Onde ficar em Nápoles, Itália: dicas de hotéis e bairros

Nápoles é a terceira maior cidade italiana, mas certamente não está na lista das mais visitadas por estrangeiros quando comparada com queridinhas como Roma, Florença, Veneza ou Milão. A cidade onde a pizza como conhecemos foi inventada tem má fama por conta de problemas com a máfia, criminalidade e com o lixo. Mas, sinceramente, depois de passar três dias lá, fiquei com muita vontade de retornar e explorar melhor Nápoles e seus arredores. E que arredores! A começar pelo imponente Vesúvio, que se destaca qualquer que seja a vista. Além disso, pertinho de Nápoles ficam Pompéia, Herculano e outras ruínas romanas arrasadas pelo vulcão. Também tem Sorrento, Ilha de Capri, Salerno, Amalfi, enfim, um monte de lugares lindos.

Vai viajar? Veja dica de seguro de viagem com 15% de desconto O que fazer em Nápoles, Itália A história da Pizza: de Nápoles para o mundo

Nápoles é uma boa cidade base para explorar o sul da Itália, sem contar que tem seus encantos próprios, como bons restaurantes (e baratos!), hotéis legais, muitas lojas, e claro, o mais importante, atrações turísticas bacanas, que rendem uns dois dias de visita.

Sobre a criminalidade, fora a região no entorno da estação de trem, a Piazza Garibaldi, (que é bom evitar durante a noite), não me senti insegura. Acredito que é necessário tomar os mesmos cuidados que tomaríamos no Brasil, de não se aventurar por lugares desconhecidos e não andar com muito dinheiro e objetos de valor dando sopa. O problema do lixo foi resolvido, aparentemente. Achei a cidade mais suja do que o comum na Europa, mas nada para gerar alerta. Dito isso, vamos ao que interessa.

Onde ficar em Nápoles: as melhores regiões

  • Chiaia e Santa Lucia

onde ficar em napoles lungomare chiaia

Essa foi minha escolha quando tentava decidir onde ficar em Nápoles. Chiaia fica perto da Piazza del Plebiscito, a mais importante da cidade, e se estende em direção ao mar. Ali você fica próximo à zona histórica e ao transporte público, sem, de fato, ficar no centro da confusão. É uma boa área para andar de noite, com quarteirões vivos e bonitinhos, com vários restaurantes – inclusive a pizzaria que afirma ter inventado a Marguerita – e várias lojas.

O Santa Lucia é o bairro vizinho, colado no Chiaia, que engloba a região do lungomare, ou seja, beira-mar. Ali as vistas são lindíssimas. E tem o Castel dell’Ovo, um castelo medieval construído numa ilhota.

onde ficar em nápoles albachiara

Eu me hospedei num apartamento chamado Albachiara (nome da proprietária, muito gentil), que tem nota 9,5 (excepcional).

Veja todas as opções de hospedagem em Chiaia e em Santa Lucia

  • Plebiscito

onde ficar em nápoles plebiscito

Plebiscito é a região que fica entre Chiaia e o Centro Histórico, que tem várias ruas que de fato fazem parte do centro. Assim, está muito perto da área beira-mar, mas também tem vários prédios antigos e ruelas apertadas e típicas de Nápoles. Ali estão a Piazza del Plebiscito, o Castel Nuovo, o Palazzo Reale, a Chiesa di San Francesco di Paola, a Galeria Umberto…

Enfim, deu para entender que é uma área importante. Alguns prédios parecem decadentes por fora, mas por dentro são confortáveis. Também é nessa área que fica uma das ruas mais famosas da cidade, com várias lojas de marca, a Via Toledo.

Veja todas as opções de hospedagem em Plebiscito

Rua Nápoles

  • Centro Histórico de Nápoles

Nápoles, Itália

O Centro Histórico de Nápoles é Patrimônio Mundial da Unesco. São ruas estreitas e cheias de coisas interessantes, praças, pracinhas, obras de arte e igrejas. É ali também que fica o Museu Arqueológico de Nápoles. É um lugar italiano até dizer chega, não tem nem como explicar. Não espere ali a arrumação de Chiaia ou a calmaria de Vomero. Essa é Nápoles no ápice da sua confusão adorável.

Veja todas as opções de hospedagem no Centro Histórico

  • Vomero

Vomero

Vomero fica no alto de uma colina. Para chegar lá, você pode ir de funicular, partindo da região do Plebiscito. Foi o que eu fiz. Quando cheguei, me surpreendi com uma Nápoles totalmente diferente do que estava lá embaixo.

É uma área residencial, com prédios mais novos, alguns bem bonitos, do início do século 20, algo que poderia muito bem estar em Paris. Lá no alto fica o Castel Sant’Elmo, um grande jardim e dois museus menores. Dali se tem lindas vistas de Nápoles e do mar Tirreno.

Veja todas as opções de hospedagem em Vomero

Onde ficar em Nápoles: outras opções

Como eu disse no início do texto, Nápoles é uma cidade enorme e cada canto tem um jeito diferente. Então, além das sugestões que eu dei acima, você pode procurar por toda a cidade alguma opção que te agrade mais. Basta conferir o mapa a baixo:

Booking.com


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

22 comentários sobre o texto “Onde ficar em Nápoles, Itália: dicas de hotéis e bairros

  1. Olá Luiza!
    Obrigada pela partilha! Não sei se me poderá ajudar, mas vou para Nápoles em Novembro e pretendo fazer a costa Almalfitana, vesúvio e pompeia (capri já tirei da ideia, porque não dá tempo) apenas durante 4 dias, acha que é viável? Em Nápoles e uma vez que vou alugar carro, pode indicar-me alguma zona ou mesmo hotel mais indicado para ficar?
    Obrigada, e continuação de ótimas viagens, e já agora espero que continue a morar no Porto, é uma ótima acidade para se viver ;-).
    MA

    1. Oi Maria Alice,

      Acho bem apertado, tendo em vista que Nápoles tem bastante coisa para ver também. Eu acho que a Costa Amalfitana em novembro não é a melhor das ideias – grandes chances de chuva, deixaria talvez para outra oportunidade. Mas claro, se você fizer muita questão, faça, só tente se planejar bem antes.

      Sobre o hotel em Nápoles, acho que a primeira coisa que você tem que se preocupar é com um lugar que inclua estacionamento, porque parar na rua será um pesadelo. Eu olharia um pouco fora do centro histórico, que é mais confuso para dirigir. Acho que a região de Chiaia e Santa Lucia pode ser uma boa.

      Segue uma lista de acomodações com estacionamento nessa área: https://www.encurtador.com.br/btwG3

  2. Olá! Vou chegar em Napoles às 20h e me hospedarei em Chiaia. Vi que existe um ônibus que sai do aeroporto e tem paradas na via Arenaccia, na praça Garibaldi (estação de metrô), na praça Município (Molo Beverello) e na praça Nacional. Pelo que vi, precisaria descer do ônibus na estação de metro da Praça Garibaldi e pegar um metro para Chiaia. Será que é perigoso fazer isso à noite, sozinha? Obrigada!

    1. Oi Camila,

      Não acho que nada vai acontecer com você. Fique atenta aos arredores e com as suas coisas e siga direto do ônibus para a estação.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.