Guia completo para visitar o Fórum Romano

Guia completo para visitar o Fórum Romano

Roma é muito mais do que o Coliseu. São tantos monumentos que até mesmo os romanos não conhecem todos. Em 2009, por exemplo, os operários que trabalhavam na construção da linha C do metrô descobriram por acaso os restos do Ateneu, colégio fundado pelo Imperador Adriano e que até então ninguém saiba exatamente onde ficava.

Para facilitar o trabalho do turista que planeja uma viagem para Roma, nós resolvemos fazer um mapa do tesouro, uma compilação detalhada de um local importantíssimo da cidade: o Fórum Romano. É hora de caçar ruínas.

O Fórum era o centro comercial de Roma. Lá aconteciam os mais importantes fatos do Império: eleições, discursos de políticos, julgamentos e algumas batalhas até a morte entre gladiadores, afinal o povo merecia se divertir. Tudo isso fazia do Fórum Romano o centro do mundo.

Ali perto fica o Palatino, um lendário morro de Roma. Dizem que foi no Palatino que a cidade começou. Normalmente os turistas visitam o Palatino, o Fórum Romano e outro gigante que fica na vizinhança, o Coliseu, no mesmo dia. Foi o que fizemos, muito embora eu seja o primeiro a concordar que é muita coisa para pouco tempo. Basta ver a lista de lugares que estão incluídas nesse combo, como mostra o nosso mapa.

Dentro da linha azul ficam o Palatino, o Circus Máximo (mais uma arena, onde ocorriam corridas de bigas, entre outras atividades), o Coliseu, o Fórum Romano e outros monumentos, no mapa indicados com os pinos vermelhos. Acredite se quiser: nós andamos isso tudo aí a pé. Já área demarcada dentro da linha vermelha mostra somente o Fórum Romano. Para você não chegar lá e achar que são apenas pedras caídas, é hora lembrar um pouco de história. Basta seguir os marcadores azuis a partir da entrada do Coliseu.

Via Sacra

Era a principal rua da Roma Antiga, que passava por alguns dos mais importantes monumentos e órgãos públicos do Império. Essa via resistiu aos séculos, adquirindo novas características a cada camada de tempo. Nero, por exemplo, pode até ter a má fama de incendiário e por ter nomeado o próprio cavalo senador, mas ele também foi responsável por coisas mais legais, tipo colocar colunas na Via Sacra.  Colunas que ainda estão no local, mesmo que em ruínas.

Era na Via Sacra que aconteciam festivais religiosos e eram celebradas as vitórias dos generais romanos. Alguns historiadores garantem que era só a noite cair que a Via deixava de ser santa e ficava lotada de prostitutas.

Arco de Tito

Mais ou menos 30 anos depois da morte de Cristo as tropas do exército Romano cercaram Jerusalém, na tentativa de controlar uma rebelião dos judeus. Jerusalém foi destruída, muitos judeus foram mortos ou levados ao exílio e o templo deixou de existir. Tudo isso é história e repercute até os dias de hoje, afinal o exílio dos judeus só acabou com a controversa criação de Israel, em 1948. Há quem jure que a destruição do templo foi ainda um cumprimento de uma profecia de Jesus, feita décadas antes.


Ver Fórum Romano num mapa maior

Mas qual a ligação disso com o Fórum Romano? Toda. Um arco cerimonial foi construído em homenagem ao exército romano e – principalmente – ao Imperador Tito Flávio. Esculpidas no arco, imagens do exército romano carregando os utensílios do templo dos judeus.

Numa só tacada, os romanos imortalizaram uma importante vitória, produziram um registro histórico de como eram os objetos sagrados do judaísmo e e ainda inspiraram outros conquistadores, que passaram a construir monumentos no mesmo estilo. Plagiadores tipo um cara chamado Napoleão, com o Arco do Triunfo de Paris.

Arco do Triunfo, Fórum Romano

Arco de Constantino

Outro que resolveu fazer carreira na arte de construir arcos cerimoniais foi um sujeito chamado Constantino.  E, como não poderia deixar de ser, esta história também tem ligação com o cristianismo. Constantino era filho do Imperador de Roma, mas precisou vencer uma  batalha sangrenta  contra as tropas de um cara chamado Magêncio para conseguir assumir o trono. A batalha final entre os dois exércitos aconteceu perto da Ponte Mílvia, uma construção milenar que existe até hoje no rio Tibre.


Neste ponto vemos o Arco de Constantino, o Coliseu e o Templo de Vênus e Roma e uma parte da Via Sacra.

Diz a lenda que as tropas do Constantino estavam numa tremenda desvantagem numérica e que tudo indicava que eles seriam expulsos de Roma com o rabo entre as pernas. Aí no meio da noite Constantino viu uma cruz e recebeu a seguinte mensagem: “Sob este símbolo vencerás”.  Pelo sim ou pelo não, ele resolveu que todos os seus soldados deveriam lutar com uma cruz pintada nos escudos. Pronto! Constantino tomou o Império, com ajuda do próprio Jesus.

Você pode até não acreditar nisso, mas saiba que foi com esse discurso que, um pouco mais tarde, o mesmo Constantino transformou o cristianismo na religião oficial do Império, se declarou cristão e simplesmente transformou o cristianismo na religião do mundo ocidental.

Tudo isso está representado pelo Arco de Constantino, inaugurado em 315. Quando passar por lá, não deixe de pensar em como seria a humanidade se o Magêncio tivesse vencido aquela batalha. Meu palpite? Dificilmente o Brasil seria um país cristão. No lugar das igrejas católicas, poderíamos ter templos dedicados a Júpiter por aqui.

Templo de Vênus e Roma

O Panteão é mais famoso, mas o maior templo pagão do Império era o de Vênus e Roma.  Ele fica perto do Coliseu e esteve fechado para reformas durante nada menos que 30 anos. Construído por Adriano há quase dois mil anos, esse templo foi aberto novamente ao público em 2011.

Mas o lugar já era famoso mesmo antes do templo: ali ficava uma estátua de Nero com quase 40 metros de altura, um colosso que acabou por apelidar o vizinho Coliseu. Adriano, que sofria  da megalomania típica dos imperadores romanos, aproveitou a construção do templo para dar uma de João sem braço. Na surdina, ele contratou artistas para fazerem uma plástica na estátua, deixou a pedra parecida com ele mesmo e passou a dizer que a estátua gigantesca era dele, não do falecido Nero.

Planeje sua viagem: Saiba onde ficar em Roma

Ache e reserve os melhores passeios de Roma pela internet

Basílica de Magêncio (e Constantino)

O Magêncio morreu na batalha da Ponte Mílvia, mas quis o destino que o nome dele não fosse completamente esquecido. E isso graças a uma construção do Fórum Romano. A Basílica de Magêncio foi a maior construção do fórum. Leva o nome do derrotado porque foi ele quem começou a obra, mas a conclusão ficou por conta do Constantino. Um forte terremoto destruiu boa parte da estrutura, em 847 d.C.

Forum Romano em Roma, Itália

Foto mostra Basílica de Magêncio, Arco de Tito e Via Sacra. 

Templo de Rômulo e Templo da Paz

O Templo de Rômulo. Mas não o Rômulo mitológico, do mito fundador romano, mas o Valério Rômulo, filho do Magêncio. Morto na adolescência, ele foi imortalizado nesse templo pelo pai, que o declarou deus.

Ali do lado ficava também o Templo da Paz, outra obra que foi incluída no orçamento do Império para comemorar a derrota dos judeus e a queda de Jerusalém, em 75 d.C.   Quando você chegar nesse local, use a imaginação, já que não resta praticamente nada do tal templo, só umas partes do piso e uma coluna caída. E isso é uma pena, afinal o Templo da Paz era uma das maravilhas do mundo antigo.

Partes dos Templos da Paz e de Rômulo foram convertidas, em 527 d.C, em uma Igreja cristã: A Basílica de São Cosme e Damião, que até hoje fica no local.

Arco de Sepítimio Severo

Não é só gente com fama imortal que tem direito a Arco em Roma. O Imperador Septímio Severo, por exemplo, também tem o dele. A construção fica no lado oposto ao Coliseu, perto do Templo de Saturno.

Forum Romano, em Roma, Itália

Templo de Saturno

Já o Templo de Saturno foi uma das mais antigas construções do Fórum Romano. Foi erguido quase 500 anos antes de Cristo, numa época em que Roma ainda não mandava no mundo. Hoje o Templo de Saturno alegra turistas, já que parte da porta da frente do prédio continua de pé.

Templo das Vestas

Outra estrutura muito antiga é o Templo das Vestas, virgens que dedicavam a vida à fé. Elas eram responsáveis por cuidar do fogo sagrado, que ficava no interior do templo. Esse seria um dos prédios mais bacanas do Fórum, por causa do formato circular. Uma parte da estrutura ainda está de pé, mas não ache que o tempo (e os terremotos) foram generosos com as Vestas: houve uma restauração feita no século 20.


Templo das Vestas, Templo de Castor e Póllux e Arco de Severo, entre outros monumentos do Fórum. 

Coluna de Focas

Não é sem motivo que a Coluna de Focas está inteirona. O monumento tem só 1400 anos ( e carinha de 1350). Foi a última construção a ser erguida no Fórum Romano, cerca de 600 anos depois de Cristo. O tal do Focas foi um imperador bizantino muito amigo de Papas, por isso recebeu a homenagem.

Templo de Vespasiano e Tito

Restam só três colunas do Templo de Vespasiano e Tito, construído no primeiro século depois de Cristo. Mesmo assim, com um pouco de imaginação é possível entender a grandeza desse templo, feito em homenagem a dois grandes conquistadores. Ele ficava pertinho do Templo de Saturno.

mapa do forum romano

Mapa do Fórum Romano durante Roma Antiga. Imagem: Wikimédia Commons.

Basílica Emilia

Com uma fachada de 16 arcos e 100 metros de comprimento, a Basílica Emilia chamava atenção de quem passava pelo fórum. Hoje é complicado passar por ali e perceber que ela existiu, já que resta muito pouco dela: só algumas ruínas.

Templo de Castor e Pólux

Só três colunas restam do Templo de Castor e Pólux, dois irmãos gêmeos da mitologia grega que tem até constelação no céu e batizam um signo do zodíaco. Esse templo foi construído cerca de 500 anos antes de Cristo, para comemorar uma vitória da República Romana nas guerras latinas.

Diz a lenda que os gêmeos apareceram na batalha e depois dela, no Fórum Romano, o que teria garantido a homenagem. O Templo de Castor e Pólux foi um ponto de encontro para senadores romanos durante quase mil anos.

Evite as filas enormes do Coliseu e do Fórum Romano

Dica extra: lembre-se que o Coliseu e o Fórum Romano são as atrações mais visitadas da Itália e costumam ter filas enormes. Por isso, é uma ótima ideia comprar seu ingresso antes, pela internet, evitando as filas – eu deixei para comprar na hora e me arrependi.

Você recebe seu ingresso por e-mail, imprime e leva com você: pronto, você vai passar na frente de centenas de pessoas e poupar um bom tempo, algo fundamental em viagens. Se optar por comprar online, recomendamos a Ticketbar, uma empresa europeia que é parceira do 360 e tem até site em português. Saiba mais aqui. O mesmo ingresso permite a visita ao Fórum, ao Coliseu e ao Palatino.

Forum Romano, Itália

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara.

25 comentários em Guia completo para visitar o Fórum Romano

  1. Oi Rafael,

    Eis mais uma leitora que antes de qq dúvida, tem um enorme elogio a fazer! O site é maravilhoso, leio sempre, antes de qq viagem, parabéns.

    Perguntinha: para fins de não pegar fila, dá no mesmo comprar o ingresso antecipado pela Ticketbar ou comprar o Roma Pass aqui pelo 360meridianos, e usar como 1a atração grátis do Roma Passa o Palatino/Forum/Coliseu?

    Outra coisa, os mapas também não estão carregando para mim nesse excelente post. Nem no começo e nem algumas outras imagens no meio.

    Muito obrigada, bjs!

    • Pois é, tenho que refazer esses mapas. Eu apaguei eles sem querer – olha a burrice. haha

      Não sei se entendi direito a pergunta (desculpa, haha). Vamos lá: comprando online você recebe um voucher com as orientações. Em geral basta apresentar esse voucher na entrada, evitando a fila da bilheteria, que costuma ser grande – mas ainda haverá a fila da segurança, por conta da revista e dos detectores de metal. Essa não tem como evitar.

  2. Olá, tenho 15 anos e vou fazer uma viagem com meus pais para Roma em breve, gosto muito de história e terminei ficando como a guia turística da família, o blog me ajudou muito! Texto claro e de fácil entendimento, os mapas também foram essenciais, meus parabéns!

  3. Que legal seu site! Grata descoberta. Uma duvida: já que estamos no inverno europeu, as filas são bem menores, não? Acha que é necessário comprar antes os ingressos? Posso comprar o Roma Pass quando chegar? Viajo agora dia 13 fevereiro! Obrigada 😉

    • Oi, Paula. Desculpa pela demora gigante em te responder. Você já até viajou. 🙁

      Enfim, respondo mais para outras pessoas com a mesma dúvida: em baixa temporada não precisa. E na dúvida, entre sempre pelo Palatino, não pelo Coliseu.

      Abraço.

  4. Foi muito bom encontrar este site.Obrigado. Pena que não consegui cadastrar meu email.

    Parabéns Rafael. Breve estarei em Roma. SE puder mande dicas pelo email.

    • Oi, José. Fico feliz que o 360meridianos tenha te ajudado! Você vai amar Roma, tenho certeza.

      Infelizmente o link para cadastrar o e-mail estava errado. Já corrigi.

      Abraço!

  5. Rafael, ótimo post, o melhor que vi sobre o Fórum Romano. Só que fiquei com dúvida sobre o local exato das entradas do fórum, palatino e coliseu. Pelo que me falaram, a fila para compra de ingresso no palatino é mais tranquila, não é ?

    • Oi, Rogério.

      Com certeza entre pelo Palatino, a fila é bem menor. A do Coliseu é enorme, já que esse é o lugar mais concorrido.

      Quando eu falei de “entrada do Coliseu”, no texto, era só para organizar a leitura mesmo. =)

      Abraço!

    • Oi, Alexandre.

      Se você quiser ver tudo com calma vai demorar quase que o dia inteiro. Mas muita gente não tem tempo, então acaba fazendo numas quatro, cinco horas + mais o tempo de espera na fila. Entre pelo Palatino, onde a fila é menor, e depois siga para o Fórum e o Coliseu.

      Se você puder dedicar um dia inteiro para os três, melhor.

  6. Adorei a sua reportagem sobre o Fórum Romano, estive em Roma em maio e desbravamos Roma, um bom ténis, água e muita disposição, terás um passeia muito produtivo! Saber um pouquinho da história é sempre bom, para desfrutar melhor desta aventura! Parabéns, já estou com uma pontinha de saudades de Roma, espero poder voltar! Recomendo 🙂

  7. Nossa meu garoto , você conta história antiga de maneira que todos passam a se interessar. Parabéns. Isto voce herdou de um certo bisavÔ. Que saudades! dele e de você!

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: