Tags:
Atlas: Bratislava, Eslováquia

O que fazer em Bratislava em um ou dois dias

Enquanto a maioria das pessoas só faz um bate-volta a Bratislava, eu fiquei lá 3 dias e 4 noites. Precisa disso tudo para conhecer a cidade? Definitivamente não. Mas, ainda assim, acredito que vale a pena passar pelo menos uma noite na capital da Eslováquia. Por que eu fiquei tanto tempo? Em parte, porque eu calculei que gostaria de ter uns dias de descanso e trabalho com o blog, depois de quase dois meses viajando. Por outro lado, eu também não queria passar muitas noites em Viena, a cidade mais cara do meu roteiro.

Para os três dias inteiros – e algumas horas extras dos dias de viagem – que passei por lá, planejei conhecer Bratislava e fazer um bate-volta aos arredores da cidade. O local escolhido foi o castelo de Trencin, que você pode ler aqui! Eu já contei aqui no blog, porém, algumas coisas legais sobre a cidade: onde e o que comer na Eslováquia, onde ficar hospedado e curiosidades sobre a Eslováquia.

Roteiro do que fazer em Bratislava em um ou dois dias

Como já contei para vocês, durante anos Bratislava, e não Budapeste, foi a capital do Império Húngaro. Porém, no período da dominação soviética, dois terços do centro histórico da cidade foram destruídos para a construção de uma grande avenida, que hoje divide a parte do castelo do que restou do centro.

o que fazer em bratislava avenida soviéticos

A avenida da discórdia: Staromestská

Eu sugiro começar o passeio pelo Castelo de Bratislava. Foi o que eu fiz, aliás. Peguei um ônibus, errei o caminho e desci no meio dessa tal avenida-que-destruiu-o-centro. Por sorte, uma moça da cidade estava lá para me ajudar. E além de me guiar até o castelo, ela ainda tomou uma limonada comigo e me ensinou umas palavras em eslovaco:

  • Oi é Ahoj (fala-se A-rro-i)
  •  Obrigada é ďakujem (pronúncia: ia-ku-iem)

O castelo de Bratislava fica no alto de uma colina cujos arredores têm vários bares, já que por ali ficam algumas faculdades. O prédio não é tão bonito assim e o castelo é uma reconstrução completa feita em 1950, uma vez que um incêndio destruiu a fortaleza original, em 1811.

o que fazer em bratislava entrada castelo

o que fazer em bratislava castelo

O lado de fora tem visitação gratuita e dentro do castelo funciona o Museu Nacional Eslovaco, cuja entrada custa €7,00. Não é o melhor museu do mundo, mas é interessante, principalmente a ala de história e o topo da torre de onde se tem uma vista muito boa da cidade, do rio Danúbio e até de um pedacinho da Áustria.

vista do castelo de bratislava

onde ficar em bratislava eslovaquia danúbio

E, é claro, dali você também vê a ponte UFO, cujo nome oficial é Most SPN, uma obra do período socialista que lembra muito uma nave extraterrestre e onde hoje funcionam no topo um restaurante bem caro e uma plataforma de observação. A entrada custa 6,50 euros.

bratislava eslováquia curiosidades ponte ufo

Atravessando a avenida você chega à outra parte do centro histórico, onde a Catedral de São Martin chama a atenção, bem a beira da antiga muralha. Essa igreja, que começou a ser construída em 1204, era o local onde os reis húngaros eram coroados. Não sei se por conta do verão, mas nas duas vezes que tentei ir lá, na Igreja estava rolando uma cerimônia de casamento e a entrada estava proibida.

o que fazer em bratislava igreja e castelo

A partir da catedral, vale a pena caminhar pelas ruelas do centro histórico. Por ali, duas praças são bem legais. A Hlavné Namestie é a praça principal. No centro, fica uma fonte famosa, a Fonte de Rolando, construída em 1572 como uma ajudinha para o caso de incêndios.

praça bratislava

o que fazer em bratislava fonte

Também nessa praça fica uma das estátuas legais da cidade: um soldado de Napoleão debruçado num banquinho. O prédio mais alto por ali é a Antiga Prefeitura. Na torre hoje funciona o Museu da Cidade, cuja entrada custa 5 euros. Eu não fiquei muito interessada, mas paguei 1 euro para subir e ter uma boa vista ali do centro histórico e do castelo.

bratislava eslováquia curiosidades estatua napoleao

bratislava eslováquia curiosidades centro histórico

A outra praça é a Hviezdoslavovi. Ao seu redor ficam vários restaurantes, árvores e prédios imponentes: no caso, a embaixada dos Estados Unidos, o prédio do Teatro Nacional e o Palácio que abriga a Filarmônica Eslovaca.

o que fazer em bratislava prala 2

bratislava eslováquia curiosidades oprta

É dessa praça que diariamente, às 11h e às 15h, sai o Free Walking Tour da Be Free Tours. Eu fiz o passeio e acho que vale muito a pena: em 2h30 o tour te leva por vários pontos importantes da cidade que talvez passariam despercebidos e conta detalhes históricos e curiosidades interessantes. Basicamente, cobre boa parte das atrações que eu listarei a seguir:

A estátua do Observador, que é a atração mais fotografada de Brastislava, apesar de não ter nenhum significado além de ser uma estátua engraçadinha de um operário.

bratislava eslováquia curiosidades placa estatua

O portão de Miguel, uma torre de 51 metros com o teto verde, que é um dos prédios mais antigos da cidade, construído no século 14, como um dos quatro portões para entrar em Bratislava – esse é o único que permanece. Na torre hoje funciona o Museu das Armas, cuja entrada custa €4,30.

o que fazer em bratislava portão e torre miguel

A Igreja de Santa Elisabeth, mais conhecida como Igreja Azul, uma linda igrejinha meio fora do centro, na rua Bezručova, em estilo art nouveau, parece saída de um desenho. E o Palácio Presidencial, conhecido como Grassalkovich. A entrada não é permitida, mas dá para passear pelos jardins em estilo francês e ver as esculturas que ficam por ali.

o que fazer em bratislava igreja azul

o que fazer em bratislava jardins do palácio

Eu não visitei, mas tem outros blogs e guias que recomendam o Museu da Cultura Judaica e o Museu dos Relógios. Ainda, para quem curte observar vistas bonitas, pode valer a pena subir até o Monumento Slavín, que fica na colina atrás do castelo, com vista panorâmica para toda a cidade, já que lá é o ponto mais alto da região. Lá no alto fica um monumento em memória aos soldados soviéticos que morreram durante a batalha de liberação da cidade, no fim da Segunda Guerra.

Quem vai passar a noite em Bratislava em busca de suas bebidas baratas e promessa de diversão pode circular perto das praças do centro histórico, onde se concentram diversos bares e pubs. A região em volta do castelo também é uma boa pedida, principalmente se você quiser algo mais alternativo. Tem até uma boate nos túneis abaixo do castelo, o Subclub. O melhor é que é possível encontrar pints de cerveja por 1 euro. Um bom lugar para experimentar cervejas locais é o turístico, porém interessante, Slovak Pub.

o que fazer em bratislava bares

o que fazer em bratislava rua bares

turismo eslováquia comida restaurante em bratislava

Num segundo dia na cidade, caso você consiga fazer tudo que eu listei em um dia só (é perfeitamente possível), uma boa ideia é conhecer um dos castelos nos arredores. O castelo de Devín fica há 20 minutos e é possível chegar lá usando o transporte público municipal: super fácil. Basta pegar o ônibus 29.

trencin bate volta bratislava

Eu preferi ir um pouco mais longe, até Trencin. Para chegar lá é preciso mais ou menos 1 hora de trem, que você pode comprar na hora – basta ir a estação central (cheque aqui os horários). Além do castelo no alto de um morro, também dá para passear na cidadezinha, que é bem pequena, mas simpática.

Onde eu fiquei em Bratislava

Já fiz um post com várias dicas sobre localização e hospedagem em Bratislava, que com certeza você deveria conferir! Se seu perfil for mais econômico, recomendo experimentar o hostel onde me hospedei, o Fred Next to Mercury, que fica muito bem localizado e tem excelente preço.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

23 comentários sobre o texto “O que fazer em Bratislava em um ou dois dias

  1. Olá, sou do Rio de janeiro e pretendo ir em agosto/18 sozinha, chego na croacia, passarei por budapeste e depois passarei um dia e meio na Bratislava, teria sugestão de algum hostel que fique bem no meio da cidade? De la pretendo ir para Austria (vienna).
    Estou tentando montar o roteiro, mas confesso que estou morrendo de medo de ir sozinha.
    Adorei suas dicas.
    obrigada desde já.

  2. Luiza, tudo bem?
    Vou para a Europa com minha namorada agora em Abril.
    Vamos iniciar em Praga (4 noites) e terminar em Budapeste (4 noites). Porém, ainda há 5 noites no meio dessa viagem que ainda não decidimos para onde ir.
    Você poderia nos dar alguma sugestão?
    O natural seria fazer Viena, porém, pelo que li, parece uma cidade meio “quadrada”. Museus não é algo que nos atrai muito. Além disso, li aqui também que é a cidade mais cara do nosso roteiro.
    Até consideramos ficar lá, porém apenas 2 noites, no máximo. Ainda restam 3 noites… há algum lugar nessa região que você aconselha?
    Talvez o interior da Rep. Tcheca, ou da Hungria?
    Se puder nos ajudar, será de grande valia.
    Agradeço desde já, e parabéns pelo blog.

  3. Bom dia Luiza,
    gostei muito de suas dicas.
    Estou indo para Bratislava. Coloquei duas diárias nesta cidade.
    Chego à Europa por Lisboa e faço a conexão para Budapeste, onde fico 5 dias.
    Parto para Praga, permanecendo mais 5 dias, quando enfim vou a Bratislava. Retorno para Budapeste, tendo mais duas diárias, quando retorno a Lisboa para pegar o voo de retorno para o Brasil.
    Pretendo fazer os deslocamentos de trem.
    Que dicas poderia dar sobre o uso de trens nessas localidades?
    Obrigado

    1. Oi Sérgio,

      Eu fiz todos esses trajetos, entre Budapeste, Praga e Bratislava de ônibus. O único trajeto que fiz de trem foi de Brasov para Budapeste de trem e foi uma viagem muito demorada, porque o trem atrasou umas 4 horas.

  4. Olá Luiza, tudo bem?
    Vou à Bratislava dia 21/12 e gostaria de saber se o Walking Tour também acontece diariamente durante o inverno.

    Obrigado.

    Bruno Belarmino

  5. Oi Luiza! Eu fui a Bratislava esse ano, passei duas noites lá, mas acho que só uma bastava. Fiz um roteiro de 1 dia pra curtir a cidade, vou deixar o link aqui pra ajudar quem está querendo ir…

  6. Oi Luiza, ótimas dicas, parabéns!Em outubro de 2017 estarei em Budapeste com a familia e penso em fazer um pit-stop em Bratislava e apos seguir para Viena no mesmo dia. A duvida é fazer este trajeto de trem ou ônibus.Meu receio é que estarei com malas, e em alguns blogs me pareceu confuso os guarda-volumes em rodoviárias.Gostaria da tua opinião.Obrigada.

    1. Oi Esdras,

      Eu gastei em torno de 35 euros (incluindo o hostel), o que dá uns 140 leis.

      Sem o hostel, daria por volta de uns 20 a 25 euros.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.