Natureza, aventura e kayaking perto de Orlando

Durante todo o tempo em que passei a bordo do kayak, em uma reserva próxima a Orlando, eu me perguntava se era possível que, sem querer, eu incomodasse algum dos jacarés que descansavam na margem. Era a primeira vez que eu tentava pilotar um e tive problema com os remos a principio, levando a embarcação para uma distância pouco confortável da beirada do rio, local preferido dos répteis para um cochilo.

“Evite as margens”, me dizia uma praticante mais experiente do esporte, “e também os galhos se você não gostar de aranhas”. “É fácil falar”, eu pensava, enquanto a proa do barco apontava justamente para a direção contrária a que eu queria ir. Uma coisa que não nos falaram durante o curto treinamento, ainda em terra firme, do The Paddle Center de Kissimee, cidade vizinha a Orlando, é que gente que costuma confundir a direita com a esquerda pode ter um pequeno problema para guiar o kayak.

Mas uma coisa que sim, me contaram, é que aos pouquinhos você pega o jeito e o manejo se torna mais intuitivo. Logo, logo, eu já achava que tinha nascido para aquilo. E ficou simples deslizar sobre as águas calmas da pequena hidrovia de Shingle Creek, um oásis verde ao lado da selva de concreto dos outlets e parques da Flórida. Em pouco tempo, me afastei do restante do grupo e me vi sozinha entre os enormes ciprestes e o silêncio.

O Paddle Center, que funciona dentro dessa reserva, conta com mais de 10 km de confluência de pequenos rios que formam uma hidrovia perfeita para a prática de alguns esportes aquáticos, como o kayaking, a canoagem e o stand up paddle. O lugar já foi considerado um dos melhores do nicho na Flórida.

Kayaking Orlando

A minha preocupação em relação aos jacarés aumentou um pouco quando parei para descansar e vi um deles a poucos metros, imóvel como uma pedra. E ali ele ficou, até eu passar por ele outra vez e ele mergulhar no rio, bem abaixo de mim. Quantos mais estariam escondidos debaixo d’água? Seria possível acertar um deles acidentalmente na cabeça com o remo? Para nós, estar na presença deles parece uma constante ameaça, mas os nativos da Flórida já estão acostumados.

“A reação natural dos jacarés na presença de humanos não é atacar, é afastar-se ou mergulhar no rio”, explicou o instrutor do centro. Apenas 5 ataques de jacarés são registrados por ano no estado, e menos de 30 resultaram em morte desde os anos 1940. E esses ataques são mais comuns em lugares onde os jacarés são alimentados por pessoas, associando-as à comida. “Os jacarés daqui precisam caçar o próprio jantar”, garantiu. Com o ecossistema equilibrado, não existe motivo para ter medo.

Kayaking perto da Disney, Orlando

A região de Shingle Creek é ocupada desde o século 19 e recebeu o nome por causa das casas construídas pelos antigos moradores dali com a madeira dos ciprestes. É que Shingle quer dizer telha, em referência às cabanas, que ainda podem ser vistas espalhadas pela reserva. Além de esportes aquáticos, também há espaços para pesca, piqueniques, trilhas e recreação.

Cabanas de madeira Shingle Creek

Serviço – O aluguel de kayak no The Paddle Center custa a partir de US$13 a hora, por um mínimo de duas horas. É possível alugar na hora, mas reservas são recomendáveis para garantir que o equipamento esteja disponível para você e seu grupo. O centro abre todos os dias, das 8h às 18h no verão e até as 17h no inverno. Mais informações no site oficial.

Atenção: Não é uma boa ideia viajar para os Estados Unidos sem um seguro de saúde internacional, já que os custos hospitalares lá são altíssimos. Leia aqui como achar um seguro com bom custo/benefício.

*A viagem para a Flórida foi um convite da Experience Kissimmee


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.