O que fazer em Fortaleza: pontos turísticos

Uma cidade linda, com 34 quilômetros de praias e quase 300 anos de história para contar. Assim é Fortaleza, capital do Ceará e porta de entrada para outras belezas do estado – por exemplo, Jericoacoara, hoje um dos destinos turísticos mais desejados do país. Se você também pretende seguir viagem para as lagoas e dunas de Jeri, gaste antes uns três dias na capital do Ceará e seus arredores. Para te ajudar nessa missão, segue um guia detalhado sobre o que fazer em Fortaleza. Começando pelo básico.

As praias de Fortaleza

Assim como ocorre em outras capitais litorâneas brasileiras, as praias urbanas de Fortaleza não são as melhores opções para um banho de mar. Vira e mexe, inclusive, são declaradas impróprias para banho, por conta da poluição. No momento em que escrevo este texto, apenas quatro trechos, nas praias de Iracema e Meireles, estão próprias para banho, que é “quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, colhidas no mesmo local, houver no máximo 1.000 coliformes termotolerantes por 100 mL da amostra”. Você também pode conferir quais são os pontos próprios para banho no site da Secretaria de Meio Ambiente do Ceará, que faz um boletim semanal sobre o tema.

De toda forma, Iracema, Meireles e Mucuripe são praias bonitas, com boa estrutura turística. Eu fiquei hospedado no Meireles, bairro da praia de mesmo nome, e recomendo a região. O pôr do sol é lindo e a cerveja dos quiosques tem preço bom. O calçadão da Praia do Meireles recebe, todos os dias, a Feirinha da Beira-Mar, uma feira noturna de artesanato formada por quase 600 barraquinhas.

O que fazer em Fortaleza

É da Associação dos Veleiros, na Praia do Mucuripe, que saem passeios de barco pela orla da cidade. O tour dura cerca de duas horas, costuma incluir uma parada rápida para mergulho e pode ser feito de manhã ou no fim da tarde, para aproveitar o pôr do sol. Na mesma praia fica o Mercado dos Peixes, recentemente revitalizado

Já a Praia de Iracema abriga a Ponte dos Ingleses, construída na terceira década do século 20, com o objetivo de melhorar a estrutura do porto de Fortaleza. O projeto não foi concluído, mas a Ponte dos Ingleses acabou se convertendo num cartão-postal de Fortaleza – e outro ponto ótimo para observar o pôr do sol.

o que fazer em Fortaleza

 

A Praia do Futuro, a 10 quilômetros do centro da cidade, é a preferida dos banhistas. E embora também já tenha tido alguns trechos declarados impróprios para banho, por lá esse é um problema bem menor que nas praias do centro. A Praia do Futuro tem oito quilômetros e está cheia de barracas com uma baita estrutura turística – algumas têm até piscina com toboágua.

As outras praias ficam em municípios da Região Metropolitana. Esse é o caso da Praia de Porto das Dunas, que fica em Aquiraz, cidade de 80 mil habitantes que é vizinha de Fortaleza. É lá que fica o Beach Park, outra grande atração da região. Falarei mais de praias nos arredores de Fortaleza – e que podem ser visitadas no esquema bate-volta ou em passeios de barco – ao longo do texto.  E já que falamos do Beach Park…

Veja também: Onde ficar em Fortaleza, os melhores bairros 

Beach Park

Eu não estive lá, mas não posso deixar de listar o Beach Park como uma das atrações de Fortaleza, mesmo que o parque aquático esteja de fato na cidade vizinha. Com capacidade para receber até 8 mil pessoas por dia e fama de ser um dos maiores parques aquáticos da América Latina, o Beach Park tem dezenas de brinquedos e atrações.

O ingresso, infelizmente, passa longe de ser baratinho: R$ 195 para adultos e R$ 185 para crianças. Há um passaporte para três dias que dá 30% de desconto no valor final. Como não conheço o parque, não sei se vale a pena. Mais informações no site oficial.

Atrações de fortaleza

Beach Park (Foto: Divulgação)

O que fazer em Fortaleza: além de sol, água e praia

Como toda grande cidade, é claro que as atrações de Fortaleza vão muito além de alguns quilômetros de faixa de areia. Como é impossível listar todas as atrações da cidade, selecionei as mais interessantes. E começo por aquela que é a opção número da vida noturna, pelo menos segundo o TripAdvisor: o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, que fica no Bairro da Praia de Iracema e que foi inaugurado em 1999, ocupando uma antiga área portuária. O endereço é Rua Dragão do Mar, 81 (vá de táxi, especialmente à noite, já que a área ao redor passa uma sensação de insegurança).

O que fazer em Fortaleza

Dragão do Mar (Foto: Governo Federal, Creative Commons)

Ali funcionam museus e espaços culturais, como o Museu da Cultura Cearense, o Museu de Arte Contemporânea do Ceará e um Planetário. Confira os horários de funcionamento no site oficial. Caso museus não sejam a sua praia, vá ao Dragão do Mar mesmo assim. Eu não disse que essa é a melhor opção para conhecer a vida noturna da cidade? É que ao redor do complexo funcionam diversos bares e restaurantes. 

Não muito longe do Dragão do Mar, na Praça Visconde de Pelotas, fica o Mercado dos Pinhões, uma estrutura de ferro bonitona que recebe uma feira orgânica durante o dia e atrações musicais de noite, em bares e lanchonetes, principalmente nos finais de semana. Você acha a programação aqui.

Passando pelo Dragão do Mar e seguindo em direção ao centro eu cheguei ao Mercado Central de Fortaleza, que fica na Avenida Alberto Nepomuceno, 199. Embora o prédio atual seja do final da década de 1990, Fortaleza tem um mercado central há pelo menos 200 anos. A primeira construção era de madeira e vendia carnes e frutas. Hoje, o Mercado é especializado em artesanato cearense e tem preços bons. Veja os horários de funcionamento no site oficial.

O que fazer em Fortaleza

Mercado Central de Fortaleza

Ao lado do mercado fica a Catedral de Fortaleza, construída em estilo gótico e inaugurada nos anos 1970.  E em frente está a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, construída em 1812 e que hoje funciona como uma base do exército. Na mesma área, colada com a fortaleza e perto do Mercado Central está a antiga Praça dos Mártires, hoje conhecida como Passeio Público, uma praça linda que serve de parada para descanso nos dias mais quentes. Corra para os bancos no fim do Passeio e aproveite a vista do mar.

Outras duas praças do centro de Fortaleza são a Praça dos Leões e a Praça do Ferreira, que tem uma torre/relógio no centro. Na região entre as duas praças fica o Museu do Ceará, que reúne 13 mil peças que contam a história do estado. Fica na Rua São Paulo, 51. Veja o horário de funcionamento aqui.

A visita ao centro de Fortaleza se completa com o Theatro José de Alencar. O prédio centenário conta com cerca de 40 visitas guiadas por semana e foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Mesmo que você não faça a visita, pelo menos dê uma espiada na fachada interna do prédio, toda metálica. O Theatro fica na Rua Liberato Barroso, 525. Veja o horário de funcionamento e a programação aqui.

O que fazer em Fortaleza

Foto: Embratur/ Wikimedia Commons

Opções de bate-volta a partir de Fortaleza

Numa boa, desista da ideia de fazer um bate-volta até Jericoacoara. A não ser que você vá de helicóptero, viagem que dura apenas 50 minutos e custa dois mil reais por pessoa o trecho. Caso vá por terra, espere gastar entre quatro e oito horas no deslocamento, em cada direção. Fora que Jeri vale uma viagem inteira, de pelo menos três dias.

Veja também: Como chegar em Jericoacoara a partir de Fortaleza

Na Costa Leste e mais próxima de Fortaleza que Jeri está Canoa Quebrada, outro destino famoso do Ceará. Mas os 167 km impedem que esse seja um bom destino para o esquema bate-volta – o ideal é passar pelo menos uma noite lá.

As praias de Aquiraz, como a já citada Praia de Porto das Dunas ou a Praia do Japão, estão bem mais próximas da capital. A distância aumenta para Cumbuco e Águas Belas, mas nesses casos ainda compensa ir e voltar no mesmo dia. A mesma coisa vale para a Praia do Morro Branco, a 90 quilômetros da capital.

Várias agências oferecem tours para as praias ao redor de Fortaleza. Procure por vendedores ao andar pelo calçadão da Praia do Meireles ou de Iracema. O passeio tradicional passa pelas Praias do Morro Branco, das Fontes e Canoa Quebrada, tudo no mesmo dia. É corrido, mas pode ser uma alternativa caso você não tenha mesmo tempo. Se não for o seu caso, prefira passar uma noite em Canoa Quebrada, seja por conta própria ou ao final do tour. Outra ideia é alugar um carro para fazer esses passeios de bate-volta. Se optar por fazer isso,  veja como reservar um carro em Fortaleza com melhor custo/benefício.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

7 comentários sobre o texto “O que fazer em Fortaleza: pontos turísticos

  1. Ótimo texto! O Mercado Central de lá é um dos melhores do Nordeste para mim (que adoro comprar coisas típicas). Só queria deixar o registro de que Fortaleza infelizmente está violenta. Eu e meu namorado fomos assaltados em Morro Branco. Carioca que nunca tinha sido assaltada no Rio! Enfim só fica o alerta…

  2. Muito bom seu artigo!
    Só tenho uma observação, infelizmente a foto da Ponte dos Ingleses (ou para nós moradores da Capital Alencarina), mais conhecida como Ponte Metálica, não foi das melhores, não meeeesmo!
    Vale ressaltar que apesar dela não ter sido concluída, exite sim uma Ponte e ela é bem bonita!
    Para quem não conhece o ponto turístico acaba passando uma imagem não muito boa! Confesso que quando vi a foto me deu a impressão de ser só aquilo mesmo, uma ponte inacabada!
    Obrigada e Cheiros!!!
    Amo o blog de vocês…

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.