fbpx

Onde ficar em Machu Picchu: hotéis em Cusco e Águas Calientes

Onde ficar em Machu Picchu, no Peru? Tem algum hotel perto do sítio arqueológico? É melhor se hospedar em Cusco, e conhecer Machu Picchu no bate-volta, ou vale a pena passar uma ou duas noites em Aguas Calientes, povoado a 15 quilômetros da cidadela inca?

Este texto responde a todas essas perguntas. É um guia completo de onde se hospedar para conhecer Machu Picchu.

Aqui você vai encontrar dicas de hotéis bons, hotéis de luxo e também hotéis baratos em Cusco, Aguas Calientes e Ollantaytambo. 

Onde ficar em Machu Picchu: Cusco, Aguas Calientes ou Ollantaytambo?

A maioria dos turistas combina a visita a Machu Picchu com o Vale Sagrado, nas proximidades de Cusco. Por isso, tem gente que prefere dormir por lá mesmo e pegar um trem de manhã cedinho, que chega a Machu Picchu por volta das 11 horas.

É que Águas Calientes tem pouco pra ver. Além disso, Cusco tem a melhor vida noturna, ótimos restaurantes e mais opções de hotéis.

Mas só faça isso se você não for subir a Huayna Picchu. Como os horários para entrar na montanha são agendados, se você for de trem no esquema bate-volta, pode correr o risco de perder sua vez.

O bate-volta também não é recomendado para quem faz questão de ficar muito tempo em Machu Picchu e ver o sítio com calma e nas melhores horas de luz, de manhã cedinho e no fim da tarde.

E ainda há uma terceira opção, menos conhecida: Ollantaytambo, que faz parte do Vale Sagrado dos Incas e tem até um sítio arqueológico dentro da cidade.

O lugar é menor, menos badalado, mas tem vários cafés e restaurantes. Lá também fica uma estação de onde sai um trem, de manhã cedo, para Machu Picchu, só que com uma vantagem: os bilhetes para os trens que saem dali costumam ser mais baratos do que os que saem de Cusco.

Dito isso, eu dividiria a hospedagem: alguns dias em Cusco e depois um ou dois em Aguas Calientes, que serve como base para conhecer Machu Picchu de forma mais confortável e sem pressa. 

Roteiros pela América do Sul: Machu Picchu

Hotéis em Cusco

Em Cusco, sete boas opções de hotéis são:

  • Costa del Sol Ramada Cusco – Funciona num casarão do século 17. Diárias a partir de 90 dólares, chegando aos 120 USD na alta temporada.
  • El Virrey Boutique – Localização perfeita, na principal praça de Cusco. É um favorito de casais. Diárias a 58 dólares.
  • Hotel Plaza de Armas Cusco – Outro com localização fantástica e vista para a praça. Diárias a 90 dólares.
  • Casa Andina – Bom café da manhã e ótima localização. Diárias a 80 dólares.
  • Kokoa Cusco – Ótima localização e opção de hotel barato em Cusco para famílias. Diárias a 40 dólares.
  • Casa Cristobal – Também no centro e barato. Diárias a partir de 40 dólares.
  • Cusco de mis Sueños – Quer economizar mesmo, mas com conforto? Vai neste. Diárias a 20 dólares.

Veja dicas dos melhores bairros para ficar em Cusco

Hostels e Hotéis em Aguas Calientes, povoado próximo de Machu Picchu

Águas Calientes fica tão perto da cidade inca que agora faz questão de ser chamada de povoado de Machu Picchu: são 15 quilômetros até as ruínas.

Como expliquei antes, ficar em Aguas Calientes/Machu Picchu é a melhor opção para os que querem madrugar no sítio arqueológico, seja porque vão subir a Huayna Picchu ou porque querem ver o nascer do sol.

Os hotéis já estão preparados para receber esse tipo de turista e servem café da manhã bem cedo, a partir das 4 ou 5 horas, além de terem o horário do check out mais tarde.

Em Aguas Calientes/Machu Picchu também é possível tomar um relaxante banho de águas termais depois de um dia cansativo de caminhada, mas não espere ter muito o que ver na cidade.

Boas opções de hotéis e hostels em Aguas Calientes, povoado perto de Machu Picchu:

  • Casa Machu Picchu – Hostel em Aguas Calientes com camas em dormitórios por 10 dólares e quartos duplos por 25 dólares.
  • Andino Hotel – Hotel três estrelas perfeito para casais que querem conforto, mas sem pagar muito. Diárias a 50 dólares.
  • Peru Coca B&B – Pousada em Aguas Calientes com diárias a 30 dólares. Ótimo custo/benefício.
  • Machu Picchu Adventure House – Hotel perto de Machu Picchu, em Aguas Calientes. Simples, confortável e bem localizado. Diárias a 40 dólares.
  • Nativus Machu Picchu – Outro hostel com dormitórios (12 dólares) e quartos normais (28 dólares).
  • Golden Sunrise Machupicchu – Um pouco mais afastado do centrinho do povoado, mas nada que assuste. Varandas com vista para a copa das árvores. Diárias a 120 dólares.
  • Panorama B&B – Vista para o rio, ótima localização e diárias a 70 dólares.

Encontre hotéis em Aguas Calientes / Machu Picchu

Hotéis em Ollantaytambo

Vale a pena ficar em Ollantaytambo caso você tenha tempo de sobra e quiser incluir outro local além de Cusco e Machu Picchu/Aguas Calientes. Ou se já está em sua segunda passagem pelo Peru e quer uma experiência diferente.

Ficar por ali também é uma opção para quem compra o ticket do trem para Machu Picchu saindo de Ollantaytambo, que costuma ser mais barato do que Cusco.

Inclusive, as diárias de hotéis em Ollantaytambo também são mais baratas do que se hospedar em Cusco e Machu Picchu/Aguas Calientes. 

Encontre hotéis em Ollantaytambo

Quanto custa um hotel em Machu Picchu?

Os preços de hotéis variam de acordo com a cidade, a localização, o estilo/conforto da hospedagem e também a época do ano.

  • Cama em dormitório de hostel a partir de 10 dólares
  • Quarto duplo em hostel a partir de 20 dólares
  • Quarto duplo em hotéis simples a partir de 40 dólares
  • Hotéis mais confortáveis / luxo a partir de 120 dólares

Espere pagar até o dobro para viajar no período entre maio e agosto, que é a alta temporada em Machu Picchu.

Quantos dias é ideal para ficar em Machu Picchu?

Um dia inteiro é suficiente para conhecer Machu Picchu.

Por isso, o melhor é combinar sua hospedagem de Cusco com a de Aguas Calientes. Por exemplo, reserve três diárias de hotel em Cusco e duas em Aguas Calientes: uma para o dia que você chegar, à noite, e outra para dormir depois do passeio pelo sítio arqueológico.

Outra opção, para quem tem menos tempo, é pegar o trem de volta no mesmo dia da visita e já dormir essa noite em Cusco ou mesmo em Ollantaytambo, caso o trem pare lá.

A montanha Machu Picchu, Peru

Seguro viagem para Machu Picchu

O seguro de viagem é opcional para o Peru, mas mas nossa recomendação é que você nunca viaje sem.

Assim, no caso de qualquer emergência médica, roubo, extravio de bagagem ou necessidade de interromper a viagem por conta de algum grande imprevisto, você estará protegido.

Veja nosso artigo sobre os melhores seguros para a América do Sul

Quer planejar bem toda sua viagem ao Peru? Leia também:

5/5 - (2 votes)

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter pessoal sobre viagens, nomadismo e escrita criativa,, a Migraciones, na qual publico crônicas das minhas andanças pelo mundo. Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

12 comentários sobre o texto “Onde ficar em Machu Picchu: hotéis em Cusco e Águas Calientes

  1. Olá, Natalia, excelente informação. Pessoalmente recomendaria dormir em Águas Calientes porque você pode se levantar cedo e tomar o ônibus rumo a Machu Picchu e ser um dos primeiros a contemplar esta maravilha. Além disso, se tiver a oportunidade de ver o astro rei se levantar entre as montanhas, é uma experiência extraordinária. Digo isso porque já vi o sol nascer lá. Que opção você recomendaria?

  2. Olá! Como não sei nada sobre o Perú e achei o seu Blog, fiquei me perguntando o que seria a Huayna Picchu!!???? Confesso que fiquei com preguiça de esmiuçar o blog para saber, portanto vou procurar em outro lugar. Abraços

  3. Olá, vocês me ajudaram muito quando fui para India e agora estou pedindo socorro mais uma vez…
    Sabe qual a forma de retornar de Cusco para La Paz, sem passar por copacabana? Por que já coloquei no meu roteiro de ida La Paz – Copacabana – Puno – Cusco, queria saber se vocês tem alguma dica para encurtar o retorno…
    Abraços

  4. Oiiii….estou indo pra Macchu Picchu….não pretendo subir a montanha então vou ficar hospedada em cusco , minha duvida é se o trem chega a tempo para visitar a ruína ,porque vc disse que a entrada é das 10as 11, mas vc tbm fala que o trem chega as 11 horas ,será que da tempo??.

    1. Luciene, Não encontrei onde eu disse que a entrada é das 10 às 11, mas acredito que estava me referindo à entrada na Huayana Picchu, não à entrada do parque…

      Abraços

  5. Ola´!!! Estou adorando as dicas. Vou pra Machu Picchu em agosto. E necessario comprar os ingressos de trem antecipadamente ou só os ingresos do parque? Depois de adquirir os ingressos do parque o restante é tranquilo ? Abraços..

        1. Olá Andressa, a alta temporada é no meio do ano, entre junho e agosto. No final e início do ano não é aconselhável por ser época de chuvas. Eu não gosto dessas listas de atrações imperdíveis pq acho que cada pessoa tem seus interesses, mas Machu Picchu e o Vale Sagrado são as maiores atrações da região..

          Abraços

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.