Macuco Safari, passeio radical em Foz do Iguaçu

O Macuco Safari não é apenas o passeio mais concorrido de Foz do Iguaçu. É também um dos mais emocionante. Se observar as Cataratas do Iguaçu, na fronteira entre Brasil e Argentina, já é uma experiência incrível, imagine como deve ser entrar naquelas águas agitadas?  Acredite, tem jeito! Juntamente com o Aventura Náutica, a experiência promete te deixar completamente encharcado!

O procedimento padrão de ambos é mais ou menos igual – durante uma visita aos Parques Nacionais das Cataratas, o turista pode fazer uma trilha até a beirada do rio Iguaçu, vestir uma capa de chuva (opcional), um colete salva-vidas (obrigatório) e entrar num barco.

A ideia é percorrer o rio até as Cataratas, que serão conhecidas por baixo. E com direito a tomar um banho nas quedas d’água mais bonitas do mundo. Nós fizemos o Macuco Safari durante nossa passagem por Foz do Iguaçu. Foi uma das experiências de viagem mais intensas que já tive na vida.

O Macuco Safari é o passeio de barco disponível a partir do lado brasileiro das Cataratas. Já a versão hermana é o Aventura Náutica, que parte todos os dias do lado argentino do rio.

Além da diferença de nacionalidade, há quem diga que o passeio brasileiro é menos radical. Sim, você entra debaixo das cataratas, mas não chega perto das quedas mais agitadas. Por outro lado, o passeio argentino tem doses maiores de emoção.

Leia também:
Foz do Iguaçu: O lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu
Onde ficar em Foz do Iguaçu: dicas de hotéis e regiões
Puerto Iguaçu: lado argentino das Cataratas do Iguaçu

Onde ficar em Foz do Iguaçu

Como fazer o passeio? Preços e funcionamento

O passeio do Macuco Safari dura cerca de duas horas e ocorre a cada 10 minutos, todos os dias da semana, entre 9h e 17h30. Não é necessário reservar ou comprar seu ingresso com antecedência, mas quem gosta de já ter tudo arranjado na hora de viajar pode deixar agendado.

O passeio custa R$ 246 (adultos) e R$ 123 (crianças e idosos). Lembre-se que esse passeio não está incluso no valor que você terá que pagar para entrar no parque.

 

Como é o Macuco Safari

Depois de algumas horas percorrendo as passarelas do Parque Nacional do Iguaçu, pegamos um dos ônibus internos que transportam os turistas dentro do parque. Nossa parada era a estação do Macuco Safari. Primeiro, encaramos um passeio guiado pela mata. Em vários trechos, o guia contava detalhes sobre a vegetação e os animais que vivem ali. Tudo isso foi feito num veículo do Macuco.

trilha macuco safari

Em determinado momento, deixamos o carrinho para trás e seguimos a pé mesmo. A caminhada pela mata dura alguns minutos, com mais explicações. É interessante, claro, mas não é para isso que você foi até ali, certo?

O guia então explica que a parte mais aguardada, o mergulho nas cataratas, vai começar. E adverte: não leve com você nada que não possa molhar. Nada de câmera, celulares ou outros eletrônicos. Afinal, não é que o passeio envolve uma ou outra gota d’água: você vai voltar completamente molhado, da cabeça aos pés.

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Como eu precisava de fotos para este post, resolvi desconsiderar as orientações e levei meu celular (por minha conta e risco). Para isso, embalei o aparelho em três sacos plásticos. Funcionou. Quer dizer, parcialmente, afinal consegui tirar algumas fotos no percurso até as cataratas, mas quando a emoção começou mesmo, aí era simplesmente impossível fotografar. Nessa hora o celular estava enrolado nas tais três sacolas e escondido no bolso da minha calça. Voltou intacto.

Só a sensação de chegar perto das Cataratas já é fantástica. Mas quando você acha que não poderia ficar melhor, o barco entra debaixo delas! E não faz isso uma vez, mas duas ou três, numa experiência indescritível.

Mas e as fotos do banho nas cataratas? Bem, se você não tem uma câmera preparada para dar um mergulho, o jeito é comprar as fotos vendidas pelo passeio.

O Macuco Safari é perigoso?

Pergunta justa, afinal os dois passeios tiveram a reputação manchada por conta de acidentes fatais. Em 2011, dois turistas dos Estados Unidos morreram depois que um barco do Aventura Nautica se chocou com pedras no rio Iguaçu. E quatro anos antes também houve mortes. Naquele caso, o acidente ocorreu depois que dois barcos do Macuco Safari se chocaram.

Por outro lado, vale lembrar que as duas empresas têm equipes treinadas e fazem dezenas de passeios todos os dias, a maioria esmagadora sem qualquer incidente. O Macuco segue regras nacionais de segurança e por isso mesmo está autorizado a funcionar, inclusive para crianças e idosos.

wpid-brasil-foz-do-iguacu-argentina_03.jpg

Como tudo na vida, tomar um banho nas Cataratas do Iguaçu envolve um risco. Não um risco grande, daquele tipo que só gente aventureira e que curte adrenalina vai encarar, mas há. Os incidentes foram casos isolados em uma trajetória de 33 anos. Veja mais informações sobre o passeio no site oficial


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

17 comentários sobre o texto “Macuco Safari, passeio radical em Foz do Iguaçu

  1. Rafa, me ajuda! Tô querendo fazer um roteiro que vc indicou em outro post, que começa por Curitiba e termina em Foz. Curitiba eu já entendi é planejei mas tô um pouco confusa pra organizar a ida pra Foz. Minha programação em Curitiba termina no início da noite, vc aconselha eu ir logo pra Foz ou deixar p ir outro dia? Se sim, que rota, ônibus, vc indica pra fazer esse trajeto?
    Lá em Foz, pelo que entendi eu levo um dia inteiro pra visitar o parque? (Essa pergunta acredito que sim porque fiquei tentada em fazer o safari) aí eu volto pro centro de Foz (hotel) e no dia seguinte aproveito o lado argentino; tem conduções específicas?
    E,lá depois de visitar o lado argentino, vc consideraria dormir por lá, pra no dia seguinte passar por Paraguai pra visitar?
    Puts, foram muitas perguntas, mas é que fiquei meio enrolada com essas direções. Vou aguardar o retorno.
    Já agradeço, e parabéns pelo blog!

    Abraços, Carol.

    1. Ei, Carol. Desculpa pela demora na resposta – eu estava viajando.

      Acho que você pode ir de Curitiba pra Foz de noite, porque é uma viagem longa. Esse site aqui te ajuda a descobrir as empresas que fazem o trajeto.

      http://www.buscaonibus.com.br/horario/curitiba/foz-do-iguacu

      Em Foz, você vai precisar de um dia para o lado brasileiro sim, principalmente se fizer o safari. Acho interessante a ideia de dormir uma noite na Argentina, principalmente porque a noite de Puerto Iguazu é ótima, mas algumas agências, como a Loumar, oferecem passeios noturnos que partem de Foz e vão para a Argentina à noite, mas voltam em seguida.

      Para o Paraguai dá para ir até a pé, a partir de Foz mesmo (a distância é bem menor do que para a Argentina). Você também pode ir de ônibus ou táxi.

      Abraço.

  2. Boa noite,

    Gostei muito do post, parabéns!
    Vou para Foz em outubro, e tenho um filho de 4 anos, esses passeios realmente é seguro para fazer com uma criança? o que vcs sugerem?

    obrigada 😉

    1. Oi, Maristela.

      Eu vi crianças lá sim.

      Olha, o nível de segurança é bom. Não quer dizer que nunca aconteçam acidentem, mas eles são raros.

      Abraço.

  3. Olá! Adorei seu post! Vou à Foz do Iguaçu em dezembro deste ano. Tenho algumas dúvidas quanto as fotografias… tem algum pacote? Quanto custa cada foto? Obrigada!

    1. Oi, Deborah.

      Francamente, não me lembro quanto paguei na foto que comprei. E o site oficial não informa preços, só diz para consultar os atendentes na hora do passeio.

  4. Oi gente, tudo bem?

    Mais uma vez, parabéns por mais um excelente post! =)

    Tenho uma dúvida que espero que algum de vocês ou dos leitores do blog possam responder: em 2012, quando morava no Canadá, eu fiz o passeio de barco pelas Cataratas do Niágara e foi incrível! Uma das minhas melhores experiências de viagem!
    Desde então, sonho em conhecer as Cataratas do Iguaçu mas, ao descobrir o preço salgado do Macuco Safári e do Aventura Nautica, fico pensando se vale a pena mesmo, considerando que já fiz um passeio semelhante em Niágara.

    Alguém que já tenha passado pelas duas experiências pode me dar uma luz?

    Obrigada!

  5. Adorei o passeio, também estou querendo fazer.
    Rafael, me tire uma dúvida: você falou que o guia advertiu para não levar nada no barco, pq vai molhar. Mas há um local pra guarda a câmera durante o passeio?

  6. Que bacana, Rafa! Eu e a Carol chegamos em Foz ontem. O parque brasileiro deve ser a pedida de amanhã e depois o argentino. Agora é criar coragem pra fazer o Macuco!

    Abs

      1. Foi tudo simplesmente sensacional! Gostamos muito de Foz. E acabamos fazendo sim o Macuco. Foi “um pouco” mais radical do que eu imaginava mas valeu muito a pena. Não dá pra ir até lá e não conhecer as cataratas “de dentro”.

        No geral, gostamos muito também do lado Argentino (até um pouco mais que do brasileiro).. Enfim, viagem foi muito bacana! E parabéns aqui pra você e equipe pelas dicas de todos os posts de Foz, muito úteis.

        Abs!

    1. Oi, Izabella. Deve ser o seu PC. Nós só temos aqueles banners já tradicionais mesmo – um no topo, um no começo do post e um na barra lateral. 🙂

      Veja se seu navegador não tem alguma extensão instalada que não devia. Isso costuma acontecer sem a gente saber – você pode ter baixado alguma coisa e esse programa veio junto, escondido.

      Qualquer coisa me fala.

      Abraço.

  7. Incrível, parabéns pelo artigo!
    Eu fui conhecer Foz em setembro justamente pra fazer esse passeio, mas dei azar de ser assaltado kkk tive que me contentar em apenas ver 🙁 , mas ano que vem é certeza que faço!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.