Rock Garden, um jardim de pedra em Chandigarh

Rock Garden, um jardim de pedra em Chandigarh

Um jardim secreto feito de pedras e lixo é um dos principais cartões-postais de uma cidade cuidadosamente planejada. É o Rock Garden, maior atração turística de Chandigarh,  capital de dois estados indianos: Haryana e Punjab.

Tudo bem que o Rock Garden não é hoje mais segredo para ninguém – cerca de 5 mil pessoas passam pelo local todos os dias. Aos domingos, o jardim fica tão cheio que pode ser complicado caminhar pelos seus caminhos estreitos. Mas o Rock Garden ainda é feito de lixo e, é claro, pedras. E sim, já foi um jardim secreto. E por muito tempo.

Veja também: Baixe agora um ebook com milhares de dicas sobre a Índia

Essa história começa durante a construção de Chandigarh. A Brasília das Índias foi planejada na década de 50 pelo modernista Le Corbusier que traçou ruas em linhas retas e dividiu a cidade em setores. E logo ali, no setor 1, perto de alguns dos prédios mais importantes da nova capital, nasceu o jardim secreto.

Esculturas de mulheres no Rock Garden de Chandigarh

Rock garden, Chandigarh

Nek Chand, um indiano que trabalhava no departamento de obras públicas, tinha um hobby: ele resolveu aproveitar a grande quantidade de resíduos que a construção da cidade (e a destruição do que existia ali antes) deixou, e começou a usar lixo, pedras e rochas para fazer peças de arte numa floresta,  perto do Sukhna Lake.

Sem autorização para construir seu jardim numa área de proteção ambiental, Chand tomou a sábia medida de manter tudo em segredo. E ninguém notou nada por longos 18 anos. Somente quando as centenas de esculturas do jardim ocupavam quase 50 mil metros quadrados é que as autoridades descobriram o segredinho. Para alívio do artista, resolveram não demolir o local, que foi aberto ao público como um parque, em 1976.

Rock-Garden-de-Chandigarh

Com apoio público, Nek Chand conseguiu completar seu trabalho. Atualmente as esculturas feitas de pedras, pedaços de cerâmica, copos, garrafas e outros materiais do tipo ocupam uma área de  160 mil metros quadrados. O ingresso custa 15 Rúpias (míseros 34 centavos).  Para turista que passa por Chandigarh a dica é evitar o local durante o final de semana. As obras de Nek Chand, separadas por cachoeiras e riachos, precisam ser admiradas sem centenas de pessoas te empurrando. E depois vale descansar e fazer um piquenique no Sukhna Lake.

Esculturas no Rock Garden, Chandigarh

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara.

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: