Tags:
Atlas: Foz do Iguaçu, Brasil, Paraná

O que fazer em Foz do Iguaçu: roteiro de quatro dias

Foz do Iguaçu não é um destino qualquer. Quantos lugares reúnem uma das sete maravilhas naturais do mundo, um templo budista, uma mesquita e uma usina hidrelétrica gigantesca? Quantos lugares permitem uma viagem por três países numa só – Brasil, Argentina e Paraguai?

É por isso que Foz é um dos lugares mais incríveis que já visitei no Brasil – só perde para Fernando de Noronha, que, vamos concordar, é o paraíso em forma de ilha.

Mas voltemos a falar de Foz. O maior erro que um viajante pode cometer é passar por lá rapidamente, apenas para seguir caminho pela Ponte da Amizade, com o objetivo de fazer compras no Paraguai. Passar por esse canto do Brasil e não conhecer as cataratas deveria ser proibido. Por lei.

Saiba mais: Onde ficar em Foz do Iguaçu

Mas e além das Cataratas? Ainda tem muito mais! É hora de descobrir o que fazer em Foz do Iguaçu.

Cataratas do Iguaçu

Elas valem a viagem. Visitar as Cataratas do Iguaçu é o ponto alto de qualquer passagem por Foz. Reserve um dia inteiro para conhecer o Parque Nacional do Iguaçu. E eu estou falando apenas do lado brasileiro – você vai precisar de outro dia inteiro para conhecer o lado argentino, que concentra a maior parte das cataratas.

Além do exercício de contemplação, você pode cair na água radicalmente. O Macuco Safári, passeio em que você vai de barco até as cataratas e toma um banho por lá, é uma experiência incrível. Outras aventuras também atraem turistas, como arvorismo ou rapel. E do lado de fora do parque é possível contratar um passeio de helicóptero para sobrevoar as cataratas mais bonitas do mundo. Convencido?

O Parque Nacional do Iguaçu, o do lado brasileiro, funciona todos os dias, entre 9h e 17h, e a entrada custa R$ 33.

Veja também: Visita ao lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu

Onde ficar em Foz do Iguaçu

Parque das Aves

Quase 800 animais tornam o Parque das Aves uma das principais atrações de Foz – são 500 mil vistantes por ano. O Parque, que resgata animais do tráfico, fica na Avenida das Cataratas, a mesma que dá acesso ao Parque Nacional do Iguaçu. Reserve duas ou três horas para conhecer essa atração. Funciona todos os dias, entre 8h30 e 17h. O ingresso custa R$ 24.

Veja também: Visita ao Parque das Aves, em Foz do Iguaçu

Parque das Aves, Foz do Iguaçu

Usina Hidrelétrica de Itaipu

Sim, vale a pena visitar uma usina hidrelétrica. Primeiro porque passar por Itaipu significa pisar em dois países num mesmo tour de ônibus. A usina pertence ao Brasil e ao Paraguai e está na fronteira, no rio Paraná.

Itaipu é uma maravilha da engenharia.17% da energia consumida no Brasil vem dessa usina. E a vasão de Itaipu é só 40 vezes maior do que a que você vai ver nas Cataratas. Só isso.

O tour por Itaipu pode incluir também uma visita aos bastidores da usina, uma visita noturna, uma visita ao Observatório Astronômico Casimiro Montenegro Filho ou ao Refúgio Biológico Bela Vista, que recebeu os animais que fugiram da área alagada pela usina. A entrada fica na Avenida Tancredo Neves, 6731, e o ingresso do tour panorâmico, o tradicional, custa R$ 27 e pode ser comprado na bilheteria ou online, no site oficial. Detalhes de como chegar aqui.

Veja também: Turismo na Usina de Itaipu 

Itaipu, viagem e turismo em Foz

Templo Budista

Foz do Iguaçu é eclética. Inclusive do ponto de vista religioso. Construído na década de 1990, o Templo Budista de Foz se converteu num ponto turístico da cidade – são mais de 100 estátuas de Buda. Além disso, do Templo é possível ter uma ótima vista de Foz e até da Ciudad del Este. O Templo Budista fica na rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99, e funciona entre terça e domingo, das 9h30 às 17h. A entrada é gratuita.

Mesquita de Foz

Foz é budista, cristã, islâmica e muito mais. A Mesquita Omar Ibn Al-Khatab foi construída na década de 1980 e inspirada num famoso templo de Jerusalém. Dado importante: Foz tem uma das maiores comunidades árabes do Brasil, o que explica a construção dessa mesquita, também convertida em ponto turístico.

O templo fica na Rua Meca, 599, e funciona de segunda a sexta, das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30, e aos sábados, das 9h às 11h30. A entrada é gratuita e há visitas guiadas no local. O blog Matraqueando tem um post explicando um pouco mais sobre a comunidade árabe de Foz do Iguaçu e cotando como é a visita ao tempo.

Puerto Iguazú

A Argentina é logo ali. E há dois passeios ao país vizinho que entram no roteiro de quase todo mundo que passa por Foz. O primeiro, claro, é visitar o lado argentino das Cataratas, que concentra cerca de 70% das quedas. O ponto alto dessa visita é a Garganta do Diabo.

O outro passeio, feito normalmente à noite, é visitar Puerto Iguazú, cidade irmã de Foz que tem 80 mil habitantes e mais um número indefinido de visitantes, principalmente brasileiros, por dia. Restaurantes, bares, um mercado simpático são os programas que costumam estar incluídos no tour até lá, vendido por agências de Foz, como a Loumar Turismo. Além disso, Puerto Iguazú tem um cassino e um Duty Free, pontos tradicionais na peregrinação brasuca.

Noite em Puerto Iguazú, Argentina

Marco das três fronteiras

Três obeliscos, um em cada país, marcam as fronteiras entre Brasil, Argentina e Paraguai. Os monumentos foram erguidos no começo do século 20 e têm as cores de cada país. Eu visitei apenas um, o argentino, mas de cada um deles é possível ver os outros, nas margens opostas dos rios Iguaçu e Paraná.

O marco argentino é o mais interessante.  A área foi revitalizada e agora inclui também um show de luzes e sons. O obelisco brasileiro também passará por uma reforma, ganhará estrutura turística e será gerenciado pela Cataratas S/A, mesma empresa que comanda o Parque Nacional.

O que fazer na Ciudad del Este

Eu não tenho dúvidas de que o Paraguai é incrível, mas confesso que visitar a Ciudad del Este, na fonteira com Foz, não é o ponto alto de uma passagem pelo país, principalmente se você não sair do centrinho comercial (e meio feioso) onde os turistas brasileiros se esbaldam nas compras.

compras no paraguai

Por outro lado, não dá para negar que atravessar a Ponte da Amizade é uma experiência, err, antropológica interessante. Faça compras ou não, um roteiro por Foz do Iguaçu normalmente inclui uma passagem pelo Paraguai. Nem que seja uma visita rápida e sem compromisso com a gastança. Temos um texto sobre a experiência de compras no Paraguai e outro sobre as regras e limites da Receita Federal.

O que fazer em Foz do Iguaçu: alugar um carro ou não?

Depende. Se você estiver viajando sozinho, então definitivamente não compensa, mas a coisa começa a mudar se você estiver acompanhado de mais uma pessoa. Está num grupo um pouco maior? Aí vale a pena mesmo. É que muitas das atrações são distantes e você terá que ir de táxi ou contratar um transfer.

Se resolver alugar, nesse texto aqui explicamos como garantir a diária do veículo com melhor custo/benefício. E não se esqueça que é preciso contratar outro seguro, o Carta Verde, para cruzar a fronteira. Vale a pena verificar também com a locadora qual a política da empresa para usar o carro na Argentina ou no Paraguai.


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

16 comentários sobre o texto “O que fazer em Foz do Iguaçu: roteiro de quatro dias

  1. Excelente post. Moro em Foz do Iguaçu e de fato as Cataratas do Iguaçu, assim como o Parque das Aves, Itaipu e Puerto Iguazú são passeios imperdíveis.

    Para Puerto Iguazú vá antes do entardecer e tente pegar o pôr do sol no Marco das Três Fronteiras do lado argentino, é demais! Por lá, aproveite também para jantar em um dos muitos restaurantes divinos da cidade.

  2. Muito bom, seu blog é direto ao ponto e bem explicado. Fui para Foz do Iguaçu faz duas semanas, e vou falar, que lugar maravilhoso, primeiro que a cidade não tem transito, em 20 minutos vc está em qualquer lugar, as paisagens são as mais lindas que vi na vida, a comida é super barato comparada a minha cidade, eu encontrei um casal de guias super simpáticos que nos leva com transporte privativo em todos os passeios da cidade, com preços melhores que em grupo, e nos leva em um carro só para família, somente o hotel que pegamos que deixou um pouco a desejar, mas nem paramos muito nele mesmo. O whats do casal para quem precisar é 045 9154 0627. Abraços e ótima férias para quem conhecer Foz.

  3. Ola,gostaria de parabenizar pelo blog e tirar uma duvida: quando passamos para o lado argentino é preciso apresentar o rg ou passaporte, se sim, eles carimbam o passaporte?

  4. Oi, tudo bem? Antes de tudo quero te parabenizar pelo post, pois o mesmo está perfeito.

    O motivo do meu contato é para saber se posso escrever um artigo para você, tenho um blog também.

    Entrei em contato por aqui pois foi o único jeito para falar contigo.

    Abraço, boa sorte e tudo de bom.

  5. Opááá Rafael pena que eu não soube que você viria por estes lados, está muito bom o roteiro que você está sugerindo, como eu moro aqui quero dar uma dicas:

    Na Argentina também tem um bar de gelo !! Sim você sai de um calor monstro e entra dentro de um bar onde até os copos são de gelo em plena floresta Argentina. Eles tem também a Costanera margeando o Rio Paraná onde está o Marco das três Fronteiras e vc pode fazer um lindo passeio a pé e ainda tem WIFI livre para vc postar sua pics em tempo real.
    E no Paraguai tem uns lugares bacanas para ir a noite como bons restaurantes e Danceterias
    Existe também um passeio de Katamaran em Foz pelo rio com jantar incluído e um por de sol sempre maravilhoso. Venham a Foz, é maravilhoso

  6. Pra quem curte um pouco mais de adrenalina, super vale a pena o salto de paraquedas com a Sky Dive!! O salto é realizado proximo a ITAIPU, a vista da usina por cima é incrível!!!

    Foz é incrível super vale a pena!!!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.