As peñas folclóricas do norte da Argentina

Num bar relativamente pequeno, um menino com pouco mais de 12 anos encantava o público ao cantar músicas folclóricas. Ele era acompanhado por seu tio e mais dois artistas, um grupo que faz a fama da noite de Tilcara, pequena vila no noroeste da Argentina. Os quatro formam La Peña de Chuspita, um programa recomendadíssimo por todo mundo que conhece a cidade.

Estivemos na Peña de Chuspita uma vez, durante nossa passagem por Tilcara, em setembro do ano passado. O local estava lotado – a maioria do público é formada por turistas argentinos, gente que vem de Córdoba e Buenos Aires para conhecer um pouco da cultura indígena que ainda vive na Argentina. E as peñas são um dos maiores exemplos dessa cultura ancestral.

Veja também:
Dicas de viagem para Salta e Jujuy
15 motivos para conhecer o norte da Argentina

Tilcara, Argentina

Tilcara

A história das peñas folclóricas argentinas

Penas em Tilcara

Segundo conta a Wikipédia, a palavra peña tem origem no povo mapuche, que vive em partes dos territórios de Chile e Argentina há séculos, quando esses países sequer existiam ainda. Peña vem de peñalolén, expressão que significa “reunião entre irmãos”, ou melhor, entre hermanos.

Os séculos se passaram e as peñas viraram um programa da noite do norte do país. Peñas contam sempre com bebidas, seja vinho ou cerveja, música típica e amigos reunidos. E, claro, diversão garantida. Como o norte da Argentina tem muitas cidades coloniais, algumas peñas misturaram essa tradição indígena com a dos imigrantes espanhóis, formando um show ainda mais interessante.

É como se fosse um bar com música ao vivo, mas essa música é tradicional da região, os cantores podem estar vestindo roupas típicas e muitas vezes a apresentação é engraçada e pode envolver a participação da plateia. Na Peña de Chuspita, por exemplo, os músicos fazem questão de conversar com todos os presentes, perguntado de onde cada um veio e fazendo piadas que divertem o público. Normalmente há uma taxa de entrada, mas nunca é muito caro. E, vai por mim, vale a pena.

As peñas são tão típicas, mas tão típicas, que há quem diga que essa é a verdadeira cultura musical da Argentina, algo muito mais ligado à história do país do que o tango. Eu, que de peñas e tango entendo pouco, só como espectador mesmo, não vou chegar a tanto. Mas não tenho dúvidas em afirmar: minha experiência com as peñas foi mais interessante e memorável que os shows de tango que tive a oportunidade de presenciar, em Buenos Aires.

Onde ver as peñas na Argentina

Além de Tilcara, as peñas também são comuns em outras cidades do norte do país, como San Salvador de Jujuy, Tucumán, Santiago del Estero e, claro, Salta.

Peñas folclóricas em Buenos Aires

Na capital e maior metrópole do país, é claro que lá você acha de tudo. Até peñas. Esse pode ser um programa diferente para quem já esteve na cidade ou tem mais tempo por lá.

Leia também: O que fazer em Buenos Aires

Peñas folclóricas em Salta

Talvez  por ser a cidade mais turística do norte da Argentina, a colonial Salta conta com dezenas de peñas, definitivamente o programa mais interessante para fazer na noite da cidade.

  • La Vieja Estación, Balcarce 875, 4400 Salta, Argentina, +54 3874217727
  • La Casona del Molino, Luis Burela 1, 4400 Salta, Argentina, +54 3874342835
  • Peña Gauchos de Güemes, Av. Uruguay 750, Salta, Argentina, +54 3874217007

Leia também: O que fazer em Salta

Peñas folclóricas em Tilcara

  • La Peña de Carlitos, Lavalle 397 esq. Rivadavia, Tilcara, +54 011 5483-7278
  • La Peña de Chuspita, Calle Ernesto Padilla, Tilcara, +54 388 495-5389
  • Peña Altitud, Belgrano 621, Tilcara, +54  0388 495-5185
  • Peña Pachas Rincón del Colla, Rivadavia 378, Tilcara, +54 011 15-2633-3330

Leia também: O que fazer em Tilcara

Peñas folclóricas em Purmammarca

  • Tierra de colores, calle Libertad, Purmamarca, +54 0388 514-9068
  • Peña El Rincón de Claudia Vilte, calle Libertad, Purmamarca, +54 0388 490-8088

E mais no Circuito de Peñas de Jujuy e Salta

Leia também: O que fazer em Purmamarca

Conheça as peñas sem sair de casa

Não vai para a Argentina tão cedo? Bem, então a melhor forma de te explicar o que são essas noites folclóricas não é com palavras, mas com o YouTube. Selecionei abaixo vídeos com algumas apresentações das peñas argentinas. Não é a mesma coisa que ver uma de perto, claro, mas também não deixa de ser interessante.

La Peña de Chuspita, Tilcara

Peña de la calle Balcarce, Salta

Peña Boliche Balderrama, Salta


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

6 comentários sobre o texto “As peñas folclóricas do norte da Argentina

  1. Olá Rafael, tudo bem?

    Estou planejando uma viagem de fim de ano com o meu noivo e seu vídeo sobre como planejar uma viagem para a Argentina foi fundamental para decidirmos nosso destino.
    Escolhemos fazer uma loucura de 8 dias (26/12/15 a 02/01/12): irmos à Bolívia, passando rapidamente por Sucre rumo ao Salar do Uyuni e partindo então para o norte da Argentina , chegando a Salta e passando o ano novo em Córdoba, voltando finalmente para casa, no Rio de Janeiro.
    Nossa primeira dúvida é a respeito das passagens múltiplas de avião. Vi que vc comentou sobre isso no vídeo, mas não sabemos como fazer.
    Outra coisa, é que temos pouquíssimo tempo. Vc teria alguma recomendação sobre o que poderíamos fazer a fim de aproveitarmos melhor?
    Quanto a grana, quanto vc aconselha levar? Essas regiões da Argentina seriam destino baratos?
    E o Reveillon em Córdoba, vc conhece algo a respeito?

    Um grande abraço.
    Muito obrigada pela atenção.

    Heliana

    1. Oi, Heliana.

      Sobre passagens e quanto levar, leia os textos abaixo:

      https://www.360meridianos.com/2015/03/quanto-custa-um-mochilao-pela-america-do-sul.html

      https://www.360meridianos.com/2014/04/como-comprar-passagens-aereas-para-multiplos-destinos.html

      Sobre o tempo, aí não tem muito jeito. Eu cortaria destinos. Para você ter uma ideia, fiquei sete dias só na região de Salta. É preciso um dia inteiro para fazer cada um dos passeios e tours (são uns quatro principais).

      O jeito vai ser escolher os que vocês preferem e seguir viagem. 🙂

      Abraço.

      1. Oi Rafael!

        Obrigada pelo retorno.
        Vou rever meu roteiro então.
        Quanto aos múltiplos destinos, vou dar uma olhada.

        Mais uma vez vez obrigada pela ajuda.
        As matérias publicas neste site estão de parabéns!

        🙂

  2. Estou simplesmente apaixonada pelo blog. Viajando aqui nas fotos e pensando em, quem sabe, um dia, me tornar uma nômade digital? Minimalista e desapegada eu já sou… só falta a oportunidade pra jogar tudo na mochila e ganhar o mundo. 🙂

    Beijos e sucesso!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.