10 lugares para tirar férias no Brasil: destinos de natureza

Não é segredo para ninguém que viajar pelo Brasil é uma fonte inesgotável de cenários lindíssimos, comida boa e muita cultura. Com o dólar e o euro nas alturas, quando o isolamento social finalmente acabar, tirar férias no Brasil será a melhor oportunidade para quem sonha em viajar novamente.

Como todas as previsões indicam que o turismo vai demorar a voltar ao normal, atualizamos esta lista com ideias de 10 destinos turísticos brasileiros de natureza, combinações de ar livre e fora do óbvio, para você considerar na sua próxima viagem. Assim, terminada a quarentena, dá para tentar evitar aglomerações, ajudar comunidades locais e ainda conhecer alguns dos lugares mais lindos do mundo.

Tenham em mente que essa não é uma lista definitiva e que ela não inclui uma centena de outros destinos brasileiros incríveis e menos explorados. Então, não deixe de compartilhar com a gente nos comentários sugestões de lugares no Brasil para viajar.

Férias no Brasil, de Norte a Sul: 10 destinos de natureza fora do óbvio

Contratar um bom seguro viagem é recomendável mesmo se você planeja tirar férias apenas dentro do Brasil, ainda mais se pretende colocar trilhas e aventuras no roteiro. Uma boa cobertura garante a sua segurança contra acidentes, emergências de saúde, cancelamentos e problemas com a bagagem. Pesquise aqui um seguro viagem com desconto e por menos de 5 reais por dia ou clique numa das opções abaixo:

Seguro Viagem: Brasil
GTA BRASIL 18 GTA BRASIL 18 Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 600 R$ 4/dia*
APRIL 15 Brasil Basic APRIL 15 Brasil Basic Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 1.000 R$ 4/dia*
ITA 18 NACIONAL ITA 18 NACIONAL Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 300 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*

Ilha do Marajó, Pará

Atrações da Ilha do Marajó

Fazenda São Jerônimo, Soure

Por que visitar a Ilha do Marajó?

Os motivos para conhecer a Ilha do Marajó são inúmeros. É sua chance de tirar as férias na Amazônia e visitar a maior ilha fluviomarinha do mundo, que é habitada há séculos e tem resquícios de uma civilização antiga complexa, os marajoaras. Além disso, você encontrará praias lindíssimas, passeios ecológicos e gastronomia deliciosa.

Quando ir à Ilha do Marajó?

Com o clima quente e úmido, comum da região Amazônica, o ideal é visitar a Ilha no segundo semestre, época de menos chuva. Se você só puder viajar no período chuvoso (início do ano), encontrará temperaturas ligeiramente mais baixas e alguns campos alagados.

Dicas de viagem para Ilha do Marajó:

Como planejar uma viagem para Ilha do Marajó
O que fazer na Ilha do Marajó, no Pará
Onde ficar na Ilha do Marajó, Pará: Soure ou Salvaterra?
Os búfalos da Ilha do Marajó, no Pará
Como chegar à Ilha do Marajó

Alter do Chão, Pará

Ilha do Amor em Alter do Chão

Ilha do Amor

Por que visitar Alter do Chão?

Um dos principais destinos de praia do Brasil. Mas é praia de rio! Alter do Chão não só tem faixas de areia branquinha, igarapés, ilhas e as águas cristalinas do rio Tapajós. Também tem a exuberância da natureza amazônica; as tradições das comunidades ribeirinhas, com belos artesanatos; e deliciosas comidas típicas.

Quando ir para Alter do Chão?

Alter do Chão, tal como a Ilha do Marajó, pode ser visitada o ano inteiro, mas tem uma grande diferença entre o primeiro semestre chuvoso, em que as praias ficam encobertas, mas os passeios da floresta são mais exuberantes; e o segundo semestre mais seco, considerada a alta temporada das praias fluviais.

Dicas de viagem para Alter do Chão:

O que fazer em Alter do Chão, no Pará: roteiros, dicas e atrações
Onde ficar em Alter do Chão e Santarém: os melhores hotéis e regiões
Festa do Çairé: fé e cultura amazônica em Alter do Chão

Delta do Parnaíba, Piauí

delta do parnaiba piaui

Revoada dos Guarás- Foto de Gerson de Lima Junior/ Wikimedia Commons

Por que visitar o Delta do Parnaíba?

O Piauí tem um litoral bem pequeno e as praias menos exploradas do Nordeste. Mas tem charme. Entre as atrações mais interessantes está o Delta do Parnaíba, a foz do rio que se abre em cinco braços que desaguam no oceano, formando 73 ilhas. O rio Parnaíba forma o terceiro maior delta do mundo e por ali você pode curtir praias, se aventurar pelas dunas, fazer passeios de barco pela reserva natural, comer frutos do mar e relaxar.

O Delta do Parnaíba é parte da Rota das Emoções, um roteiro turístico maior, que envolve também destinos mais famosos, como os Lençóis Maranhenses e Jericoacoara.

Quando ir ao Delta do Parnaíba?

A temperatura varia pouquíssimo ao longo do ano na região, o que muda mais é a estação seca e a chuvosa (e também a temporada de ventanias, boa para prática de kitsurf).

O período seco é de junho a dezembro. E o chuvoso é de fevereiro a maio. Janeiro fica no meio do caminho entre os dois. O período de fortes ventos vai de agosto a dezembro.

Dicas de viagem para o Delta do Parnaíba:

Delta do Parnaíba: o que fazer no litoral do Piauí
Rota das Emoções: roteiro de 8 a 15 dias por três estados do nordeste

Serra da Capivara, Piauí

Veados Serra da Capivara

Gravuras do sítio arqueológico Boqueirão da Pedra Furada, da Serra da Capivara

Por que visitar a Serra da Capivara?

O Parque Nacional da Serra da Capivara guarda um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo, com pinturas rupestres de milhares de anos, paisagens incríveis como o Boqueirão da Pedra Furada, dois museus de nível internacional, histórias e artesanato de comunidades locais.

Somos apaixonados pela Serra da Capivara: foi a primeira parada do projeto Origens BR e também o primeiro destino nacional da Expedição360, uma viagem em que nós levamos pequenos grupos para fazer os roteiros com a gente.

Quando ir para Serra da Capivara?

Você pode fazer essa viagem o ano inteiro. O período de chuvas, apesar de chatinho, não chega a atrapalhar: são esparsas. Se quiser evitar, não vá de novembro a abril.

Dicas de viagem para Serra da Capivara:

Roteiro pela Serra da Capivara + Petrolina ou Teresina: guia completo
A Serra da Capivara e os verdadeiros descobridores do Brasil
Petrolina e Juazeiro: o que fazer no Vale do São Francisco

Jalapão, Tocantins

jalapao-ismael

Serra do Espírito Santo. Foto: Ismael dos Anjos

Por que visitar o Jalapão?

Cânions, cachoeiras, fervedouros, dunas, trilhas e rios. O Parque Estadual do Jalapão oferece dezenas de atividades na natureza, além de cenários tão perfeitos que parecem até de mentira. Você também encontra pequenos povoados e artesanato local com capim dourado.

Para ter comodidade, faça a viagem com agências locais, que organizam os passeios e o deslocamento de 4×4.

Quando ir?

O Jalapão pode ser visitado o ano inteiro. No entanto, a estação de chuvas costuma ser de dezembro a março, época onde, em tese, as estradas ficam mais complicadas por causa da lama, mas a vegetação também fica mais verde. O Rafael Sette Câmara viajou em fevereiro e gostou: segundo ele, choveu pouco e o céu estava quase sempre azul.

Dicas de viagem para o Jalapão:

Como planejar uma viagem para o Parque Estadual do Jalapão
Nem novela, nem pacote: conheça o Jalapão com o turismo de base comunitária
Fervedouros e cachoeiras no Jalapão
As belezas da Serra do Espírito Santo, no Jalapão

Chapada dos Veadeiros, Goiás

Ilha do Amor em Alter do Chão

Rio do Couros

Por que visitar a Chapada dos Veadeiros?

Entre as cachoeiras impressionantes e o curioso Vale da Lua, que é todo formado por pequenas crateras, a Chapada dos Veadeiros pode ser considerada um lugar místico, que atrai uma galera zen, em busca de meditação, yoga e boas energias. É um destino excelente para quem curte fazer trilhas mais desafiadoras.

Quando ir?

De abril a setembro, o período sem chuvas. Convém evitar julho e agosto, os meses mais secos, que podem ser meio desconfortáveis.

Dicas de viagem para Chapada dos Veadeiros:

Roteiro de 7 dias pela Chapada dos Veadeiros
Onde ficar na Chapada dos Veadeiros: 12 bons hotéis!
Chapada dos Veadeiros, em Goiás: como ir, o que fazer e outras dicas
Cachoeira Santa Bárbara, joia da Chapada dos Veadeiros
Vale da Lua, cartão-postal da Chapada dos Veadeiros
Catarata dos Couros: beleza na Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

Ferias no Brasil Chapada dos Guimaraes

Por que visitar a Chapada dos Guimarães?

Na lista de chapadas que ainda não conhecemos, a Chapada dos Guimarães é de fácil acesso via Cuiabá e tem como atrativo as proximidades com o Pantanal Norte. Mas também é um destino por si só excelente, com belas cachoeiras, grutas, mirantes e paisagens deslumbrantes de montanhas vermelhas.

Quando ir?

São duas estações definidas, seca (abril a setembro) ou chuvosa (de outubro a março) – a temperatura é em geral quente. Dezembro é um mês especialmente molhado, com o risco das perigosas trombas d’água nas cachoeiras. Na época seca, entretanto, há o risco de pegar as cachoeiras com menor volume de água.

Dicas de viagem para a Chapada dos Guimarães:

• Guia da Chapada dos Guimarães no Marola com Carambola
• O que fazer na Chapada dos Guimarães no Carpe Mundi

Serra da Canastra, Minas Gerais

Cachoeira de Capitólio

Cachoeira de Capitólio, que fica perto do Parque Nacional Serra da Capivara

Por que visitar a Serra da Canastra?

Eu poderia dar apenas uma resposta para essa pergunta: queijo. Ou dizendo mais, um dos melhores queijos do mundo, o canastra.

Mas a região tem diversas atrações: o destino mais famoso é Capitólio, com o belo Lago de Furnas e suas cachoeiras e paisagens. A cerca de 100 km de Capitólio está o Parque Nacional da Serra da Canastra, onde está a nascente do Rio São Francisco e a cachoeira Casca D’Anta, paisagens lindas, fauna e flora únicas, mistura de Mata Atlântica e Cerrado.

Quando ir a Serra da Canastra?

É bom evitar o período de chuvas, que vai de novembro a março. Apesar da vantagem de pegar as cachoeiras mais cheias e a vegetação mais verde, há o risco de trombas d’água.

Logos, os melhores meses para aproveitar as cachoeiras são maio e setembro. Mas abril e outubro também são bons.

Para quem não liga para um friozinho, no inverno, principalmente julho e agosto, as temperaturas caem um pouco.

Dicas de viagem para a Serra da Canastra:

Capitólio, MG: guia completo para conhecer o Mar de Minas
• Roteiro pela Serra da Canastra no Apure Guria
• Guia completo da Serra da Canastra no Vida sem Paredes
As fazendas de queijo Canastra no Vida sem Paredes

Pico da Bandeira, divisa entre Espírito Santo e Minas Gerais

Ferias no Brasil Pico da Bandeira Espirito Santo

Topo do Pico da Bandeira ao amanhecer. Foto: Dedo83 / Wikimedia Commons 

Por que visitar o Pico da Bandeira?

Localizado na Serra do Caparaó, bem na divisa entre Minas Gerais e Espírito Santo, o Pico da Bandeira é o terceiro maior do Brasil. É uma oportunidade legal para quem curte fazer trilhas, acampamento e contemplar paisagens magníficas. São duas opções de trajetos, bem demarcadas: uma de 14 km (ida e volta), entrando por Minas Gerais, e outra de 9km (ida de volta), entrando pelo Espírito Santo.

Além do pico, o Parque Nacional do Caparaó tem outras montanhas, cachoeiras, grutas e áreas de camping. Saiba mais no site oficial da ICMbio. 

Quando ir?

Subir o Pico da Bandeira não requer apenas preparo físico, é preciso também se preparar para o frio: é que para ir nos meses mais secos, que são de maio a setembro, é necessário encarar o inverno. Logo, os caminhantes enfrentam uma variação térmica que pode ir de 25º a -10º C.

Dicas de viagem para o Pico da Bandeira:

• Guia de viagem para o Pico da Bandeira no Tá por Onde
• Dicas para organizar a ida ao Pico da Bandeira no Mochilando com Elas

Cânion do Itaimbezinho, Rio Grande do Sul

Ferias no Brasil: Canion do Itaimbezinho RS

Foto: Eousuda – Wikimedia Commons

Por que visitar o Cânion do Itaimbezinho?

Localizado no Parque Nacional dos Aparados da Serra, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o Cânion do Itaimbezinho é um dos maiores da América do Sul, com 720 metros de profundidade e 600 de largura. Os paredões de pedra são decorados com o verde da Mata Atlântica e Florestas de Araucária, além de quedas d’água.

Tem três trilhas abertas, incluindo para bicicletas, com possibilidade de banho de rio na Trilha do Rio do Boi. Próximo de Gramado, o Cânion pode ser um bate e volta da famosa cidade turística ou uma viagem por si só.

Quando ir aos Aparados da Serra?

Como não há uma estação definida de chuvas, é possível visitar o ano inteiro. Mas lembre-se que no Sul do Brasil o inverno é frio de verdade, com temperaturas abaixo de 10ºC. Logo, se for entre maio e setembro, leve roupas adequadas.

Um dos maiores desafios ao visitar os cânions é a visibilidade, causada por um fenômeno chamado viração, quando uma neblina cobre a paisagem e pode tornar impossível ver qualquer coisa. Por isso, convém verificar como está a visibilidade alguns dias antes de seguir para a região.

Dicas de viagem para o Cânion do Itaimbezinho:

• Dicas para as trilhas do Cânion no Viagens e Caminhos
• Roteiro para o Cânion do Itaimbezinho no Roteiros Inesquecíveis


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

76 comentários sobre o texto “10 lugares para tirar férias no Brasil: destinos de natureza

    1. Adriana, a festa a que me refiro não é a de Parintins, que é em junho, mas sim a de Manaus mesmo, realizada há cinco anos em comemoração ao aniversário da cidade no dia 24 de outubro.

  1. Brotas, no interior de São Paulo, também é um excelente destino de férias para casais e famílias que gostam de cachoeiras, natureza, ar puro, rio de água limpa, diversão nos passeios de aventura e boa gastronomia. Vale a pena visitar.

  2. Que legal, fico muito feliz, quando acho uma das minhas fotos ilustrando lugares de viagem. no caso a foto de João Pessoa na Paraíba. Um lugar fascinante, tirei férias e tiraria novamente.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.