Tags:
Atlas: Jaipur, Rajastão, Índia

O que fazer em Jaipur, a cidade rosa do Rajastão

Elefantes, encantadores de serpentes e palácios onde moram marajás. Com cerca de 3 milhões de habitantes, Jaipur tem tudo de melhor que a Índia pode oferecer. E o que há de pior também: é caótica, confusa, suja e lotada. E olha que, com ruas retas e dividida em setores, foi a primeira cidade planejada da Índia.

Chegamos em Jaipur pela rota turística tradicional, depois de cinco horas dentro de um trem que partiu de Nova Delhi. Porta de entrada para o Rajastão, Jaipur é conhecida como a cidade rosa. É que em 1876 o Marajá Sawai Ram Singh ordenou que toda a cidade fosse pintada dessa  cor. Tudo por conta da visita do Príncipe Albert, do Reino Unido, império que colonizava o país. A moda pegou e até hoje Jaipur tem muitas construções assim, a começar pelos portões de entrada do centro histórico.

Portão de Jaipur, Índia

Portão de Jaipur, Índia

O mais conhecido cartão-postal da cidade também é rosa. É o Hawa Mahal, nome que significa “Palácio dos Ventos”. Com quase 1000 janelas, a construção era parte do Palácio Real, outro importante ponto turístico de Jaipur.

Mas qual o motivo de tanta janela? Bem, o palácio foi construído para que as mulheres da família do Marajá pudessem observar a cidade sem serem vistas. Ou você acha que elas podiam ficar de bobeira nas ruas? A prática de esconder as mulheres dos homens tem até nome: purdah – e era muito comum na região.

Palácio em Jaipur, Índia

Naty e Lu em frente ao Hawa Mahal

Ali perto fica o Jantar Mantar, um observatório astronômico construído entre 1727 e 1734 e que é capaz de medir o tempo, prever eclipses, seguir a rota de planetas e mostrar para o casal Bahuan e Maya que a sorte deles estava escrita nas estrelas, pelo menos de acordo com a Glória Perez. É que ali foram gravadas algumas cenas românticas da novela Caminho das Índias.

Jaipur, Índia

Do Jantar Matar, uma corrida de tuk-tuk (lembre-se de barganhar o preço) vai te levar até o Albert Museum, que reúne uma coleção de artefatos que contam parte da história do Rajastão e até múmias egípcias. A praça do museu é um lugar bonito, ótima parada para descansar durante as longas caminhadas pelas ruas de Jaipur.

Mas a grande atração de Jaipur é mesmo o Amber Fort, que fica a 11 quilômetros do centro da cidade. Para chegar até lá os turistas têm duas opções: ou gastar saliva para combinar um preço justo com um motorista de tuk-tuk (algo em torno de 300 rúpias, ou R$ 11, pela viagem de ida e a de volta) ou então pegar um ônibus local, que custa 8 rúpias (R$ 0,30) e faz o percurso em 25 minutos. É claro que nós, provavelmente os estrangeiros com o orçamento de viagem mais apertado da história da Índia, escolhemos a segunda opção.

Ambar Fort, Jaipur, Índia

O que é o Amber Fort? Um cenário exôtico e diferente para a maioria dos ocidentais, menos para os fãs de novelas, que na certa já viram esse lugar antes: Jaipur também foi uma das principais locações da novela Caminho das Índias e o Amber forte era a cereja do bolo (ou seria a massala do paneer?).

Foi ali que Bahuan e Maya se conheceram. Logo no primeiro capítulo o Bahuan chega, com mala e tudo, na porta do Forte, onde acontecia o Festival dos Elefantes. Não sou muito noveleiro, mas pela cena parece que o Bahuan meio que mora ali, o que faria dele um marajá, não um dalit, mas vamos aceitar a licença poética da novela…

Mas se você não curte novela, sem problemas. Afinal há muitos motivos para gostar do Amber Fort. É impossível não se impressionar com a grandiosidade do prédio, construído em 1592. Gastamos quase um dia inteiro lá.

Está com tempo de sobra? Então aproveite outra atrações turísticas, como Forte de Nahargarh, que pode ser visto de qualquer ponto do centro da cidade e tem uma das melhores vistas de Jaipur, ou ainda Jal Mahal, um palácio que fica numa ilha no meio de uma lago. Ahhh, e tem elefantes, camelos, serpentes… enfim, tudo que você esperava ver na Índia.

Jaipur, Índia

Amber Fort

Informações turísticas sobre Jaipur

Como chegar

Jaipur está a 5 horas de trem de Nova Delhi e o preço da passagem varia de acordo com a classe escolhida pelo viajante. A sleeper (a mais barata) custa cerca de 170 rúpias (R$ 6). Saiba como viajar de trem pela Índia aqui.

Também é possível chegar até lá de ônibus (em torno de 6 horas de viagem e 400 rúpias, ou R$ 14, a menos no bolso) e ainda em menos de uma hora, de avião.

Onde Ficar

A maior parte dos hotéis e restaurantes fica na MI Road. Escolha um nessa região. Para te ajudar na tarefa, não deixe de ler o texto com dicas de hospedagem em Jaipur

Jaipur, Índia

Quantos dias

Uma noite e dois dias inteiros são suficientes para ver todos os pontos importantes da cidade. Duas noites e três dias permitem uma visita menos corrida. Mais do que isso é exagero – Jaipur é ótima para visitar, mas não muito agradável para passar mais tempo.

Aonde ir

A rota tradicional continua por Udaipur, conhecida como a cidade dos lagos. Foi essa nossa escolha:  embarcamos numa viagem de 10 horas até outra importante cidade turística do Rajastão.

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Índia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.

Comércio em Jaipur, Índia


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

11 comentários sobre o texto “O que fazer em Jaipur, a cidade rosa do Rajastão

  1. Olá, estou me programando para um intercâmbio voluntário em Jaipur e minha familia está muito assustada por eu ser mulher e estar indo sozinha, eles acham que vou ser estuprada ou maltratada na India. Voces poderiam esclarecer como é o tratamento que as mulheres turistas recebem lá?

  2. Olá, Rafael, Luíza e Natália. Meu nome é Deiziana e atualmente estou escrevendo um romance em que a minha protagonista é indiana. Pelo menos é o que eu que eu espero que ela seja. Isso será possível e depende muito das respostas que vocês poderão me conceder referente algumas das minhas dúvidas principais sobre a cidade de Jaipur.
    Bem, gostaria muito de saber se o hindu é a religião principal nesta cidade, ou se é diferente em algumas cidades da índia. Também, quero saber se há a divisão de castas na cidade de Jaipur, e quais são. Outro ponto de minha curiosidade é se as mulheres têm direitos iguais, parecidos ou não dos homens e se elas podem escolher seus maridos e com quantos anos devem se casar.
    São muitas as minhas dúvidas, mas essas que citei são as mais importantes. Eu quero comprar o livro de vocês, mas preciso saber se tudo o que desejo saber sobre Jaipur está nele. Bem como os costumes,religiões etc.
    Desde já agradeço pela atenção de vocêS!

    1. Oi, Deiziana. Que legal o seu romance! Torço para que dê tudo certo. 🙂

      Infelizmente não consigo te ajudar nessas informações. O livro que temos é um guia para quem vai viajar pela Índia, então não entramos nesse tipo de detalhe.

      Já deu uma olhada nas páginas oficiais de Jaipur? A Própria Wikipédia (em inglês) deve ter dados demográficos, religião, etc.

      Se quiser saber sobre a questão das mulheres na Índia de forma geral, veja esse texto: https://www.360meridianos.com/2012/01/a-vida-das-mulheres-na-india.html

      Abraço.

  3. Olá.

    Como funciona a subida de elefante para o forte ?
    Tem algum lugar que é melhor para pegar os elefantes ?
    Eles são bem tratados ? Qual é o preço para entrar no forte com eles ?

    Parabéns pelo blog, muito bom.

    1. Oi, Jarbas. É na entrada do forte.

      Mas devo dizer que tenho um trauma com esses passeios e evito todos. Na época que fomos lá, o Lonely Planet desaconselhava turistas a fazerem esse passeio. Hoje nós também fazemos isso: ir a pé é muito melhor, pro turista e pros elefantes.

      Não é no mesmo país, mas vale ler esse texto, sobre o caso dos passeios de elefante na Tailândia:

      https://www.360meridianos.com/2014/05/verdade-sobre-os-passeios-de-elefante-na-tailandia.html

      Abraço.

      1. Olá Jarbas, me intrometendo na resposta, o método de domesticação dos elefantes é o mesmo em qualquer lugar, seja na Índia ou na Tailândia. Por isso qualquer atração envolvendo esses bichos é desaconselhável.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.