Roteiros de Viagem pela França: de 7 a 30 dias

A França é um país enorme e apaixonante, e é muito mais que Paris. Por isso, pode ser um desafio montar um roteiro de viagem pela França e é para resolver esse problema que criamos esse texto. Aqui você encontrará dicas que te levam das luzes da capital ao charme do interior francês ao glamour do litoral da Côte D’Azur. São roteiros de 7, 10, 15, 20 e até 30 dias pela França, passando por quase todas as regiões do país.

carcassonne na franca historia da cruzada albigiense

Carcassone, no Sul da França

Pensando em quem chega do Brasil, todas as sugestões incluem Paris. Mas se você estiver vindo de outro local e não pretende incluir a capital, tudo bem, utilize os dias de Paris para fazer outros passeios.

Seguro Viagem para França

É obrigatório contratar seguro de viagem para entrar na França e em praticamente toda a Europa. Além disso, o seguro deve ter uma cobertura de 30 mil euros, no mínimo. Para além da obrigatoriedade, vale a pena lembrar que o seguro viagem te protege não só de emergências de saúde, mas também de extravio de bagagem, cancelamento de voos e outros imprevistos.

Seguro Viagem: Europa
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 26/dia*
CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada EUR 1.000 R$ 24/dia*
Affinity 60 Europa Promocional Affinity 60 Europa Promocional Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 800 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*

Como se locomover na França? Carro, trem ou ônibus?

A França é muito bem conectada com trens e ônibus entre as cidades. Dessa forma, é possível planejar todo o seu roteiro de viagem sem se preocupar com carro, desde que você não pretenda se aventurar pelo interior e as cidadezinhas menores.

Para planejar qual ônibus ou trem pegar, e descobrir qual opção tem o melhor custo-benefícioem em cada ocasião, recomendo pesquisar no buscador da Omio, que compara entre trens, ônibus e avião. Nesse post, explicamos melhor como funciona o site.

Passagens baratas para França

Está a procura de boas passagens para a França? Então dê uma olhada nas promoções e opções no buscador Passagens Promo.

Você também pode conferir as ofertas abaixo:

Passagens aéreas saindo de
Iberia GIG Rio de Janeiro ORY Paris 13 Jun 20 Jun R$ 2801 Iberia GIG Rio de Janeiro ORY Paris 16 Mai 23 Mai R$ 2801 KLM GIG Rio de Janeiro CDG Paris 23 Mar 06 Abr R$ 2980 Air Europa GRU São Paulo ORY Paris 05 Mai 19 Mai R$ 3125 Air Europa GRU São Paulo ORY Paris 03 Mai 12 Mai R$ 3125 Air Europa GRU São Paulo ORY Paris 24 Abr 09 Mai R$ 3125 Ver mais ofertas

Roteiro de 7 dias na França: Paris e arredores

Se você tem 7 dias na França, minha dica é que fique apenas em Paris. Tenha em mente que Paris é daqueles lugares que você pode ir todo ano e sempre terá coisas novas para ver e conhecer.

Mas isso não quer dizer que não dá para conhecer outros lugares.

Afinal, da capital é possível visitar diversas outras cidades e passeios interessantes.

o que fazer em paris torre eiffel

Vamos ao roteiro:

Comece explorando Paris por 4 dias inteiros. Use esses dias para conhecer todos os pontos turísticos da cidade. Quer saber quais? Não deixe de ler: O que fazer em Paris: roteiro pronto para 1 a 5 dias

Como você ficará hospedado em Paris todos os dias, e essa é uma das cidades mais complicadas para encontrar hospedagem com bom custo-benefício no mundo, recomendamos algumas opções que combinam uma boa localização, conforto e um bom preço, para diferentes perfis de viajantes:

• Mochileiros: JO&JOE Paris – Nation (hostel, nota 8.2 – $). Ambiente novo, tem terraço aberto e perto de três estações de metrô.
• Econômicos: Apartments WS Louvre – Richelieu (estúdio, 8 – $$). Estúdios próximos ao Louvre.
• Custo/Benefício: Mercure Paris Alesia (4 estrelas, nota 8.2 – $$$). Fica fora do centro, mas muito próximo do metrô.
• Conforto: Hôtel Bleu de Grenelle (4 estrelas, nota 9 – $$$$). Hotel novo, próximo à Torre Eiffel e com vista.
• Veja aqui mais dicas de hospedagem em Paris e qual bairro escolher seu hotel.

Você terá mais 2 ou 3 dias para fazer bate-voltas a partir de Paris. Veja abaixo algumas das opções que ficam até 1h30 da cidade:

Versailles: fica a 20 km de Paris, basta pegar o metrô/ trem RER C. O palácio, os jardins e os domínios da Maria Antonieta são um passeio e tanto. Lembre-se de comprar as entradas com antecedência e chegar cedo para evitar filas quilométricas. Leia mais sobre o passeio a Versailles. 

 

Rouen: fica a cerca de 1h30 de Paris de ônibus ou trem (faça a comparação e compre com desconto no site da Omio). Rouen é a cidade onde Joana D’Arc foi queimada, tem um centro histórico fofíssimo e uma catedral grandiosa pintada por Monet. Leia mais: O que fazer em Rouen, na França: roteiro de 1 dia

 

Giverny / Vernon: cerca de 1h de Paris de ônibus ou trem. A cidade de Vernon e a vila de Giverny são famosos pelo Museu da Casa de Monet e seus belos jardins. A cidade também é bastante bonitinha, rendendo um dia de passeio. Tenha em mente que esse bate-volta não deve ser feito no inverno, quando a fundação Monet fecha.

 

Disney Paris: fica a 32 km do centro de Paris. Basta pegar o metrô/RER. A Disney Paris tem dois parques, o Disneyland Park e o Walt Disney Studios. Ou seja, apesar de ser possível fazer em um dia, o ideal é que você reserve dois dias para visitar.

 

Existem vários outros palácios como o Castelo de Chantilly ou o de Fontainebleau, ou cidades como Reims, Chartres ou Orleans. Ainda, passeios para regiões vínicas como Champagne e o Vale do Loire.

 

Roteiro de 10 dias na França: Paris e Alsácia

Essa viagem te levará à conhecer a Alsácia, uma região que parece saída do filme a Bela e a Fera. Essa também é uma viagem muito legal de fazer no Natal, porque, com as decorações, você vai se sentir dentro de um globo de neve.

roteiros de viagem pela franca colmar alsacia

Colmar, França

Dá para optar por fazer esse roteiro de trem apenas, mas tenha em mente que isso limita um pouco a quantidade de cidadezinhas que conseguirá visitar na Alsácia. Outra opção, caso você vá no verão ou primavera, é fazer passeios de bicicleta, uma vez que essa região tem boas ciclovias.

Leia também: Roteiro de 4 dias na Alsácia, França, sem carro

De qualquer forma, vamos ao roteiro de 10 dias:

Explore Estrasburgo por dois dias. A bela cidade fica quase na fronteira entre Alemanha e França. Essa região da Alsácia foi disputada ao longo dos séculos pelos dois países: não estranhe ao observar que Estrasburgo é francesa, mas também um tanto quanto alemã. Visite a catedral e explore as ruelas da Petit France.

Saiba mais: O que fazer em Estrasburgo, França

Nossas sugestões de hospedagem em Estrasburgo são:
• O Hôtel Suisse (3 estrelas, nota 8.8 – $$$), uma opção bem localizada e com bom custo/benefício, tem vista para catedral.
• Para quem quer economizar, fique do outro lado do rio e aproveite os preços melhores da região, como o Aparthotel Adagio (3 estrelas, nota 8.4 – $).
• Por fim, quer quer aproveitar o clima romântico da cidade num hotel mais confortável e charmoso, sugerimos o Hôtel & Spa Le Bouclier D’or (4 estrelas, nota 9.2 – $$$$)
• Confira mais as dicas de hospedagem em Estrasburgo e Colmar.

A partir do terceiro dia faça viagens bate-volta a locais como: Obernai, Colmar, Eguisheim, Ribeauville, Riquewihr, Mont Sainte-Odile. Se não estiver de carro, você também pode contratar passeios para conhecer a Rota dos Vinhos. 

 

Se você tiver tempo, também pode conhecer algumas cidades alemãs nos arredores, como: Baden-Baden (1h de trem), Freiburg (1h30) ou Metz (2h de ônibus).

Roteiro de 15 dias: Paris, Lyon, Sete, Carcassone, Biarritz

Esse roteiro de 15 dias na França foi pensado para ser feito de trem. Ele cruza boa parte da França, passando por várias regiões diferentes, incluindo muita cultura, gastronomia e belas paisagens. Mais uma vez, comece a viagem pela porta de entrada no país: Paris. Em quatro dias você consegue ter uma visão geral da cidade e conhecer os principais pontos turísticos.

No início do quinto dia, siga cedo pra Lyon. O trajeto de trem dura cerca de 2 horas. Lyon é cheia de histórias, passagens secretas, ruínas romanas e ruas medievais. Já ouvi muitas vezes, e concordo até certo ponto, que a cidade é até mais legal que a própria Paris.

Quer saber por que? Aqui estão todas as nossas dicas sobre Lyon. Fique por lá três dias.

Para hospedagem em Lyon recomendamos o Hôtel Des Artistes (3 estrelas, nota 8.7 – $$) como uma opção de excelente custo-benefício. Se você estiver em busca de algo mais econômico, dê uma olhada no Away Hostel & Coffee Shop (nota 8.3 – $) que tem quartos privados e dormitórios. Por fim, uma opção mais confortável e charmosa é o Hôtel de l’Abbaye (4 estrelas, nota 8.9 – $$$$). Veja mais dicas de onde ficar em Lyon.

ruas de lyon na franca

Ruas de Lyon. Crédito: ahmed kriter por Pixabay

Siga para Sète, que é uma escolha pouco usual num roteiro pela França. Conhecida como a Veneza do Languedoc, a cidade não tem grande apelo entre turistas estrangeiros, apesar de ser um balneário famoso entre os franceses. E é por isso que ela está aqui. Sendo a cidade menos badalada de todo o roteiro, você vai poder experimentar a França sem as hordas de turistas.

E o que tem por lá? Praias legais, comida da boa, vinhos, canais, povo amigável, casas e restaurantes charmosos. Aconselho contratar um guia turístico para um tour na cidade antes de se deitar nas espreguiçadeiras e relaxar com uma boa taça de vinho branco (especialidade da região) na mão. Saiba mais: Sète, a Veneza do Languedoc

Para chegar lá, você precisa fazer uma baldeação de trem, descendo em Montpellier (a duas horas de Lyon) e depois pegando outro trem para uma viagem de menos de 30 minutos até Sète. Fique dois dias e três noites e aproveite um dia para conhecer Montpellier.

Na manhã do terceiro dia em Sète, vá a estação de trem da cidade e siga para Carcassonne. A viagem dura pouco mais de uma hora. Carcassonne é uma cidade murada do século 13 que vai te fazer sentir dentro de um conto de fadas. Em geral, os turistas costumam passar apenas um dia ali, chegando cedo e seguindo viagem no fim da tarde.

Eu, no entanto, aconselho ficar pelo menos dois dias para que você tenha tempo de explorar a fortaleza e a bastide, vila que cresceu aos pés da cidade murada, conhecer algumas igrejas antigas, fazer um cruzeiro no canal de midi e alugar uma bicicleta para explorar a região. Além disso, a cidade murada toda iluminada durante a noite é uma visão e tanto. Ah, e não se esqueça de provar o cassoulet, prato típico da região.

Quer saber mais? Carcassonne, fortaleza medieval no sul da França

Da estação de Carcassonne, siga para Bourdeaux (o nome da estação é Bordeaux Saint-Jean, três horas de viagem). De lá, você vai pegar o trem para Biarritz (mais duas horas de viagem). Ao desembarcar, você estará no País Basco. A cidade já foi considerada tanto balneário de luxo quanto a capital europeia do surf e oferece opções para os dois estilos de viagem.

Possui construções lindíssimas e uma cultura totalmente diferente do que você viu até aqui. Passe lá os quatro últimos dias da sua viagem, aproveitando para fazer um bate-volta a San Sebastian, cidade basca no lado espanhol, e também um passeio pelas charmosas vilas bascas no entorno da cidade. Mais sobre Biarritz.

Inverno na França em 12 dias: os Pirineus

Esse roteiro de inverno na França te leva para conhecer os Pirineus franceses, uma cadeia montanhosa lindíssima, com a possibilidade de esquiar, se você quiser, e ainda conhecer cidades religiosas como Lourdes, ou vilas incríveis como Carcassonne e Albi.

Para esse roteiro, alugar um carro será essencial, uma vez que a região montanhosa não possui transporte público. É possível alugar carro em Toulouse com bom preço – foi o que nós fizemos. Mas recomendo fazer com antecedência para garantir descontos: pesquise no comparador da Mobility.

Como sempre, fique 4 dias em Paris. Depois, siga preferencialmente de avião para Toulouse (Easy Jet, Ryanair e Air France fazem o trajeto).

Toulouse é conhecida como a “cidade rosa” por conta da cor dos prédios. É um lugar encantador e com bastante coisas para fazer: um centro histórico lindo, catedrais gigantescas, museus impressionantes: arte, história, ciência e até aviação – a cidade é sede da Airbus. Além disso, a gastronomia regional é maravilhosa e a vida noturna na cidade é muito animada.

Saiba mais em: O que fazer em Toulouse, na França: um guia completo.

Rue du Taur Toulouse Franca

Minha sugestão é que você dedique 3 dias inteiros a conhecer Toulouse.

Tivemos a chance de experimentar dois hotéis excelentes em Toulouse: O Albert 1er (3 estrelas, nota 8.5 – $$) é um hotel familiar, que fica num prédio histórico no centro, com quartos confortáveis é um café da manhã  maravilhoso com produtos típicos da região. Já o Mercure Centre Saint Georges (4 estrelas, nota 8.1 – $$) também tem um café da manhã é show, mas o ponto alto da estadia é a vista. Veja mais dicas de onde ficar em Toulouse. 

Você pode também ficar na cidade como base para fazer os outros passeios que vou sugerir, ou, se preferir, pode dormir numa das vilas nas montanhas.

 les vila pirineus montanhas

Os passeios possíveis são:

  • 1 dia em Carcassonne: o castelo medieval e a cidadezinha ao pé do morro rendem um passeio incrível
  • 1 dia em Albi: uma cidadezinha charmosa, com uma catedral de tirar o fôlego.
  • 1 dia de Esqui nos Pirineus: as estações mais próximas de Toulouse são: Le Mourtis e Ax 3 Domaines.
  • Se você não quiser esquiar, pode só circular entre as vilas nas montanhas: fomos para Le Mourtis e depois seguimos meio sem rumo, passando por Boutx, Saint Beat e até Les, na Espanha (foto acima).
  • Outras cidades que rendem um dia de passeio na região são: Rocamandour, Cahors, Lourdes e Auch.

 

Verão no Sul da França em 20 dias: Provence e Costa Azul

Essa é uma viagem dos sonhos de muitas pessoas e provavelmente a viagem mais cara que você pode fazer na França. Mas terá a chance de conhecer os campos de lavanda na Provence e as praias badaladas da Riviera Francesa. Para aproveitar o melhor que essa região tem a oferecer, o ideal é visitar no verão francês.

cassis roteiro sul da franca

Cassis e os Calanques

Também vale a pena alugar um carro ou até um motorhome para fazer essa viagem. Assim, você conseguirá aproveitar para ir conhecendo lugares lindos no caminho.

Porém, é também possível fazer o roteiro de trem ou ônibus, que estão disponíveis entre todas as grandes cidades do roteiro, você pode pesquisar as opções na Omio. Você precisará, entretanto, contratar passeios para visitar as cidadezinhas menores.

  • Comece o roteiro com 5 dias em Paris, aproveitando um dos bate-voltas que indicamos no início do texto.
  • Siga para Montpellier de avião ou trem e fique 2 dias. Você também pode aproveitar para conhecer Sète nesse período.
  • Vá para Aix-en-Provence, que será sua base para conhecer a o interior da região da Provence. Fique lá por 5 dias. O carro é bastante necessário nessa região. É possível fazer vários vilarejos e campos num mesmo dia se você estiver no comando do veículo. Inclua no roteiro locais como Plateau de Valensole, Gorges du Verdon,  Roussilion, Saint Rémy, Avignon, Manosque, Arles, Les-Baux-de-Provence. Leia aqui um roteiro completo da região. 

 

  • Viaje para Marselha. Essa é a maior cidade da região da Costa Azul. É lindíssima, à beira do Mediterrâneo e rende pelo menos 2 dias de passeios visitando pontos turísticos como o Porto, o Chateau d’lf, a Basílica Notre Dame de la Gard, os museus e a vida noturna da cidade. Use o terceiro dia para fazer um bate-volta até a adorável Cassis e a região dos Calanques.

Onde ficar em Marselha: nós ficamos hospedados no Residhome Marseille Saint-Charles (3 estrelas, nota 8 – $$) uma opção com excelente custo/benefício: bem localizado, com quartos modernos e confortáveis que também contam com uma cozinha completa. Para quem quer mais conforto e charme, um excelente hotel, bem no coração do Porto Velho, com vista para o mar é o Grand Hotel Beauvau Marseille Vieux Port – MGallery (4 estrelas, nota 8.7 – $$$). Para quem quer uma hospedagem econômica em Marselha, sugerimos o Hostel Vertigo Vieux-Port (nota 8.1 – $).

  • Por fim, siga para 5 dias na parte mais glamurosa da Riviera Francesa, uma das regiões mais luxuosas do mundo. Sua base para conhecer essa parte Costa Azul será Nice, onde você pode dedicar dois dias do seu roteiro para conhecer a Cidade Velha, circular pelo Promenade des Anglais, experimentar os mercados e a gastronomia local. De lá, você pode fazer bate-voltas a locais como Saint Tropez, Cannes, Monaco, Monte-Carlo, além de várias pequenas cidadezinhas da região.

 

Roteiros de Viagem pela França: 30 dias

Agora que você já conseguiu ter um gostinho das ideias de roteiros de viagem na França, fica mais fácil pensar um roteiro de 30 dias, com as combinações das viagens que sugerimos acima. Como o país conta com bons sistema de transporte, é possível fazer conexões entre qualquer um dos roteiros explicados acima, inclusive incluindo cidades ou regiões que não mencionamos.

Se você pretende ficar 30 dias na França, sugerimos também que considere alugar um carro ou até mesmo um motorhome. Assim você conseguirá aproveitar melhor as cidades pequenas, vinícolas e passeios onde o transporte público não alcança.

Outra forma ideal de otimizar o tempo num roteiro pela França mais longo, principalmente se você não for alugar um carro, é eleger uma cidade como base em cada região e ir fazendo bate-voltas a partir dela.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

52 comentários sobre o texto “Roteiros de Viagem pela França: de 7 a 30 dias

  1. Achei ótimo o blog. Eu tenho atualmente 76 anos e gosto de viajar. A cada ano eu e minha esposa vamos para algum lugar diferente. Fizemos uma visita maravilhosa a Paris – daquelas em que tudo da absolutamente certo. Ja fomos a NY e Washington, Visitamos Roma – cidade que adoramos, Florença, e cidades do norte da Itália, inclusive, é claro, Veneza. Fomos a Viena e a Londres. Eu sozinho já visitei Lille, o fronteira da Belgica com a França, e algumas cidades da Alemanha Nesses casos, não foi turismo e sim trabalho. Agora estamos começando o planejamento de uma viagem de 15 dias na Europa. As alternativas parecem infinitas. O que você sugere?

  2. Olá, obrigado pelo artigo. Muito útil. Sou estudante universitário, e vou juntar dinheiro pra poder viajar ano que vem. Quanto em média você diria que da pra viajar? Talvez R$ 12.000 seja suficiente?

    1. Hoje em dia 12.000 reais dá, aproximadamente, 2.800 euros. Se isso vai dar ou não depende do tempo e do seu estilo de viagem. Em uma viagem de 15, dias, como a do post, daria 186 euros por dia (excluindo passagens), o que é uma pequena fortuna e dá tranquilamente.

  3. Olá Natália, boa tarde,
    Moro em Recife e pretendo viajar com mais 3 pessoas para a Europa entre os dias 01 e 15 de novembro deste ano.
    Seremos 4 pessoas no grupo.
    A idéia é seguirmos direto para Frankfurt pela Condor e de lá seguirmos imediatamente por trem para a França.
    Que cidades da França (Norte e Centro, pois não pretendemos ir ao sul), você sugere para que possamos incluir no Roteiro?
    O nosso voo de retorno para Recife será também por Frankfurt.
    Agradeço sua prestimosa atenção.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.