fbpx

O que fazer em Búzios: praias, quando ir, onde ficar e como chegar lá

Para Brigitte Bardot, Búzios lembra felicidade. “Foi nesta pequena cidade perdida e desconhecida que eu fui mais feliz. Não tinha nada, nem mesmo eletricidade – mas paisagens sublimes e selvagens, e praias desertas, praias de sonho!”, escreveu a atriz de próprio punho, em 2014, para agradecer por um festival de cinema que seria realizado em seu nome.

Mas é Búzios que tem muito a agradecer à atriz, exatamente da mesma forma que ocorreu com Saint-Tropez, balneário da França onde a Brigitte resolveu viver, atraindo consigo uma multidão de visitantes. Foram as duas visitas dela – na época o símbolo máximo do cinema – que colocaram Búzios no mapa do turismo mundial. E, assim, até hoje essa antiga vila de pescadores da Região dos Lagos é uma das campeãs brasileiras no ranking de turistas estrangeiros.

Brigitte Bardot passou quatro meses em Armação de Búzios, que ainda era um distrito de Cabo Frio. A primeira passagem foi entre janeiro e abril de 1964. A atriz voltaria no mesmo ano, em dezembro, novamente com o namorado e alguns amigos. Ali, Brigitte conseguiu fugir dos fotógrafos e relaxar, ao contrário do que tinha acontecido durante sua passagem pelo Rio.

50 anos depois, Búzios mudou. Está repleta de pousadas e restaurantes charmosos, teve melhorias de infraestrutura, mas também deixou de ser aquele lugar totalmente bucólico que fascinou a atriz. E, embora Brigitte nunca mais tenha voltado, a presença dela lá não foi esquecida: está eternizada na Orla Bardot, calçadão onde uma estátua de bronze lembra a visita ilustre.

Mas deixemos o passado de lado. Se você, como a Brigitte, percebeu que Búzios vale a pena, a questão é outra: como planejar a viagem.

Veja também: 
Cabo Frio, no Rio de Janeiro: praias, atrações e o que fazer
Onde ficar em Búzios: dicas das melhores pousadas

búzios

Como chegar em Búzios

Se você sair do Rio, passará pela ponte Rio-Niterói e depois pegará a Via Lagos – há pedágios no trecho, com valor entre R$ 10 e R$ 20, dependendo do dia da semana. São 176 km de distância. Cabo Frio (23 km) e Arraial do Cabo (36 km) ficam nos arredores. O tempo de viagem varia – espere encontrar trânsito na alta temporada.

A viagem entre Rio e Búzios é operada pela 1001. As saídas são da rodoviária Novo Rio, em média a cada 2h, entre 6h e 21h. A viagem dura 3h15 e custa entre R$60 e R$80.

búzios, Rio de Janeiro

Búzios: com ou sem carro?

Depende. Eu fui de carro, no Réveillon, ou seja, altíssima temporada. E estou convencido que era melhor ter ido sem o veículo. É que nessas épocas a cidade lota, o trânsito fica caótico e pode ser complicado parar o carro perto das praias. Além disso, muitas pousadas do centro não têm estacionamento, então calcule também esse gasto caso vá motorizado.

Por outro lado, com a cidade um pouco mais vazia o carro pode ser uma vantagem. Búzios tem cerca de 20 praias, todas espalhadas por uma península. Elas não estão muito distantes umas das outras, mas um veículo ajuda muito na locomoção – tem trechos que não dá para fazer a pé. Considere a época do ano e os prós e contras antes de decidir se você irá com ou sem carro. Se optar por ir de ônibus, uma dica: se hospede no centro. Se resolver alugar um carro, recomendo a leitura do texto em que explicamos como alugar um veículo com o melhor custo/benefício.

búzios, Rio de Janeiro

Onde ficar em Búzios

Na realidade, ficar no centro é uma das melhores opções em Búzios. Assim você estará perto da Rua das Pedras e da Orla Bardot, onde a noite acontece. Também é possível ir até algumas praias caminhando, como a da Armação, do Canto, dos Ossos, a Azeda e a João Fernandes. Para as outras é necessário ir de carro, seja o seu ou um táxi.

Eu fiquei na Pousada Casa do Centro, que tem como ponto positivo justamente a localização: você estará no coração de Búzios. Apenas anote o endereço corretamente, porque existem algumas pousadas com esse nome (ou variantes) por ali. Outras opções muito elogiadas nessa região são a Pousada do Centro Oeste e a Pousada do Centro Norte

Em Búzios há diversas ofertas de apartamento para alugar pelo Airbnb, que vão desde pequenos studios para uma ou duas pessoas, a casas luxuosas com piscina e sauna. Encontre as melhore ofertas aqui.

Quando ir a Búzios

O período das chuvas vai de novembro a fevereiro, mas não é nada que assuste – a típica chuva que pode atrapalhar a praia um dia ou outro, mas não afasta o viajante. Na realidade, até atrai, já que esses são os meses mais concorridos na cidade.

A grande questão na hora de planejar sua viagem tem mais a ver com a temporada do que com a temperatura. Quem vai em feriados prolongados ou nas férias de verão encontrará uma cidade lotada. Engarrafamentos, filas para jantar e praias cheias são problemas comuns nessas épocas. Não é motivo para deixar de ir, afinal a lotação ocorre justamente porque é nessas épocas que todo mundo pode viajar, mas é bom sair de casa sabendo disso.

O que fazer em Búzios: as praias e restaurantes

São dois tipos de atrações: praias e comida. Búzios está numa península e tem cerca de 20 praias espalhadas por seu território. A mais famosa é a do Geribá, enquanto a Praia da Armação e a dos Ossos são as mais centrais – ficam pertinho da Rua das Pedras.

Já as Praia da Azeda e Azedinha têm a fama de serem as mais bonitas de Búzios. Mas não falta quem discorde, claro. Em seguida temos as Praias de João Fernandes e João Fernandinho. E falta falar ainda da Praia da Tartaruga, conhecida pelo pôr do sol, a Brava, a da Ferradura e, vamos ver se você adivinhou, da Ferradurinha.

Para conhecer todas as praias de outro ângulo, uma boa ideia é fazer um passeio de barco. O mais tradicional dura cerca de três horas, tem três paradas e passa por 12 praias e duas ilhas. A saída costuma ser do centro.

Além das praias, gaste suas noites perambulando pelos restaurantes e bares da Rua das Pedras e dos outros cantos de Búzios. São vários, para todos os gostos e bolsos. Como Búzios tem uma vocação para atrair estrangeiros, muitos deles em definitivo, não é raro encontrar restaurantes com chefs das mais variadas partes do mundo. Você sabe a quem agradecer por isso, né?


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “O que fazer em Búzios: praias, quando ir, onde ficar e como chegar lá

  1. Olá Rafael, ótimo post! Buzios é um lugar mágico!

    Gostaria de adicionar uma informação que acho muito importante, sou Guia de turismo aqui no Rio e por vezes vejo turistas cometendo esse “erro”.

    A questão é que de agosto a outubro é época de Ventos no Rio de Janeiro , Búzios e Arraial sofrem ainda mais nesses meses e é bem comum que os passeios de Barco e outras atividades sejam canceladas pelo vento, acontece em outros meses também, já que la venta bastante o ano todo, mas nesses em questão, principalmente em agosto, os ventos são muito mais fortes.

    A época de chuva é no verão, geralmente são chuvas de verão e o calor é garantido mesmo com chuva! hehe

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.