Viajar me deixou milionário

Viajar me deixou milionário

Viajar me deixou milionário. Literalmente. Foi só quando coloquei uma mochila nas costas e resolvi rodar o mundo que carreguei mais de dois milhões no bolso. Isso aconteceu numa cidade de praia, bem parecida com essas que todo mundo conhece: surfistas cariocas por todos os lados, restaurantes especializados em PF – o tradicional Prato Feito – na beira da praia e diferentes sotaques do nosso português compartilhando cervejinhas de frente para o mar. No dia em que cheguei lá, fui até o caixa eletrônico e saquei a quantia máxima permitida: dois milhões e 500 mil. Dois milhões e 500 mil rúpias da Indonésia, o equivalente a uns R$ 500 no câmbio atual.

As praias da península Bukit, em Bali, na Indonésia, tem uma gigantesca população de brasileiros. Já te contamos aqui no blog que o nosso português PT-BR é quase o segundo idioma dessa região. Conhecido pelo mar bom para surfe, a região atrai brasileiros de todos os tipos. Até os que nunca pegaram uma onda sequer, tipo a gente. A Indonésia tem cerca de 18 mil ilhas, uma das maiores populações do planeta e, claro, uma moeda absurdamente desvalorizada. Um real vale cerca de 5 mil rúpias da Indonésia.

Bali - Uluwatu praia

O custo de vida por lá é baixíssimo. Com pouco mais de R$ 7 por pessoa, pagávamos a diária do melhor hotel em que nos hospedamos durante toda nossa viagem de volta ao mundo. Um chalé, com uma piscina na frente, internet wi-fi e pertinho da praia. Na época o hotel estava abrindo as portas, o que justificava o preço tão baixo. Hoje, os valores para ficar lá subiram um pouco, mas ainda é possível achar vários estabelecimentos do mesmo nível na mesma região sem gastar muito. E há hotéis mais simples e baratos também. Com R$ 25 por dia (e por pessoa) vivíamos bem, comendo em bons restaurantes, bebendo em bons bares e sem nenhuma preocupação em economizar demais.

Hotel barato em Bali

O ponto aqui é simples, algo que sempre defendemos no 360meridianos: viajar não precisa ser caro. É possível viajar o mundo, com um bom nível de conforto, gastando menos do que é preciso para levar uma vida “normal”, em qualquer grande cidade do Brasil. E para isso não basta ir para um país mais barato que o nosso. É preciso saber quando e como economizar. Na mesma Bali dos hotéis de R$ 7, encontramos um brasileiro que estava pagando R$ 150 pela diária de um resort – que cobrava pela wi-fi – , tudo porque ele reservou sem pesquisar.

Mesmo que um planejamento eficiente seja capaz de baratear qualquer viagem, até para países onde o custo de vida é mais elevado que o do Brasil, é evidente que existem lugares que são praticamente um paraíso para mochileiros: extremamente baratos e, o melhor, muito interessantes. No começo deste ano o site Price of Travel fez uma lista com 116 cidades, mostrando quais são os destinos mais atraentes para mochileiros e viajantes que não têm nem escorpiões no bolso (porque não teriam recursos para alimentar os bichos e a eles próprios ao mesmo tempo).

O top 10 de cidades mais baratas é dominado pela Ásia: Pokhara (Nepal), Hanoi (Vietnã), Katmandu (Nepal), Phnom Penh (Camboja), Chiang Mai (Tailândia), Nova Delhi e Goa (Índia) ocupam as primeiras colocações, todas com gasto de menos de US$ 20 por dia.

Viajo ou compro uma bicicleta

Goa, na Índia

Das cidades citadas pelo site gringo, estivemos em algumas. Em Pokhara, no Nepal, também ficamos milionários. Gastávamos ridículos R$ 8 por quarto num hotel bacana e comíamos em ótimos restaurantes somente com aquela nota de R$ 2 que fica perdida (e toda esmagada) no bolso da calça. Tudo isso num dos lugares mais incríveis do mundo: Pokhara é uma pequena cidade, às margens de um lago e cercada por três picos nevados com mais de oito mil metros de altura. Viu que dá para chamar de paraíso?

Nepal - Pokhara

Katmandu, capital do país, também não fica atrás – lá é até complicado achar um hotel razoável com diárias a mais de R$ 10, café da manhã incluso. Também estivemos nas representantes indianas da lista: Delhi e Goa são baratas se comparamos com o Brasil, mas existem inúmeras cidades turísticas mais econômicas que elas na Índia. Já Chiang Mai, na Tailândia, também nos ofereceu preços extremamente convidativos, mas o resto do país, principalmente as praias, não são muito baratas não.

Inspirados pela lista do Price of Travel, resolvemos fazer um ranking com os lugares mais baratos para mochileiros, contando apenas os lugares onde estivemos. Neles, fomos milionários, muitas vezes literalmente. Nosso ranking pensa na questão do custo/benefício, claro. Afinal, não adianta ser barato se não for um lugar interessante.

Lugares mais baratos do mundo, segundo 360meridianos

1 – Uluwatu (Bali), Indonésia

É tão barato que frequentemente pensamos em ficar alguns meses por lá.

2 – Pokhara, Nepal

Cidade linda e comida boa por menos de US$ 20 por dia. Quem tiver mais pode até esbanjar no conforto.

3 – Rishikesh, Índia

A Índia tem até cidades mais baratas, mas poucas são mais legais que Rishikesh. Passe uma temporada por lá!

4 – Udaipur, Índia

Outra cidade indiana que é barata e muito, muito agradável.

5 – Langkawi, Malásia

Hotéis de frente para o mar a menos de R$ 10. E o melhor: em Langkawi a cerveja não tem imposto.

Estátua de Shiva no Ganges em Rishikesh, Índia

Rishikesh, Índia

Vale sempre lembrar que viajar não te deixa rico de verdade, afinal milhões de rúpias da Indonésia podem até ser muito dinheiro para o país (e talvez seja mais do que a fortuna atual do Eike), mas não garantem a entrada de ninguém na lista da Forbes. Por outro lado, viajar enriquece também de forma simbólica: acumular experiências, conhecer novas culturas e aprender a conviver com o novo e a entender a vida por outro ponto de vista são riquezas sim, embora não envolvam acúmulo de dinheiro. Ainda bem.

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

72 comentários em Viajar me deixou milionário

  1. Oi, Rafael! Eu de novo! Hehe estou devorando o blog, e cada vez fico mais motivada! E impressionada o quanto eu estava equivocada e que é bem possível fazer a volta ao mundo!

    Estou deixando questões em seu respectivos posts! Espero que consigas responder! Ficaria imensamente feliz! Vou comprar os 3 e-books também!

    Uma pergunta: para iniciar a volta ao mundo, qual o continente (ou pais) com passagens mais baratas saindo do Brasil? É a Ásia??

    Muito obrigada!!!

    • Oi, Cristina. Desculpa a demora. 🙂

      Olha, se você comprar a passagem de volta ao mundo, isso (qual continente) não faz tanta diferença. Eu comecei pela Europa, de lá fui para a Ásia, de lá para Oceania e então América do Sul, mas conheço quem fez o inverso e gastou mais ou menos a mesma coisa.

      Abraço.

  2. Gente eu amooo vcs! vcs são incríveis!!!
    mais uma perguntinha…rs
    nosso plano é passar 20 na india, é possivel nesse tempo dar um pulo no Nepal de boa??? sem perder os principais pontos turisticos na india?
    bjs e parabens pelo blog!!!

    • Oi, Diana. Obrigado.

      É sim. Lógico que você terá que tirar alguma coisa do roteiro e fazer escolhas. Mas você pode deixar 15 dias para a Índia (e conhecer Delhi, Agra, Jaipur, Varanasi e Rishikesh, por exemplo).

      Abraço.

  3. Oi Raphael,

    Qual a melhor época de ir para Bali? E as cidades de conexões dos voos é preciso visto? e tem algum artigo de do site de vcs falando sobre local para hospedagem, alimentação e passeio?

  4. Poxa, Rafael, saindo da minha cidade (Belém) pra Katmandu custa 7 mil por pessoa… Testei saindo de São Paulo e o mais barato que achei seria pra maio do ano que vem ir pra Índia por 4 mil. Como você fez pra achar passagens baratas? Para qual cidade seria mais em conta voa primeiro?

    • Oi, Nayra. A passagem é cara mesmo. Inclusive, essa para a Índia até que está com um preço bom.

      Para Ásia, os melhores preços que você vai encontrar são para o sudeste asiático. Tailândia, Malária, Cingapura, por exemplo.

      Já vi por 2500 a partir de São Paulo, o que é um preço ótimo.

  5. Olá Pessoal

    Estou ansioso por receber os livros Ebooks, ainda hoje efetivei a compra. Sei que ao final da leitura estarei mais esclarecido sobre meu grande sonho “viajar pelo mundo”

    Uma dúvida: quando vocês viajam levam apenas uma mochila, certo? e esta tem quantos litros? pois se for muito grande vai como bagagem normal, não é mesmo? e como posso fazer para levar ela proximo a mim, dentro do avião? qual o modelo ideal de mochila?

    Muito obrigado

  6. Concordo com “4 – Udaipur, Índia – Outra cidade indiana que é barata e muito, muito agradável.” Estivemos lá mês passado e, comprovadamente, foi a cidade mais barata em tudo e nos divertimos muito com o Holi.

  7. Olá, eu estive lendo muitas das publicações que você e as meninas postam aqui no blog e estou amando, fico cada vez mais ansiosa para minha primeira viagem sozinha. Tenho 16 anos e mal posso esperar para os meus 18, já tenho uma grande quantia em dinheiro guardada para fazer minha primeira viagem internacional.

  8. Olá, estou tentando me programar pra uma viagem na Ásia assim como vcs, sou do RJ e a minha maior dúvida é de onde é mais barato chegar no vôo Internacional??? Por onde vcs chegaram?? Qual foi a rota internacional brasil/Ásia/brasil? Obrigada

    • Oi, Livia.

      As passagens mais baratas costumam ser para Bangkok e Cingapura, normalmente com escala no Oriente Médio. O site Melhores Destinos já divulgou algumas promoções para a Ásia este ano, com preços entre 2 mil e 2500, ida e volta. Fique de olho lá.

      Abraço.

  9. Olá, eu tenho 18 anos e estou planejando fazer um mochilão de volta ao mundo aos 20 anos ( ou pelo menos eurásia dependendo) e me falaram que pra fazer isso eu preciso ter 21 anos pra entrar em outros países sem autorização, é verdade?

    • Oi, Guido.

      Não que eu saiba. Já cansei de encontrar mochileiros de 18, 19 anos viajando pelo mundo.

      Inclusive, no exterior é muito comum que essa viagem aconteça entra a saída do ensino médio e a entrada na faculdade.

  10. Olá Rafael, muito show o seu depoimento!

    Eu estou com vontade de viajar com a esposa para a Ásia nesse ano. Só que não sei nem por onde começar…

    Sei que as passagens são caras, mas vc tem algum “site” que indique onde pode-se comprar os pacotes com melhores preços?

    Um abraço

    • Oi, Bruno.

      Para ver promoções de passagens aéreas o site recomendado é o Melhores Destinos (http://www.melhoresdestinos.com.br/).

      Não deixe de ler também nossos textos sobre a Ásia. São uns 200. Enfim, tem muita informação. Basta você pensar em quais países quer visitar e começar o planejamento.

      Qualquer dúvida é só falar. 🙂

    • Oi, Francisco. Seja bem-vindo! 🙂

      Se precisar de qualquer coisa é só falar.

      E viajar pode ser caro ou barato, depende do estilo de cada um. Eu prefiro o estilo que envolve menos dinheiro, afinal grana é sempre um problema. hehehe

      Abraço!

  11. Oi, Rafael!

    Primeiramente, adorei as suas dicas.
    Estou indo morar em Bali ano que vem durante dois meses, pois vou fazer um trabalho voluntário.
    A organização que eu vou irá me oferecer acomodação e mais uma refeição por dia.
    Quanto em média você acha que é necessário para eu levar por mês? Esse dinheiro seria mais ou menos para saídas, comprar algumas coisinhas… mas também sem muito luxo.

    Abraço.

    • Oi, Larissa. Durante a viagem a gente calculou uma média entre 30 e 40 dólares por dia para Bali (isso incluía o hotel). Dá para fazer com menos e dá para gastar bem mais, depende do estilo de viagem.

      Se você já tem a hospedagem e uma refeição, acho que fica ainda mais barato.

      Abraço.

  12. Olá, adorei o comentário sobre ficar milionário, rs, lembrei na hora como me senti ao sacar 1,5 milhão de rúpias, hehehe…. Milionária uma vez na vida!!
    Ótimo blog, parabéns aos autores!

  13. Belo texto Rafael. Fiquei instigado a visitar Bali. Tenho uma dúvida um tanto idiota, mas é possível ir e aproveitar bem, mesmo não falando outra língua além do português?

    • Cesar. Pensando em ir a Bali? Não se preocupe com hotel. Desde 2007 eu tenho ido a Bali. Os hotéis lá são super baratos. Te aconselho reservar um qualquer em Kuta pra descansar por uma noite, e no dia seguinte sair procurando por um que te agrade mais. Isso se você não quiser ficar no que você reservar. A dica é ir fora da época de natal e ano novo. Nesse período os hotéis são baratos mas fora dele os hotéis são incrivelmente baratos. srsr.

    • É esse sim, Cesar. O preço pode variar de acordo com a época do ano, mas dá pra achar muitas opções de hospedagem barata lá.

  14. Ola Rafael! Adorei as dicas! Vou passar a minha lua-de-mel em Bali em Dezembro, o que voce recomenda na area dos surfistas? Queremos um hotel bom, mas nao precisa ser resort. Obrigada!

  15. Realmente, muitos locais paradisíacos possuem custo de vida bem mais barato que o nosso, principalmente pra mim, que moro na cidade do Rio de Janeiro (neste período pré-Copa já batizamos a moeda de iReal). Porém, o que encarece as viagens ao exterior é o deslocamento até o destino internacional. Assim, pergunto se vocês possuem dicas a esse respeito (passagens aéreas baratas, cruzeiros promocionais, etc.).

    • Comparando com o Rio então… aí que tudo da Ásia fica bem mais barato. Tudo iReal mesmo.

      Você conhece o site Melhores Destinos? http://www.melhoresdestinos.com.br/

      Siga esse site de todas as formas que você puder: curta no Facebook (e peça para receber notificações por feed), assine a lista de e-mails deles, siga no twitter.

      Assim, toda vez que eles postam uma promoção, você fica sabendo de primeira mão. É assim que eu acho várias passagens baratas.

      Abraço!

    • Oi João. Procure se organizar com antecedência que dá sim pra ir. A dica é não ir em dezembro/janeiro. Eu estou sempre olhando pssg pra Indonésia, tailandia, malásia… É possível encontrar pssg por R$3.500,00 em agosto por exemplo.

  16. Sensacionais esses posts!!!! Pretendo um dia fazer uma viagem dessas ao redor do mundo e nao sabia que era tao barato conhecer e se divertir nessa parte da Asia!
    Parabens Rafael!

  17. Olá… gostei tanto da historia de ficar milionário que decidir ser aproxima.rs…
    Estou me programando pra ir em novembro deste ano de 2014 pretendo, passar pelo menos 30 dias por lá.
    Até então vou sozinha. SE alguém se interessar em irmos juntos podemos ajustar isso melhor.
    meu email: [email protected]

    Até.
    Lilia

  18. Olá Rafael muito legal seu poster, você sabe me dizer quanto +/- se gasta por mês em Bali, sem luxo, só curtindo as praias? Estou afim de passa uma temporada lá esse ano, lá p/ de mês jun ate 2015. Agradeço des de já…

    • Oi, Stan.

      Isso depende do seu estilo de viagem. Acho que eu gastei uns 25 dólares por dia com tudo, no máximo. É possível gastar bem mais – se você fechar um resort por exemplo – e até menos, escolhendo acomodações mais simples, com cara de surfista.

      Qualquer coisa é só falar!

      Abraço.

    • Oi, Mari,

      É bem aceito sim. Nós levamos um desses é foi bem tranquilo. Quando as lojas não passarem cartão, é só sacar em algum caixa eletrônico. São vários.

      Enfim, acho que é uma boa saída. Também habilite seu cartão de débito para uso internacional, assim como o de crédito. Podem ser úteis.

  19. Ola Rafael, estou indo para o Nepal e gostaria de saber em qual hotel ficou hospedado em Katmandu e Pokhara. Tem realmente muitas opções. Agradeço se puder me ajudar. Abraços.

    • Oi, Angelica. Foram esses dois aqui:

      Katmandu:
      http://www.360meridianos.com/2012/12/hotel-kathmandu-terrace.html

      Pokhara:
      http://www.360meridianos.com/2013/01/pokhara-star-inn-nepal.html

      Mas tenha em mente que nossa viagem foi super econômica. Se esse não for o seu caso, pode ser uma boa procurar hotéis mais confortáveis.

      De qualquer forma, o de Pokhara eu recomendo bastante. O quarto era bem razoável. O hotel é gerenciado por uma família muito simpática. Só não espere muita coisa, porque é tipo uma pousada simples, sem café da manhã.

      Que tipo de hotel você está procurando exatamente? Me passa informações como faixa de preço e o que você quer que ele ofereça que eu tento de ajudar mais. =)

      Abraço.

      • Oi Rafael! Obrigada pelas informações.
        Gosto muito de viagens econômicas. Prefiro gastar menos, mas conhecer mais. As sugestões que passou são ótimas. Tenho alguns amigos que já estiveram por la e também me deram algumas dicas.
        Planejo ficar seis dias.
        Obrigada

  20. Nossa gente, só eu me arrepio lendo os posts aqui? Sensacional! Parabéns e obrigada pelas informações Rafael, não vejo a hora de chegar minha vez!

    • Oi, Patrícia.

      Já pensou num curso intensivo? Com um inglês básico, daqueles que não dá para morrer de fome e seja possível passar na imigração, você consegue se virar. Com isso e muita mímica, claro.

    • Era R$ 7 por pessoa, Victor. No caso de um quarto de casal, deu cerca de R$ 15. Infelizmente eu já procurei o nome do hotel na internet, mas não achei nada. Foi um achado mesmo, encontrado enquanto andávamos por lá. A única informação que eu tenho é que fica perto de outra pousada mais famosa, a The Gong. Tenho também um e-mail: [email protected]

      Esse e-mail estava na placa que ficava do lado de fora do hotel.

      Espero que ajude!

      Abraço!

  21. Para ver que depende muito de viajante para viajante. Fiquei 1 mês em Bali. Achei as pousadas baratas, mas pagamos em média U$ 25 por casal sem café da manhã. Já na Tailândia foi tudo incrivelmente barato. Até em Ko Phi phi conseguimos um hotel baratérrimo, sem café mas com ar-condicionado, para mim, fundamental na Tailândia.
    E quanto a ficar milhonário, também curti, sempe disse que seria milhonária antes dos 30, nunca em que moeda seria kkkk. Tenho até a foto dos nossos 7 milhões de rúpias. Mas tivemos problemas ao trocar dinheiro em Bali, por isso, recomendo cautela…dá uma olhada nessa historinha: tripsincriveis.blogspot.com.br/2013/01/muito-cuidado-ao-trocar-dinheiro-em-bali.html

    Abraço, adoro o blog!!!

  22. oi Rafael. Acredito 100% em tudo que escreveu, ainda que não tenha viajado para os países citados. Ainda. Também dei uma olhada no Price of Travel, um site bem bacana para termos ideias de valores no destino. Muito útil. A-do-rei.

    • Oi Adriana,

      Legal o seu foco no “ainda”. O mundo é grande, mas esses países estão logo ali. hehehe

      Obrigado pelo comentário! Abraço!

  23. A Tailândia realmente é mais cara que outras partes da Asia, mas a verdade é que se paga 3 ou 4 x mais nas ilhas super populares como Phi Phi e nas regiões de praia mais famosas como Krabi. Quando fui a Koh Lipe a ilha não era assim tãaao famosa e paguei num bangalo quase na água do mar no auge da alta temporada 3 x menos que uma amiga pagou num hotel afastado da praia na baixa temporada em Phi Phi. E nas ilhas ao redor de Koh Lipe dava para ficar em bangalô oferecido pelo governo por metade do que eu paguei ainda! Já em alguns países do leste europeu dá para brincar de ser rico tb. A Polônia em especial tem preços ridículos comparados ao resto da Europa. Mas nada se compara ao norte India. Me senti a marajá,rs. É tudo tão barato que quando partimos para o Sri Lanka me senti roubada ao pagar 35 reais na acomodação.

    • Oi Liliana,

      Nossa, a Índia é absurdamente barata. Saudades disso.

      E tenho que colocar o leste europeu no meu roteiro. Quem sabe em 2014. =p

      • Oi Rafael. Fantástica suas dicas. Sem sua permissão, eu já compartilhei pelo FB. Gosto demais de Bali. Tive a oportunidade de ir lá várias vezes desde 2007. Tenho vários amigos lá, viajo a ilha toda de moto, adoro a comida e até arrisco alguma coisa em “bahasa” indonésio.

        Uma coisa já decidi na vida. Daqui a 5 anos me aposente a ADEUS BRASIL. Me mudo pra Bali. Tendo liberdade para escolher a data da viagem, é possível encontrar passagem com preço bom.

        Parabéns pelas dicas. Bali vale muito a pena…

        • Obrigado por compartilhar, Jaime.

          Eu já pensei nesse seu plano também. Bali é incrível, dá mesmo vontade de mudar pra lá. hahaha

          Abraço.

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: