fbpx

Arraial d’Ajuda, Bahia: guia de praias, o que fazer na vila e mais

Arraial d’Ajuda é tão charmosa que parece até cidade cenográfica. As casinhas coloridas nunca ultrapassam dois andares, restaurantes e pousadas de todos os tipos se espalham pelas ruas de pedra e a igreja, construída no século 16 pelos jesuítas que fundaram o povoado, reúne os fiéis até hoje, quase como se tivesse parado no tempo. Neste texto, preparamos um guia com dicas sobre o que fazer em Arraial d’Ajuda e arredores!

Se você vai viajar pela região, não deixe de conferir: 
Onde ficar em Arraial d’Ajuda, na Bahia
O que fazer em Porto Seguro
O que fazer em Trancoso

Arraial d'Ajuda, Porto Seguro

Como chegar em Arraial d’Ajuda partindo de Porto Seguro

É preciso pegar uma balsa que faz o trajeto entre as duas cidades para ir de Porto Seguro a Arraial d’Ajuda. Programe-se, em especial se você viaja em alta temporada, já que a fila pode ficar bem grandinha, fazendo com que o tempo do trajeto se alongue consideravelmente. A travessia custa R$ 22 por veículo nos fins de semana e feriados, ou R$ 18, durante a semana, mais R$ 4,50 por passageiro. Lembre-se de levar o valor em espécie, já que não é possível pagar com cartão.

Se você viaja em alta temporada, um truque para evitar a fila enorme é fazer a travessia em horários pouco convencionais. A balsa opera 24h por dia e sai a cada meia hora, então cruzar de madrugada, antes do nascer do sol, é uma boa ideia. Lembre-se de combinar o horário de chegada no seu hotel, caso você vá optar por isso.

Se optar por alugar um veículo, não deixe de ler nosso guia completo e com dicas práticas para garantir os melhores preços e coberturas.

Se você viaja sem carro, pode pegar a balsa em Porto Seguro como pedestre e descer em Arraial d’Ajuda. Nesse caso, a travessia custa apenas R$ 4,50 por passageiro. De lá, você pode pegar alguma das vans que ficam paradas ali, esperando os passageiros. Ou esperar pelo ônibus que faz o trajeto até o centro da cidade (R$ 3,50). Se você estiver com muitas malas, o ônibus é a melhor opção porque os motoristas da van cobram à parte pelos volumes.

Quando ir a Arraial d’Ajuda

Na Bahia não há contraindicações e em Arraial d’Ajuda não é diferente. A cidade pode ser visitada o ano inteiro, mas cuidado com o período entre maio e agosto, quando costuma chover mais. Nessa época também as temperaturas são mais baixas e pode ser que você não encontre clima de praia todos os dias.

A melhor época é mesmo no verão, mas essa também é a alta temporada e pode indicar preços mais altos, principalmente em feriados como o Ano-Novo e o Carnaval.

Onde ficar em Arraial d’Ajuda: pousadas e hotéis

Existem três regiões mais importantes para se hospedar em Arraial d’Ajuda: a Estrada da Balsa, a Rua do Mucugê e no Centro.

A Estrada da Balsa é a via com a qual você dá de cara assim que desembarca da Balsa que liga a cidade a Porto Seguro. Muitos dos hotéis de Arraial d’Ajuda estão ao longo dessa estrada. São hotéis bons, alguns deles localizados perto da praia, mas longe dos restaurantes e bares.

É nessa área que estão algumas das opções de hospedagem mais concorridas da vila, e o principal deles é o Arraial D’ajuda Eco Resort, um resort cinco estrelas que tem praia privativa. Não deixe de conferir também o Hotel Pousada Beija Mar, que tem diárias a partir de R$ 230 e fica a 600 metros da balsa, e o Canto d’Alvorada Hotel Pousada, outra opção bem avaliada e com bom custo/benefício.

Já a Rua do Mucugê é principal da cidade, que sai do centro e vai até a praia de mesmo nome. É ali que ficam os principais bares e restaurantes, o que faz muita gente considerar essa uma das melhores opções para se hospedar em Arraial d’Ajuda.

Por ali, a Atmosphera Pousada tem diárias a partir de R$ 300 e está colada com a Praia do Mucugê. Já o Hotel Paraiso do Morro fica um pouco mais distante da praia, mas mais perto dos bares e restaurantes da Rua do Mucugê. Para quem busca bom custo benefício, as opções são a Estalagem D´Ajuda,Pousada Fragata e a Pangea Tropical Pousada. 

Já as hospedagens mais em conta da vila estão no Centro. A região fica próxima da Mucugê, mas um pouco mais distante da praia. Nada que atrapalhe a viagem. Muitas das pousadas ali são domiciliares – casas de moradores que foram convertidas em hospedagem para turistas. Algumas recomendações são a Pousada Nossa Senhora D’Ajuda, que tem diárias a partir de R$ 150 no quarto duplo e com café da manhã, A Pousada Tropical, que tem ótima avaliação dos hóspedes, e a A Pousada do Mirante, um pouco mais barata. 

O que fazer em Arraial d’Ajuda

Praias de Arraial d’Ajuda próximas ao centro

Mas se tudo o que você quer no calor infernal de janeiro é largar suas coisas no hotel e correr pra praia, Arraial também vai te conquistar. A praia do Apaga-Fogo é a primeira que você vai ver quando descer da balsa de Porto Seguro e é uma boa opção para quem gosta de esportes aquáticos, como o windsurf.

A praia seguinte é a de Araçaípe, que parece uma piscininha por causa dos recifes que se formam na região. Essa praia fica a três quilômetros do centro de Arraial d’Ajuda e tem também a característica marcante de estar sempre repleta de conchas.

As piscinas naturais formadas por recifes de corais deixam o mar calminho também na Praia do Mucugê, a mais próxima do centro de Arraial. Já a do Parracho possui uma barraca de shows que recebe festas, carnavais fora de época e outros eventos.

Depois tem a Praia da Pitinga, já citada como uma das mais bonitas do Brasil e principal cartão-postal de Arraial. Em todas as praias é possível encontrar barracas com uma boa estrutura de comidas, bebidas e banheiros, mas não espere pagar pechinchas para consumir por ali.

As últimas praias, que vêm antes de entramos na região que pertence à Trancoso, são a Praia da Lagoa Azul e a Praia do Taípe. A primeira é bem selvagem e conta apenas com uma barraca. Já em Taípe começam as falésias que marcam a paisagem das praias de Trancoso e mudam radicalmente o panorama. Boa parte dessa praia é deserta, mas há trechos com cabanas, se você preferir.

Na maré baixa, é possível fazer uma longa caminhada pelas praias. Quem tiver disposição pode seguir pelo litoral a pé até Trancoso.

Praia de Arraial d'Ajuda, Porto Seguro

Centro histórico de Arraial d’Ajuda

O pequeno centro histórico de Arraial d’Ajuda tem na Igreja Nossa Senhora d’Ajuda sua principal atração. Ela e toda a área que se estende ao seu redor, incluindo o mirante para a Estrada da Balsa e as charmosas casinhas coloridas que hoje rodeiam a praça e datam do ano de 1551 e hoje são tombados pelo Iphan.

Embora tenha sido construída apenas poucas décadas após a chegada dos portugueses, a Igreja passou por algumas reformas e restaurações ao longo dos séculos. A última ocorreu em 2006, quando, em decorrência de fortes chuvas que assolaram, a cidade, precisou ganhar uma nova escadaria.

Uma curiosidade interessante sobre o local é que atrás da Igreja há uma fonte considerada milagrosa pelos moradores dali. Segundo a lenda, quem se banha nela sempre volta a Arraial, mas não é só isso! Há diversos milagres que foram atribuídos à sua água ao longo do tempo. Tanto que virou um local de peregrinação de romeiros e os jesuítas que construíram a cidade abriam suas casas para recebê-los.

Hoje, essas casinhas abrigam lojas de artesanato, cafés e pousadas charmosas.

O que fazer em Arraial d’Ajuda à noite

Quando o sol se põe, Arraial continua oferecendo muitas opções de entretenimento. Só caminhar pelas ruas Bróduei e Mucugê durante a noite já é um passeio e tanto. Os dois lugares possuem vários restaurantes, lojinhas e galerias de arte tão charmosas que dá vontade de entrar em todas. Não preciso nem dizer que recomendo demais que você escolha um restaurante por ali para jantar.

Como ir de Arraial d’Ajuda para Trancoso

Arraial d’Ajuda está a 28 quilômetros de Trancoso, via Estrada de Trancoso, o que dá mais ou menos uns 40 minutos de viagem. A maneira mais fácil é ir de carro, mas também dá pra fazer de ônibus. Há uma linha da Viação Água Azul que liga as cidades e a passagem custa R$ 11. Você pode conferir os horários aqui.

Há, ainda, transfers privados e vans coletivas que também oferecem o traslado. Nesse caso, lembre-se que eles podem cobrar um valor adicional pela bagagem.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.