Tags:
Atlas: Milão, Itália

O que fazer em Milão, Itália: 10 pontos turísticos e outras dicas imperdíveis

Mundialmente conhecida como a capital da moda, Milão é uma cidade descolada e moderninha no meio da tradicional Itália. O título de museu a céu aberto, tão aplicado a outras cidades italianas, dificilmente cabe ali – a cidade perdeu boa parte de seu patrimônio histórico em bombardeios da Segunda Guerra. No entanto, isso não é razão para desmotivar uma visita à cidade. Nesse post contamos para você o que fazer em Milão, listando os pontos turísticos imperdíveis e outras atrações menos conhecidas, onde ficar e quais bate-voltas na região da Lombardia merecem lugar no seu roteiro.

Quantos dias ficar em Milão

Milão é uma cidade que rende de um a sete dias. Dá para visitar a cidade correndo em um dia: basta focar nas atrações do centro, próximas ao Duomo. Ou em três ou quatro dias: conhecendo melhor o que cada bairro tem a oferecer, visitando com calma os museus e ainda aproveitando a animada noite milanesa. Para quem fica mais tempo, sobra espaço para fazer bate-voltas pela região da Lombardia.

O que fazer em Milão: 10 atrações e pontos turísticos

  • Duomo de Milão

o que fazer em milao catedral duomo

Foto: Boris Stroujko / Shutterstock

Um dos principais cartões postais da cidade, essa catedral gótica todinha de mármore é uma das igrejas mais bonitas e imponentes que eu já tive o prazer de ver na Itália. Começou a ser construída em 1386, mas só ficou pronta mesmo 400 anos mais tarde. No processo, foram utilizados mais de 8 mil blocos de mármore e 2.300 estátuas, tudo bem rico e ostentoso do jeito que a Igreja gosta.  E eu só estou falando da parte de fora, ok? As visitas acontecem todos os dias das 7 da manhã às 18h45 e custam 3 euros. Esse bilhete incluí a visita a catedral, às criptas e ao museu do Duomo.

Ainda, é possível visitar os terraços por 9 euros e a área arqueológica por 7 euros. Já contamos num post sobre como é a visita ao alto da Catedral de Milão. Veja aqui!

Também é possível adquirir com antecedência passes para a entrada. Saiba mais no site oficial.

Lembre-se de preparar o look no dia de visitar o local. No primeiro dia, eu passei lá em frente e resolvi entrar. Como não tinha programado a visita para aquele dia, estava toda trabalhada no verão europeu. Resultado: eu e meu short fomos barrados. No dia seguinte, vesti meu vestido mais comprido, que batia nos joelhos, e o mocinho da entrada ficou me fritando para esticar a saia ainda mais. Só depois que eu puxei o tecido inutilmente para baixo – porque, né? Pano não cresce – ele me deixou passar pela porta.

Veja também:  Onde ficar em Milão – os melhores bairros

  • Galeria Vittorio Emanuele II

o que fazer em milao galeria vitorio emanuelle

Foto: Olgysha / Shutterstock

A galeria Vitório Emanuele II é o símbolo máximo da faceta fashion da cidade. Com suas lojas luxuosas, muito bem representadas por todas as principais grifes mundiais, é o lugar mais famoso para ir às compras em Milão. Especialmente se você for um viajante ryco, fino e elegante.

Mesmo que o seu perfil seja mais do tipo apenas-um-rapaz-latino-americano-sem-dinheiro-no-bolso, não desdenhe a galeria. O prédio em forma de cruz, construído no século 19, é lindíssimo e tem todo o charme da Belle Époque. Quanto estiver lá, aproveite para executar um ritual de sorte muito comum entre quem passa por ali: no octógono central da galeria, procure um touro  – que representa Turim – desenhado no mosaico do chão. Quando encontrar, firme o calcanhar do pé direito em cima dos órgãos genitais do bicho e dê um giro sobre ele. Pronto! Quem sabe com essa dose extra de sorte sua conta bancária não aumenta para a próxima visita?

  • Castelo Sforzesco

O que fazer em Milao Castelo Sforcezco

Foto: Viacheslav Lopatin / Shutterstock

Esse castelo construído no século 14 e já foi destruído, invadido, ampliado e reformado ao longo da história. No passado, era palco de festa e bebedeiras da nobreza e frequentado por celebridades tipo o Leonardo da Vinci. Hoje, abriga 14 museus de todos os tipos – de arte, móveis, artes decorativas, pré-história, história egípcia e muitos outros. Escolha seu favorito e divirta-se. O mais famoso é o Museu de Arte Antiga, que exibe obras do próprio da Vinci e de Michelangelo. O ticket integrado para acesso a todos os museus custa apenas 5 euros. Confira os horários de abertura e gratuidades no site oficial.

Nós também temos um post completinho sobre como é a visita ao Castelo Sforzesco e seus museus.

Se você não tiver no clima de apreciar arte e antiguidade, pode apenas aproveitar o dia nos jardins, apreciar a construção em si e as fontes. O lado bom é que esse programa é gratuito.

  • Basílica Santa Maria de la Grazie

Como imagens valem mais que mil palavras e tudo mais, vou só te mostrar o que te aguarda nessa igreja:

Última Ceia

Exatamente. A Última Ceia de Leonardo da Vinci em carne, osso e tinta, enfeitando o refeitório da igreja desde final do século 15. Quer ver essa obra prima de perto? Pois é, você e a torcida inteira do Milan. Prepare-se, pois conseguir ingressos para entrar nessa igreja é um verdadeiro martírio. O bilhete custa 10 euros (e também é gratuito no primeiro domingo do mês) e precisa ser reservado com antecedência. A gente te explica direitinho como fazer isso nesse post.

  • Navigli

Não é todo mundo que sabe que Milão conta com uma série de canais históricos, projetados por engenheiros importantes da época, incluindo ninguém mais ninguém menos do que Leonardo da Vinci. Esses canais eram usados em para o transporte de pessoas, mercadorias – conectando Milão a outras cidades como Veneza e Pávia e chegando até a Suíça – e também irrigação.

o que fazer em milao navigli

Foto: kavalenkava / Shutterstock

São cinco canais: Naviglio Grande, Naviglio Pavese, Naviglio Martesana, Naviglio di Paderno, Naviglio di Bereguardo. O bairro em torno deles, chamado Navigli, concentra a maior parte dos bares e restaurantes da cidade, garantindo a vida noturna mais agitada de Milão, de segunda a segunda. Além disso, é possível fazer um passeio de barco pelos canais nos meses mais quentes. Já contei tudo sobre a noite  e os passeios em Navigli nesse post. 

  • Coluna de San Lorenzo

Bairro vizinho de Navigli e tão animado quanto, a região da Coluna de San Lorenzo tem esse nome por conta das incríveis colunas romanas que se estendem por parte do Corso de Porta Ticinese. Nessa rua também fica a Basílica de San Lorenzo.

noite em milao colonne di san lorenzo pessoas

Essa avenida é hoje considerada referência dos moderninhos, com lojas descoladas de novos designers e brechos. Além disso, bares e restaurantes legais se espalham pela local e é comum ver jovens bebendo à sombra das colunas romanas.

  • Teatro alla Scala

o que fazer em milao teatro alla escala

Foto: Ungvari Attila / Shutterstock

O Teatro alla Scala, ou simplesmente La Scala, é uma das casas de ópera mais famosas do mundo. Foi construído a mando da poderosa imperatriz austríaca Maria Teresa, em 1778. Grandes músicos e compositores já se apresentaram ali e para conseguir comprar um ingresso numa ópera são necessários meses de antecedência. Porém, é de graça ver a fachada e relativamente fácil fazer a visita pelo Museu do Teatro alla Scala, que custa 9 euros. Ainda, existe uma visita guiada pelo museu e teatro, que leva até os bastidores, salões e custa 25 euros. Saiba mais no site oficial. 

  • Quadrilátero da Moda

Se você gosta de moda ou adora compras, vale a pena circular pelas belas vitrines do quadrilátero da moda de milão. É que entre quatro ruas da cidade se concentram basicamente todas as lojas de grandes marcas como Valentino, Gucci, Prada,  Louis Vuitton, Armani, Chanel, Dolce & Gabbana, Versace e companhia limitada.

Quais ruas são essas: Via Monte Napoleone, Via Alessandro Manzoni, Via della Spiga e Corso Venezia. O quadrilátero é bem central, perto do Teatro alla Escala e do Duomo.

  • Fondazione Prada

Mais distante do centro de Milão, a Fondazione Prada é uma fundação de arte contemporânea e cultura em geral da maison italiana. Além das exposições permanente e temporárias, o prédio em si é interessantíssimo e bastante instagramável, com suas paredes douradas e espelhos.

o que fazer em milao fondazione prada

Foto: Paolo Bona / Shutterstock

A entrada custa 15 euros. Consulte o site oficial para horários de abertura. O metrô mais próximo é o Lodi T.i.b.b.

  • Pinacoteca di Brera

o que fazer em milao pinacoteca di brera

Foto: pcruciatti / Shutterstock

Não é muita gente que sabe que a Pinacoteca di Brera, em Milão, tem uma das maiores coleções de arte da Itália! O museu fica num palácio do século 14 e que no século 17, também as ordens da imperatriz Maria Tereza, se tornou parte da academia de belas artes. Muitas das obras ali foram confiscadas de igrejas e conventos na LOmbardia, uqando as ordens religiosas foram dissolvidas no início do século 19. Entre as masterpieces da coleção estão obras de Rafael, Bellini e Caravaggio.

O bilhete para entrara no palácio e pinacoteca custa 10 euros (e como tudo em Milão, é gratis no primeiro domingo do mês). Abre de terça a domingo, das 8.30am – 7.15pm. Mais informações no site oficial 

o que fazer em milao bairro brera

Rua Fiori Oscuri. Foto: Olgysha / Shutterstock  

Dica esperta: o bairro de Brera é considerado um dos mais “cools” de Milão. Vale a pena circular por ali sem muito rumo. A rua da foto acima faz parte do bairro.

O que fazer em Milão: outras ideias

Como se locomover em Milão

A cidade conta com um sistema de transporte público muito extenso: tem metrô, ônibus e bondes que levam a todos os cantos. Além disso, é fácil de caminhar ou pegar uma bicicleta para se deslocar pela cidade, isso sem contar táxis e aplicativos como uber.

Os bilhetes unitários custam 1,50. Logo, vale mais a pena comprar um bilhete para o dia todo, chamado gionaliero, que custa 4,50 para um dia ou 8,25 euros para dois dias. Assim, você tem viagens ilimitadas por 24 ou 48 euros a partir da primeira validação.

Tenha em mente que não são vendidos bilhetes a bordo dos ônibus nem dos bondes. Você precisa comprar os tickets nas estações de metro ou nas Tabaccarias, que são uma espécie de bancas de jornal, marcadas sempre com a letra T no letreiro.

4 ideias de bate-volta nos arredores de Milão

  • Lago Como

o que fazer em milao lago como

Foto: Rene Hartmann / Shutterstock

Tá com dia sobrando na cidade? Ali pertinho, a uma hora de trem de Milão e na fronteira com a Suíça, fica uma cidadezinha bucólica e simpática chamada Como, às margens de um lago do mesmo nome. O lugar é perfeito para uma tarde relaxante e para um piquenique perto do lago. A gente já falou sobre isso neste post.

Se você curte essa bela paisagem, também vale a pena explorar o Lago di Garda, que fica nos arredores.

  • Bergamo

bérgamo itália capela colleoni

Os voos da Ryanair para Milão descem na cidade vizinha, Bergamo. O centro histórico medieval é daqueles que parecem saídos de contos de fadas. Contamos sobre o que visitar em Bergamo nesse post. 

  • Vinícolas da Lombardia

A região da Lombardia tem vinhos deliciosos e é possível experimentar essas bebidas e a culinária tradicional da região num passeio pelos vinhedos. Veja nesse post algumas dicas de vinícolas.

  • Festa Sagra dei Croti

cozinha da sagra dei crotti italia

Nos arredores de Milão fica Chiavenna, onde todos os anos, em setembro, tem uma festa muito tradicional de comida italiana, onde as famílias abrem suas despensas e cozinham para o público. Prepare-se para se deliciar pelos trajetos da festa Sagra dei Croti. Saiba mais. 

Onde ficar em Milão

Milão é uma cidade enorme e com bom transporte público. Nós já desvendamos para vocês quais são as melhores regiões para se hospedar na cidade. Corre lá para ler!

Aqui, ficam algumas dicas de acomodação:

– Um apartamento na região de Navigli é uma dica ótima. Dentre eles, o Domus Navigli Apartamento é muito bem avaliado.

– No bairro de Brera, onde ficam diversos hotéis boutiques, uma opção legal é o Victor Boutique Hotel 

– Um pouco fora do centro, já fiquei com a minha mãe no Qualis Hotel Nasco, um quatro estrelas com preço ótimo.

– Para quem precisa ficar perto da estação Milano Centrale, uma boa opção é o Four Points Sheraton Milan Center.

– Quem busca acomodação barata e de boa qualidade em Milão, encontra boas opções no Queen Hostel, no B&B L’Isola di Romy Cama e Café, e na Guest House Brianza Room


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “O que fazer em Milão, Itália: 10 pontos turísticos e outras dicas imperdíveis

  1. olá , Parabéns pelo post muito bom mesmo, eu sempre acompanho o 360 . Será que podem me dar uma dica ? viajarei para alemanha pela Alitalia e faço conexão em milão desembarcarei em malpensa (Roma) e terei que ir para o aeroporto linate(milão) , meu voo só sai no dia seguinte as 6 da manhã .. saberia me dizer a distancia do aeroporto linate para o Duomo de milão ? e como faço pra ir ? ah , chegarei em linate umas 18:00 hrs ..
    obrigado e parabéns novamente pelo trabalho 😀

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.