9 cidades para beber cerveja no verão europeu

Este post faz parte da blogagem coletiva #verãoeuropeu

Hoje começa o verão europeu. Aeeeee! Dia 20 de junho é o mais longo do ano, o dia do domínio do sol, o dia que abre a temporada de ir para a praia ou piscina. De se sentar no parque ou na praça. Sim, eu adoro verão e nem ligo tanto para o calorão. Se você está aí odiando o frio no Brasil ou o inverno que chegou em Game of Thrones, ou está de viagem marcada para o verão na Europa, segue aqui a minha singela contribuição com as suas férias.

Porque, para mim, verão combina com duas coisas especiais: boteco e cerveja. Boteco mesmo, esses de mesa na rua, nada muito metido a besta. Porém, depois de tantas temporadas nessa Europa, viajando e morando, tenho certeza em afirmar que a cultura de boteco no Brasil – especialmente em BH – é infinitamente superior. Falta aqui na Europa a noção do compartilhamento: não se compartilha nem a cerveja, nem as porções de comida. No bar é cada um com o seu e às vezes é difícil achar um lugar daqueles para você se sentar com os amigos às 15h da tarde e só sair meia-noite.

Isso não quer dizer, porém, que não existam bons bares na Europa. Muito pelo contrário, algumas cidades que já visitei têm lugares e tradições botequeiras bem legais e que certamente valem uma visita, uma sentadinha descompromissada numa esplanada ou até mesmo beber uma cerveja na rua mesmo.

Vamos à minha lista – que inclui somente lugares em que eu já me sentei para beber e curti muito. Se você tem uma dica extra, deixe nos comentários.

Lisboa

Arrisco dizer que Portugal é o destino mais bombado do verão europeu de 2016, finalmente descoberto pelo resto do continente, que antes ia direto para o Algarve. O resultado é que é impossível andar pelas ruas do Bairro Alto ou de Alfama e não ouvir uns 25 idiomas diferentes. A questão é que Lisboa ainda está conseguindo manter sua autenticidade, mesmo em meio a esse tanto de turistas.

beber verão europeu lisboa

O massa de beber no Bairro Alto, Rato, Príncipe Real ou Alfama é que em todos esses bairros você vai achar tasquinhas que vendem um chopp (ou príncipe, como eles chamam) por 1 euro – sem contar, claro, os vinhos por €1,50. Dá para sentar na calçada ou ir bebendo na rua, de bar em bar, no melhor estilo botecocrawl, ladeira acima e abaixo. Se você quiser uma cerveja de melhor qualidade do que a Sagres ou Super Bock, a modinha maravilhosa de cervejas artesanais já chegou em Portugal e tem alguns bares dedicados a essas delícias. Dá uma olhada nesse texto aqui do pessoal do Almost Locals.

Barcelona

Se Lisboa está bombando agora, Barcelona é Barcelona há anos. Espere encontrar multidões circulando pelas Ramblas e pelos labirintos do Bairro Gótico. Mas a fama da cidade é totalmente justificada, porque tem MUITOS lugares legais e despretenciosos para tomar uma Estrella Damm, uma Heiniken, uma Paulaner… Um pint de cerveja costuma custar uns 3,50 euros.

bar em barcelona

Meu bairro favorito para beber lá foi o Gracia, com as suas pracinhas que são ótimas para ficar na rua e aproveitar o clima quente. Durante a estação, a Plaça del Sol, por exemplo, enche de gente sentada no chão todas as tardes. A Naty já fez o favor de fazer um post com os bares favoritos dela lá e garanto, são ótimos: fica a dica!

Atenas

Muita gente considera Atenas o patinho feio da Grécia, mas eu tive a sorte de conhecer a cidade com os olhos e as dicas de uma moradora. Minha amiga lá me levou em um monte de bares sensacionais frequentados pelos gregos e que a grande maioria dos turistas ignora. Você pode provar uma Alfa, a tradicional cerveja local, e explorar os bares nos bairros de Exarchia, Kolonaki, Psirri e Gazi. Veja aqui minhas dicas de bares.

Onde ficar em Atenas Psirri

Ps.: Se você quiser explorar ainda mais a cultura botequeira grega, ao invés das ilhas, corra para Tessalônica, a cidade com a maior população jovem da Grécia e uma noite de fazer inveja em muita capital por aí.

Budapeste

Outra cidade que tive a sorte de conhecer guiada por uma moradora local. Mas você nem precisa de um guia húngaro para explorar as maravilhosidades escondidas – ou nem tanto – do Distrito Judeu. Por ali, estão os pubs ruínas (já escrevemos sobre eles aqui) um conjunto de bares construídos em prédios abandonados, cada um com estilo diferente.

o que fazer em budapeste sizmpla

Por mais que eu seja uma amante convicta de cerveja, por ali a bebida do verão é o fröccs (pronuncia-se frotch). Vinho misturado com água gaseificada. Super refrescante.

Milão

Eu bem me lembro da primeira vez em que estive na Itália e nós ficamos dias circulando por Roma em busca de um boteco perfeito. Não encontramos nada assim por lá, apesar de que vimos algum potencial no Trastevere no último dia. Ao longo dos anos, sempre que volto a Itália (um dos meus países favoritos no mundão) fico de olho nos bares: Bolonha merece sem dúvida uma salva de aplausos, mas como é uma cidade universitária, no verão esvazia. Nápoles também é muito massa e animada.

noite em milao navigli

Mas a noite que realmente me empolgou na Itália foi a de Milão. Essa nem é a minha cidade favorita do país, mas os bares no Navigli e Colonne di San Lorenzo valem muito a pena. Começam a encher no happy hour, mais conhecido como Aperitivo, em que os bares fantasticamente servem comida para quem pede uma bebida. E depois ficam lá, cheios de gente até tarde da noite, gente que bebe nas esplanadas, nas calçadas, onde tiver espaço.

Bucareste

A animação dos bares de Bucareste me surpreendeu. A capital da Romênia tem um potencial incrível de bares legais no centro velho, também conhecido como Distrito de Lipscani: basicamente, em todas as ruas tem uma fila deles, para todos os gostos. Mais com cara de boteco, mais com cara de restaurante, mais com cara de boate.

o que fazer em bucareste romenia ruas lispcani

As ruas ficam lotadas, as mesas ficam nas ruas, os preços são incrivelmente baratos e os prédios dessa região são muito lindos.

Bruxelas

Não dá para falar de cerveja e não falar em Bruxelas. A cerveja belga é eternamente campeã de melhor do mundo e a capital da Bélgica tem uma cultura de bares (apesar deles chamarem os bares de cafés¯ \ _ (ツ) _ / ¯). O truque em Bruxelas é evitar os bares caros do centro da cidade – apesar de que vale a pena ir um dia ao Delirium, que tem 2004 rótulos de maravilhas – e ir para os bairros ao redor que são frequentados pelos belgas, que gostam de beber na rua e pagar mais barato pelas suas cervejas.

cerveja belga bares bruxelas bélgica delirium

Recomendo a Parvis de St. Gilles e o bairro Flagey e já até escrevi exatamente quais “cafés” você deveria visitar por lá nesse post aqui.

Praga

Eu confesso que não sou uma grande fã de Praga, desde o meu incidente com o porco, mas não quer dizer que eu deixo de indicar a cidade (e o país, que é um dos maiores consumidores de cerveja do mundo). No último verão, eu explorei o interior da República Tcheca e até visitei a fábrica da Budvar, a Budweiser original.

pub praga

Enfim, é preciso incluir Praga na lista, porque a cidade é famosa pela vida noturna, a cerveja lá custa 24 coroas (1 euro) e tem muitos bares. Inclusive, nós já escrevemos dois posts com dicas sobre o que fazer por lá. Uma dica extra é: se você quiser conhecer mais das cervejas tchecas e explorar outros bares no país, siga para Cesky Krumlov, Pilsen e Brno.

Berlim

Berlim é a capital “cool” da Europa e não podia deixar de finalizar a lista com a cidade. Berlim é diferente no verão, porque o pessoal fica mais bem humorado e vai beber na rua. Porém, é importante dizer que os alemães ficam incomodados se você fala alto no bar. O que pode ser meio chato se você está em grupos maiores. Os bares em Neukölln e Kreuzberg foram meus favoritos. Vale lembrar que, no verão, parques e praças da cidade também viram lugares ideais para beber. Recomendo também uma olhada nas dicas do pessoal do Fototrasse.

Neukölln, Berlim

ps. Claro, não dá para falar de cerveja e encher a cara sem lembrar da Oktoberfest em Munique. É legal ir lá mesmo fora da época da festa, visto que as cervejarias todas estão abertas ao público e nos parques da cidade, no verão, também ficam abertos os biergartens.

Este post faz parte de uma blogagem coletiva feita entre várias blogueiras amigas que moram na Europa. Você pode conferir todos os posts sobre o verão europeu que fizemos na listinha abaixo:

Milão nas mãos – O verão na Itália 
Pelo Mundo Blog – Mainau, a ilha das flores
De Café por Barcelona – Bebidas del Verano
Aprendiz de Viajante – 5 praias pra conhecer no Reino Unido
Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

21 comentários sobre o texto “9 cidades para beber cerveja no verão europeu

  1. Eu não sou cervejeira, a não ser se for uma clara, que é a cerveja com fanta limão ( os entendidos da bebida nessa hora me matam, jajajaja), mas os destinos são maravilhosos e acho que rola beber um vinho branco tb, não rola?

    Um beijo.

    1. Oi Cristina,

      Realmente, eu me apaixonei por isso em Barcelona!

      Só não achei esse lugar da cerveja de 1 euro. Dá próxima vez que for a cidade (com menos correria) vou te chamar para me guiar por esses botecos

      bjs

    1. hahahahaha
      Valeu Helô!

      Eu não incluí Londres na lista porque uma vez tentei encher a cara na cidade e eles nos expulsaram do pub à meia noite e nem queriam dar um copo de plástico para levarmos o resto da cerveja ainda cheia.

  2. Gente, impressionante como nos identificamos em vários tópicos. Também sou de BH e adoro um boteco (rs). Que saudade que me deu de passar horas filosofando com os amigos ao ler o seu post.
    Lisboa, Madrid, Milão e Atenas também estão no topo da minha lista de cidades com bares legais. 😀

  3. Que vontade que deu de viajar e ir bebendo como se não houvesse amanhã as delícias de cada país.
    Ia ser maravilhoso, se é que eu lembrasse de algo depois né?! 😛
    Beijokas =)

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.