Tags:
Atlas: Hong Kong, China

Conheça a culinária de Hong Kong

“Hong Kong é uma cidade cara, principalmente em relação à alimentação”. Registrei assim, em meu diário de viagem, a impressão que tive sobre a comida dessa região especial da China. Por causa disso, acabei optando bastante, em minha passagem por lá, pelo McDonalds , cuja “refeição completa” saía em torno de três dólares.

Além de dinheiro no bolso, quem vai a Hong Kong precisa ter muito apetite e boa vontade para conhecer a cozinha local. Também vale apagar da memória tudo que já provou de comida oriental no Brasil. Até no McDonalds, acredite, é possível sentir discrepâncias: sabe o McFish, aquele hambúrguer que você nunca pede? Lá, ele sai tanto que tem até versões especiais.

O pessoal de Hong Kong ama mesmo tudo o que vem do mar e isso é levado de outras formas para o junk food. No lugar de nachos ou batatas fritas empacotadas, por exemplo, os supermercados estão repletos de salgadinhos de lula e polvo desidratados, vendidos também a granel.

Leia também: Onde ficar em Hong Kong

Como economizar em Hong Kong

Barraca de rua - comida de hong Kong

Na comida para além das gôndolas, a influência da culinária cantonesa é maior do que a britânica e, assim, a alimentação é focada em caldos e ensopados, geralmente quentes e adocicados. E se a ideia é comer como os nativos, você terá que degustar esse tipo de prato em todas as refeições, incluindo o café da manhã.

Os noodles são a opção predileta. Obviamente não é coincidência o nome similar ao de uma famosa marca de macarrão instantâneo, porém, pode acreditar, há mais variedades desse produto em Hong Kong do que de sabores artificiais no Brasil. A massa, para começar, pode ser de trigo ou de farinha de arroz, e há de tudo entre os acompanhamentos: cogumelos, pé de porco, de galinha, peixe cru, cozido, assado… geralmente mergulhados no caldo.

Para se ter uma ideia da importância desse tipo de macarrão na China, o registro mais antigo em um livro data de um período entre o ano 25 e 220 D.C., segundo pesquisas do Institute of Geology and Geophysics at Beijing’s Chinese Academy of Sciences.

macarrão-chinês-gastronomia-hong-kong

Noodles e fish ball: combinação nada apetitosa, mas que faz sucesso

A forma mais tradicional de se comer o noodle é com peixe, que pode vir fatiado ou em fish ball, espécie de almôndega normalmente servida com a sopa wonton. Outro tipo de macarrão que elas costumam acompanhar é o youmian, mais fino e feito com ovos. As fish balls, segundo estudiosos, surgiram nos anos 1950 e eram vendidas por ambulantes.

Se nos restaurantes, hoje, elas costumam ter um só tipo de pescado, fresco, além de serem fervidas até ficarem bem brancas, nos espetos comercializados nas ruas são fritas e misturadas a farinha e ao curry, reduzindo seu custo (mas influenciando o sabor final). Devido ao sucesso do “petisco”, também é possível encontrar o pork ball e o beef ball.

Outro tipo de refeição comum em Hong Kong é a dim sum, que são pratos em pequenas porções que misturam texturas, usam muitas ervas e mesclam doce, salgado, ácido. Geralmente, levam camarão, batata, carne de porco doce, entre outros produtos. São oferecidas, por exemplo, no Tim Ho Wan, famoso restaurante que faz parte do Guia Michelin.

Har gow, um bolinho transparente recheado com camarão, é cozido em vasilhames de bambu 

Além dos pratos, os chineses se diferem em muito dos ocidentais nos hábitos que cercam cada refeição. No geral, eles comem rápido, de boca aberta, fazendo bastante barulho e apenas com hashis e colheres. Também vale lembrar que não há o costume de frequentar um estabelecimento apenas para beber algo, um drinque ou cerveja, como no Brasil. Se vai beber, coma. Esta é a ordem.

Quem não ficou com água na boca, mas já está de viagem marcada para Hong Kong não precisa se desesperar: estamos falando de uma metrópole com centenas de restaurantes internacionais e até padarias com variedade de pães de dar inveja aos franceses. Só não espere grandes economias ao frequentá-los.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Aline Gonçalves

Preciso provar outros sabores para ter certeza de que a melhor combinação do mundo é o arroz com feijão.

  • 360 nas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 comentários sobre o texto “Conheça a culinária de Hong Kong

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.