Tags:
Atlas: Bucareste, Romênia

Onde ficar em Bucareste: melhores bairros

Bucareste é muito mais bonita do que você pensa. Do que todo mundo pensa. A capital da Romênia não entra no roteiro típico de um tour pela Europa e também costuma ser mal vista por muita gente, que acha que a cidade é perigosa, com golpistas esperando avidamente nas esquinas para roubar pessoas.

A realidade passa longe disso. Bucareste é a capital de um país pobre, mas a entrada na União Europeia e mudanças no governo têm dado bastante esperança às pessoas. A maioria das construções é bonita e bem cuidada, tanto que a cidade já foi conhecida como Little Paris. A vida noturna é animadíssima, de deixar Praga e Budapeste, suas famosas vizinhas festeiras, no chinelo. As linhas de metrô cobrem bem toda a cidade.

Enfim, explicações dadas, vamos voltar ao tema deste post: onde ficar em Bucareste. Como escolher qual o melhor bairro ou região da cidade e aproveitar tudo o que ela tem a oferecer? A capital da Romênia é dividida em seis setores, que por sua vez englobam vários bairros. Para escolher o seu hotel, vale a pena dar uma olhadinha no mapa do metrô de Bucareste:

metro bucareste

Veja também:  O que fazer em Bucareste, Romênia
Restaurante em Bucareste para provar os pratos típicos da Romênia

Não tenha dúvida, seja lá qual for o bairro ou setor que você for escolher (vou detalhar os prós e contras mais abaixo), escolha seu hotel na região da Zona 1 do metrô. Esse é o centro de Bucareste e fora dali não tem nada de muito interessante. Além disso, será mais fácil de se locomover.

Setor 3/ Lipscani

Onde ficar em bucareste fachada do hostel

Fachada do Little Bucharest Hostel, onde me hospedei

O setor 3 é o mais populoso da cidade e é lá que fica a principal área para turistas: Lipscani, ou Old Town, o Centro Velho de Bucareste. Ali ficam 80% das atrações turísticas da cidade, os prédios mais bonitos (na minha opinião) e boa parte da animada vida noturna, com bares, restaurantes e boates. Ou seja, se você quer ficar no burburinho de Bucareste, não ter que se preocupar em pegar metrô, ônibus ou táxi para fazer qualquer coisa, seu lugar é Old Town.

Foi lá que eu fiquei quase todas as noites da minha estadia, nesse hostel aí da foto. Porém, sempre existem poréns. Nesse caso, é o barulho. O tempo inteiro, dia e noite, faz muito barulho: vendedores ambulantes, artistas de rua, gente passando gritando e músicas vindo dos bares ou boates. Sem descanso e muito pior perto do final de semana. Então, se você não quer cair na balada e se tem sono leve, Old Town não é lugar para você. O lado bom é que há outros bairros bem localizados.

Veja todas as opções de acomodação em Lipscani

Sector 1

Onde ficar em Bucareste Setor 1

É no setor 1 que fica a maior concentração de hotéis em Bucareste, provavelmente por ser a área mais rica da cidade, especialmente o bairro de Dorobanti. Por ali há vários hotéis para ficar, por conta da proximidade com o centro histórico e demais atrações.

A região praça Universitate (foto acima) é muito bem localizada, assim como toda a área acima onde ficam alguns parques, museus e igrejas. Dê preferência para as acomodações que fiquem perto da Calea Victoriei ou ainda da Piata Romana.

Veja todas as opções de hotéis no Sector 1

Setor 4/ Tineretului

Essa é uma área mais jovem da cidade, tanto no aspecto dos prédios quanto no aspecto dos moradores. Há apenas uma estação de metrô do centro antigo, a área de Tineretului é mais tranquila e residencial, mas não sem uma boa estrutura de restaurantes e lojas.

Eu fiquei lá, num hostel muito bom, na minha primeira noite em Bucareste. Esse nome engraçado vem de um parque enorme que fica na área. Aliás, área verde é o que não falta nessa região da cidade: são três. Dê preferência para os hotéis próximos a estação de metrô que dá nome ao bairro.

Veja todas as opções de hospedagem no setor 4

Setor 5/ Cotroceni

É no setor 5 que fica um dos maiores prédios do mundo, o gigantesco Palácio do Parlamento. Logo atrás da construção fica uma colina, e essa é a região de Cotroceni, onde fica a residência oficial do presidente, o jardim botânico e a primeira universidade de Bucareste. É uma região com muitos cafés e opções de bares e boates especialmente para pessoas mais novas e estudantes.

Veja todas as opções de hotéis no setor 5

Onde eu fiquei em Bucareste

Como já contei aí em cima, eu me hospedei em dois hostels em Bucareste, um em Tineretului, o Cozyness Downtown Hostel e o outro em Lipscani, o Little Bucharest – Old Town Hostel. O motivo da mudança foi testar duas opções diferentes mesmo. Vale dizer que eu não paguei minha hospedagem nesses hostels (foi cortesia), mas a minha opinião sobre eles é sincera, como sempre.

onde ficar em bucareste cozyness

O Cozyness (fotos acima) fica a uns 3 quarteirões do metrô, numa rua residencial e tranquila. É daqueles hostels feitos para você se sentir em casa. Bonitinho, limpo e com atmosfera mais “família” por parte do staff. E eles merecem um ponto muito positivo, por ter uma tomada por cama no dormitório.

Nos fundos, o hostel tem uma área verde grande, com direito a churrasqueira. Eu achei bem fácil chegar lá ou me locomover pela cidade, de metrô ou a pé. Mas não acho nada prático caso você queira sair durante a noite. O Cozyness Downtown tem dormitório e quartos privativos, com preço a partir de 8 euros. A nota no Booking é 9 (Fantástico).

Já o Little Bucharest provavelmente tem a melhor localização do centro histórico. Está no centro de tudo. A decoração e a limpeza também são impecáveis e o staff, com muita gente trabalhando via Workaway, é gente boa e sempre chama a galera para tomar uma cerveja ou bater papo.

onde ficar em bucareste little town

O problema que eu já pontuei acima sobre o barulho é inevitável: se você quer ficar na área mais movimentada da vida noturna da cidade, terá que lidar com isso. Logo, não considero isso um defeito. O lado ruim para mim foram as cortinas do quarto, ou melhor, a quase ausência delas: eram finas e transparentes e às 6h da manhã o quarto já estava tão iluminado que era muito difícil não acordar. Também não curti muito o fato do meu dormitório ter poucas tomadas disponíveis. Em compensação, a vista era incrível. Eles têm dormitórios e quartos privativos disponíveis a partir de 9 euros. A nota do Booking é 8.4 (Muito Bom).

Onde ficar em Bucareste: outras opções

Onde ficar em Bucareste Setor 3

Como vocês devem ter percebido, Bucareste é uma cidade grande e tem centenas de opções de hospedagem disponíveis, que se adaptam bem do viajante mais econômico ao de luxo. Confira aqui todas as opções de acomodação na cidade.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

14 comentários sobre o texto “Onde ficar em Bucareste: melhores bairros

  1. Oi Luiza, obrigada pelas dicas.Estou programando viajar pra Bucareste em julho,queria ficar hospedada próximo ao aeroporto pois tenho terror de perder vôo,que setor em Bucareste você me indica pra não ficar longe do aeroporto?
    Att
    Rosemary

    1. Oi Rosemary,

      Entendo seu medo, mas acho uma péssima ideia você ficar perto do aeroporto. Todos os pontos turísticos estarão há quase uma hora de distância. É muito mais fácil você ficar no centro e no dia do voo ir umas 5 horas antes para o aeroporto.

  2. Ótimo conteúdo, me ajudou bastante! Acabei seguindo sua dica e olhando pelo mapa do Airbnb para achar o melhor apartamento, doida para visitar essa cidade!

    abs

  3. Oi Luiza, tudo bem?
    Pretendo ir de Budapeste para Bucareste em setembro, mas não consigo finalizar a compra pelo site da cia aérea Wizzair, a bandeira do cartão é Visa e tentei inúmeras vezes, mas só fica dando erro, não sei o motivo, já que consegui comprar por outras cias normalmente. Alguém já relatou esse problema para vc? E gostaria tb de saber se vc tem alguma outra sugestão de rota de como ir p/ Bucareste..
    Obrigada e estou adorando as dicas do seu blog! 🙂

    1. Oi Bianca,

      Realmente não sei como te ajudar em relação ao cartão. Talvez eles só aceitem um tipo de Visa específico, aqueles com código de segurança, sabe? Não sei mesmo.

      Sobre a rota, você pode fazer de trem. Eu fiz o caminho inverso, da Romênia para a Hungria, num trem noturno, daqueles com cama para dormir. A questão é: quando eu fiz, não consegui comprar pela internet. Teve que ser na estação mesmo, e custou cerca de 60 euros (na moeda deles).

  4. Sensacional!!!!

    Li várias coisas sobre a Romênia. Ainda não tinha achado algo como seu artigo. Claro, limpo, direto ao ponto. Bacana mesmo!

  5. BAcana, Luiza!
    estaremos em Bucareste em setembro próximo, e vc meio que deu td “mastigadinho” aqui pra gente!
    vlw, de coração!!!
    ***vamos p/ Praga, Budapeste, Viena e Berlim tb, já tô procurando algo aqui tb, e espero que seja suas postagens!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.