fbpx
Tags:

Por que você deveria se dedicar a projetos paralelos

Na escola, minhas amigas uma vez me chamaram de “menina que tem mania de fazer as coisas”, tudo porque eu sempre me inscrevia nas atividades extra-classe, me postulava para representante, inventava peças de teatro e apresentações de dança. Na época eu fiquei um pouco constrangida, mas hoje acho graça. É verdade, eu tenho mania de fazer um monte de coisas ao mesmo tempo.

A única coisa que mudou do colégio pra cá é o tipo de atividade com a qual eu me envolvo. A verdade é que eu preciso de estar envolvida com coisas que me motivem e esses projetos paralelos que volta e meia eu invento são um grande combustível para a minha vida.

O próprio 360, por exemplo, começou como um projeto paralelo no qual eu costumava trabalhar depois do expediente, antes que ele se convertesse em meu trabalho. Quando isso aconteceu, passei um tempo trabalhando apenas nele até que surgiu aquele comichão outra vez e eu resolvi me dedicar à escrita. Por isso, criei uma newsletter, o Migraciones, e passei a frequentar cursos, oficinas e a ler livros sobre o tema.

No meio tempo, também aprendi espanhol, me desafiei a ler um livro por semana durante um ano e me envolvi em um projeto de revista sobre cultura alternativa para a pós. Futuramente, quero aprender fotografia e violão. Ufa! A lista não para e eu estou convencida de que isso é importante para que a gente cresça como pessoa e siga apaixonado pela vida. Os benefícios que os projetos paralelos nos trazem são quase os mesmos de viajar, porém sem precisar sair de casa.

Planejamento de vida

Projetos Paralelos: por que precisamos deles?

Trabalho, carreira e casa podem não ser tão gratificantes

A rotina do trabalho pra casa, de casa para o trabalho, pode ser um tanto quanto frustrante. Tem gente que se realiza na profissão ou na dedicação à família e isso é ótimo. Para outras pessoas, no entanto, estar apenas preso a atividades cotidianas pode ser um pouco frustrante e desmotivador.

Poder chegar em casa ou terminar as obrigações e se dedicar a atividades que sejam apenas prazerosas e ponto final é uma grande válvula de escape para o estresse do dia a dia. Acredite em mim: é terapêutico. Além disso, em quase todos os casos nosso trabalho oficial não abrange todas as áreas de interesse de nossas vidas e um projeto paralelo é uma grande forma de suprir um interesse ou objetivo pessoal.

É uma oportunidade de conectar-se com pessoas com interesses parecidos aos seus

Seu círculo social vai se expandir consideravelmente a partir do momento em que você começar a se dedicar a projetos paralelos. Seu projeto vai te obrigar a colocar a cara no sol e ir a eventos, feiras, aulas e outras atividades. Ainda que você escolha uma atividade solitária, é possível que entre em contato com gente com interesses parecidos aos seus em grupos de discussão na internet, por exemplo.

Computador - nomade digital - trabalho

Você ganha uma fonte de paixão, realizações e objetivos

Quando a gente entra no mercado de trabalho, as oportunidades de realizações pessoais caem bastante, dando lugar ao crescimento na carreira e realizações profissionais. Qual foi a última vez que você fez alguma coisa só por você, do início ao fim? Quantas vezes você saiu da sua zona de conforto e foi aprender algo novo nos últimos três meses? Talvez você tenha essa lista com coisas que você precisa fazer antes de morrer e ela sempre acabe em segundo plano por causa do trabalho. Bom, é hora de tirar esses projetos do papel.

Torna sua vida (e você) mais interesante

Gente com projetos paralelos são pessoas com interesses diversos e objetivos. E isso é um baita tema de conversa. Além de te forçar a aprender mais sobre diferentes assuntos, seus amigos e pessoas que você acaba de conhecer vão querer saber mais sobre isso, seus progressos e realizações. E não tem nada que chame mais a atenção em uma conversa que ouvir alguém falando com paixão sobre algo.

Seu projeto pode te ajudar profissionalmente ou se tornar uma segunda fonte de renda

Isso não é algo obrigatório. Afinal, o objetivo de ter um projeto paralelo deve ser dedicar-se a algo apenas por nós mesmos e não uma alavanca profissional. Mas, às vezes, seu projeto acaba te beneficiando em sua profissão – direta ou indiretamente – ou se tornando uma segunda fonte de renda. Foi o que aconteceu comigo e o 360meridianos, por exemplo.

Seus projetos podem ainda te dar ideias para o trabalho, te forçar a aprender habilidades que vão te ajudar a conseguir um emprego ou promoção, te mostrar uma super oportunidade de negócios ou te ajudar a descobrir o que você quer fazer da vida.

Escritório blogueiros nômades digitais

Você vai se divertir

E esse talvez seja o item mais importante, não?

Encoraja sua criatividade

A criatividade floresce onde há curiosidade, aprendizado e conexão entre ideias. Um projeto paralelo vai proporcionar tudo isso. Além disso, você vai trabalhar de forma mais livre, sem amarras, regras e prazos criados por ninguém a não ser você mesmo e isso é o caminho para a liberdade criativa.

Como escolher e se dedicar a um projeto paralelo

Explore ideias

Um projeto paralelo não tem nada que te faça seguir com ele, a não ser a sua própria motivação. Por isso, procure algo que te apaixone e que te dê motivos para seguir mesmo quando você estiver cansado, desanimado ou pensando em jogar tudo para o alto.

Mas a grande pergunta é: que projeto seria esse? Faça uma lista com tudo o que você gostaria de fazer algum dia na vida e vá anotando ideias que possam surgir. Comece a trabalhar neles quando a vontade ou as circunstâncias permitirem. Não tem nada de mal em experimentar com diferentes projetos até que você encontre aquele que faz seus olhos brilharem. Ou mesmo em se dedicar a vários ao mesmo tempo.

10 ideias de projetos paralelos para te inspirar a encontrar o seu

  • Escolha um tema que te apaixone e comece um blog, um instagram, um podcast ou um canal no youtube sobre isso.
  • Crie um aplicativo para celular que você acredita que precise existir.
  • Aprenda alguma coisa que você sempre sonhou: fotografia, idiomas, pintura, canto, um instrumento musical, cozinhar, costura, design, dança, artes marciais. Hoje em dia é possível começar a aprender quase qualquer coisa grátis na internet. Quando você tiver certeza de que quer seguir com isso, pode procurar outros cursos ou formas de aprimorar-se.
  • Pratique algum esporte e tenha um objetivo com ele (que não seja apenas ir à academia porque você é obrigado). Pode ser, por exemplo, correr uma maratona ou participar de uma competição específica.
  • Desafie-se a ler um livro por semana ou a ver todos os filmes de uma lista de longas essenciais da história do cinema.
  • Escreva um romance, contos ou poesia.
  • Envolva-se com causas sociais ou ambientais que te motivem. Seja voluntário ou ativista.
  • Organize um evento na sua cidade.
  • Comece um projeto de decoração DYI para deixar sua casa com a sua cara.
  • Grave uma canção que você compôs ou vá mostrar sua música para algum público.

Crie tempo para o seu projeto

A falta de tempo é, provavelmente, a maior desculpa da humanidade. É que na verdade, falta de tempo não existe. Todo mundo, você e a Beyonce, tem as mesmas 24 horas por dia. O que existe é falta de prioridades e má gestão do tempo. Eu não posso dar lição de moral para ninguém porque já devo ter perdido alguns meses de vida rolando a tela do Facebook pra cima e pra baixo como um zumbi. Mas o importante é que, uma vez que você tenha consciência disso, já sabe que tempo se cria.

procrastinacao

Todo mundo tem família, cachorro, trabalho e 10 temporadas de série para colocar em dia. O que diferencia uma pessoa cheia de projetos de outra que passa dias e dias deitada no sofá com o pijama sujo (adoro!) é a motivação e a organização. Crie um horário ou uma rotina para se dedicar a esse projeto. Pode ser uma rotina flexível, claro, mas force-se a dedicar-se a isso algumas horas por semana que seja. Com três horas por semana já dá pra fazer muita coisa, se você tiver foco.

Em geral, quando começo um projeto, estou sempre empolgada e cheia de energia. Isso tende a desaparecer ou diminuir ao longo do tempo. Por isso, tire vantagem dessa compulsão inicial e dedique-se intensamente ao que você quer fazer no principio.

Se o desafio parecer monstruoso, dividir o projeto em tarefas pequenas e simples ajuda um montão. Tente estabelecer tarefas que podem ser executadas em pouco tempo, no intervalo do almoço ou durante uma pausa curta na correria do dia a dia. Aproveite os recursos que você já tem. Qualquer progresso é um progresso. De tarefinha em tarefinha você vê a coisa ganhando forma. E, quando você começa a ver resultados concretos, é muito mais difícil jogar a toalha.

Fotos: Shutterstock e domínio público

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

27 comentários sobre o texto “Por que você deveria se dedicar a projetos paralelos

  1. Belíssimo, post, Natália, obrigada pelo incentivo!

    Planejei muito e me aposentei em abril deste ano. E está sendo agridoce, heheh.
    Mesmo dentro das minhas expectativas, tá difícil lidar com o tempo que antes dedicava ao trabalho…após 30 anos pertencendo a um trabalho formal, vestindo a camisa, etc. já sinto falta e quero voltar a me dedicar na área profissional.
    Então li teu post hoje e estou bem feliz pois me motivou a buscar outros caminhos!
    Mais uma vez, obrigada. Continue tua linda jornada, parabéns.

  2. Por ter uma profissão que não me dá margens de inovação, decidi ter justamente projetos paralelos para dar aquela energizada na vida. Vi que nem sempre poderemos ter nossos empregos dos sonhos, mas nada impossibilita que você alie sua profissão “ganha pão” com atividades que dão prazer.
    Nisso me prometi: cada ano vou aprender algo novo (todo mês não dava por conta do $$). Ano passado foi taekwondo, que continuo fazendo, e esse ano foi corte e costura (um desastre). Próximo é dança.

    A oportunidade de conhecer gente diferente, ver como funcionam outras profissões é fantástica e todo mundo deveria fazer isso vez-em-quando.

    Parabéns pelo post, já é a 2ª vez que leio e só encontro verdades 😉

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.