Tags:
Atlas: Valparaíso, Chile

Turismo em Valparaíso: o que fazer na capital cultural do Chile

Quase toda viagem a Santiago inclui uma visita rápida às cidades de Valparaíso e Viña Del Mar, que estão a cerca 120 km da capital do Chile e convenientemente perto uma da outra. Para muitos brasileiros, este é o segundo momento mais importante dos dias passados no país. O primeiro, é claro, é o encontro com a neve. Já em  Valparaíso e em Viña Del Mar os brazucas dão oi para o oceano pacífico. Neste post vamos falar um pouco sobre o que fazer em Valparaíso. Leia também nosso post sobre a vizinha Viña del Mar.

O que fazer em Valparaíso

Quer gostar de Valparaíso? Então é importante que você saia de Santiago sabendo o que vai encontrar. A cidade é bagunçada, suja e, na opinião de muita gente, meio feiosa e mal conservada. Mas se é assim, vale a pena passar por lá? Isso depende de você. A Juliana, do blog Eu mundo afora, disse que não gostou de Valparaíso e que até sentiu alívio ao ir embora. Já o Ricardo Freire, do Viaje na Viagem, achou a cidade surpreendente. Eu fico no meio do caminho entre os dois: confesso que esperava mais, mas mesmo assim achei bacana. Se você tiver tempo de sobra, acho que vale visitá-la, nem que seja só pra dar aquele oi e colocar um pé nas águas do pacífico.

casas em valparaiso-chile

Mas afinal, o que Valparaíso tem?

Com cerca de 300 mil habitantes, Valparaíso é até hoje uma das cidades mais importantes do Chile. É a capital legislativa do país, além de ser sede de algumas universidades. Durante o século 19, Valparaíso era parada obrigatória para navios que viajavam entre os oceanos pacífico e atlântico. Um terremoto que praticamente destruiu a cidade, em 1906, e a abertura do Canal do Panamá, em 1914, acabaram com o período de glórias.

Vista de Valparaso-Chile

Se a importância portuária caiu, aumentou o papel turístico e cultural da cidade. Desde 2003, o centro de Valparaíso é patrimônio mundial da Unesco. Por quê? Pelas charmosas casas coloridas que tomam conta das dezenas de morros dali. E principalmente pelos ascensores, ou elevadores, que funcionam como meio de transporte entre a parte baixa e a parte alta de Valparaíso.

monumento em valparaiso chile

O primeiro ascensor inaugurado foi o do Cerro Concepción, que começou a funcionar em 1883. Depois dele vieram mais 29 elevadores públicos, dos quais 15 ainda estão ativos. Os ascensores são pontos turísticos da cidade, mas até hoje funcionam como meio de transporte para os moradores, levando inacreditáveis quatro milhões de passageiros anualmente.

Valparaiso-Chile

Em 2012 nós contribuímos com esse número. Subimos no Ascensor Artilleria e no Concepción, ambos com mais de 100 anos de idade. A subida é rápida – dura cerca de um minuto – e custa pouco, cerca de R$ 1. Mas nem por isso é sem emoção. Imagine subir 200 metros numa estrutura antiga e que faz uns barulhos esquisitos. Fora o balanço, a viagem ocorreu tranquilamente e em segurança. Do alto do Artilleria fica uma das melhores vistas da cidade: é o Paseo 21 de Mayo.

Valparaso-Chile - Dicas de viagem

Valparaíso além dos ascensores

Com muitos bares e restaurantes, Valparaíso tem uma noite agitada, principalmente aos finais de semana. Além disso, há museus, praças, igrejas e monumentos históricos. Um exemplo é a Plaza Sotomayor, onde fica um memorial em homenagem aos chilenos que lutaram e morreram nas guerras contra o Peru e a Bolívia, no século 19. Outro lugar que parece interessante, mas onde infelizmente não fomos, é o Museo Naval y Maritimo.

porto de valparaiso-no-chile

E não dá pra ir em Valparaíso e não passar na la Sebastiana, uma das casas do Pablo Neruda. Com cinco andares, todos abertos para os visitantes, a antiga moradia do escritor em Valparaíso está completamente conservada e foi convertida num museu, assim como a la Chascona, que fica em Santiago. As casas do poeta são tão interessantes que viraram outro post.

La Sebastiana - Casa do Neruda - Chile

Como ir de Santiago à Valparaíso?

Nós fomos ônibus. Para isso pegamos a linha vermelha do metrô e seguimos até a estação Universidad de Santiago. De lá caminhamos até a rodoviária Alameda. Compramos os bilhetes de ida e volta na hora e não tivemos problemas, mas há relatos de que os ônibus lotam durante a alta temporada. É possível comprar a passagem nos sites das empresas Turbus ou Pullman. Também dá pra ir dirigindo, com um carro alugado, ou comprar um pacote turístico com alguma agência local.

Graffiti em valparaiso chile

Quanto tempo devo ficar em Valparaíso?

Quem vai e volta no mesmo dia não conhece a vida noturna de Valparaíso, além de ter que correr para incluir Viña del Mar na mesma viagem. Meu conselho é: saia cedo de Santiago, explore Valparaíso durante o dia e caia na noite. No dia seguinte, siga para Viña del Mar. De lá é possível voltar para Santiago. Se for verão, pode valer a pena esticar a estadia em Viña.

Valparaiso - Chile 360meridianos


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 comentários sobre o texto “Turismo em Valparaíso: o que fazer na capital cultural do Chile

    1. Eu deixei no hotel em Santiago, mas estações de trem e rodoviárias costumam ter lugares para guardar também, Patrícia. Outra saída é passar uma noite em Viña ou Valpa e levar as malas com você.

      Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.