5 roteiros de viagem pelo sudeste asiático prontos para usar

Você já mochilou pela América do Sul, viajou pelos Estados Unidos e conhece boa parte da Europa. Se bobear já até encarou viagens para outros cantos do mundo, como Austrália ou África do Sul. Que tal agora encarar uma viagem pelo maior dos continentes? Para te ajudar nisso, montamos cinco roteiros de viagem pelo sudeste asiático prontinhos para usar. E já deixo avisado: o convite também vale para quem nunca esteve em outro país, mas quer começar as viagens bem. A Ásia, meus amigos, é fantástica e encanta até mesmo os marinheiros de primeira viagem.

Seguro Viagem: Ásia
GTA 60 EUROMAX GTA 60 EUROMAX Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 20/dia*
TA 60 Especial TA 60 Especial Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 16/dia*
AC 60 MUNDO (Exceto EUA)  + TELEMEDICINA AC 60 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 14/dia*

O que é o sudeste asiático?

É toda a região da Ásia que fica abaixo da China e da Índia, a área amarela no mapa abaixo. Inclui onze países: Tailândia, a queridinha dos turistas na região, Malásia, Cingapura, Camboja, Brunei, Birmânia, também conhecida como Myanmar, Timor Oriental, Indonésia, Laos, Filipinas e Vietnã. É uma área com grande diversidade cultural, onde vivem quase 600 milhões de pessoas. Em alguns casos é fácil viajar entre esses países, em outros nem tanto.

mapa de roteiros de viagem pelo sudeste asiático

Como chegar ao Sudeste Asiático?

Pegue um voo do Brasil, que custa a partir de R$ 2800, que é um preço espetacular, mas nem sempre disponível. Por outro lado, passagens por até R$ 3500 (sem taxas) também não estão caras, principalmente se forem compradas sem antecedência ou na alta temporada. As passagens mais baratas costumam ser para Bangkok, na Tailândia, e Cingapura. Para facilitar a vida, os exemplos de roteiros deste post começam por Bangkok, exatamente pela questão dos preços.

Achou passagens para essas cidades por um preço bom? Compre. Uma vez no sudeste asiático, você pode se locomover por terra, de trem ou ônibus, ou de avião, por empresas aéreas como a Air Asia. E sim, muitas vezes esses voos internos serão necessários, afinal as distâncias não são tão curtas assim e boa parte do sudeste asiático é formado por ilhas, casos da Indonésia e das Filipinas.

A dica para encontrar bons preços é monitorar as tarifas pelo menos para as duas cidades citadas acima: Bangkok e Cingapura. E veja também nosso guia de monções asiáticas – é muito importante não viajar na época errada.

Roteiros de viagem pelo Sudeste Asiático

Tailândia + Malásia + Cingapura: roteiro de cerca de 20 dias

Essa é uma versão parecida com o roteiro que eu fiz, com a ausência da Indonésia. É o roteiro ideal para quem quer conhecer mais de um país, mas nunca esteve na Ásia e está com um pouco de receio de se aventurar pelo maior dos continentes. Por quê? Bem, Cingapura é uma cidade-Estado muito desenvolvida, uma ilha de tecnologia cercada pelo sudeste asiático. Já a Malásia tem problemas típicos de um país em desenvolvimento, mas também cara de lugar moderno e uma baita estrutura, principalmente em Kuala Lumpur. Dos três países, o mais desafiador é a Tailândia, mas nada que você precise se preocupar, te garanto.

Curtiu essa ideia? Então veja só os lugares pelos quais você vai passar nesse roteiro de viagem pelo sudeste asiático: 

  • Bangkok (três dias)
  • Ayutthaya (um dia)
  • Chiang Mai (dois dias)
  • Phuket, Krabi ou Ko Lipe (quatro dias)
  • Langkawi (três dias)
  • Kuala Lumpur (dois dias)
  • Malaca (um dia)
  • Cingapura (três dias)

Como dito antes, você provavelmente começará sua viagem por Bangkok, já que as passagens mais baratas muitas vezes são para lá. Se esse for o caso, foque em três regiões da Tailândia: Bangkok (pelo menos três dias, mais um dia para visitar Ayutthaya, que fica a uma hora da capital), Chiang Mai (dois dias), no norte, e alguma ilha ou praia (três dias ou bem mais, depende do quanto você quiser relaxar), no sul. Aqui a gente tem algumas sugestões de roteiros de viagem na Tailândia prontinhos pra você copiar.

Dá para fazer o trecho Chiang Mai – Bangkok de trem, numa viagem noturna que dura em torno de 14 horas. Para o deslocamento entre Chiang Mai e Phuket – a ilha de onde você vai para Phi Phi – Krabi, ou Ko Lipe pegue um avião.

Veja também:
Dicas para planejar uma viagem pela Tailândia
Como viajar de trem na Tailândia
Quanto custa uma viagem pela Tailândia?

Buda, Ayutthaya, Tailândia.

Ayutthaya, Tailândia

É nesse ponto que você muda de país: siga para Langkawi, que está para a Malásia assim como Phi Phi está para a Tailândia. Ou seja, estamos falando de dois paraísos na Terra. A forma mais simples de fazer a travessia é de balsa, já que as duas ilhas estão na mesma costa, no Mar de Andamão. Mas atenção: a viagem, que é diária, demora em torno de oito horas, portanto ir de avião também é uma alternativa interessante, o único problema é que o voo pode ter conexão. Se você tiver optado por Ko Lipe lá atrás, é ainda mais fácil, já que a ilha tailandesa fica a apenas 2 horas do paraíso malaio. Você pode fazer a reserva da balsa com antecedência por aqui.

Se você não for do tipo que enjoa e optar pela ferry, chegará em Langkawi, onde pode ficar por mais alguns dias. De lá, pegue outra balsa (essa mais rápida) para a Malásia continental. Do lado do porto haverá uma estação de trem e outra de ônibus, de onde você pode ir para Kuala Lumpur, numa viagem que dura entre seis e oito horas, dependendo do transporte escolhido.

Fique pelo menos três noites em Kuala Lumpur e depois siga de ônibus para Malaca, cidade de colonização portuguesa e que vale muito a visita. O trecho é percorrido em pouco menos de três horas. Você estará na metade do caminho para a parada final, Cingapura, que rende pelo menos mais três dias de viagem. Esse trecho também pode ser feito de ônibus. Pegue novo voo para Bangkok e curta um último dia na capital da Tailândia.

Roteiros de viagem pelo sudeste asiático: Kuala Lumpur

Nos roteiros de viagem pelo sudeste asiático, o viajante tem a oportunidade de transitar entre os contrastes entre modernidade e tradições milenares da região. 

Roteiro Tailândia + Malásia + Cingapura + Indonésia: 25 dias ou mais

Repita todos os passos do roteiro anterior. Chegou em Cingapura? Ótimo! Pegue um voo entre Cingapura e Bali, na Indonésia. Operado por empresas como Air Asia, Jetstar, Singapore Airlines e até KLM, esse voo dura cerca de 2h30 e tem saídas diárias.

Vale lembrar que Jakarta, capital da Indonésia, está bem longe de Bali – a única forma prática de fazer esse trecho é comprando um voo direto de Cingapura para Bali. Caso contrário você terá que pegar uma sequência insana de ônibus, trens e barcos. Portanto, o melhor mesmo é já comprar voos de ida e volta entre Bali e Cingapura.

Nesse roteiro, você vai visitar:

  • Todos os lugares do roteiro anterior (17 dias)
  • Cingapura (três dias)
  • Bali (cinco dias)

Veja também:
O que fazer em Bali
Como se locomover na Indonésia
O que fazer em Cingapura

Roteiro Tailândia, Camboja e Vietnã: roteiro de 25 dias pelo Sudeste Asiático

Nesse roteiro de viagem pelo sudeste asiático você vai visitar: 

  • Bangkok (três dias)
  • Ayutthaya (um dia)
  • Praias da Tailândia (quatro dias)
  • Siem Reap (cinco ou seis dias)
  • Ho Chi Minh City (quatro dias)
  • Hanói (quatro dias)
  • Bangkok (um dia)

Desça em Bangkok e curta a cidade por alguns dias. Não se esqueça de ir também em Ayutthaya. Tem tempo de sobra? Pegue um voo, ida e volta, para alguma praia da Tailândia, para fugir das multidões de turistas, sugerimos deixar de lado as ilhas mais famosas e se aventurar pelo Parque Nacional de Ko Chang, Trang ou as ilhas paradisíacas do Golfo da Tailândia.

Voltou para Bangkok? Ótimo! Agora é hora de partir para o Camboja. A forma mais fácil de fazer isso é pegando um voo para  Siem Reap. Air Asia, Bangkok Airways e Cambodia Angkor Air operam esse trecho, com o voo durando pouco mais de uma hora. Também dá para ir por terra. Para isso você precisa ir até Aranyaprathet, cidade da Tailândia que fica na fronteira com o Camboja. Esse trecho pode ser feito de ônibus ou trem, mas a maioria dos turistas opta pelo ônibus, que é mais prático. Chegou a hora de cruzar a fronteira, que tem a fama de ser lotada de armadilhas para turistas.

Passe pela imigração e entre em Poipet, cidade já no Camboja – provavelmente não vai ser tão simples quanto escrever isso, mas, bem, muita gente já encarou o percurso. De lá você pode pegar um táxi para  Siem Reap, que está a cerca de 150 quilômetros dali. Muitos viajantes resolvem rachar o táxi, evitando maiores problemas. Outros vão de busão mesmo. Detalhes sobre todo esse procedimento no Travel Fish (em inglês). Sabe o que fica ali pertinho? O Agkor Temple! O blog Vou Contigo te conta tudo que você precisa saber para visitar a maior atração do Camboja.

lugares baratos para viajar

Oi, Camboja (Foto: Dennis Jarvis, Wikimedia Commons)

Do Camboja você pode pegar um voo para Ho Chi Minh City, no Vietnã. Cambodia Angkor Air e Vietnam Air têm voos diários, que duram menos de uma hora. Outra alternativa é ir por terra, de ônibus, aproveitando para passar por Phnom Penh, a capital do país, numa viagem de cerca de seis horas. Os blogs Preciso Viajar e Viaggiando têm posts sobre o que fazer em Phnom Penh.

Mais 300 quilômetros e, veja só, seja bem-vindo ao Vietnã. Você pode passar por outras cidades do país, como Hanói, e depois voltar para Bangkok. O blog Esse Mundo é Nosso tem um roteiro interessante no país.

Roteiro Tailândia, Camboja, Vietnã e Laos: roteiros de 30 ou mais dias pelo Sudeste Asiático

Chegou ao Vietnã e tem tempo? Então bora continuar, que o Laos é logo ali. Nesse roteiro, você vai visitar:

  • Todos os lugares do roteiro anterior (25 dias)
  •  Luang Prabang (cinco dias)

Aproveite para cruzar a fronteira quando você estiver em Hanói – os voos para Luang Prabang duram duas horas e são operados por Vietnam Airlines  e Lao Airlines. Como de costume, o Travel Fish é ótimo para indicar formas para fazer esse trecho por terra, mas também para alertar que isso pode ser uma cilada, Bino. A blogueira Victoria Brewood levou 38 horas para percorrer o trecho, junto com outros mochileiros. Enfim, é por tua conta e risco.

O que fazer no Laos? Os blogs Mochilão Trips e Escapismo Genuíno te ajudam nisso. Vale ler também o post do Quero Viajar Mais, que tem um roteiro diferente pelo Laos.

Mochilão pelo sudeste asiático: de 15 dias ao resto da sua vida

Assim como no caso dos roteiros de viagem pela América do Sul, é fácil perceber que dá para misturar esses roteiros num mochilão gigante, com potencial para durar meses. Por exemplo, dá para fazer toda a rota Tailândia, Camboja, Vietnã e Laos, voltando novamente para a Tailândia. Se não quiser repetir a passagem por Bangkok, pegue um voo para Chiang Mai, a segunda maior cidade do país, que fica no norte e relativamente perto do Laos. A Lao Airlines tem um voo direto, com uma hora de duração e saídas diárias (exceto terças).

De lá você consegue pegar um voo paras ilhas que têm ligações diretas com a Malásia, com Cingapura ou mesmo com Bali. Ou seja, você pode juntar o roteiro 4 com o 2, por exemplo, criando seu supermochilão.

Leia também:
O que fazer em Chiang Mai

Onde ficar em Chiang Mai

Templos de Chiang Mai (Foto:  Panupong Roopyai, Wikimedia Commons)

Outras opções de roteiros de viagem pelo Sudeste Asiático

Você ainda pode ir nas Filipinas. Pode ir ao Timor Oriental. Pode seguir do Sudeste Asiático para gigantes asiáticos, como China ou Índia (vá de avião). Mas a dica mais importante é outra: a não ser que você tenha tempo de sobra, evite correr entre países. Quando eu digo que Bangkok rende pelo menos quatro dias, esse pelo menos é real – daria para ficar bem mais tempo por lá, assim como em Bali, Langkawi, Kuala Lumpur, enfim, em qualquer lugar.

Roteiros de viagem pelo sudeste asiático

Roteiros de viagem pelo Sudeste Asiático costumam ter a Tailândia como uma das bases principais por causa da oferta de voos para o país. 

Se seu tempo é curto, prefira escolher alguns poucos destinos e aproveitá-los bem, por mais que a passagem até a Ásia seja cara e voltar lá passe longe de ser fácil. Vale lembrar também que todos esses países rendem uma viagem isolada. É possível passar 30 dias só na Tailândia e também 30 na Indonésia, por exemplo. Basta incluir cidades diferentes das listadas aqui, que fazem parte do roteiro mais básico para esses países.

E você tem mais dicas de roteiros de viagem pelo sudeste asiático para compartilhar? Deixe nos comentários!


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

119 comentários sobre o texto “5 roteiros de viagem pelo sudeste asiático prontos para usar

  1. Olá Rafael,

    Estou com dúvidas! rs
    Tenho 28 dias e não sei se faço Tailândia e Filipinas ou Tailândia, Camboja, Laos e Vietnã? O que você recomenda?

    Obrigada!
    Bjs

    1. Oi, Moema. As Filipinas eu não conheço, então fica complicado opinar. Mas o segundo roteiro que você falou me parece incrível.

      Depende do que você gosta.

      Abraço.

  2. Ola Rafael estou indo para asia no final deste ano .

    Vou chegar dia 28 /12 e ir embora dia 20/01
    Qual é o melhor lugar para passar Ano novo? chego e vou embora por bongkok.
    Gostamos de balada e de passeios culturais tb .
    Minha duvida é o melhor roteiro a escolher?
    Tailândia, filipinas e indonesia ( vale a pena fazer esses em 23 dias)
    Ou Tailândia, camboja, laos e vietna ( 23 dias )
    Se for muito qual pais tirar ? pensei em tirar o vietna ou algum outro menos interessante mas como nao conhço nenhum nao consigo escolher.
    Gosto de passear e conhcer tudo .
    Adorei seu blog

    1. Oi, Gabriela. Imagino que para o Ano-Novo um destino bom seja uma das praias, tipo Phi Phi mesmo.

      Eu incluiria dois, no máximo três, países em 23 dias. Acho sempre melhor ver as coisas com calma do que visitar tudo na correria.

      Abraço.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.