Tags:
Atlas: Paris, França

Quatro vistas imperdíveis de Paris

Paris é uma das cidades mais bonitas do mundo, não importa de que ângulo você olhe. Os prédios antigos, as ruas charmosas, as patisseries e, claro, os monumentos mundialmente conhecidos tornam essa cidade um lugar único.

Por esse motivo, é difícil achar um turista em Paris que não tenha se programado para ver a cidade do alto. As opções de vista são inúmeras e sempre surpreendentes. Nós separamos as quatro mais clássicas para falar neste post. Tenho certeza que pelo menos uma delas vai entrar no seu roteiro.

Consiga seu seguro de viagem obrigatório com 5% de desconto

Catedral de Notre Dame

Notre-Dame: Uma das melhores vistas de Paris

Além da impressionante arquitetura gótica, os vitrais e os corredores escuros, a Catedral de Notre Dame possui uma das melhores vistas de Paris. Com 8,50 euros, você ganha acesso às torres, mas não sem antes vencer os 386 degraus que te levam lá pra cima.

A subida é dura e cansativa, mas como diz o ditado “no pain, no gain”. Ao chegar no topo, você se depara com uma vista belíssima, uma das poucas da cidade – e a única dessa lista – que inclui o rio Sena e a Torre Eiffel no mesmo quadro. Sem falar nas várias gárgulas que ficam lá de cima, eternamente observando Paris. Eu sou louca por essas gárgulas desde que assisti “O Corcunda de Notre Dame” e acho que elas dão um toque especial para qualquer foto tirada de lá.

Gargulas-Notre-Dame
Para quem quer apenas visitar a igreja, a entrada é gratuita. A portaria que dá acesso às torres fica do lado de fora da igreja, em uma entrada lateral. Quem tiver comprado o Paris Museum Pass não paga para subir. Saiba mais no site oficial.

Arco do Triunfo

Vista-Arco-do-Triunfo

Minha cara tá obstruindo a vista, mas a foto no início do post também foi tirada lá de cima

Apesar de ser um pouco menor que Notre Dame, subir o Arco do Triunfo também é uma prova de resistência física. Especialmente para quem suspeita que tem labirintite, como eu. Impossível não ficar tonta na subida e descida daquela enorme escada em caracol.

Do alto dos 284 degraus, o monumento proporciona uma bela vista da Torre, da colina do Montmartre, do Louvre, da Champs Élysées e das outras ruas que se estendem a partir da praça onde o Arco foi erguido por Napoleão.

Vista-Arco-Triunfo

A entrada custa 9 euros e dá acesso também a um museu que conta algumas curiosidades sobre a construção do monumento. Uma paradinha estratégica no finalzinho da subida para te dar fôlego para subir os últimos 70 degraus.

Quem tiver comprado o Paris Museum Pass não paga para subir. Também é possível comprar a entrada do Arco pela internet, evitando filas.

Veja também: Arco do Triunfo, uma visita cheia de história

Torre Eiffel

Vista do Rio Sena

Subir a Torre Eiffel é uma daquelas atividades que todos os guias de viagem insistem em dizer que são obrigatórias. Eu já subi duas vezes e garanto: é mesmo um passeio bem legal. No entanto, se você não tiver tempo sobrando na cidade e tiver que escolher apenas um lugar para ver Paris de cima, essa não seria minha recomendação. O motivo é simples: do alto da Torre Eiffel, qual o único monumento mundialmente conhecido da cidade que você não consegue ver? Isso mesmo, a própria Torre Eiffel. E ela faz uma falta danada na paisagem de Paris.

Existem três modalidades de ingressos para ver a torre. De elevador, até o segundo andar (8,50 euros); de elevador, até o topo (14,50), ou de escada, até o segunda andar (5,00). Pessoalmente, eu acho que o que mais compensa é o que te leva confortavelmente de elevador até o segundo andar, porque dali você já vai estar mais alto que todos os prédios ao redor e perto o suficiente para fazer boas fotos. Quem for mais mão de vaca pode querer encarar os 704 degraus para subir de escada.

Veja também: Qual a melhor região para ficar hospedado em Paris?

Vista da Torre Eiffel

Em alta temporada, você pode ter que esperar um bocado para conseguir pegar o elevador. Se está planejando ir a Paris no verão e não dispensa a subida da Torre, considere comprar um ingresso com horário agendado no site oficial. A torre está aberta todos os dias das 9h30 às 23h. De 15 de junho a 1 de setembro, o horário de funcionamento é das 9h a meia-noite.

Sacre-Couer

Sacre-Couer
 

No alto da única colina de Paris, fica essa igreja bonitona. A Sacre-Couer é um passeio mais que recomendado na cidade. Eu guardo uma recordação muito especial desse lugar, pois foi dali que eu vi a Torre Eiffel pela primeira vez. Era noite e a torre brilhava todinha a cada hora. No entanto, é preciso admitir que a vista dali é um pouco empoeirada. Por não estar tão próxima do centro como as outras opções dessa lista, a visibilidade não é tão boa. Pelo menos você não precisa pagar nada para apreciar Paris de lá, basta subir o morro. Apesar da vista não ser das melhores, ver a basílica de pertinho é certamente um passeio que vale a pena.

Vista-Sacre-Couer
Para informações sobre visita à Sacre-Coer, visite o site oficial.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

10 comentários sobre o texto “Quatro vistas imperdíveis de Paris

    1. Mariano, todas as vistas são incríveis! Você vai ter uma boa experiência, seja qual for a sua escolha. Assim, você pode escolher de acordo com a sua curiosidade e desejos. Não tem como errar! Mas aconselharia a ir em pelo menos duas para comparar…

      Abraços!

  1. Natália,
    Estive na Sacre Couer e subi na torre. A vista de lá é linda e dá para fazer fotos bem legais. Paguei na época € 5. Como toda torre, os degraus são íngremes e o espaço bem apertado. Alguns lugares têm um cheiro muito forte de coco de pombo. O ingresso dá direito a visitar as catacumbas, no porão da basílica. Logo logo eu vou fazer um post no Mulher Casada Viaja e te convido a dar uma espiadinha.
    Abraços!

  2. Nossa invejei muito Natália!

    Eu vou para Paris em outubro, mas por causa do trabalho só poderei ficar 6 dias =( Voce acha que vale a pena mesmo assim??

    Em fevereiro vou para a Turquia, algum dos integrantes do blog ja foi e poderia passar algumas dicas? Fico 20 dias!!

    Adorei o blog!! Beijos
    Jessica
    casalnomade.blogspot.com.br

    1. Ei Jéssica! 6 dias vale muito a pena! Eu nunca fiquei mais de 5 por lá, dá pra ver muita coisa! Infelizmente nunca fui a Turquia. Tá no topo da minha lista! Boa viagem e aproveita! =)

  3. gostei da sacre couer, apesar que tava c/ bronca, pois, minha esposa me fez andar o dia inteiro, e tava morto!
    fui na sacre couer, tirei varias fotos dela, e nenhuma minha, de tanta raiva! rs

  4. Ah Paris! É incrível como ela é linda de tooodos os ângulos.
    Eu, particularmente, gosto muito da vista da cobertura do Institut du Monde Arabe que parece um quadro impressionista com o Sena e a Notre Dame ao fundo, e da vista geralzona da torre de Montparnasse! Que saudade de Paris!

    1. É uma cidade linda. Ainda não tive a chance de ver essas vistas, que você citou, mas dá próxima vez entram no meu roteiro com certeza. Abraços!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.