fbpx

Novas regras para visitar Machu Picchu a partir de julho de 2017

O Ministério do Peru anunciou, em fevereiro de 2017, novas regras para proteger Machu Picchu do intenso fluxo de turistas que acaba colocando o patrimônio em risco. Veja quais são elas.

Atenção: As regras começam a valer para ingressos comprados a partir de 01 de junho para visitas agendadas para de 01 de julho de 2017  em diante. Durante o mês de maio, só será possível comprar ingressos para maio e junho.

Os bilhetes que tenham sido comprados com antecedência para datas a partir de 01 de julho de 2017, serão automaticamente transferidos para o primeiro turno. No entanto, as autoridades informaram que serão flexíveis com as pessoas que tenham adquirido seus ingressos antecipadamente.

Leia: Como comprar o ingresso de Machu Picchu

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável em qualquer viagem. Não fique desprotegido no Peru. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício com nosso código de desconto.

Horário de visitação restrito

A principal mudança é que não será mais possível comprar ingressos para o dia inteiro. Durante o processo de compra, o visitante terá que optar entre dois turnos:

  • Turno da manhã, que vai das 6h às 12h
  • Turno da tarde, que vai das 12h às 17h30

Em cada turno poderão ingressar aproximadamente entre 45 e 55 % dos visitantes.

Lembrando que os horários de subida à Huayna Picchu não mudaram e, portanto, se você pretende visitar a montanha deverá comprar o seu ingresso para o primeiro turno.

Machu PIcchu, Peru

Exigência de guia de turismo

A partir de agora, todos os visitantes deverão ser acompanhados por um guia de turismo. Tal como acontece hoje, o serviço poderá ser previamente contratado por você ou arranjado na entrada do parque, porém agora a contratação é obrigatória. Ainda não se sabe como isso vai funcionar: se o parque vai organizar os grupos com guias oficiais ou se isso ficará por conta das agências de Cusco e Águas Calientes. Ou ainda se vai haver uma tabela de preços para o serviço ou isso ficará a cargo do livre mercado.

Os grupos deverão ter no máximo 16 pessoas, mas você também poderá contratar um serviço privado, o que é uma alternativa para desburocratizar o passeio. Não será permitido ao visitante afastar-se ou mudar de grupo no meio da visita. Assim que tivermos mais informações sobre a aplicação da regra, o post será atualizado.

Circuitos de visitação fechados

Três circuitos visitação foram instituídos, cada um com duração entre duas e três horas. Na prática, isso quer dizer que o visitante não poderá mais vagar aleatoriamente pelo Parque: precisará seguir um roteiro previamente estabelecido com seu grupo, o que, ao meu ver, vai empobrecer e enrijecer a experiência.

O circuitos são:

  • Circuito 1:  Subida à parte alta da cidade e visitação completa da parte baixa. Duração estimada de 3 horas.
  • Circuito 2:  Visitação completa da parte baixa. Deve durar cerca de 2 horas e meia.
  • Circuito 3: Visitação abreviada da parte baixa. Cerca 2 horas.

O visitante poderá optar pelos circuitos no momento da visita e o passeio pode ser combinado com a subida a Huayna Picchu ou à montanha Machu Picchu.

Proibição do reingresso

Uma vez terminado o passeio pelo circuito escolhido, não será permitido ao visitante retornar à cidadela.

Proibição do Pau de Selfie

O uso de pau de selfie ficará restrito a certas regiões do parque, para evitar aglomeração de pessoas em becos e vielas.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

25 comentários sobre o texto “Novas regras para visitar Machu Picchu a partir de julho de 2017

  1. Oie fiz um pacote em dezembro com uma agencia de viagens com tudo incluso, ticket da entrada e tal.
    Peguei o volcher semana passada e viajo na quinta feira,estou me perguntando se vou ter que ficar no segundo turno da visita ao park? Queria o primeiro turno,chegar cedo!

    1. Marcela, a informação está no post:

      “Os bilhetes que tenham sido comprados com antecedência para datas a partir de 01 de julho de 2017, serão automaticamente transferidos para o primeiro turno. No entanto, as autoridades informaram que serão flexíveis com as pessoas que tenham adquirido seus ingressos antecipadamente.”

      Abraços

  2. E com essa nova regra, como ficou o reingresso ao parque caso precise sair pra ir a lanchonete ou banheiro? O reingresso ainda é permitido?
    Fiquei em dúvida com relação as montanhas: além de pagar para entrar no parque de machu picchu, tem que pagar para subir a montanha de mesmo nome? (Huayna Picchu sei que tem que pagar)
    Estou planejando uma viagem para Setembro.

    1. uzana, você entra e tem que percorrer o percurso com o grupo ou guia. Quando termina o percurso, sai do parque. Não há reingresso, mas ainda não sabemos qual será a tolerância para casos e emergências para ir ao banheiro, por exemplo…

      Abraços

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.