Tags:
Atlas: Chile

Dicas de viagem para o Chile

Desembarcar no Chile foi como pisar em casa novamente. Depois de uma temporada de cerca de oito meses nas estranhas (e adoráveis) terras orientais, foi bom sentir a vibe latina de novo. As semelhanças culturais com o nosso país são várias. O Chile dá a sensação de que você saiu do Brasil, pero no mucho. Era inverno e encontramos muita gente falando português em meio aos locais que falavam espanhol, mas a arquitetura, o ambiente e a comida são muito interessantes para nós, brasileiros (e os outros estrangeiros) que visitam o país.

Para começar a série de posts sobre a terra do Neruda e contar nossas explorações por lá, segue um passo a passo completo de como planejar a sua viagem.

Vista dos cerros de Santiago, Chilhe

Como chegar

Para ir de avião, Tam, Lan, Gol e Aerolíneas Argentinas têm voos direto de São Paulo para Santiago e que podem sair baratos se você comprar com antecedência. Também dá para ir para Antofagasta – uma cidade no norte do Chile – saindo do Brasil pela Tam, mas com escala em Santiago.

Também é possível ir de ônibus, desde que você tenha muita paciência para aguentar a viagem. A paisagem é bonita, mas a viagem saindo de São Paulo dura cerca de 54 horas. Saindo do sul do Brasil demora menos, e de destinos mais ao norte demora mais ainda – o trajeto custa cerca de R$300,00 reais. A Pluma (não confunda com a Pluna, que faliu) e a Crucero del Norte fazem o trecho.

Por fim, dá para ir de carro saindo do Brasil e passando pela Argentina até chegar ao Chile. Para atravessar as fronteiras dirigindo é preciso ter documentação específica: dá uma olhada nas regras do Mercosul.

Santiago, Chile

Preciso de visto para ir ao Chile?

Brasileiros não precisam de visto se forem ficar no Chile por até 90 dias. Além do passaporte, dá para entrar também com a carteira de identidade, desde que esteja em bom estado de conservação.

Idioma

Espanhol, mas nada que um portunhol não resolva.

Fuso Horário

No horário de verão, de outubro a março, o Chile tem a mesma hora de Brasília (GMT-3). Nos outros meses do ano, o horário lá é uma hora atrasado em relação ao Brasil (GMT-4)

Telefonia e internet

O Código de telefonia é +56. Internet wi-fi é fácil de se encontrar em hotéis e restaurantes.

como esquiar no chile - Dicas

Moeda

A moeda no Chile é o Peso Chileno (CLP). Lá é bem fácil trocar reais. É possível encontrar em Santiago alguns bancos que temos no Brasil, como o Banco do Brasil e o Santander – o que permite sacar com o seu cartão de débito direto em pesos chilenos.

A taxa de conversão entre o real e o peso chileno é de R$ 0,00444 (checado em Julho de 2013). Ou seja, 1 real vale cerca de 224 pesos. E 1 dólar vale cerca de 502 pesos.

Qual o gasto médio de uma viagem ao Chile?

Talvez você esteja pensando: “de quantos pesos vou precisar?”. Em Santiago, a capital, uma refeição barata sai por cerca de 2500 pesos chilenos (uns 5 dólares) e um hotel barato – tipo hostel – cerca de 7500 pesos (uns 15 dólares). Com uma base de 50 dólares por dia (ou seja, uns 25 mil pesos chilenos) dá para fazer uma viagem barata, incluindo todos os passeios básicos. Mas claro, vale pensar o quanto você deseja de conforto na hora de fazer seu orçamento.

Ruas de Valparaíso - Chile

Quais lugares visitar no Chile?

O governo do Chile divide o país em cinco regiões turísticas principais: Santiago e arredores, deserto do Atacama, lagos e vulcões, patagônia e ilhas. Aqui vai um pequeno resumo do que você vai encontrar em cada um desses lugares:

Santiago e arredores: Além da capital, Santiago, é possível visitar os famosos balneários Valparaíso de Viñas del Mar e a região de esqui (o Vale Nevado e as outras montanhas que têm centros de esqui nos Andes). Aproveite também para ir a alguns vinhedos que ficam por ali, como a vinícola Concha e Toro. Como tínhamos pouco tempo, foi a única região que visitamos.

Foto-de-vincola-em-Santiago-Chile

Deserto do Atacama: É  o deserto mais seco do mundo, com atrações como salinas, termas e gêiseres e sítios arqueológicos. As cidades famosas nessa região são San Pedro de Atacama, Arica, Antofagasta, Calama, Iquique, Copiapó, La Serena e Coquimbo.

Lagos e vulcões: Uma região muito bonita, boa para quem quer esquiar no inverno ou praticar esportes náuticos no verão. Cidades conhecidas nessa região são: Chillán, Concepción, Temuco, Valdivia, Osorno, Puerto Varas, Puerto Montt, Villarrica e Pucón.

– Patagônia chilena: Montanhas, fiordes, glaciares, matas e estepes com uma natureza intacta de tirar o fôlego. Regiões para se visitar ali são: Torres del Paine, San Valentín e Cerro Castillo (montanhas), Campos de Gelo (glaciares), General Carrera e o O’Higgins (lagos) e Coyhaique, Punta Arenas e Puerto Natales (povoados).

– Ilha de Páscoa: Famosa por aqueles monumentos de pedra e por sua história impressionante. Além disso, existem outras duas ilhas no Chile: Chiloé e Robinson Crusoe.

Leia também: Onde ficar em Santiago

Quando ir ao Chile?

O clima no Chile varia do deserto à neve. A melhor época para ir vai depender do local que você deseja visitar.

Estatua da Ilha de Pascoa em Valparaiso - Chile

Como circular pelo país?

Dá para circular de avião, pelos sete aeroportos que existem no Chile: o de Santiago, Antofagasta, Puerto Montt, Punta Arenas, Arica, Iquique e Ilha de Páscoa (do Brasil só se chega de avião com escala em Santiago). A Lan é a principal companhia aérea. Também é possível chegar na maioria dos lugares de carro ou de ônibus. As estradas são muito boas e seguras, e linhas de ônibus conectam as principais cidades do país, a Tur Bus (www.turbus.com) e Pullman (www.pullman.cl) são as mais famosas.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável em qualquer viagem. Não fique desprotegido no Chile. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício com nosso código de desconto.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um comentário sobre o texto “Dicas de viagem para o Chile

  1. Adorei as informações e as dicas, creio que dá para passear mo meio do ano de 2017.
    Parabéns pela iniciativa em dividir conosco suas experiências, facilita e muito pá a os principiantes.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.