fbpx

O que fazer em Mykonos: atrações e roteiros pelas praias

Mykonos pode até ser pequena, mas tem muito a oferecer. Essa ilha grega é digna de férias inesquecíveis, com suas paisagens marcantes e atmosfera festeira e animada. Para facilitar sua vida, nesse post temos um guia completo sobre o que fazer em Mykonos, com sugestão de roteiros e passeios.

Você não precisa ter dúvida de incluir Mykonos em seu roteiro pela Grécia. Essa ilha rende mais que uma paradinha rápida pra quem vem de Santorini. Aliás, combinar as duas ilhas na mesma viagem é uma ótima pedida, uma vez que estão próximas e fazem parte das Cíclades.

Mas se essa é sua primeira vez por lá e você tem pouco tempo, terá que organizar seus passeios para não perder nadinha. Vamos lá?

Leia também: Lua de Mel na Grécia: Como Planejar a Viagem dos Sonhos

Como chegar em Mykonos

Saindo de Atenas, é possível chegar em Mykonos de avião ou ferry. Você pode comparar preços das ferries e voos no site da Omio.

Há voos diretos saindo do aeroporto de Atenas para Mykonos. A viagem dura cerca de 40 minutos. Você também pode viajar a partir de outras cidades da Europa, embora seja provável que precise fazer conexão em Atenas antes de voar para lá.

Seja qual for seu local de partida, lembre-se de reservar as passagens com antecedência para garantir boas tarifas.

Escadaria no centro histórico de Mykonos, que leva até o mar

Já as ferrys de Atenas para Mykonos saem do Porto de Pireus e a viagem tem duração a partir de 2h30. Mas podem chegar a 8 horas, dependendo do tempo, do tipo de barco (se ele é rápido ou lento) e do número de paradas em outras ilhas que ele vai fazer.

Para escolher a melhor opção, o melhor é usar um buscador de ferries, como a Omio, o Ferryscanner ou o Ferryhopper. Assim você pode comparar os horários e o tempo de duração das viagens. O valor das passagens só de ida vai de 29 a 60 euros por pessoa.

Dependendo das condições climáticas, sua ferry pode ser cancelada. Nesse caso, você será remanejado para outro barco.

Como chegar em Mykonos saindo de Santorini, Paros, Naxos ou Creta

Se você vai a Mykonos depois de visitar Santorini, Paros, Naxos, Creta ou outras ilhas da região, a maneira de chegar lá é de ferry.

Mykonos está ligada por linhas de ferry a 30 ilhas, incluindo todas essas listadas. Algumas, no entanto, só funcionam em alta temporada.

Saindo de outras Cíclades (Paros, Naxos e Santorini), a viagem é curta: dura entre 30 minutos e 3 horas. Você pode comprar a passagem nos buscadores ou direto com agências de turismo locais. O valor da passagem varia de 30 a 50 euros.

Saindo de Creta, o percurso é mais longo: pode chegar a 5 horas. A passagem deve sair por cerca de 50 euros.

Como se locomover em Mykonos

Ao chegar em Mykonos, a maneira mais barata de sair do porto é de ônibus. O bilhete custa 2 euros.

O ônibus sai de um ponto próximo ao local de desembarque e te leva até os terminais de Old Port e Fabrika, ponto final próximo ao centrinho e a maior parte das pousadas. Informe-se com seu hotel o local correto de descer.

Os ônibus que circulam na ilha e levam do centro para as praias também saem desse terminal. Por isso, você não terá dificuldade de se locomover por lá caso esteja hospedado em Chora (o centro).

Orla de praia no centro de Mikonos, com restaurantes ao redor

Se quiser ter mais liberdade e explorar a ilha do seu jeito, você também pode alugar uma moto ou um quadriciclo nas agências locais. O quadriciclo custa 30 euros por dia e tem a vantagem de você não precisar de carteira para pilotar, ao contrário da moto.

Já se você vai ficar hospedado em um das praias, alugar um carro é essencial. Por ali, a oferta de ônibus é mais restrita e pode ser que você acabe ilhado.

Para isso, recomendamos reservar o veículo com antecedência, principalmente se você for viajar no verão, época considerada alta temporada na ilha.

Nesse caso, recomendamos usar um comparador de locadoras, como a Rent Cars. Você insere o local de retirada do veículo, as suas datas e horários e o site vai te fornecer os preços e modelos de veículos disponíveis nas principais empresas que atuam naquele local.

Lembrando que não há Uber e similares na ilha e confiar nos táxis para se locomover pode ser um pequeno perrengue, uma vez que não há muitos por ali e as viagens podem ser caras.

Melhor época para visitar Mykonos

A melhor época para viajar para Mikonos é durante o verão europeu, de julho a setembro. Nessa época, o clima quente e o sol deixam a cidade viva, cheia de gente e você poderá aproveitar ao máximo as praias e beach clubs locais.

Se quiser evitar a lotação máxima, programe-se para viajar em junho e setembro. Agosto é o mês de férias dos europeus e, portanto, o mais cheio.

Não é boa ideia visitar a ilha no inverno, entre novembro e março. Nessa época, grande parte dos restaurantes e hotéis fecham, por causa do baixo movimento, e o clima não é propício para aquilo que o lugar tem a oferecer.

Quantos dias ficar em Mykonos

Para curtir aquilo que Mykonos tem a oferecer, o melhor é ficar entre três e sete dias na cidade. 

Com muitas praias para explorar e um centrinho exótico, bonito e animado, Mykonos é um destino no qual se pode combinar festa e relaxamento.

É possível fazer uma viagem rápida por lá. Algumas pessoas chegam pela manhã e vão embora no mesmo dia, mas isso não é o mais recomendado.

Veja também: 4 roteiros de viagem pela Grécia e outras dicas imperdíveis

As principais atrações para ver em Mykonos

Com um misto de casinhas brancas, moinhos de vento e praias de água azul cristalina, Mykonos é tudo aquilo que a gente sonhou de uma ilha grega.

Some a isso festas eletrizantes e uma gastronomia grega de primeira e você tem aí a receita para o destino dos sonhos.

Veja agora as nossas recomendações sobre o que fazer em Mykonos.

Chora: o charmoso centro histórico de Mykonos

Chora é como se chama o centrinho histórico de Mykonos. É ali que você verá as icônicas casinhas brancas com portas e janelas coloridas, emolduradas por bougainvilles, que deixaram as ilhas gregas famosas em todo mundo.

Rua de Chora, centro de Mykonos, com casinhas brancas de janelas e portas coloridas e o chão de pedras

É fácil se perder andando por Chora, já que essa área é cheia de becos e as ruas tem traçado irregular, entrando e saindo umas das outras de forma caótica. Mas, não se preocupe.

Segundo me explicou a dona do hotel em que me hospedei (e comprovei na prática), é impossível se perder de verdade por ali, já que o centro antigo não é muito extenso e você acaba caindo na orla ou na avenida que leva à estação de ônibus Fabrika.

Se você não tem muito tempo em Mykonos, considere fazer um tour guiado por Chora. Em três horas você verá tudo por ali e poderá ir correndo para as praias.

A maior parte das casas abriga restaurantes, hotéis e lojas, tanto de marcas internacionais quanto de produções mais autênticas, com artesanato e designers locais.

Esse, aliás, é o melhor lugar da ilha para compras, embora as coisas tendam a ser meio caras mesmo se comparadas a cidades europeias.

O mesmo vale para os restaurantes: tem seu charme jantar em Chora, mas também tem seu preço. Se estiver procurando algo mais em conta, vá para a avenida que leva à parada da Fabrika.

Little Venice

Uma das regiões mais charmosas de Chora é Little Venice. O lugar se chama assim porque é uma área cheia de casarões antigos construídos à beira mar.

Reza a lenda local que os mercadores da cidade se inspiraram em Veneza. Com o tempo, essa parte do centro histórico acabou deixando de ser conhecida como Alefkandra, como a praia mais próxima.

Casarões da Little Venice ao por do sol, uma das atrações de Mykonos

Hoje, as casas não pertencem mais aos mercadores locais, mas abrigam vários bares e restaurantes que têm como diferencial a localização privilegiada, com uma vista incrível para o mar, parte do centro histórico e para o pôr do sol.

Se quiser ver a hora mágica do dia por ali, vale a pena sentar em um dos restaurantes ou ver o sol tingir as casinhas brancas acompanhada de um drink.

Igreja Panagia Paraportiani

Em Chora, próxima a Little Venice, fica a Igreja de Panagia Paraportiani, uma construção inusitada que foi erguida entre os séculos 14 e 17.

Esse é um dos cartões-postais de Mykonos e, na verdade, corresponde a cinco capelas que foram unidas em uma única construção. No passado, a igreja guardava a entrada do castelo da vila.

Os moinhos de vento de Mykonos

Imagem dos famosos moinhos de vento de Mykonos ao por do sol

Pertinho de Little Venice fica o grupo de moinhos de vento mais famosos de Mykonos, o Kato Mili. Composto por cinco moinhos, eles ficam no alto de uma colina, de frente para o mar, e fazem o cenário perfeito para ver o pôr do sol. Há outros espalhados pela ilha, mas esses são mais concorridos por sua proximidade com a zona turística.

Hoje os moinhos de Mykonos já não são mais funcionais. Servem apenas para compor a paisagem e para preservar a memória do modo de vida tradicional da ilha. Construídos no século 16, eles foram responsáveis pela produção de farinha, que foi a base da economia de Mykonos por 400 anos.

Muitos deles não existem mais, e os poucos que restaram foram restaurados e pertencem a famílias locais.

Se quiser saber um pouco mais dessa história, você pode visitar o moinho Boni, que fica dentro do Museu da Agricultura, próximo a Chora. O horário de funcionamento é de 16h às 20h, todos os dias, de junho a setembro.

O lugar fica no alto de uma colina, portanto, além de aprender sobre o funcionamento dos moinhos, você também poderá desfrutar de uma bela vista da ilha.

As melhores praias de Mykonos

Mykonos tem cerca de 20 praias. Há para todos os gostos e estilos de viagem: praias tranquilas, praias de festa, para famílias, para solteiros, para nudistas… Por isso, desencane de tentar conhecer todas, em especial se você tiver pouco tempo. Selecione aquelas que mais combinam com você e aproveite.

Espregiçadeiras em frente ao mar em praia de Mykonos

Eu prefiro ver uma praia por dia, apenas. Se você tiver mais pique, tente ver no máximo duas ou três. Tenha em mente que, caso você queira conseguir um lugar confortável na sombra, terá que desembolsar cada vez que trocar de lugar.

O conjunto de espreguiçadeiras e sombrinhas na Praia Paradise, por exemplo, custa 20 euros para passar o dia.

Ao sul da ilha, fica um conjunto de quatro praias que estão entre as mais famosas da ilha:

  • Gialos
  • Paraga
  • Paradise
  • Super Paradise

O ônibus até lá sai da Fabrika, e você pode caminhar até a praia seguinte se quiser explorar. Gialos é a mais tranquila das quatro, outras três são praias de balada.

No fim da tarde, é comum que o volume da música aumente e os bares fiquem mais cheios, mas se você for apenas para passar o dia também dá para curtir o mar e a areia sem precisar participar da festa.

Se você prefere ficar longe de verdade dessa agitação toda, ou busca praias menos abarrotadas de turistas, as melhores opções em Mykonos são:

  • Elia Beach
  • Agrari Beach
  • Fokos Beach

Em Mykonos, há ainda praias que são praticamente desertas, sem qualquer estrutura turística e pouquíssimas pessoas:

  • Kapari Beach
  • Agios Sostis
  • Fragia Beach

Melhores Beach Clubs em Mykonos

Em Mykonos, as praias são dominadas pelos beach clubs, de modo que ir a uma delas e não consumir em nenhum beach club é quase impossível: elas espalham as espreguiçadeiras pela areia e ocupam quase todo o espaço disponível. A exceção são aquelas praias mais desertas e sem infraestrutura que eu citei.

Mas não se preocupe, também: um beach club nada mais é que uma barraca de praia mais chiquetosa e badalada. Por isso, o acesso é gratuito, só sendo necessário pagar pelo consumo.

Você também terá que alugar a sombrinha e as espreguiçadeiras. Isso vai te custar a partir de 20 euros por dia, mas os preços podem variar: nos beach clubs e restaurantes mais caros, o valor pode ultrapassar os 100 euros.

Isso vale também caso você queira frequentar as festas: o acesso ao espaço é gratuito mesmo nesses casos. Se o lugar for concorrido, vale tentar colocar seu nome na lista.

Uma cerveja grande (500 ml) no Paradise Beach Club custa 6 euros, o que também está dentro do previsto para a Europa.

Esses são alguns dos beach clubs mais famosos de Mykonos:

  • Principote (Paraga Beach): Considerado um dos beach clubs mais luxuosos e exclusivos de Mykonos.
  • Scorpios (Paraga Beach): Também luxuoso, porém com um ambiente lindíssimo de inspiração boho e serviço de primeira.
  • Kalua Bar (Paraga Beach): Esse é feito para os festeiros de plantão. Muita música e um ambiente mais pé na areia.
  • SantAnna (Paraga Beach): Espaço animado e ambiente bonito, um dos maiores beach clubs e favorito dos turistas, com piscina e ampla programação de festas.
  • Tropicana (Paradise Beach): Durante o dia funciona como uma barraca de praia tranquila. A balada começa após a 16.
  • Paradise Beach Club (Paradise Beach): Também para a galera das festas que quer esticar a balada depois de um dia na praia.
  • Superparadise Beach Club (Superparadise Beach): Assim como o Tropicana, durante o dia é um lugar para relaxar e tomar uns drinks, no fim da tarde a coisa muda de figura.

Bate-volta para a ilha de Delos

Cansou das praias e festas intermináveis? Então que tal um passeio histórico por uma das ilhas consideradas mais sagradas pelos gregos antigos?

Delos fica a apenas 45 minutos de barco de Mykonos e a passagem custa 20 euros, o que a torna um destino perfeito para um bate-volta que vai quebrar a mesmice da viagem. É tão pertinho que dá até mesmo para ver a ilha a partir da Ioannis e de outras praias da costa oeste.

Segundo a mitologia grega, Delos foi criada por Poseidon para ser o local de nascimento de seus filhos Apolo e Artemis.

Hoje, ainda é possível visitar o sítio arqueológico da cidade antiga, que preserva ruínas de alguns templos, da ágora, o Terraço dos Leões Naxos, entre outros.

No local há ainda um Museu Arqueológico que explica com detalhes a história local e a mitologia que a envolve, além de contar um pouco mais sobre as Cíclades.

Se você ficou interessado, considere contratar um tour guiado, que custa 60 euros e inclui ainda uma parada na Ilha Rhenia para mergulho e snorkeling.

Sugestão de roteiros em Mykonos para 2, 3 e 4 dias

Agora que a gente já viu as principais atrações de Mykonos, preparei algumas sugestões de roteiros para você se inspirar e montar o seu.

Por do sol em praia no centro de Mikonos, com uma igreja ortodoxa no fundo

O que fazer em Mykonos em 2 dias

  • Dia 1: Passeio por Chora pela manhã e pelos principais pontos históricos do centrinho, incluindo Little Venice e os moinhos. À tarde, aproveite para curtir um pouco na praia de Ornos, porque é mais fácil de chegar até lá uma vez que é a praia com mais oferta de ônibus. Se der tempo, tente pegar o pôr do sol em Chora antes de sair para jantar.
  • Dia 2: Escolha uma ou duas praias para visitar no segundo dia. Sugestão: Paraga e Paradise, porque são servidas pela mesma linha de ônibus e é possível caminhar de uma para a outra.

O que fazer em Mykonos em 3 dias

Seguir o roteiro do dia anterior e acrescentar:

O que fazer em Mykonos em 4 dias

Seguir o roteiro sugerido até aqui e acrescentar:

  • Dia 4: Aqui você pode repetir alguma praia que tenha curtido ou reservar para explorar outras, mais distantes, como Elia e Agari Beach. Outra opção é passar o dia em um beach club badalado, como o Scorpios.

Onde ficar em Mykonos: dicas de hotéis

Se é a sua primeira vez na ilha, sugiro se hospedar em Chora. Ficando por lá, será fácil se deslocar para as praias e você ainda terá a chance de aproveitar ao máximo o charmoso centro, explorar os restaurantes e, se tiver ânimo, esticar nas casas noturnas locais.

Veja nossas sugestões de hospedagem em Mykonos:

Econômica

  • Olympia: Foi minha hospedagem em Mykonos, uma pousada familiar, três estrelas, com quartos bonitos, confortáveis e limpos. Excelente custo/benefício a apenas alguns metros da parada de ônibus da Fabrika.
  • Hotel Delphines: Mais uma opção semelhante, a 300 metros do Museu Arqueológico.

Custo/benefício

Conforto

  • Roofs os Chora: Villa inteira com piscina no coração da cidade.
  • Aeonic Suites and Spa: Resort com restaurante, estacionamento privativo gratuito, piscina sazonal ao ar livre e academia próximo à praia de Ornos.

Quanto custa viajar para Mykonos? É caro?

Mykonos tem a fama de ser cara (com alguma razão). Porém preciso dizer que me surpreendi positivamente com os preços na ilha, encontrando alternativas econômicas para comer, beber e dormir sem muita dificuldade.

Para uma viagem econômica, mas confortável, é possível gastar cerca de 60 euros por dia e por pessoa. 

É claro, para gastar ali, o céu é o limite: como eu disse, você pode gastar de 20 euros a mais de uma centena de euros em uma cadeira de praia. O mesmo vale para hospedagem e restaurantes.

Se você se contentar com uma cerveja (4 euros em Chora, 6 na praia) e um gyros (4,5 euros), Mykonos não será o destino mais caro da sua vida.

Tomar drinks e comer frutos do mar em restaurantes instagramáveis de frente para o Egeu vai sair mais caro. Um prato de massa em um restaurante em Little Venice pode sair entre 15 e 25 euros. Um peixe inteiro fica em torno de 70 euros.

Um prato de batata frita com isca de peixe, em um restaurante simples na praia Paradise saiu por 12 euros. A hospedagem em uma pousada três estrelas, muito bonitinha e confortável, saiu por 20 euros por pessoa em um quarto triplo.

Leia também: Quanto custa viajar pela Grécia?

Seguro de Viagem para a Grécia

O Seguro de Viagem é obrigatório para entrar na Grécia, assim como todos os países da zona Schengen, e pode ser exigido na imigração. E não vale qualquer seguro, é preciso que tenha uma cobertura mínima de 30.000 euros.

Você pode conseguir seguro de viagem para a Europa, com desconto de até 25% para os nossos leitores. Basta usar o cupom 360MERIDIANOS05. Dá uma olhada nas ofertas abaixo. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício.

Seguro Viagem: Europa
UA 40 ESPECIAL MUNDO UA 40 ESPECIAL MUNDO Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 21/dia*
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 26/dia*
GTA 60 SLIM  EUROPA GTA 60 SLIM EUROPA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

5/5 - (1 vote)

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.