trekking sim, mas não fiz esse tipo de atividade, então não sei te informar direito. O ônibus é muito bom, assim como no resto da argentina, servem lanchinhos e são bem confortáveis, não precisa se preocupar com isso. Você vai adorar o norte, é completamento diferente de Buenos Aires!

      Abraços e boa viagem!

  9. Fiquei 11 dias no Atacama e posso garantir que amei comer empanadas no jantar. Tem sugestões de lugares em Salta pra comer empanadas?
    No Atacama todas agências fornecem refeições maravilhosas e pelo que li em Salta ninguém faz isso.

    1. Realmente as agências que eu contratei não ofereciam refeições, mas as empanadas estão por todas as partes em Salta, você não vai ter dificuldades para encontrá-las…

      Abraços!

  10. Boa noite Natália. Primeiramente parabéns pelo site, dicas excelentes, muito detalhado. Na próxima semana estarei embarcando para Salta e jujuy. Por enquanto só tenho dólares, é fácil fazer a troca em Salta? E real é aceito?

    1. Olá Marco, acredito que real e dólar não serão aceitos em Salta com a mesma facilidade que em Buenos Aires, mas você com certeza encontrará casas de câmbio – ou mesmo terá que trocar em bancos – por lá. Se você for passar por Buenos Aires ou alguma cidade maior antes (como córdoba ou medonza), sugiro comprar os pesos lá antes..

      Abraços

  11. Olá!No dia 28/4 irei para Salta y Jujuy. A minha preocupação é a roupa e o sapato. Tem algum passeio que dá para fazer de rasteirinha ou chinelo?

    1. boa noite….o norte de argentina é particularmente frio a noite..pode fazer 40 graus no decorrer do dia..e cair para 10 graus anoite.. nao seria exagero afirmar isso..durante o dia..roupa leve…tenis confortáveis , vermudao, camiseta..chapeu (o clima puro faz que o sol fique bem mais ardido)… nos lugares altos é comum a falta de ar…pode coquear (mastigar folhas de coca) desde a provincia (estado) de santiago del estero para cima, é permitido coquear. a noite programe o lugar para jantar..a roupa será seguramente para um pouco de frio..como é seco em geral, pode ate usar um poncho comprado lá mesmo…o resto é curtir livremente …boa viagem…

  12. Boa Noite! Muito bom seu site, adorei!
    Em maio passarei alguns dias com destino a Jujuy, ficarei em um hotel la. Como indica a aquisição de passeios? Pretendo visitar as salinas e quebradas e caso tenha tempo outros locais. De qualquer forma, minha maior dificuldade está em encontrar opções para comprar aqui do Brasil. Obrigada!

    1. Ingred, você pode contratar os passeios diretamente nas agências locais. Isso provavelmente te garantirá um melhor preço.

      Abraços

  13. Muito completo esse post. Gostei muito. Só fiquei com uma dúvida de como é o melhor jeito de fazer os passeios para Salinas Grandes, Quebrada de humahuaca e o cerro de los siete colores saindo de Tilcara? vocês contrataram passeio? tem alguma indicação?

    Obrigada

    1. Mari, olha, o melhor jeito mesmo eu acho que é com carro alugar, porque os passeios lá são todos meio engessados. Mas eu sei que não é todo mundo que topa por n motivos e as agências acabam sendo mais práticas mesmo, no fim das contas. Se você vai ficar em Salta tem dezenas de agências no centro que oferecem basicamente as mesmas coisas… Vale a pena passear por elas para tentar conseguir descontos e ver se tem algum extra que te interessa mais. Estou tentando encontrar o nome da nossa, mas foi a que tinha convênio com o nosso hostel, por pura praticidade mesmo. Os passeios podem ser reservados um dia antes.

  14. Olá Natália, tudo bem? Gostei muito do seu blog e estou organizando uma viagem para Uruguai e Argentina, com passagem por Buenos Aires e ida a Salta.
    Estou um tanto perdida porque é minha primeira viagem para fora e vou sozinha. Também não falo espanhol, estou estudando pela internet. Será que terei problemas com a língua?
    Também estou em dúvida com a questão de troca de dinheiro por pesos.
    Quanto ao roteiro de viagem, vou para Montevidéu, de lá para Colônia Del Sacramento, depois vou de barco para Buenos Aires e queria ir de trem para Salta, vc acha esta uma boa opção?
    Em Salta queria visitar as cidades que vc mencionou, principalmente Jujuy. Qual seria o melhor local para eu ficar e me locomover para as demais cidades como Jujuy, Cafayete?
    Aguardo ansiosamente sua resposta para me ajudar. Vou em janeiro e ficarei 20 dias viajando.

    1. Sheila, o espanhol é muito parecido. Com um pouquinho de jogo de cintura dá para se comunicar. Eu fui pra Salta de ônibus, não sei se há linhas d etrem operantes pra lá. Se tiver, é uma boa opção sim. Eu usei Salta mesmo como base para conhecer as outras cidades. Tem muitas agências lá que fazem os passeios. Sugiro a leitura desse post também: https://www.360meridianos.com/2014/09/onde-ficar-em-salta-na-argentina.html

      Abraços!

      1. Bom dia Natália! Quando vc diz que usou salta como base, vc voltava todos os dias para dormir lá? Mesmo qdo ia para Jujuy, por exemplo? Mais uma vez, obrigado!

        Grato Rogério

        1. Olá Rogério, é isso mesmo. Usei Salta e depois Tilcara como base para explorar a região de Jujuy… Mas tem gente que usa só salta

  15. Olá Natália tudo bem?
    Muito boas as suas dicas, parabéns!
    Estava pensando em ir para Salta em Fevereiro, será que é muito quente?
    Essa média de 40,00 dolares por dia incluía os passeios também ou só hospedagem e comida? E será que os valores aumentaram desde então?

    Agradeço se puder me ajudar!
    Muito obrigado

    1. Aguinaldo, lá é uma região bastante alta, acredito que não será mais quente que o verão brasileiro… haha
      Mas nunca estive lá nessa época!

      Na época, incluí os passeios também, mas preciso dizer que muitas vezes jantava empanadas ou comida de rua para economizar, e que é bastante provável que tenha aumentado por conta do processo inflacionário da Argentina…

      Abraços!

  16. Olá Natália, primeiramente, parabens pelo site, “viajo” sempre nele hehe
    Estou indo para o Atacama em janeiro de 2018 e na volta, pretendo passar alguns dias por Salta E Jujuy, ao todo terei 4 dias para conhecer a região.
    Você recomenda que eu fique apenas em Salta e conheça a região a partir dali? Estarei de carro, então, locomoção não é o problema.
    Punamarca merece uma pernoite, ou apenas uma visita?
    Compensa dormir em Jujuy?
    Obrigado!

    1. Bruno, Salta é uma boa base para explorar a região sim. Eu usei duas bases na viagem, Salta e Tilcara, porque achei melhor ficar mais perto e explorar a Quebrada do Humahuaca com mais tranquilidade (pode ser pesado fazer todas as daytrips a partir de Salta). Purmammarca é bem pequena, dá para ver um dia, só compensa dormir se você quiser aproveitar melhor a atmosfera, mas como você terá pouco tempo, acho que escolher uma base só pode ser melhor…

      Abraços

  17. Natalia, bom dia!!

    Estaremos em salta do dia 15 de maio ate 25 de maio

    Gostaria de saber se há algum transporte publico do aeroporto de Salta até o Centro da cidade, ficaremos hospedados no hotel Casa Real em Salta.

    Outra duvida é com relação ao aluguel de um veiculo qual seria a agencia com o melhor custo benefico?

    Parabens pelo Blog, show de bola….

  18. Quero conhecer toda a área, principalmente as paisagens ao redor de Salta e Jujuy no inverno. De 10 a 20 de julho, é o único período que tenho. As paisagens são bonitas e nítidas no inverno? tem muita neve ou é somente frio?
    Minha preocupação é fazer muitos lugares no período mencionado e curtir as paisagens.

  19. Olá, boa noite, Natália. Parabéns pelo blog. Estou com um plano de fazer um recorrido rápido a partir de Salta, indo a Cafayate, Cachi, Santo Antonio de los Cobres com conexão ao trem das Nuvens, Pumamarca, Tilcara, Humahuaca e Salinas Grandes, tudo numa pegada só e de carro de aluguel para 3 pessoas a partir do feriado de Tiradentes. Posso começar pela quebrada de Humahuaca, passsar em Los Cobres e ir para o Vale Calchaqui ou ao contrário. Sou do tipo de viajante que visita rápido os lugares. Pergunta: 3 dias são sufIcientes ou 4 ??

    1. Nos fizemos esse trajeto de carro, saímos de assunção e fomos direto a salta pasando por Formosa, é um trajeto longo mas se vc sair as 6.00am de Asunción até as 04.00pm estará em santa

  20. Parabéns pelo blog, muito esclarecedor!

    Pretendo visitar a região de Salta/ Jujuy em Janeiro de 2017, após sair da cidade de Rosário(pretendo fazer o trajeto de avião, dicas?)

    Vou dispor de aproximadamente 6 dias, no máximo 7, mas estou tendo dificuldades em planejar um roteiro, pois não entendi qual seria uma ordem lógica para visitar cada umas dessas principais atrações (Salta, Tilcara,Purmamarca, Humahuaca…)Alguém poderia me ajudar?

    Depois de visitar essa região, pretendia visitar Chile (apenas São Pedro do Atacama), Peru e Bolívia, qual seria a sequência com melhor custo/benefício para visitar esses outros países?

    Um abraço.

        1. Quero ficar na região uns 12 dias..Vou mais ou menos nessa época …nesses 12 dias quero fazer Salta, Jujuy e Atacama…acho que consigo né?

          1. Juliana,

            Essa também é minha dúvida, pois depois de sair da Argentina ainda irei para Peru e Bolívia, como tenho tempo escasso, não sei se compensaria para mim fazer San Pedro do Atacama, por questões de deslocamento e etc.

            Quantos dias você acha que levaria para fazer um roteiro razoável pelo Atacama, já considerando o deslocamento e etc…?

            Vamos conversar mais por email?

            [email protected]

          2. Olá. Estarei em Salta do dia 11 a 17 de janeiro
            Minha intenção é fazer o passeio de 3 dias que vai a Tolar Grande, visitando los Ojos de Mar, El Arenal, Salar de Arizaro, Cono de Arita.
            Há o requisito de ter no minimo 4 pessoas. Vocês tem interesse?

    1. Estou com a mesma dúvida, Mariano
      Tenho cerca de 7 dias em dezembro, sozinha e sem carro
      Preciso de ajuda para organizar a logística entre Salta e Jujuy, alguém?!
      Obrigada!

  21. Revisando o roteiro fiquei com uma dúvida, vocês recomendam que transporte AEROPORTO – CENTRO DA CIDADE?

    Vi que existem os taxis, remises, ônibus (8A) e algumas agências de passeios incluem o translado por +/- $250.

    Recomendam alguma agência específica para os passeios?

  22. Gostei do post, o local parece lindo mesmo. Vocês utilizaram qual moeda na região? Peso mesmo? Fizeram como o câmbio?

    Agradeço se puder me dar umas dicas sobre isso =)

    Parabéns pelo blog, visito muito aqui, rsrs.

    1. Ruti, usamos peso. Trocamos o dinheiro no câmbio paralelo em Buenos Aires, mas hoje não sei se vale mais a pena fazer isso porque o novo presidente acabou com a cota de compra de moeda estrangeira, o que enfraqueceu o mercado paralelo. Acho que já dá pra sacar do caixa eletrônico ou trocar em uma agência normal, mas é preciso averiguar como andam as cotações.

      Abraços

  23. Estou indo pra lá de carro, saindo do Rio no próximo fim de semana. Espero que a viagem seja tão proveitosa quanto outras regiões da Argentina por onde passei.
    Pretendemos ficar quatro/cinco dias na região de Salta (incluindo Purmamarca, Tilcara, Humahuaca, Jujuy), depois dar uma passadinha em Mendoza.

    1. Oi Regina, pretendo fazer um roteiro MUITO semelhante ao seu em Setembro. Você poderia me passar um email seu para eu trocar um ideia contigo? Queria pelo menos ter uma noção dos gastos estimados e depois de você voltar valores médios de refeições e tal. O meu email: cassianotartari [arroba] gmail [ponto] com

    2. Também pretendo fazer Salta-Mendoza e ainda não sei quantos dias ficar em cada uma. Gostaria de trocar uma ideia também! Podemos? Se possível também uma estimativa mais recente de valor de passeios e refeições. Meu email é carolinaaraujor também do gmail. Aguardo as info! Boa viagem!!!

      1. Olá, Carol!

        Chegamos hoje, no final da tarde, em Salta…pegamos bastante chuva na estrada e aqui está aquela garoa típica de São Paulo rsrs. Amanhã vamos ver o que vai dar pra fazer.
        Todos os custos estão sendo anotados ao longo dos dias e no final da viagem repassarei pra vocês.

        Abçs
        Regina

        1. Regina, ACABEI de fechar meu roteiro. Comprei as passagens e vou final de maio. Estou suuuuper animada! Não vou conseguir expressar em “uuuu” o quanto estou feliz. Fico aguardando as suas info da viagem e te desejo as mais incríveis paisagens e experiências por aí!

          =))))

          1. Oi, Carol!
            Ando meio (completamente) atribulada desde que cheguei de férias, devido a problemas no trabalho, mas vamos ao que interessa.
            Ficamos a primeira noite em Salta, pois chegamos no final da tarde e a ideia era fazer a cidade de base.
            No dia seguinte, partimos para Humahuaca (Salta > Jujuy por El Camiño de Cornisa) e fomos conhecer o Cerro de los catorce colores. Fomos no nosso carro, com um guia que contratamos na entrada da cidade (no posto de informações turísticas). Leva mais ou menos uns 30/40 min pra chegar lá, pois a estrada é de rípio e com subida intensa, mas a paisagem é in-crí-vel! Recomendo ir na parte da manhã, quando as cores são mais intensas devido a posição do sol.
            De lá partimos pra Tilcara, uma cidadezinha simples e estonteante ao mesmo tempo, onde passamos a noite. No dia seguinte, fomos até a garganta do diabo, outra subida de rípio, que pode ser feita a pé se você tiver disposição e fôlego. Visitamos o Pucará de Tilcara, um sítio arqueológico situado à margem esquerda do Rio Grande, onde da parte mais alta se pode apreciar uma vista espetacular.
            Seguimos para Purmamarca e fomos direto às Salinas Grandes, pelo caminho mais sinuoso e mais lindo que já conheci, a Cuesta de Lipán. Você se sente literalmente nas nuvens. Esse é um passeio que super recomendo.
            Ainda em Purmamarca, tem o Cerro de los siete colores, que deve ser visitado na parte da manhã…como passamos por volta de uma da tarde e estávamos indo às Salinas, não aproveitamos muito o visual.
            Voltamos para Salta, onde passamos mais três noites.
            A noite tento postar o restante das informações. Bjs

          1. Juliana, vc vai só pra salta?
            Eu pré-reservei o Hostel Ferinhaus, pesquisei localização, preço e li relatos pra escolher. Tem mais baratos e mais caros. Já sondei preços de passeios e alimentação, mas só vou ter ctz mesmo lá.
            O maior gasto sem dúvidas vai ser com os passeios, são em média $500 pesos/pessoa/dia.
            Começa a ler o máximo de relatos e assim que der, depois que eu voltar no meio de junho tento te passar as infos.

          2. Juliana, bom dia!
            Em Salta aluguei um quarto pelo Airbnb (https://www.airbnb.com.br/rooms/10476219). Ricardo, Agustina e sua família são encantadores e nos sentimos em nossa própria casa.
            Em Tilcara, ficamos em La Casa del Indio, fica bem próxima ao Centro e seus proprietários Malka e José são muito amáveis. A diária estava US$ 40.

          3. Oi Carol, vou ficar 12 dias, entre esses dias que fazer Salta, Jujuy, Cafayate e Deserto do Atacama… Você vai levar mais ou menos quanto $$$???Vou deixar meu e-mail para ir nos falando [email protected], sua ajuda será muito bem vinda

      2. Ei Carolina, depende de quantos dias você tem pra viajar, mas recomendo pelo menos 4 dias em cada uma. Se puder ficar mais, pelo menos em Salta, que tem muitas day trips para fazer ao redor, melhor.

        Abraços

  24. Olá! Estou me programando para passar 3 ou 4 dias em Salta. Curto muito fazer caminhadas e apreciar a natureza; o que você me recomendaria de passeio nesse sentido, lá?

  25. Muito legal, primeiro post que leio do blog, está salvo nos favoritos para ir lendo aos poucos. Pretendo sair em 2 carros de Florianópolis para essa região de Salta e descer até Santiago para pegar a estação de esqui. O plano é uma viagem de 15 dias não sabemos exatamente quando será mas muito provavelmente entre meio de junho e início de setembro. Uma coisa que estou pesquisando é o custo provável da viagem pra iniciar a poupança.

    Quando você foi pra lá? Esses 40 dólares é somente a hospedagem correto? Poderias me dar uma noção de preços? Do valor mínimo pra se pagar num hotel até o valor intermediário e valor de comida (a ideia é só jantar, durante o dia lanches). A gasolina vi que tá +- 1 dólar o litro. Gastos extras? Passeios?

    Muito obrigado!

    1. Cassiano, esses 40 dólares era meu gasto diário na região, incluindo hospedagem e alimentação. Como você vai de carro e a Argentina tá sofrendo com a inflação e variação cambial, sugiro levar um pouco mais, mas em geral é uma região bem barata mesmo.

      1. Ótimo! Lembras de cabeça dos preços +- das comidas? Um lanche? Uma água? Saco de pão fatiado e frios? (esse é o plano pra economizar rrsrss)

          1. Estou pensando em ir agora em julho.Sou de SP e quero ir de ônibus para economizar. Sair de Foz depois Corrientes para Salta, essa seria uma boa alternativa? Essa viagem sai mais em conta do que Bolivia/Peru?

          2. Juliana, sim, creio que pode ser uma boa alternativa sim. Você também pode ver se tem como ir de Foz para Córdoba. Se sai mais barato eu não sei dizer, a Bolívia é o país mais barato do continente, já o Peru é um pouco caro, ainda mais se você pretender visitar Machu Picchu…

    1. Olá Aline, seu comentário ficou perdido aqui! Desculpe. Você já deve até ter voltado de viagem, mas sim, rola de ficar em Jujuy, o problema é só que ela não é tão linda e está um pouco mais longe da Quebrada…

  26. Oi Natália! Vc sabe se tem Ônibus saindo de São Paulo a Jujuy ou Salta? Poderia me indicar uma rota? Pois vi muitas rotas saindo de São Paulo a Buenos Aires, mas não achei uma que vá direto ao Norte da Argentina.
    Obrigado!

    1. Vixe Everton, não sei não, mas acho difícil ter uma rota direto pra lá. Já pensou em ir pra Buenos Aires ou pra Bolívia e depois ir pra Salta?

      Abraços

      1. Pois é, pra Buenos Aires eu sei que tem duas empresas em São Paulo que faz…mas da Bolívia eu não conheço, mas pode ser uma opção!!
        Obrigado pela dica!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.