Tags:
Atlas: Curitiba, Brasil, Paraná

O que fazer em Curitiba: turismo, quando ir, hospedagem e onde comer

Parques sem fim numa das capitais mais agradáveis do Brasil: não falta o que fazer em Curitiba, no Paraná. Neste texto você encontra um guia completo para organizar sua viagem para lá – além de dicas de turismo, aqui você vai saber qual a melhor época para visitar a cidade, ter a indicação de três hotéis que o 360meridianos já testou e sugestões de restaurantes e passeios. Vamos começar?

Veja também: 5 parques incríveis de Curitiba
Onde ficar em Curitiba – dicas de hotéis e bairros

O que fazer em Curitiba: três dias de turismo na cidade

Reserve um final de semana para conhecer Curitiba – quem tiver mais tempo, pelo menos três dias, também estará com a agenda lotada. Não dá para fazer uma lista com todos os passeios possíveis, mas montamos um roteiro com as atrações mais importantes, entre elas as seguintes:

  • Centro Histórico
  • Jardim Botânico
  • Opera de Arame
  • Museu do Olho
  • Parques, parques e mais parques

Roteiro pelo centro histórico de Curitiba

Comece seu roteiro pelo centro de Curitiba. A Rua XV de novembro tem um calçadão fechado para carros, com canteirinhos floridos – vem daí o apelido da via: Rua das Flores. Criada na década de 1970, foi a primeira rua para pedestres do Brasil. Por ali você vai encontrar muitas lojas, cafés e restaurantes. E também o Palácio Avenida, um prédio histórico que serve de palco para as apresentações do coral mais famoso da cidade, Natal sim e no outro Natal também.

centro de curitiba

Ali pertinho, no Largo da Ordem, é onde ocorre, toda manhã de domingo, uma feirinha. Ali ficam a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, o templo mais antigo de Curitiba, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito e também o Relógio das Flores.

Você não vai caminhar nem cinco minutos para chegar em dois centros culturais, o Solar do Rosário e a Fundação Cultural Palacete Wolf. E também no Memorial de Curitiba, outro espaço cultural e com atividades gratuitas. Ainda pertinho, na Praça João Cândido, estão as Ruínas de São Francisco, restos de uma construção portuguesa do começo do século 19. Basta atravessá-las e você estará no Museu Paranaense, com exposições permanentes que recontam a história da ocupação do território do Paraná. Fica na Rua Kellers, 289, e funciona de terça a sexta-feira das 9h às 18h e aos sábados, domingos e feriados das 10h às 16h.

A Praça Tiradentes, marco zero da cidade, e o Paço da Liberdade são outros lugares importantes e que ficam um ao lado do outro. O último é um prédio lindo, construído no começo do século 20, e que hoje serve como um centro cultural do SESC. Por ali também está a Catedral de Curitiba, de 1893.

Outra via famosa de Curitiba, a Rua 24 horas é totalmente coberta por uma estrutura de metal e vidro, repleta de restaurantes e lojas. Ela foi inaugurada no começo dos anos 1990 e reformada em 2011. Hoje, não funciona mais 24 horas, mas segue como uma opção de lazer para os dias e as noites da cidade. No site oficial você encontra uma lista com os estabelecimentos da Rua 24 horas.

O que fazer em Curitiba

Rua 24 horas (Foto: Por Alf Ribeiro, www.shutterstock.com)

Parques e Museus

Projetado pelo famoso arquiteto, o museu Museu Oscar Niemeyer tem o formato de olho e mais de 17 mil m². É daí que vem o apelido que é quase o nome oficial do lugar: Museu do Olho. Fica na Rua Marechal Hermes, 999, e funciona de terça a domingo, das 10h às 18h. Detalhes no site do MON.

Mas os melhores passeios de Curitiba são mesmo a céu aberto – e com muito verde. Curitiba tem cinco vezes mais áreas verdes por habitante do que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde. São pelo menos 30 parques e bosques públicos, mais de 70 áreas verdes e mil praças e jardins.

parques curitiba

Jardim Botânico

O ponto turístico mais visitado de Curitiba é justamente o Jardim Botânico, inaugurado no começo da década de 1990. A estufa – além de ser o grande cartão-postal da cidade –  guarda plantas típicas da Mata Atlântica. O Jardim Botânico de Curitiba fica na Rua Engenheiro Ostoja Roguski e funciona de segunda a domingo, de 6h às 19h30. A entrada é gratuita.

Outro cartão-postal clássico da cidade e que frequentemente é confundido com o Jardim Botânico, a Ópera de Arame é um teatro com capacidade para até mil pessoas e que faz parte de outra área verde, o Parque das Pedreiras. O endereço é Rua João Gava, 970. A Ópera de Arame abre de terça a domingo, das 8h às 18h, e a entrada também é de graça.

Parques em Curitiba

Ópera de Arame

O represamento de um rio criou um lago e batizou o Parque Barigui. Com 1,4 milhão de metros quadrados, esse é um dos parques mais frequentados pelo curitibano – e com funcionamento 24h. Fica na Av. Cândido Hartmann. A entrada também é gratuita. 

O Parque Tanguá fica na Zona Norte da cidade e também foi criado para ajudar a controlar as inundações do  Rio Barigui. Funciona diariamente, das 8h às 18h, e a entrada é de graça. Fica na Rua Oswaldo Maciel. Já o Parque Tingui tem lagos, ciclovias, pistas para caminhada e vários espaços de lazer, mas o que chama atenção por ali é o Memorial Ucraniano, que celebra os imigrantes desse país que vieram viver em Curitiba.

E vale dar uma passada em praças, digamos, temáticas, como a Praça do Japão, dedicada aos imigrantes japoneses, ou mesmo em áreas verdes mais centrais como o Passeio Público, o parque mais antigo da cidade, inaugurado no fim do século 19.

Na Wikipedia você encontra uma lista com todos os parques e praças de Curitiba.

Santa Felicidade

Tem gente que acha pegadinha, mas o Santa Felicidade é um bairro tradicional e casa de descendentes de imigrantes italianos – e, consequentemente, de um monte de restaurantes italianos. Vale tentar ir ao Santa Felicidade durante um dos festivais que marcam o calendário do bairro, como a Festa do Frango, da Polenta e do Vinho.

Gosta de futebol?

Curitiba tem três grandes clubes do futebol brasileiro: o Atlético Paranaense, o Coritiba e o Paraná. Cada um tem seu próprio campo, o que coloca estádios como a Arena da Baixada e o Couto Pereira na lista de atrações turísticas da cidade. Se você gosta de futebol, vale ficar atento aos dias e horários de jogos, nos sites de Atlético, Coritiba e Paraná.

O que fazer em Curitiba com chuva?

Choveu? Bom, como você verá no próximo tópico, isso não é tão incomum assim e nem precisa atrapalhar a viagem. Se o tempo estiver ruim, dê preferência para passeios em locais fechados, como o Museu do Olho, o Museu Paranaense, a Rua 24 horas e o Mercado Municipal. Neste link você encontra uma lista com os mais importantes museus de Curitiba.

Museu do Olho Curitiba

Museu do Olho

Melhor época

Curitiba é a capital nacional do Natal. Se você puder escolher um período do ano para visitar a cidade, vá durante as apresentações do Palácio Avenida, o coral criado nos anos 1990 e que se tornou um marco da cidade – o espetáculo é emocionante, muito bem produzido e de graça. Além disso, perto do Natal Curitiba ganha iluminação especial, vários eventos e um clima diferente. As apresentações ocorrem do final de novembro até meados de dezembro, sempre nas sextas, sábados e domingos.

Palácio Avenida – como é o espetáculo de Natal de Curitiba

Em termos de clima, a temporada das chuvas vai de novembro a março, mas também cai bastante água em outras épocas. Julho e agosto são os meses mais secos e frios. De abril a setembro chove menos e as temperaturas são mais agradáveis. Não há um período do ano que a viagem seja desaconselhada, apenas vá sabendo o que esperar, afinal muitas das atrações da cidade são parques e áreas ao ar livre.

turismo em curitiba

Rua das Flores (Por Diego Grandi, www.shutterstock.com)

Onde comer em Curitiba

Além dos restaurantes listados abaixo, vale a pena fazer uma refeição num dos muitos estabelecimentos do Mercado Municipal de Curitiba, que também é um ótimo lugar para comprar produtos típicos e lembrancinhas. Outra opção é seguir para a Rua 24 horas e achar algum restaurante por ali, assim como para o bairro Santa Felicidade.

  • Quintana – Um dos melhores restaurantes da cidade, o Quintana fica no Batel. É possível pagar um valor fixo para se servir no buffet ou optar pelo preço no quilo. Cada dia da semana tem um menu com inspiração diferente. Fica na Avenida Batel, 1440, e abre somente para almoço. Detalhes e menu do dia na página deles no Facebook.
  • Bar do Alemão – Um dos bares mais tradicionais de Curitiba, em funcionamento desde 1979. Fica na Rua Dr. Claudino dos Santos, 63. É o calçadão do Largo da Ordem, bem no centro histórico da cidade. Funciona todos os dias, das 11h até 2h da manhã. Detalhes no site oficial.
  • Madalosso – O maior restaurante do bairro Santa Felicidade, o reduto de imigrantes italianos, tem quase cinco mil lugares. Funciona de segunda a sábado, das 11h30 às 15h e das 19h às 23h. E também aos domingos, mas só para almoço: das 11h30 às 15h30. Fica na Avenida Manoel Ribas, 5875. Site oficial.

Três hotéis em Curitiba

O melhor bairro para se hospedar em Curitiba é o Batel, que está perto do centro e colado com muitas atrações. Já ficamos (e recomendamos) em três hotéis nesse eixo, entre o Batel e o Centro:

E duas sugestões de hostels:

Devo alugar um carro?

Em geral, o carro não ajuda tanto dentro da cidade. É mais fácil se deslocar a pé, de transporte público ou usando os aplicativos de mobilidade. Há também uma linha turística, aqueles ônibus de dois andares que existem em todo canto do mundo, e que passa nas principais atrações de Curitiba. Consulte preços, horários e roteiro aqui.

Por outro lado, o carro pode ser um facilitador para quem pretende sair de Curitiba e seguir viagem pelo interior do estado. Se resolver fazer isso, saiba como alugar um veículo garantindo o melhor custo/benefício.

Morretes, Paraná

Morretes

De Curitiba para onde?

O bate-volta mais tradicional é para Morretes, cidade histórica a 70 km de Curitiba. O jeito mais bonito de chegar até lá é de trem, num passeio turístico que dura toda a manhã e passa pela Serra do Mar. Se quiser continuar viagem, siga depois para Antonina, a 15 km de Morretes, e para a Ilha do Mel. Foz do Iguaçu, o grande destino turístico do Paraná, não está perto: são 630 km e oito horas de estrada.

Veja também: Passeio de trem em Curitiba, um bate-volta até Morretes


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.