Turismo na Tailândia: seis lugares incríveis para conhecer

10 em cada 10 viajantes que se aventuram pela Ásia sonham em pisar na Tailândia. E não é sem motivo, afinal o país entrou no imaginário mundial  por conta das festas fantásticas e das praias paradisíacas. E lá que fica “A Praia”, inclusive. É a Maya Beach mostrada na foto abaixo – que fica nas ilhas Phi Phi e foi imortalizada no filme estrelado por Leonardo DiCaprio, em 2000.

Mas o país oferece muito mais. Por isso, fizemos uma lista com seis lugares que você precisa conhecer quando for fazer turismo na Tailândia. E só pegar nossas dicas, planejar o roteiro e começar a viagem.

Turismo na Tailândia: Ilhas Phi Phi

Foto: Diego Delso, Wikimedia Commons, License CC-BY-SA 3.0

Ilhas Phi Phi

Simplesmente o principal cartão-postal da Tailândia. Estamos falando das Ilhas Phi Phi, no Mar de Andaman. Para sermos mais específicos, de uma das ilhas: a Phi Phi Leh, a que ficou famosa internacionalmente com o filme “A Praia”. Essa ilha é uma reserva ambiental, o que significa que não existe infraestrutura turística. Só fica lá quem topa acampar. Por sorte a ilha de “apoio” é tão bonita quanto – Phi Phi Don. Na foto abaixo você vê a Maya Beach de outro ponto de vista, menos conhecido: é a entrada da baía, vista a partir do barco em que estávamos.

Para mais detalhes, leia nosso post sobre as mais famosas ilhas da Tailândia.

Ilhas Phi Phi, Tailândia

Khao Phing Kan

Você pode até não ter reconhecido o nome acima, mas talvez já tenha visto o lugar da foto abaixo. O nome oficial é Khao Phing Kan, mas desde 1974 (e do filme 007 contra o Homem com a Pistola de Ouro) esse lugar é chamado simplesmente de ilha do James Bond. Estava no nosso roteiro de viagem fazer um passeio por lá, partindo de Phuket, mas infelizmente uma chuva torrencial que durou dias atrapalhou nossos planos. Vai para a Tailândia? Realiza o sonho desses blogueiros aqui e reserve um tempo para visitar a ilha do Bond, o James Bond.

Você consegue ler mais sobre esse lugar fantástico no Blog Viajando com Pimpolhos.

Ilha do James Bond, Tailândia

Foto: Rene Ehrhardt, Wikimedia Commons

Ayutthaya

Ayutthaya foi capital do Reino de Sião por cerca de 400 anos e a maior cidade do planeta em 1760, quando tinha um milhão de habitantes. No Wat Mahathat, um dos mais bonitos templos que visitamos, a cabeça de uma estátua de Buda permanece de pé, envolta pelas raízes de uma árvore. Se imaginar o cenário foi complicado, veja a foto.

Turismo na Tailândia: Ayutthaya

Em 1767, Ayutthaya foi saqueada e completamente destruída pelos exércitos da Birmânia. As marcas da invasão estão por todos os lados, seja no antigo Palácio Real, praticamente transformado em pó; ou na decapitação em série das estátuas de Buda. Poucas restaram intactas. Por tudo isso, te garantimos que Ayutthaya foi o lugar mais legal que vistamos na Tailândia. A cidade fica pertinho de Bangkok, sendo possível conhecê-la durante uma viagem de bate e volta.

Bangkok

Por falar nela, não dá para pensar na Tailândia sem colocar Bangkok no roteiro. A cidade virou sede do Reino de Sião no século 18, depois que os birmaneses devastaram Ayutthaya. Das belezas da cidade, destaque para o Wat Pho, templo onde fica o o Buda Inclinado, uma gigantesca estátua com quase 50 metros.

Bangkok, turismo na Tailândia

E não faltam templos e palácios em Bangkok. Outro muito legal é o que serviu de residência oficial aos monarcas do Reino do Sião e, mais tarde, da Tailândia, entre 1782 a 1925. Hoje o complexo de construções ainda é usado para eventos oficiais da família real. Mas quem mais frequenta o lugar são os turistas, que chegam aos montes. Leia mais sobre as atrações de Bangkok aqui. Também temos um post inteiro sobre as melhores regiões da cidade para se hospedar.

Chiang Mai

Cerca de 700 quilômetros separam Bangkok de Chiang Mai, segunda maior cidade da Tailândia, no norte do país. Chiang Mai foi construída dentro de uma imensa muralha que serviria de defesa caso os vizinhos birmaneses resolvessem atacar de repente. Fora das muralhas, os turistas podem fazer várias atividades, seja andar de bicicleta, conhecer templos budistas ou até encarar um rafting no rio que corta a região.

Perto de Chiang Mai também fica a tribo das mulheres-girafa, mas nós não aconselhamos que você visite o local. Em casas feitas de palha, enfileiradas numa vila muito pequena, mulheres sorridentes, algumas jovens, outras velhas, exibem peças de artesanato ou trabalham em máquinas de tear. Não deixe de conhecer a triste história delas, que contamos aqui. E você pode ler mais sobre nossa experiência em Chiang Mai clicando aqui.

Turismo na Tailândia: mulheres-girafa

Chiang Rai

Ainda mais ao norte do país e quase na tríplice fronteira com Laos e Myanmar fica Chiang Rai. Esse é outro dos lugares que nós infelizmente não visitamos. Por tudo que li sobre Chiang Rai, lamento muito não ter ido lá. O motivo para isso é o Wat Rong Khun, ou o Templo Branco, como dizem os turistas. Não é uma construção histórica – foi erguido no final da década de 90, ou seja, quase um produto do século 21. Mas olha como o templo é espetacular.

Templo Branco na Tailândia

Foto: Ddalbiez, Wikimedia Commons

O Guilherme, do blog Viajando com Eles, esteve na cidade e conta como é ver o Wat Rong Khun de pertinho. Vale conferir o relato dele.

Turismo na Tailândia: o que você precisa ler

Uma das coisas mais legais da Tailândia é que o país cabe no bolso do viajante brasileiro. Com custo de vida bem mais em conta que o nosso e cheia de atrações, a Tailândia costuma ser vista como o paraíso dos viajantes – não são raros os relatos de quem mudou de vida depois de passar uma temporada por lá.

Outros – tipo eu –  tem uma opinião um pouco mais pé no chão e percebem que o turismo de massa mal explorado já deixou cicatrizes no país. Antes de voar para lá, leia o máximo de informações possíveis de forma a não fazer passeios que sejam pegadinhas para turistas ou que tenham um grande impacto negativo para a sociedade.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício

*Foto destacada: Rene Ehrhardt, Wikimedia Commons. 


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

34 comentários sobre o texto “Turismo na Tailândia: seis lugares incríveis para conhecer

  1. ola rafael tudo bem?
    quero ir para a tailandia final de junho/2017.
    você que conhece bem ai poderia me passar algumas dicas de lugares bons com boas praias e hoteis legais para ficar?
    irei com minha esposa apenas, mas não tenho ideia de onde ficar localizado, como vou sempre para o caribe, prefiro lugares de sossegados com praias belas e bons passeios.

    se puder me ajudar agradeço.

  2. Olá, gostaria de saber em qual época do ano vocês foram e pegaram essa chuva.
    Estou pensando em ir no final de julho e estou com medo de pegar período de chuva e não conseguir conhecer os melhores pontos turísticos.

    Obrigada

  3. Olá Rafael, bom dia, estou querendo conhecer a Tailândia com um grupo de amigos e ainda não sei o que fica melhor, agência ou conta própria. Como funciona a estadia, nós reservamos o hotel somente em Bangkok ou temos que reservar em todos os lugares que queremos conhecer?

    1. Oi Silvana. Tailandia é mesmo um país muito barato! Comprar com uma agência de viagens pode ser muito cômodo e muitas vezes, ainda mais barato.
      Sou agente de viagens, TGK TRAVEL. Existem diversas promoções FANTASTICAS para a Tailandia. Roteiros de 10 dias, por menos de USD 700, por exemplo. Pesquise bem.

      1. Caro Felipe , ví os seus comentários sobre o pacote para Tailândia, entretanto no site da sua agência TGK Travel, o pacote oferecido é de 3900 US$ e não incluí nem as passagens aéreas dos trechos da excursão.
        Será que a sua informação está correta, ou foi apenas uma forma de divulgar a sua agência de turismo?

  4. Estou programando uma viagem para Tailândia e fique chocada com a verdade por trás dos “passeios” com elefantes. Isso tem que ser divulgado, todos têm que saber, é uma crueldade o que fazem com esses bichinho… Com certeza um passeio que não farei… Mas todos deveriam conhecer

  5. Muito bom seu post.

    Sobre os pontos turisticos q falou a distancia entre eles é grande? Foi usando transporte local? falando da moeda todos os lugares aceitam dollar?

      1. Oi Rafael,

        Estou indo pra Tailândia com meu marido dia 27/5 por 12 dias. Pensei em ficar 2 dias em Bangkoc e depois ir pra ko samui, e passear pelas ilhas do golfo. vc acha que em phi phi, do outro lado, nessa época, já vai estar rolando mta chuva pelas moncões, ou dá pra ir? e acha que valeria a pena ir pra Bali por uns 3 dias, ou melhor ficar na tailandia e conhecer o max que der? E de Bangkoc pra ko samui é melhor ir de avião ou carro alugado? obrigada! Laura

        1. Oi, Laura. Eu ficaria todo o tempo na Tailândia, francamente. Melhor conhecer bem um país que correr entre dois. 🙂

          Sobre Phi Phi, nós estivemos lá justamente nessa época. Choveu, ficamos uns dois dias sem praia, mas também conseguimos ir na praia em três dias. Enfim, as monções na Tailândia não são a pior coisa do mundo, dá pra se virar.

          Uma saída é consultar a previsão do tempo e decidir se vocês vão ou não para Phi Phi mais perto da data da viagem.

          Abraço.

    1. Oi, Carla. A Air Asia é uma companhia aérea ótima e com bons preços. Eles costumar ter promoções incríveis, normalmente ligando o sudeste asiático até cidades como Chenai e Calcutá.

      Abraço.

    1. Oi, José.

      Nós não viajamos com o apoio de nenhuma agência, então não sei te informar isso. Tente procurar uma agência brasileira que venda pacotes para a Tailândia. Talvez uma empresa assim possa te ajudar.

      Abraço.

  6. Olá Rafael e pessoal do blog! Primeiramente, adoro este blog, que tem uma visão bem crítica das viagens. Sobre isso, eu não entendi muito bem a questão dos elefantes. Vocês colocaram esta foto andando no elefante e incentivando as pessoas a irem para lá em parte por conta disso e em outro texto vocês falam sobre a exploração e tortura que estes elefantes sofrem (e também o problema das mulheres girafa e sua exploração). Eu sei que você descobriram isto depois de terem usado o serviço, mas se vocês ainda se incomodam com a exploração dos elefantes e seres humanos, por que colocar uma foto deles no post, incentivando as pessoas a andarem neles? Nem todo mundo vai ler todos os posts sobre a Tailândia de vocês e se só lerem este, vocês passam uma imagem de que isto é bacana e não um dos maiores responsáveis pela destruição da biodiversidade na Tailândia (fora a tortura em si). Eu tenho um blog e sei que é chato receber críticas, mas acho que foi um pouco irresponsável. Por favor, não incentivem turismo com animais. Estes animais sofrem demais! Há documentários mostrando o tipo de tortura que estes animais sofrem. Sobre as mulheres girafa, nem vou comentar. Sei que elas precisam sobreviver, mas não desse jeito, certo? Bem, só criticar não adianta né! Minha sugestão é que vocês corrijam o texto (talvez falando só um pouquinho sobre o seu arrependimento) ou tirem esta foto e falem um pouco desses problemas, se vocês concordarem claro! Quanto menos gente usar elefantes, menos elefantes vão ser torturados e raptados de suas mães. Abraços,

    1. Oi, Camila.

      Desculpa pela demora em te responder e obrigado por estar sempre comentando no 360. 🙂

      Em parte você tem razão: aquela foto da gente andando nos elefantes não deveria estar ali. Vou corrigir isso.

      Apenas perceba um detalhe, que não sei se você notou: este texto é de 2012. Foi escrito um pouco depois que a gente tinha feito essa viagem e antes de sabermos toda a crueldade que é feita contra esses animais. Enfim, quando ainda não tínhamos o ponto de vista que temos hoje – e que foi expresso no outro texto que você leu.

      Não houve, portanto, uma incoerência, mas uma mudança de opinião, fato que ocorreu dentro de um espaço de 2 anos. Estamos fazendo uma revisão em todos os posts do blog e corrigindo algumas coisas, mas são centenas, e esse trabalho leva um tempinho.

      Sobre as mulheres-girafas, o texto chama diretamente para o outro, dentro do modelo de links que é normal da internet. Se o texto não estivesse linkado de forma tão clara – e ainda fazendo o convite para que as pessoas conheçam a “triste história delas” – eu até concordaria com você, mas, nesse caso, cabe ao leitor seguir adiante para ter a informação completa.

      Enfim, não foi irresponsabilidade e não temos interesse em incentivar esse tipo de turismo. Como você mesma disse em outro post, a gente tenta refletir sobre o turismo, ao contrário de muitos blogs. Um exemplo claro envolve a própria Tailândia, que é idolatrada por tantos blogueiros, mas que rendeu vários posts críticos da nossa parte, principalmente por conta da exploração inconsequente do turismo.

      Queremos ajudar outros a refletirem sobre o turismo, mas a consciência (mesmo a nossa) nasce com o tempo.

      Abraço.

    1. Oi Felipe,

      Não moro não. Estive lá há cerca de um ano, quando morava na Índia.

      Infelizmente não conheço nenhum guia para indicar.

      Abraço!

  7. Olá pessoal! Gostaria de saber quais os melhores lugares para visitar na Tailândia, de preferência com praias, Phi Phi é melhor lugar mesmo? Os hoteis, como é o atendimento?

    Um grande abraço para todos!

    1. Oi Ceraima, :

      Francamente, o lugar mais legal que eu estive por lá é uma cidade chamada Ayutthaya. Escrevemos sobre ela aqui, ó: https://www.360meridianos.com/2012/08/ayutthaya-e-seus-muitos-budas.html

      Sobre Phi Phi, certamente é um lugar interessante, mas eu acho que a parte mais legal da Tailândia está longe das praias. Você encontra tudo que já escrevemos sobre esse país aqui. Dá uma olhada: https://www.360meridianos.com/categoria/tailandia

      Qualquer coisa volte a perguntar! Abraço!

  8. Fala Rafael!!! Muito bacana seu post e gostaria de dicas sobre a Tailandia. Grana$$ razoavel p se gastar? Se existem Hostels e a melhor epoca p visitas. Li sobre a celebração do ano novo deles que é bem legal. Toda dica é sempre bem-vinda!! Estou me desprendendo do material e investindo mais na alma! Obrigado e Parabens,

    1. Oi Thiago,

      Nós gastamos cerca de US$ 30 por dia. Mas eu acho que o ideal para uma viagem de mochileiro com algum conforto é de uns US$ 40 por dia. A Tailândia é um pouco mais cara que os países ao redor, tipo Malásia, Camboja e Vietnã.

      Existem muitos hostels por lá, todos da melhor qualidade. Sobre a melhor época para visitar a região, fique atento com as monções. Sobre isso dá uma olhada nesse texto aqui:

      http://viajeaqui.abril.com.br/blog/viajar-bem-barato/asia-modos-de-usar-parte-1-entendendo-as-moncoes-e-fugindo-delas/

      Qualquer outra dúvida é só falar.

      Abraço!

    1. Olá, Thêmis. Desculpa pela demora em responder, mas fim de ano você sabe como é… A Tailândia é um lugar incrível que merece mesmo ser visitado. Obrigado pelo comentário! Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.